Pirenópolis recebe festival de vinhos com entrada gratuita

O início do inverno será celebrado com um festival que une vinhos consagrados, alta gastronomia e apresentações ao vivo de jazz, tendo como localização as imediações da Igreja Matriz de Pirenópolis.

Degustações orientadas de vinhos premiados – com destaque para a produção goiana e do Distrito Federal – palestras com especialistas, feira gastronômica com produtos artesanais da Rota dos Pirineus e shows gratuitos de jazz marcam o início da segunda edição do Wine Jazz Piri, que começa às 19 horas desta quinta-feira (20/06) e segue até domingo (24/06).

Vinhos do Cerrado

Cerca de 30 vinícolas instaladas em Goiás e no DF vão apresentar mais de 50 rótulos durante o Degusta Terroir do Cerrado. De acordo com o idealizador do evento, Ricardo Trick, “o Wine Jazz foi pensado para dar visibilidade à produção regional de vinhos do Cerrado, o mais novo terroir brasileiro, e que vem alcançando excelentes resultados. Temos em Goiás e no Distrito Federal rótulos que estão ganhando espaço nas principais adegas de apreciadores de vinho e, muitas vezes, não temos esse reconhecimento pelos que moram aqui, perto de nós”.

Vinícola Assunção (GO) – foto: divulgação

Para o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, o Wine Jazz Piri é um projeto que casa perfeitamente com a promoção de um produto turístico goiano, que é a Rota dos Pirineus.

“A parceria em eventos como esse, que têm o propósito de juntar apreciadores de vinho, amantes da boa mesa e música de qualidade, é uma excelente forma de divulgar produtos turísticos como a Rota dos Pirineus, que se fortalece a cada dia”.

A cerimônia de abertura é também de premiação dos vinhos participantes. A avaliação, feita pelo jornalista e sommelier Marcelo Copello nos dias que antecedem o festival, culmina, além do prêmio, com o lançamento do Guia Marcelo Copello – Melhores Vinhos de Goiás e DF.

Todos os vinhos da região inscritos na avaliação que alcançarem pontuação igual ou acima de 84 pontos receberam medalhas de bronze, prata ou ouro que poderão serem afixadas nos estandes dos expositores durante o evento como forma de reconhecimento ao feito alcançado.

Programação

Boa parte da programação do Wine Jazz Piri é oferecida de graça. O público tem acesso gratuito diário à Arena Wine Jazz, montada ao lado da Igreja Matriz, onde uma feira de artesanato divide espaço com os estandes das vinícolas que levam o melhor da produção regional, ao lado de vinhos nacionais e internacionais.

É na Arena Wine Jazz, com a presença de todos os expositores de vinhos, produtos da Rota dos Pireneus e uma praça de alimentação, que ocorrem os shows gratuitos de jazz. Este ano o mestre de cerimônias é o músico João Frederico Scioti, mais conhecido como Derico, que faz participações especiais com bandas goianas. Derico integrou, por mais de 20 anos, as bandas dos programas Jô Soares Onze e Meia, no SBT, e Programa do Jô, na TV Globo.

Além das experiências gastronômicas promovidas no Salão Paroquial durante o Degusta Terroir do Cerrado, o Wine Jazz também promove eventos harmonizados em restaurantes e pousadas locais.

O evento, que acontece ao lado da Igreja Matriz de Pirenópolis, conta com apoio do Governo de Goiás, por meio da Goiás Turismo.

Confira a programação completa:

Quinta-feira (20/06)
LOCAL – Arena Wine Jazz (Largo da Matriz) – entrada gratuita
19 horas – Solenidade de abertura
20 horas – Premiação Melhores Vinhos de Goiás e DF – Guia Marcelo Copello
21 horas – Show de abertura Ricardo Pina Quarteto

Sexta-feira (21/06)
LOCAL – Theatro – entrada gratuita
10 horas – Palestra Marcelo Copello – Impressões sobre o Terroir do Cerrado
14 horas – Palestra Tati Tomain – Cerrado Único – Uma visão voltada ao mercado

LOCAL – Arena Wine Jazz (Largo da Matriz) – entrada gratuita
17 horas – Abertura da Feira
21 horas – Show Trio Cerrado
23 horas – Show Banda Yas Quarteto

LOCAL – Salão Paroquial da Igreja da Matriz – ingresso R$220 (BaladApp)
19 horas a 21 horas – Degusta Terroir do Cerrado

LOCAL – RESTAURANTE TROPICÁLIA – ingresso R$290 (BaladApp)
19 horas – Harmonização de vinhos e charutos com Etienne Carvalho

Sábado (22/06)
LOCAL – Vinícolas da Região – valor sob consulta
8h30 – Visitação em vinícolas e vinhedos

LOCAL – Pousada Villa do Comendador – ingresso R$ 270 (BaladApp)
10 horas – Harmonização de Espumantes – Borbulhas na Piscina com Tati Tomain

LOCAL – Arena Wine Jazz – entrada gratuita
12 horas – Abertura da Feira
21 horas – Show Duo Sciotti
23 horas – Show Banda Gafieira Jazz

LOCAL – Restaurante Haikai – ingresso R$280 (BaladApp)
13 horas – Harmonização com Comida Japonesa – Tati Tomain

LOCAL – Theatro – entrada gratuita
15 horas – Palestra Derico Sciotti – Empreendendorismo e Carreira Cultural no Brasil

LOCAL – Salão Paroquial da Igreja da Matriz – valor R$220 (BaladApp)
15h30 às 17h30 – Degusta Terroir do Cerrado
18h30 às 20h30 – Degusta Terroir do Cerrado

LOCAL – RESTAURANTE TROPICÁLIA – valor R$290 (BaladApp)
18 horas – Harmonização Vinhos e Charutos com Etienne Carvalho

Domingo (23/06)

LOCAL – Vinícolas da região – valor sob consulta
8 horas – Visitação à vinícolas

LOCAL – Arena Wine Jazz – acesso gratuito
12 horas – Abertura da Feira
13 horas – Show Adriana Losi e Banda
18 horas – Encerramento

 

 

 

Veja também:

Superalimento do cerrado é um santo remédio contra queda de cabelo

Em meio ao vasto e diversificado cenário da flora brasileira, o cerrado se destaca como um dos biomas mais ricos em biodiversidade do mundo. Entre suas preciosidades está o pequi, um fruto amarelo e espinhoso com um sabor único e propriedades surpreendentes para a saúde. Estudos científicos recentes revelam  que além de sua fama na culinária, utilizado em pratos de dar água na boca, como a galinhada e o frango com pequi, ele possui benefícios impressionantes, incluindo a capacidade de reduzir o colesterol e prevenir a queda de cabelo.

 

Originário do cerrado brasileiro, o pequi é um fruto muito apreciado na culinária regional e muito conhecido no Brasil inteiro por possuir um sabor muito característico e um cheiro um tanto quanto específico. Algumas pessoas podem amá-lo ou odiá-lo, mas nunca poderão dizer que ele não tem potencial medicinal, pois, não é mais segredo os seus diversos benefícios para a saúde.

pequi (foto:reprodução/internet)

Estudos e outros benefícios acerca do pequi

Um estudo realizado pela UnB Ciência (Universidade de Brasília), revelou que esse fruto típico do cerrado pode ser usado como um colaborador no tratamento contra o câncer. Isso porque ele pode ser indicado como um forte e eficiente redutor da ação dos radicais livres (moléculas que agem de forma maléfica nas células sadias).

Para complementar a pesquisa, o professor da UnB, César Koppe Grisólia, aplicou o extrato da polpa de pequi nas células do ovário de um hamster chinês, que foram combinadas também com ciclofosfamida e bleomicina, duas das drogas que são utilizadas no tratamento contra o câncer. No fim do teste, foi observado que o pequi agiu como uma proteção contra os danos causados pelas drogas nas células.

Além disso, segundo a nutricionista Paulinne Corrêa, o pequi também é rico em vitaminas como:

  1. Ômega-9, vitaminas A, C e E, B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (Niacina).
  2. Rico em carotenoides, compostos fenólicos, antiinflamatórios e antioxidantes.
  3. Rico em minerais como Potássio, magnésio, fósforo e zinco. 

“Estes são elementos essenciais para visão, pele, imunidade e longevidade.  Esse superfruto é muito concentrado em gorduras do tipo Ômega-9, e o ácido graxo que ajuda a reduzir o colesterol, consequentemente essa gordura também faz com que o pequi seja muito calórico.” Completa Paulinne Corrêa. 

Ainda, sobre outros benefícios do fruto, a nutricionista acrescenta:

“Por ser rico em fibras, também auxilia no funcionamento intestinal.Para manter melhor as propriedades nutricionais, a melhor forma é consumir o pequi in natura.”

Formas de preparar o pequi para preservar os nutrientes

Apesar desses resultados incríveis, os pesquisadores alertam sobre a importância de consumir o pequi com moderação, pois seu alto teor de gorduras pode contribuir para o aumento de peso se consumido em excesso. Porém, incluir o pequi em uma dieta equilibrada e variada pode trazer uma série de benefícios para a saúde, além de adicionar um toque de sabor mais aguçado à mesa.

É indiscutível que o pequi é uma jóia, com seus poderes medicinais recém-descobertos, ele se destaca como um verdadeiro “superfruto”, e, para os habitantes do cerrado, ele é também uma parte de sua cultura e tradição culinária, um patrimônio cultural e regional. Enquanto a ciência continua a desvendar os segredos deste tesouro do cerrado, é certo que o fruto continuará a encantar paladares e promover a saúde de todos aqueles que o apreciam.

galinhada com pequi (foto:reprodução/internet)

Ecoturismo no Cerrado: a importância da preservação ambiental

O Cerrado brasileiro é um bioma riquíssimo em biodiversidade e paisagens de tirar o fôlego. E é justamente por essas características que o ecoturismo na região tem se tornado cada vez mais popular. No entanto, é preciso estar atento à importância da preservação ambiental para garantir que essa atividade seja sustentável e benéfica tanto para os turistas quanto para a natureza.

Um bioma rico em biodiversidade, cultura e história. Com uma área de mais de 2 milhões de km², é considerado o segundo maior bioma da América do Sul e abrange cerca de 25% do território brasileiro. O ecoturismo no Cerrado é uma atividade que vem ganhando destaque nos últimos anos e essa prática só é possível através da preservação ambiental.

O turismo na região do Cerrado é uma atividade econômica importante para a região. O ecoturismo, em particular, promove a preservação ambiental e valoriza a cultura local. As atividades turísticas na região incluem trilhas, passeios de bicicleta, observação de pássaros, entre outras opções que permitem aos visitantes conhecerem a riqueza natural da região.

A preservação ambiental é fundamental para manter a biodiversidade e a beleza cênica do Cerrado. A flora e fauna do bioma são únicas e muitas espécies são consideradas endêmicas, ou seja, só existem nesse local. Além disso, o Cerrado é um importante regulador do clima e abriga nascentes de importantes bacias hidrográficas.

Para manter essa riqueza natural, é importante que as atividades turísticas sejam realizadas com responsabilidade. Os visitantes devem seguir as regras de visitação, respeitar a fauna e flora e não deixar lixo na região. Além disso, as empresas de turismo devem seguir práticas sustentáveis para reduzir o impacto ambiental.

Serra da Canastra: cachoeiras, sabores e hospitalidade em meio ao Cerrado - Blog da Ambiental Turismo

Serra da Canastra. Foto: Blog Ambiental Tur

O ecoturismo no Cerrado é uma atividade que promove a preservação ambiental e valoriza a cultura local. Para que essa prática seja possível, é fundamental manter a biodiversidade e a beleza cênica da região. Os visitantes e empresas de turismo devem seguir práticas sustentáveis e respeitar a fauna e flora do bioma.

Só assim será possível garantir que as gerações futuras possam desfrutar da riqueza natural do Cerrado!

 

10 frutos do Cerrado que vão te fazer lembrar da infância

Que o nosso Cerrado é lindo, isso não é novidade pra ninguém, mas olha, você conhece todos os nossos frutos que são “bão pra mais de metro”? Caso não conheça, não sabe o que está perdendo, além de deliciosos são super nutritivos, verdadeiras joias goianas. Sabe aquele fim de tarde gostoso na roça comendo frutinhas direto do pé? O Curta Mais separou essa lista especial que vai te fazer morrer de saudade desse tempo.

Planta típica do Cerrado é base de pesquisa para tratamento de Vitiligo

O Vitiligo é uma doença caracterizada pela perda da coloração da pele, caracterizado pela alteração da função ou ausência de melanócitos, que são as células responsáveis pela produção de melanina, que é o pigmento que dá a cor à pele, cabelo, pelo e olhos.

A doença pode se manifestar em qualquer fase da vida e, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o vitiligo afeta mais de 150 milhões de pessoas em todo o mundo. Apesar do alto número de casos, pouco se fala sobre a doença e muitas dúvidas ainda surgem.

A dermatologista e docente do Instituto de Educação Médica – IDOMED, Renata Bertino, explica que ‘’devido à ausência de produção de melanina, há o aparecimento de manchas esbranquiçadas com localização e distribuição características, principalmente nas mãos, pés, joelhos, rosto e cotovelos, podendo também, em alguns casos, haver descoloração de cabelo e pelo e alteração na sensibilidade do local. Isso possibilita o diagnóstico essencialmente clínico”.

Além disso, Renata reforça que os sintomas de vitiligo são mais frequentes antes dos 20 anos, mas a doença também pode surgir em qualquer idade e em qualquer tipo de pele, embora seja mais frequente em pessoas de pele mais escura. “A maioria dos pacientes não manifesta qualquer sintoma além do surgimento de manchas brancas na pele”, observa. Entretanto, argumenta “em alguns casos, os pacientes relatam sentir sensibilidade e dor na área afetada”.

A dermatologista ainda pontua que “atualmente existem excelentes resultados no tratamento da doença. O fato de não se falar em cura, não quer dizer que não existam várias opções terapêuticas. O paciente tem que acreditar e buscar ajuda médica”. Sendo importante ressaltar que existem três possíveis causas para esta doença: de origem autoimune, de origem genética e por estresse, uma das hipóteses que mais vem crescendo na atualidade.

Tratamento com planta do Cerrado

Para a pesquisadora sobre vitiligo e professora do curso de Farmácia da Estácio, e doutora em ciências farmacêuticas, Mariana Cristina de Morais, existem tratamentos que fazem efeito e que têm origem no próprio Cerrado brasileiro. “A mama-cadela, por exemplo, é um fruto típico desta região que pode ser utilizado no desenvolvimento de cremes, géis e pomadas para serem utilizados na pele e comprimidos para o uso complementar oral do tratamento”, revela.

A mama-cadela é um arbusto lactescente e de pequeno porte muito comum na zona dos cerrados do Centro-Oeste brasileiro

A pesquisa está sendo desenvolvida há 10 anos, sob coordenação do professor Edemilson Cardoso da Conceição, professor titular da Universidade Federal de Goiás (UFG). “Escolhemos a mama-cadela pois já tínhamos um conhecimento tradicional. As pessoas usam o chá da planta, como um conhecimento popular, para ajudar a repigmentar a pele. Por meio desta informação, fizemos um estudo científico para entender melhor a planta e suas propriedades”, relata Mariana.

“Durante o estudo” – explica – “encontramos substâncias que são extraídas da planta e ocasionam a repigmentação da pele. Com isso, desenvolvemos produtos, como gel e cremes, para que os pacientes consigam reduzir as manchas por meio de um tratamento de uso correto. Lembrando que todo o processo foi realizado de forma segura e seguindo os acompanhamentos recomendados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que a manipulação da planta não deve ser realizada em casa, já que a mesma pode apresentar toxicidade hepática quando usada incorretamente. Além disso, é importante não utilizar medicamentos sem uma avaliação médica indicada antes”, completa a professora. A farmacêutica e pesquisadora pontua que a fórmula dos produtos base ainda estão em fase de testes clínicos e não estão prontas para serem comercializadas.

Mariana explica que segundo os testes realizados, as respostas são promissoras e de resultado rápido. “Os pacientes devem fazer uso diário das apresentações, aguardando 30 minutos e depois se expondo ao sol. A repigmentação da área afetada é feita de dentro para fora. Com isso, o efeito começa nas camadas mais internas da pele e seguem até a parte externa”, observa a profissional.

A professora conta que fez um uso teste dos produtos em um tratamento. “Tenho manchas de vitiligo no queixo e no pé. Então fiz um tratamento teste, seguindo as recomendações de segurança, para avaliar os resultados. Fiz uma avaliação gradual e percebi que de fato surgiu efeito natural”, relata.

Mariana também chama a atenção para o tratamento mais natural e menos agressivo. “Uma das formas de tratamento mais comum que temos no mercado é a fototerapia com radiação ultravioleta do tipo B (UVB). As luzes UVB são as mesmas usadas em bronzeamentos artificiais e podem ser muito agressivas para a pele. Ela pode ocasionar queimaduras e traz muitos inconvenientes para o paciente”, conclui.

Conheça uma iguaria goiana que é exportada para 9 países

A Cooperativa Empório do Cerrado (CoopCerrado), situada em Goiás, está ganhando destaque no cenário global ao realizar investimentos significativos em produtos originários do Cerrado brasileiro. Aqui você vai conhecer uma iguaria goiana que já está sendo exportada para 9 países.

Inovando com uma receita exclusiva de rosquinhas feitas a partir da castanha do baru, a cooperativa não apenas cativa paladares em todo o território brasileiro, mas também amplia sua presença em nove países ao redor do mundo.

 

Conheça mais sobre a iguaria goiana que é exportada para 9 países

Conheça a iguaria goiana que é exportada para 9 países

Foto: divulgação

A CoopCerrado vem se destacando por sua visão estratégica ao investir de forma substancial no aproveitamento dos frutos nativos do Cerrado.

A castanha do baru, rica em propriedades naturais e nutrientes, foi a escolha ideal para a criação de uma receita única de rosquinhas.

Essa iniciativa não só promove a valorização dos recursos regionais, mas também impulsiona a economia local e destaca a riqueza do bioma brasileiro.

 

A Riqueza nutricional e o sabor agradável do baru

A escolha da castanha do baru não se limitou apenas à sua disponibilidade regional, mas também às suas propriedades nutricionais notáveis.

A CoopCerrado reconhece a importância de oferecer produtos que aliam sabor agradável e benefícios à saúde, cativando consumidores em busca de opções alimentares equilibradas.

 

Expansão nacional e internacional da CoopCerrado

Atualmente, as rosquinhas de baru da CoopCerrado estão disponíveis em todo o território brasileiro, conquistando espaço em mercados locais, supermercados e eventos gastronômicos.

Contudo, o alcance da cooperativa vai muito além das fronteiras nacionais, com o produto sendo exportado para nove países distintos.

 

Presença Global: iguaria goiana nos mercados internacionais

Essa iguaria goiana, a deliciosa rosquinha de baru, e outras da da CoopCerrado estão conquistando paladares ao redor do mundo, com presença consolidada nos Emirados Árabes, África do Sul, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Suíça, Dinamarca, Alemanha e Tailândia.

Essa expansão internacional é um testemunho não apenas da qualidade das rosquinhas de baru, mas também do compromisso da cooperativa em compartilhar os sabores autênticos do Cerrado com diferentes culturas.

Você pode comprar essa delícia também pelo site da cooperativa, clicando aqui.

3 saquinhos de 250g saem por 38 reais.

O iguaria é elaborada com a castanha dos frutos do baru selecionados e extraídos sob o manejo sustentável no cerrado por agroextrativistas da CoopCerrado.

Muito saborosa, é consumida em lanches.

 

Sustentabilidade e Responsabilidade Ambiental

Além do sucesso comercial, a CoopCerrado destaca-se por suas práticas sustentáveis. A cooperativa investe em métodos de produção que respeitam o meio ambiente e contribuem para a preservação do Cerrado.

A produção dessa iguaria, elevou ainda mais o patamar da empresa.

Essa abordagem alinha-se não apenas com as demandas do mercado global, que cada vez mais valoriza produtos sustentáveis, mas também com a missão da cooperativa em ser uma força positiva para o meio ambiente.

 

Aceitação Internacional e Reconhecimento

A receptividade positiva nos mercados internacionais é um indicador claro de que a proposta da CoopCerrado está alinhada com as preferências globais.

Além disso, a cooperativa tem recebido reconhecimento em premiações internacionais, solidificando sua posição como uma embaixadora da culinária brasileira no cenário mundial.

 

Perspectivas Futuras: Inovação e Compromisso com a Qualidade

Olhando para o futuro, a CoopCerrado reafirma seu compromisso com a inovação e a qualidade. Planos para expandir a linha de produtos, explorar novas oportunidades de mercado e aprimorar técnicas de produção estão no horizonte da cooperativa.

Além disso, a pesquisa científica contínua impulsionará a busca por soluções sustentáveis e a introdução de novos produtos que destacarão ainda mais as riquezas do Cerrado.

 

CoopCerrado Rumo à Excelência Global

A Cooperativa Empório do Cerrado emerge como um exemplo de empreendimento que não apenas prospera no mercado local, mas também transcende fronteiras, levando consigo os sabores autênticos do Cerrado.

Com uma abordagem equilibrada entre inovação, sustentabilidade e compromisso com a qualidade, a CoopCerrado solidifica sua posição como uma potência na produção alimentícia global, conectando o Cerrado ao mundo de forma deliciosa e responsável.

 

Leia Também

3 das mais bonitas praias de água doce do Brasil ficam pertinho de Goiás

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Goiânia recebe espetáculo de dança “Pressa” com entrada gratuita

Saiba a data do eclipse solar total em 2024

20 filmes indicados ao Oscar 2024 que estão disponíveis no streaming

 

 

Cidade da região norte de Goiás com imenso Lago Azul se destaca na preservação de onças

A Reserva Particular de Desenvolvimento Sustentável Legado Verdes do Cerrado, localizada em Niquelândia, norte do Estado, pertencente à Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), divulgou um balanço impressionante dos registros de espécies da fauna e flora encontradas em seu território. Resultado de investimentos em pesquisas científicas e do modelo de negócios que combina o uso do solo com a conservação, a reserva já catalogou mais de 1.600 espécies, entre fauna e flora.

Entre os destaques está a descoberta de uma nova espécie de planta com propriedades que podem ser usadas no desenvolvimento de medicamentos para tratamento de câncer e AIDS.

Dos registros feitos até o momento, 1.500 espécies são da flora, enquanto 90 são animais e 80 são microalgas. As plantas catalogadas representam cerca de 12% da flora do bioma Cerrado, o que demonstra a importância da reserva para a preservação da diversidade vegetal.

Um dos destaques é a descoberta da Erythroxylum niquelandense, uma nova espécie de planta com potenciais aplicações no tratamento de doenças como câncer e AIDS. Essa descoberta foi publicada em um artigo científico assinado pelo professor Marcos José da Silva, da Universidade Federal de Goiás, e pela pesquisadora Maria Iracema Bezerra Loiola, da Universidade Federal do Ceará.

Um dos projetos que contribuíram para a catalogação das espécies vegetais na reserva foi o “Biodiversidade, endemismo e conservação no Legado Verdes do Cerrado”, coordenado por Marcos José da Silva. Esse projeto catalogou 851 espécies vegetais, e as iniciativas internas de pesquisa, juntamente com os parceiros, complementaram os registros, totalizando as 1.500 espécies catalogadas até o momento. Essas pesquisas são realizadas no Centro de Biodiversidade do Legado, que também produz espécies nativas para reflorestamento e paisagismo, uma iniciativa pioneira no país.

Fauna

Além da diversidade da flora, a reserva também abriga mais de 80 espécies da fauna. Dentre os animais catalogados, destacam-se as onças-pintadas e pardas, que foram registradas por meio de câmeras de monitoramento de fauna, além de outros métodos de registro, como avistamento direto. As onças-pardas, em particular, foram registradas em diferentes pontos da reserva, o que permitiu observar várias atividades desses animais. Outras espécies de destaque incluem a jaguatirica, a anta e várias espécies de aves, como o logo-guará.

A parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) também resultou no registro de 25 espécies de anuros (sapos, rãs e pererecas), sendo sete exclusivas do Cerrado, e 40 espécies de peixes, incluindo duas registradas pela primeira vez no estado de Goiás. Recentemente, a reserva instalou 20 armadilhas fotográficas em diferentes pontos do território, visando ampliar o conhecimento e a catalogação de novas espécies.

O Legado Verdes do Cerrado é uma área de 32 mil hectares, sendo aproximadamente 80% composta por cerrado nativo. Dividida em dois núcleos, a reserva realiza pesquisas científicas, ações de educação ambiental e atividades econômicas sustentáveis, como a produção de plantas e o reflorestamento.

O objetivo é combinar o desenvolvimento econômico com a preservação do meio ambiente. Com esses esforços, a reserva busca não apenas a conservação do Cerrado, mas também contribui para a ciência e mostra o potencial da biodiversidade desse bioma.

Sobre Niquelândia

Com 9.843,247 km² em área, Niquelândia é o maior município goiano em território. A cidade, que fica a 300 km de Goiânia, capital do estado, tem cerca de 46 mil habitantes, de acordo com dados do IBGE em 2022.

A cidade possui uma das maiores reservas de níquel do mundo. As minas são exploradas por duas grandes mineradoras: Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) e a Anglo American, do Grupo Anglo American. A economia do município é voltada para a mineração. Niquelândia se destaca não apenas por ser a maior cidade goiana em extensão, mas também por ser o maior produtor de níquel do estado e um dos maiores do mundo.

Além do níquel mais 120 minérios explorados na cidade. Entre eles podemos destacar o ouro, o cobre, o cobalto, a mica, o ferro, o manganês, o cristal, o amianto, o diamante, o quartzo, o calcário, o mármore, até o urânio e outros minerais radioativos.

A região também tem forte produção de pecuária com destaque para a produção do gado leiteiro e de corte, suinocultura, piscicultura, avicultura e apicultura. Além disso, a região também tem destaque para o turismo em torno do Lago Serra da Mesa.

lago

 

 

Veja também:

 

 

 

Pérola do Cerrado goiano reúne encantos naturais, harmonia com a fé, agronegócio e muita aventura sobre duas rodas

Edéia é uma cidade encantadora localizada no estado de Goiás, Brasil. Situada a aproximadamente 120 km da capital do estado, Goiânia, e a cerca de 325 km de Brasília, Edéia é um lugar que vale a pena visitar.

A cidade tem uma população estimada de 11.747 pessoas, de acordo com o Censo de 2022. A economia de Edéia é baseada principalmente na agropecuária, com destaque para o cultivo de soja e cana-de-açúcar, produção leiteira e criação de bovinos.

A história cultural de Edéia é fascinante. A cidade nasceu às margens do córrego Alegrete em 1913, quando Cândido Martins da Rocha, Leandro Martins dos Anjos e José Alves de Faria, proprietário da primeira casa comercial nas proximidades dos rios Turvo e dos Bois, deram início à povoação denominada Santo Antônio do Alegrete, que mais tarde se tornou Alegrete e, posteriormente, Edéia.

 

A arquitetura de Edéia é marcada pela presença da Igreja Matriz, um marco importante na região central da cidade. Esta igreja é um símbolo da forte religiosidade da cidade, onde o cristianismo é a religião predominante. De acordo com o censo do IBGE de 2010, 7412 habitantes se declararam católicos, 2557 evangélicos e 170 disseram que são espíritas.

 

A presença desta igreja na cidade é um testemunho da forte religiosidade em Edéia é um lembrete da importância da fé na vida da comunidade local. Seja você um visitante ou um residente, a Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida é um local que vale a pena visitar para apreciar sua bela arquitetura e experimentar a vibrante comunidade religiosa de Edéia.

 

Edéia é um destino turístico em ascensão que oferece uma variedade de atrações para todos os tipos de visitantes. A cidade é conhecida por sua participação anual no Circuito Goiano de Motocross, um evento que atrai entusiastas do esporte de todo o estado e de vários outros.. A pista de motocross de Edéia é considerada a 2ª melhor do estado de Goiás.. Isso se deve à sua construção e manutenção de alta qualidade, que oferece aos pilotos um desafio emocionante e aos espectadores uma experiência de visualização emocionante.

Além do motocross, Edéia também é o lar de uma usina sucroalcooleira de grande porte nacional, a Usina Tropical do Grupo BP. Esta usina é uma parte vital da economia local e uma grande empregadora na região. Os visitantes interessados em aprender mais sobre a indústria sucroalcooleira podem encontrar uma visita à usina informativa e educativa. A usina é responsável pela produção de etanol, um biocombustível renovável, a partir da cana-de-açúcar. Durante a visita, os visitantes podem ter a oportunidade de ver o processo de produção em primeira mão e aprender mais sobre a importância da indústria sucroalcooleira para a economia local e nacional.

Então, o que fazer em Edéia? 

 

Em Edéia, há uma variedade de atividades para todos os gostos. Comece seu passeio pela Praça Mirella Diniz no Setor Samambaia, um local de lazer e convívio social que reflete o espírito comunitário da cidade. Aqui, você pode desfrutar de um ambiente tranquilo, ideal para um piquenique em família ou um relaxante passeio ao fim da tarde.

Para os amantes da gastronomia, Edéia oferece uma experiência culinária autêntica. O Jhonis Bar e Restaurante é uma excelente escolha, onde você pode saborear pratos típicos da região, experimentando os sabores locais em um ambiente acolhedor e familiar.

Além disso, se sua visita coincidir com o Circuito Goiano de Motocross, não perca a chance de assistir a este emocionante evento. É uma oportunidade única para vivenciar a adrenalina e a paixão do motocross, um esporte que atrai uma grande multidão de entusiastas e competidores de toda a região.

Edéia, com sua comunidade hospitaleira e gama de atividades, é um destino ideal para quem busca uma experiência fora do comum em Goiás. Seja para relaxar, explorar a cultura local ou se aventurar em eventos esportivos, Edéia promete ser um local memorável para sua próxima aventura!

 

Leia também:

 

Destinos turísticos surpreendentes em Goiás para ir de carro, explorar e se encantar com a beleza do cerrado

10 Filmes extraordinários para aquecer o clima: O guia definitivo para noites românticas – Curta Mais

 

Destinos turísticos surpreendentes em Goiás para ir de carro, explorar e se encantar com a beleza do cerrado

À medida que 2024 se aproxima, a tendência de viagens de carro ganha um impulso significativo, refletindo um desejo crescente de explorar e viver experiências enriquecedoras. Uma pesquisa realizada pela Booking.com com mais de 27 mil viajantes de 33 países revelou insights fascinantes sobre as tendências de viagem para o próximo ano. Os brasileiros estão entre as nacionalidades que mais valorizam as viagens como uma extensão vibrante de suas vidas. Com 88% sentindo-se mais vivos do que nunca durante as férias, muitos anseiam por destinos que permitam reinventar-se e abraçar novos aspectos de suas personalidades​​.

Diante desse cenário, a equipe do Curta Mais, um guia especializado em Goiás, mergulha em locais próximos a Goiânia que estão no radar dos turistas para as férias de janeiro. Além da proximidade, estes destinos oferecem uma mistura única de aventura, tranquilidade e beleza natural, alinhados com as preferências dos viajantes modernos por experiências refrescantes e autênticas, conforme indicado pela tendência de 41% dos brasileiros que buscam destinos próximos à água para escapar das altas temperaturas e encontrar relaxamento​​.

 

  • O que Oferece: Cristalina é um tesouro geológico, famosa por suas pedras preciosas e artesanatos minerais. Além disso, a cidade é um paraíso natural, oferecendo belíssimas cachoeiras e atrações como a Pedra Chapéu do Sol e o Adventure Park, onde é possível praticar mergulho e explorar garimpos.

  • Por que os Goianos Vão Amar: A proximidade de Goiânia e a combinação de atividades culturais e aventuras na natureza tornam Cristalina um destino ideal para escapadas de fim de semana e exploração de riquezas naturais e culturais.

  • Foto: Goiás Turismo 

 

  • O que Oferece: Salto Corumbá é conhecido por sua impressionante cachoeira de 50 metros de altura e um total de sete quedas d’água. O local também oferece infraestrutura com restaurante, hotel, camping, além de atividades como tirolesa e rapel.

  • Por que os goianos vão amar: Este destino é perfeito para os amantes da natureza e aventureiros, oferecendo a combinação ideal de tranquilidade, beleza natural e atividades emocionantes.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que Oferece: Alto Paraíso serve como portal para a Chapada dos Veadeiros, famosa por suas cachoeiras deslumbrantes e paisagens exuberantes. A cidade também é conhecida por seu turismo exotérico e estudos holísticos.

  • Por que os goianos vão amar: A combinação única de beleza natural, espiritualidade e aventura faz de Alto Paraíso um destino mágico e inesquecível, perfeito para quem busca uma experiência de viagem transcendental.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que oferece: Pirenópolis combina o charme de uma cidade histórica com a beleza natural de mais de 82 cachoeiras. A cidade mantém muitas de suas características originais, incluindo ruas de paralelepípedos e construções históricas.

  • Por que os goianos vão amar: Pirenópolis é um refúgio que oferece uma viagem no tempo e contato direto com a natureza, ideal para quem aprecia história e paisagens naturais deslumbrantes.

  • Foto: Guia Destinos 

 

  • O que oferece: Famosa pelo maior lago subterrâneo da América Latina, Cocalzinho de Goiás também é conhecida pela Caverna dos Ecos, Tirolesa dos Pireneus, e a vinícola Fazenda Pirineus Vinhos e Vinhedos.

  • Por que os goianos vão amar: A combinação de aventura, natureza e experiências gastronômicas torna Cocalzinho um destino diversificado, perfeito para aventureiros e apreciadores de vinho.

  • Foto: Marcos Aleotti

 

  • O que Oferece: A Cidade de Goiás, Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, oferece uma viagem pela história com suas ruas de paralelepípedos e casarões coloridos, além de museus como o de Arte Sacra.

  • Por que os goianos vão amar: Este destino é ideal para quem ama a história e a arquitetura, oferecendo um mergulho cultural em um dos mais belos cenários históricos do Brasil.

  • Foto: Governo de Goiás

 

  • Rio Quente, Goiás:

  • O que oferece: Rio Quente é famoso por suas águas termais e o Hot Park, oferecendo uma combinação única de relaxamento em águas quentes naturais e diversão em um parque aquático.

  • Por que os goianos vão amar: A mistura de lazer e relaxamento em um cenário natural e único faz do Rio Quente um destino perfeito para famílias e viajantes de todas as idades.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que oferece: Vila Propício é conhecida por suas mais de 50 cavernas para exploração, além da Cachoeira Rio dos Patos e o Lago Azul, perfeitos para banhos refrescantes e mergulho.

  • Por que os goianos vão amar: Aventura e contato com a natureza intocada são as marcas de Vila Propício, tornando-a ideal para exploradores e amantes de atividades ao ar livre.

  • Foto: Prefeitura Municipal

 

  • O que oferece: Formosa atrai aventureiros com suas paisagens naturais, como o Buraco das Araras e várias cachoeiras. O destino também é conhecido por seus sítios arqueológicos.

  • Por que os goianos vão amar: A diversidade de atrações naturais e históricas em Formosa oferece uma escapada emocionante para quem busca aventura e conexão com a natureza.

  • Foto: Prefeitura Municipal de Formosa

 

  • O que oferece: O Rio Araguaia, com suas águas termais e praias fluviais em cidades como Aragarças, Aruanã e São Miguel do Araguaia, é um verdadeiro refúgio natural.

  • Por que os goianos vão amar: A tranquilidade e beleza do Rio Araguaia oferecem uma experiência única de contato com a natureza, ideal para relaxamento e atividades ao ar livre.

  • Foto: Prefeitura de São Miguel do Araguaia

 

  • O que oferece: Este parque é um paraíso para os amantes de cavernas, com destaques como a Caverna Angélica e a Cachoeira do Rio São Bernardo.

  • Por que os goianos vão amar: A oportunidade de explorar algumas das maiores cavernas da América Latina atrairá os entusiastas de aventuras subterrâneas e da natureza.

  • Foto: Ministério do Turismo

 

Em 2024, os viajantes brasileiros estarão em busca de experiências únicas que combinam lazer, personalização, escape do calor, turismo surpresa e autenticidade, e uma exploração profunda da gastronomia local. A tendência é que essas viagens sejam influenciadas pela mídia e influenciadores, com a conveniência de pagamentos digitais. A preocupação com o calor extremo está levando 56% dos brasileiros a escolher locais mais frescos, preferencialmente perto da água. Paralelamente, 49% dos turistas buscam experiências autênticas e surpreendentes em destinos menos conhecidos.

Diante dessas tendências, os destinos em Goiás, como Cristalina, Salto Corumbá, Alto Paraíso e outros, surgem como opções ideais. Esses locais oferecem uma mistura perfeita de aventura, relaxamento, autenticidade e riqueza gastronômica. Eles não só atendem às expectativas dos viajantes modernos, mas também proporcionam experiências únicas e memoráveis, refletindo o espírito vibrante e diversificado de Goiás. Portanto, ao planejar suas férias para 2024, considere esses destinos para uma experiência de viagem inesquecível.

Leia também:

 

As Ladras na Netflix: A revolução da comédia policial que você não pode perder – Curta Mais

10 Filmes extraordinários para aquecer o clima: O guia definitivo para noites românticas – Curta Mais

 

Cerrado pode entrar nas discussões da COP28

A 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, mais conhecida como COP 28, será realizada entre os dias 30 de novembro e 12 de dezembro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O evento que discute algumas das principais questões socioambientais do planeta, pode incluir em seus assuntos a preservação do Cerrado. 

O pedido de inclusão da pauta foi assinado por mais de 45 pesquisadores de todo o mundo, incluindo cinco professores  da Universidade Federal de Goiás (UFG). A carta foi publicada na revista científica Nature Ecology & Evolution na última segunda-feira, dia 6.

dd4f0beab6c52722f8ee853e0d763c08.png
Foto: Divulgação

“Tradicionalmente existe essa ideia de que o Cerrado é um bioma menos importante porque não tem ‘florestas’ ou ‘matas’ em maior proporção, e a imagem que as pessoas e os tomadores de decisão têm é de que são áreas abertas que não têm muita biodiversidade”, afirma o professor José Alexandre Felizola Diniz Filho, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) e vice-coordenador do PPGEcoEvol, que foi um dos signatários do pedido.

O texto aponta que o mundo se preocupa em salvar as florestas, e se esquece de outras riquezas naturais que também merecem proteção. O Cerrado brasileiro, por exemplo, é um bioma cheio de vida e de benefícios para o planeta, mas é ignorado por não valorizarem a sua diversidade e os seus serviços ecossistêmicos.

O Cerrado em Goiás
O Cerrado é predominantemente o principal bioma de Goiás. Originalmente, o Cerrado cobria cerca de 70% do território do estado, mas com o desmatamento e falta de preservação, o bioma tem diminuído cada vez mais, ano após ano.

Além de Goiás, o ecossistema cobre 22% do território brasileiro, e é o maior da América Latina, e o segundo maior do mundo.

37a32745801ec2ec17ff73f9c2346b90.png

Foto: Divulgação

Mudas de pequi sem espinhos estão disponíveis para a população. Saiba como ter uma

A revolucionária introdução de variedades de pequi sem espinhos, que emergiu como uma alternativa promissora para produtores e apreciadores dessa fruta emblemática do Cerrado, entra em uma nova fase. A Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), em colaboração com a Embrapa Cerrados, abre um novo ciclo de aquisições para mudas dessas variedades. A novidade agora é a disponibilização de um formulário eletrônico para facilitar e organizar o processo de compra.

Para participar, os interessados devem preencher o formulário que está na seção “Aquisição de Mudas de Pequi” no portal da Emater. O processo requer a indicação da quantidade de mudas pretendidas e cada exemplar tem o valor de R$ 50,00. É importante ressaltar que a resposta ao formulário não garante aquisição imediata, devido à demanda e capacidade operacional. A Emater estabelecerá comunicação posterior com os requerentes para detalhar o cronograma de entrega.

Em novembro de 2022, foram lançadas seis variedades de pequi, metade delas desprovida de espinhos, com o intuito de proporcionar maior segurança e comodidade tanto no cultivo quanto no consumo. Inicialmente, o foco estava nos agricultores familiares e viveiristas, mas agora expande-se para o público em geral.

Maria José Del Peloso, diretora de Pesquisa Agropecuária da agência, salienta o compromisso da Emater em democratizar o acesso a essas mudas, promovendo a participação de viveiros na propagação das plantas. “Além de suprir diretamente a demanda, estimulamos os viveiros a estabelecer jardins clonais, o que amplifica significativamente nossa capacidade de atendimento ao mercado”, explica Maria José.

Os viveiristas parceiros que já dispõem de mudas para multiplicação e comercialização são uma fonte alternativa para aquisição. A lista inclui estabelecimentos como o Viveiro Agroplantas em Guapó, o Viveiro JNL em Santa Rita do Novo Destino, o Viveiro Agrometa Reflorestamentos em Goiânia, o Viveiro Benesi & Martins e o Viveiro AG Agro, ambos em Goianésia. Eles oferecem mudas enxertadas das novas cultivares e são contatáveis através de telefones e e-mails fornecidos pela Emater.

Essa inovação representa não só um avanço na horticultura do Cerrado, mas também uma oportunidade de negócio e um impulso para a biodiversidade local, considerando o pequi como um dos frutos mais tradicionais e representativos da região.

Os interessados podem procurar por mudas enxertadas das referidas cultivares junto aos seguintes viveiristas, que já adquiriram mudas da Emater para fins de multiplicação e comercialização: Viveiro Agroplantas (Guapó-GO) Contato: (62) 3552-1407 | (62) 98170-4740 E-mail: [email protected] Viveiro JNL (Santa Rita do Novo Destino-GO) Contato: (62) 98168-7259 E-mail: [email protected] Viveiro Agrometa Reflorestamentos (Goiânia-GO) Contato: (62) 99266-5419 E-mail: [email protected] Viveiro Benesi & Martins (Goianésia-GO) Contato: (62) 99364-9393 E-mail: [email protected] Viveiro AG Agro (Goianésia-GO) Contato: (62) 3353-4706 | (62) 98416-8277 E-mail: [email protected]

Pirenópolis se transforma na capital gastronômica do Cerrado na 14ª edição de seu festival Lendário

Pirenópolis prepara-se para sediar a 14ª edição do seu tradicional Festival Gastronômico. O evento, que teve sua última edição em 2018, retorna com força total este ano e promete agitar a cena culinária da cidade entre os dias 20 e 28 de outubro.

A “Arena Gastronômica”, montada na pitoresca “Beira Rio”, será o epicentro das festividades nos dias 20, 21 e 22 de outubro. O espaço contará com stands de degustação, produtos, serviços e aulas-shows ministradas por chefs renomados, incluindo o paulista Ale Sotero. As noites serão embaladas por atrações musicais, incluindo DJs, Grace Carvalho, Heróis de Botequim e Banda Liga Joe.

O tema do festival deste ano é “Original do Cerrado”. Mais de 30 estabelecimentos locais participarão, cada um oferecendo pratos e menus especiais inspirados na culinária regional. Ingredientes tradicionais do Cerrado, como baru, pequi e guariroba, serão os destaques nos cardápios.

O evento é uma parceria entre o SINDTUR GO, representando todos os empreendimentos de turismo e hospitalidade da região, e a São Bento Produções. A coordenação geral do projeto fica a cargo dos empresários Fred Costa e Hugo Siqueira.

Empreendimentos que marcarão presença:

  • Buteko do Chaguinha
  • Marinho Restaurante
  • Passiflora cantina vegetariana
  • Pé di Café
  • Sushi Central Pirenópolis
  • E muitos outros!

Agenda da Arena Gastronômica:

  • 20/10 (sexta-feira): Abertura às 17h com DJ Igor Dias, seguida de aulas-show e encerramento com o show de Grace Carvalho.
  • 21/10 (sábado): Início às 16h, com destaque para o Cortejo com as crianças do Pequi Sonoro e show dos Heróis de Botequim às 21h30.
  • 22/10 (domingo): Atividades a partir das 16h, com shows e aulas-show, finalizando com a Banda Liga Joe às 20h30.

SERVIÇO:

  • Local: “Beira Rio”, próximo à “Aldeia da Paz”, no coração de Pirenópolis.
  • Contato: (62) 99320-9720 / [email protected]
  • Mais informações: @festivalgastronomicopiriofc

7 praias de mar apaixonantes, que fazem os goianos suspirar e que são opções perfeitas para ir de carro

Ah, Goiás! Terra de paisagens deslumbrantes, cultura rica e um povo acolhedor. Mas se tem uma coisa que nosso amado estado não tem, é o mar. Aquele vasto azul, com sua água salgada e ondas a perder de vista. Mas, quem disse que os goianos não podem mergulhar de cabeça em praias paradisíacas no final do ano?

A água salgada, além de ser um convite para um mergulho refrescante, traz inúmeros benefícios para a saúde. Rica em minerais, ajuda na desintoxicação do corpo, relaxa os músculos e, segundo muitos, revitaliza a alma. Quem nunca sentiu uma sensação de renovação após um dia inteiro à beira-mar?

E o final do ano no litoral reserva surpresas inesquecíveis. As praias se transformam em verdadeiros palcos de celebração, com suas festas à beira-mar, fogos de artifício refletindo nas águas e a promessa de um novo ciclo que se inicia ao som das ondas. É uma experiência que, sem dúvida, todos deveriam viver ao menos uma vez.

Então, para você, goiano de coração, que sonha em trocar, nem que seja por alguns dias, o cerrado pela brisa marinha, preparamos uma lista imperdível. Vamos descobrir juntos 7 praias de mar para tornar seu final de ano absolutamente inesquecível? Embarque conosco nessa aventura salgada!

Além disso, decidimos adiantar essa matéria especialmente para você! Queremos que tenha tempo suficiente para se programar, organizar as malas e pegar a estrada. Dessa forma, não haverá desculpas como “não tive tempo” ou “não deu para planejar”. E aqui vai uma notícia ainda melhor: todas as praias que vamos citar são acessíveis de carro. Assim, você pode montar seu próprio roteiro, fazer paradas pelo caminho e transformar essa viagem em uma aventura completa. Preparado para sentir a areia nos pés e o vento do mar no rosto? Goiás pode não ter mar, mas os goianos têm o espírito aventureiro e a vontade de descobrir novos horizontes!

 

Praia

Praia da Aviação, Praia Grande, São Paulo: 975,5 km

Uma das mais movimentadas da cidade, a Praia da Aviação costuma receber muitos turistas durante o verão. A orla possui belos coqueiros, além de uma extensa faixa de areia, portanto, é ótima para tomar sol, caminhar e brincar com as crianças. Suas águas possui algumas ondas mais fortes, portanto é preciso ter atenção com os pequenos. Também conta com alguns quiosques e restaurantes que oferecem cadeiras e guarda-sóis.

Praia

 

Praia do Gonzaga, Santos, São Paulo: 979,9 km

Praia de Gonzaga é sem dúvida a mais famosa de Santos. Se encontra na ilha de São Vicente, de frente para a Baía de Santos. É uma praia urbana, a dois passos do centro da cidade. O que há de tão especial nesta praia? Primeiro, a posição, no bairro histórico de Gonzaga, fundado no final de 1800. Um bairro movimentado, onde é fácil encontrar lojas de todos os tipos e até mesmo um shopping center a uma curta distância da praia. Ali há também muitos restaurantes e clubes para se refrescar com uma bebida entre um mergulho e outro ou para experimentar a culinária brasileira. A uma curta caminhada da praia, há dois dos lugares mais emblemáticos deste bairro: a Praça da Independência, que fica a algumas centenas de metros de distância, e a Praça das Bandeiras, que fica bem no calçadão, separada da areia apenas por uma faixa de palmeiras altas, e que deve o seu nome a uma fileira de bandeiras de todos os estados brasileiros que todos os dias balançam com a brisa. 

Embora a localização seja importante para uma praia urbana, a Praia do Gonzaga, oferece areias douradas muito extensas, que dão lugar não apenas às muitas toalhas e guarda-sóis, mas também a redes para jogar beach volley (confirmando a famosa habilidade dos brasileiros para o esporte) e barracas, ou seja, quiosques na praia que vendem sucos de frutas e lanches típicos. Além disso, as águas da Praia do Gonzaga são calmas e agradáveis, e é por isso que muitas famílias a escolhem para passar um dia de relaxamento e diversão para todos.  Mas isso não é tudo, porque a Praia do Gonzaga é mesmo uma praia dos recordes! Atrás dela ficam os Jardins da orla, que são os maiores jardins à beira-mar do mundo (o título foi concedido pelo Guinness Livro dos Recordes), que atravessam 7 bairros de Santos. São mais de 5 quilômetros de comprimento e até 50 metros de largura, formando uma faixa de palmeiras e amendoeiras.

 

praia

Praia das Astúrias, Guarujá, São Paulo: 996,2 km

A Praia das Astúrias é uma das mais belas e procuradas praias do Guarujá. Astúrias está localizada próxima a uma área nobre do município de Guarujá, devido a localização central, o local ganhou fama e atualmente é uma das praias do litoral paulista mais procuradas pelos banhistas. Com cerca de 1000 metros de extensão, Astúrias tem o mar com águas calmas e uma faixa de areia branca e fofinha. Quem costuma viajar com a família vai encontrar na Praia das Astúrias o local ideal para a criançada se divertir com segurança.Astúrias é frequentadas por tartarugas marinhas, é muito comum observar os animais nadando bem pertinho da orla.

 

praia

Praia da Enseada, Bertioga, São Paulo, 1.006,9 km

Localizada no centro de Bertioga, sua orla segue até o bairro do Indaiá. Praia urbana com parque para crianças, ciclovia, calçadão e alguns coqueiros espalhados pela orla. Ela é organizada, possui um jardim preservado e é bem iluminada. Para quem só quer curtir o visual, existe uma pequena praça com bancos coloridos para descanso. A areia é clara e dura é há um amplo espaço para a prática de esportes e também para a realização de eventos culturais, shows e campeonatos. Existem alguns ambulantes e quiosques especializados em comida típica e frutos do mar. O mar é agitado em alguns trechos, com ondas que atraem os surfistas. A área do Canal da Bertioga é imprópria para banhos. Faz parte da paisagem da praia, casas, edifícios, lanchonetes e outros pontos comerciais

 

maresias

Maresias, São Sebastião – São Paulo: 1063, 9 km

É a praia mais badalada e movimentada do litoral Norte de São Paulo. Tem quatro quilômetros de areias finas e claras e mar muito verde. Durante o dia, surfistas aproveitam o mar de ondas fortes, e muita gente jovem curte o clima de paquera na areia. As famílias marcam presença no canto esquerdo, mais sossegado. Depois do pôr do sol, o movimento migra para a Rua Sebastião Romão César e avança madrugada afora, nas boates.

 

castelhanos

Praia de Castelhanos, Ilhabela – São Paulo: 1.073,8 km

Considerada uma das praias mais belas do Brasil, a Praia de Castelhanos é um dos principais roteiros turísticos da Ilha e também a favorita da turma off road. Isso porque o acesso principal é por uma estrada de 15km que corta a Ilha no sentido Oeste a Leste, por meio da exuberante flora da Mata Atlântica do Parque Estadual de Ilhabela, e só veículos 4×4, motos ou bicicletas são permitidos. Para os mais corajosos, é possível fazer a trilha a pé. Também é possível chegar de barco, e várias agências de passeios oferecem roteiros de flexboat parando em outras praias paradisíacas no caminho, como a Praia da Fome e Saco do Eustáquio.

ilha

Ilha das Couves, Ubatuba – São Paulo: 1096,5 km

 A ilha das Couves é uma ilha brasileira pertencente ao município de Ubatuba, litoral norte do estado de São Paulo. Tem área de 58 hectares e está localizada a 2,3 quilômetros da costa. De propriedade particular e habitada por uma família de caseiros, Couves está sujeita a bruscas mudanças climáticas. A ilha apresenta uma orla de costões rochosos e encostas com vegetação rasteira e flora típica de Mata Atlântica. Há duas maneiras de chegar à Ilha das Couves: através da praia de Picinguaba (local mais próximo para se chegar a ilha) ou na cidade de Ubatuba. O percurso de barco até a Ilha das Couves dura em média 20 minutos. Suas águas do entorno contém rica fauna marinha, a qual inclui salemas, budiões, frades, garoupas e arraias. A ilhota raramente recebe a visita de baleias.

 

Trindade em 48 Horas: Do sagrado ao profano, descubra os segredos mais bem guardados da cidade goiana que abriga a segunda maior romaria católica do Brasil

Trindade, situada no coração de Goiás, na região metropolitana de Goiânia,  é mais do que os olhos podem inicialmente perceber. Famosa por sua profunda tradição religiosa, a cidade atrai peregrinos de todos os cantos do Brasil, buscando conexão e paz. Mas esse município goiano, embora revestido de espiritualidade, esconde tesouros que vão além das preces. 

 

A apenas 16 km da capital, Goiânia, Trindade está estrategicamente localizada na região Centro-Oeste do Brasil. Abrangendo uma área total de cerca de 719 km², a cidade é o nono município mais populoso de Goiás, com uma população estimada em 142.431 habitantes em 2022. Emoldurada por um clima tropical e uma vegetação predominantemente de cerrado, Trindade ostenta um IDH de 0,699, considerado médio em comparação ao restante do país.


A cidade brilha sob a luz da fé, tendo como sua joia mais preciosa o Santuário Basílica do Divino Pai Eterno. Esse monumento, erguido em reverência à descoberta de uma medalha ilustrando o Divino Pai Eterno por Ana Rosa e Constantino Xavier, transformou Trindade em um pólo de devoção. A história ressoa ainda hoje nas paredes da basílica, ecoando as orações daqueles que visitam a cidade durante a Festa do Divino Pai Eterno.

Uma jornada através do tempo: a origem de Trindade

Antes da chegada dos colonizadores portugueses, a região era habitada por diversos grupos indígenas, como os goyazes. Com a busca incansável dos bandeirantes por metais preciosos, a área que hoje conhecemos como Trindade tornou-se parte da Capitania de Goiás. A cidade cresceu em torno da agropecuária após o declínio do ciclo do ouro e, com o tempo, consolidou-se como um importante polo econômico e social.

Foi o  medalhão encontrado por Ana Rosa e Constantino Xavier  que, não apenas instigou a devoção ao Divino Pai Eterno, mas também deu início à construção de uma capela coberta por folhas de buriti. O medalhão foi posto à vista de todos, atraindo ainda mais devotos. Para amplificar sua adoração, uma réplica maior da imagem foi criada pelo escultor José Joaquim da Veiga Vale.

Além de sua rica tapeçaria histórica e religiosa, Trindade também promete aos visitantes experiências culturais, gastronômicas e recreativas. Entre os hotéis-fazenda pacíficos e os pontos turísticos vibrantes, a cidade é um mosaico de tradições e inovações. Portanto, ao planejar sua próxima escapada, considere Trindade. Em apenas 48 horas, você pode se apaixonar por esta joia goiana. Confira:

 

Opções de hospedagem e lazer

 

1- Vila Barro Branco 

Espaço familiar reúne todos os aspectos rústicos da fazenda com as características importantes de um hotel 5 estrelas. Esse espaço ecológico é ótimo para descanso e lazer, piscina aquecida com borda infinita, sauna, wine garden e ofurô são atrações exclusivas para hóspedes. 

 

Endereço: Rodovia GO- 060, Rod. dos Romeiros, KM 30, Trindade – GO, 75380-000

Telefone: (62) 98409-1000

 

Detalhes do local:

– Wi-Fi gratuito

– Café da manhã pago

– Estacionamento

– Acessível

– Piscina externa

– Ar-condicionado

 

2- Chácara Toca do Coelho

O melhor lugar para relaxar com sua família e amigos! Não se trata de um espaço para festas e eventos, e sim para descanso e lazer com sua família!

 

Endereço: Rua Terra Prometida, qd 2 – lote 42 – Condomínio Canaã, Trindade – GO, 75381-476

Telefone: (62) 3092-6298

 

Detalhes do local:

– Acesso ao lago

– Cozinha

– Wi-Fi

– Estacionamento incluído

– Piscina privativa

– TV

– Máquina de lavar na acomodação por Gratuito

– Câmeras de segurança na propriedade

 

Saiba mais 

 

3- Domus Bangalo/condomínio de luxo

O Domo na Terra Santa é uma completa e luxuosa acomodação construída sobre um deck de madeira com vista para a mata e amplo espaço externo, para curtir o contato com a natureza com todo o conforto e privacidade. Está localizado entre o município de Trindade e Santa Bárbara, a 30km da capital Goiânia. 

 

Detalhes do local:

– Cozinha

– Wi-Fi

– Estacionamento incluído

– Piscina

– TV

– Máquina de Lavar

– Ar-condicionado

– Câmeras de segurança na propriedade

 

Saiba mais 

 

Opções de pontos turístico 

  •  

1- Igreja Matriz do Divino Pai Eterno 

A Igreja Matriz do Divino Pai Eterno é uma igreja católica histórica de Trindade, inaugurada em 1912  como o primeiro Santuário do Divino Pai Eterno. Se localiza em frente a Praça da Matriz, umas das praças mais importantes de Trindade. 

 

Endereço: Praça do Santuário, 238 – Centro, Trindade – GO, 75380-000

Telefone: (62) 3505-1129

 

2- Portal da Fé

O Portal da Fé é uma linda atração turísticas, muitos param para tirar fotos ao final de grandes caminhadas em Romaria, já que o local é onde a estrada dos romeiros termina.

 

Endereço: Av. Raimundo de Aquino, 1000 – Vila Pai Eterno, Trindade – GO, 75388-254

Telefone: (62) 99189-6338

 

3- Santuário Basílica do Divino Pai Eterno

 

O Santuário Basílica do Divino Pai, sendo a única basílica dedicada ao Divino Pai Eterno. A Casa do Pai representa a fé dos fiéis em uma emocionante devoção. 

 

Endereço: Praça Dom Antônio Ribeiro de Oliveira, s/n – Santuário, Trindade – GO, 75388-564

 

Opções de passeio 

 

1- Arca park

O Arca Parque oferece dias divertidos e cheios de comunhão em família e muito mais. O Arca Parque tem atrações para todas as idades e todos os gostos com direito a muito contato com a natureza e com os animais, sem falar das opções de brinquedos aquáticos para complementar essa experiência incrível.

 

Endereço: Rodovia dos Romeiros, Km 30 Complexo Terra Santa, Trindade, Goiás – 35 min de Goiânia

Telefone: (62) 4000-2899

Horário de Funcionamento: 

Geralmente aos Sábados, Domingos e feriados, das 10h às 17h30

 

2- Pesque Pague do Arquiron

Uma excelente opção para quem gosta de pesca esportiva – pesque e solte. O local oferece uma experiência divertida e relaxante. As áreas de pesca são bem cuidadas e possuem variedade de peixes. O local também oferece opções de alimentação, como churrasco. 

 

Endereço: Avenida Craíbas , chácara 3 – Jardim Imperial II, Trindade – GO, 75391-726

Telefone: (62) 99397-1038.

Horário de Funcionamento: Segunda a domingo 9h00 às 19h00 

 

3- Sorveart

Empresa goiana que sempre buscou garantir a qualidade de seus produtos, seus criadores focaram seus objetivos na satisfação dos clientes e na acessibilidade da oferta dos produtos no mercado competitivo, conta com uma grande variedade de produtos e vários pontos de vendas no estado de Goiás, Distrito Federal e Mato 

 

Endereço: Rua Aleixo Antonio Alves, 964 – St. Oeste, Trindade – GO, 75380-000

Telefone: (62) 3505-3071

Horário de Funcionamento: 

Domingo a Sexta 10h00 Às 22h00 

Sábado 10h00 às 23h00

 

Opções de Restaurante 

 

1- Restaurante Cerrado Goiano 

Pratos goianos no fogão a lenha, além de carnes grelhadas e sobremesas em espaço rústico de clima familiar.

 

Opções de serviço: Refeição no local · Para viagem · Entrega sem contato

Endereço: Av. Raimundo de Aquino, 597 – Vila Pai Eterno, Trindade – GO, 75380-000

Telefone: (62) 3991-9393

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sexta 11h00 às 14h00

Sábado e Domingo 11h00 às 14h30

 

2- Restaurante Vovó Zica – Comida Afetiva

Restaurante com comida goiana com buffet variado quente e frio e churrasco na brasa.

 

Endereço: Av. Constantino Xavier, 22 – Ana Rosa, Trindade – GO, 75380-000

Telefone: (62) 99829-9621

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sexta 11h00 às 14h00

Sábado e Domingo 11h00 às 14h30

 

3- Restaurante Dora

Comidas típicas com alta gastronomia goiana a mais 39 anos fazendo oque a de melhor na culinária.

 

Endereço: Av. Pres Jk Q A, 2760 – Vila Emanoel, Trindade – GO, 75380-000

Telefone: (62) 3505-1802

Horário de Funcionamento:

Segunda a domingo 11h00 às 14h30

  •  

Opções de restaurante para Jantar 

 

1- Restaurante e Adega Bentos

Preços bons, comida bem saborosa, lugar bem agradável, possui bastante variedades de vinhos.

 

Endereço: R. Dr. Irany Ferreira, 406 – Centro, Trindade – GO, 75380-000

Horário de Funcionamento: 

Segunda e Terça 11h00 às 17h00

Terça a Sábado 11h00 às 00h00

Domingo 11h00 às 18h00

 

2- Pizzaria Casarão

Excelente massa, fina, crocante e muito bem recheada, atendimento espetacular e ambiente muito agradável.

 

Endereço: 232, R. Padre Redentorista, 64 – St. Central, Trindade – GO, 75380-000

Telefone: (62) 3506-1108

Horário de Funcionamento: Terça a Domingo 18h00 às 00h00 

 

3- A Brasileira Restaurante

Comida brasileira maravilhosa, lugar bem localizado e aconchegante

 

Endereço: Vl Willian – R. Dr Irani A Ferreira Q 1, 744 – vila willian, Trindade – GO, 75380-000

Telefone:  (62) 99218-2221

Horário de Funcionamento: 

Segunda a Quarta 11h00 às 15h00

Quinta a Domingo 11h00 às 15h00 / 18h00 às 00h00

 

Se tiver tempo antes de partir, dê uma última caminhada pela cidade ou faça algumas compras de lembranças incríveis da sua visita. Além disso, adapte este roteiro de acordo com seus interesses e preferências pessoais, e aproveite ao máximo sua estadia em Trindade!

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

>Veja Também<

Trindade se torna oficialmente a Capital da Fé no Brasil

 

Romaria de Carros de Bois de Trindade vira Patrimônio Cultural do Brasil 

 

8 lugares para conhecer o município de Trindade

Conheça a cidade goiana onde o Cerrado tece histórias e o vento convida à aventura

Nas entrelinhas do Cerrado, a 120 km de Goiânia, Jandaia se revela como um soneto da natureza. Em seu seio, o Sul Goiano canta melodias da Mesorregião, ecoando entre o Morro do Segredo e a Serra do Boqueirão. Com apenas 6.272 habitantes, a cidade se estende majestosamente por 864,1 km², vestida com um manto verde de árvores.

Nas mãos da natureza, Jandaia foi esculpida com serras que desenham o horizonte: Paiol Queimado, Canabrava, Lajeado, Sumidouro e Barro Alto. Nestas alturas, os ventos dançam, atraindo entusiastas do parapente, que, nos meses de abril e maio, colorem os céus em seus saltos arrebatadores.

O apelo desta cidade está gravado em sua geografia; um motivo pelo qual, em abril de 2023, ela tornou-se anfitriã da primeira etapa do Circuito Centro-Oeste de Parapente. Este encontro celebrou a bravura dos céus com a participação dos mais proeminentes pilotos do país.

Rampa de Jandaia: Onde o chão encontra o céu, o ponto de decolagem se desdobra sobre a paisagem. Com o cenário pitoresco de Jandaia como pano de fundo, a rota para esta rampa é uma promessa de aventura. A decolagem é facilitada por um terreno inclinado, onde a grama sintética se encontra com o céu, e o pouso é uma dança suave em prados amplos.

Alma da Cidade: Jandaia é abraçada por rios e riachos, com o Lago Lambari refletindo a alma da cidade. Praças como a Matriz e São Sebastião são os corações palpitantes onde histórias são compartilhadas e lembranças criadas.

Pegadas no Cerrado: Integrando-se à região, Jandaia caminha ao lado de outras joias de Goiás, oferecendo uma fusão de aventura, ecoturismo, tecnologia e cultura.

Histórico Sussurro: Desde sua origem na fazenda Água Limpa até sua transformação em Jandaia, a cidade tem histórias profundamente entrelaçadas com o solo do Cerrado e as promessas feitas sob o olhar protetor de divindades.

Pulsar Econômico: A vitalidade de Jandaia é alimentada pela agropecuária, com campos de cana-de-açúcar e soja, e fortalecida por gigantes industriais como DENUSA e Jandaia Calcário.

Refúgios de Descanso: Enquanto o dia se despede, o Hotel Jandaia e a Pousada Jandaia aguardam os visitantes com promessas de conforto. Opções adicionais em Indiará também oferecem acolhimento caloroso.

Créditos da imagem de capa: Governo de Goiás

Deseja estar conectado com as maravilhas do nosso Brasil? Junte-se aos nossos grupos exclusivos e descubra os tesouros escondidos do Cerrado AQUI.