Estudos revelam que xingar pode aumentar a força física e a coragem

Os pesquisadores da Universidade Keele, no Reino Unido, liderados pelo professor Richard Stephens, realizaram um estudo, onde revela que xingar e falar palavrões pode aumentar a confiança, a força física e os níveis de comportamento de uma pessoa. Com isso, a pessoa se torna mais ousada e corajosa, em comparação às pessoas que realizam a mesma ação com mais tranquilidade. Com informações do Portal Terra.

O estudo “Effect of swearing on strength: Disinhibition as a potential mediator” (“Efeito do palavrão na força: desinibição como mediador potencial”, em tradução livre) foi publicado na revista científica Quarterly Journal of Experimental Psychology na semana passada. O objetivo da equipe era identificar o mecanismo psicológico pelo qual um linguajar obsceno, com palavrões, ou ofensivo, com xingamentos, pode ser benéfico para a realização de tarefas físicas.

Os britânicos queriam descobrir, principalmente, se xingar aumentava o chamado “estado de desinibição” das pessoas, ou seja, perda de autocontrole e falta de contenção social. Para tanto, foram realizados dois experimentos: um com 56 participantes, sendo 32 mulheres e 24 homens; e outro com 118 pessoas, grupo composto por 63 homens, 53 mulheres, uma pessoa não-binária e uma pessoa que preferiu não ter seu sexo revelado.

Ao longo dos experimentos, os pesquisadores descobriram, por exemplo, que os participantes eram capazes de realizar uma flexão de cadeira por mais tempo depois de repetir um palavrão. Os voluntários também se mostraram mais ousados ao longo de uma tarefa que envolvia encher um balão de borracha o máximo possível sem estourar. O comportamento de risco foi 8% maior quando eles usavam palavrões enquanto bombeavam a bexiga, em comparação com o uso de diálogo neutro.

Ainda de acordo com a pesquisa publicada, o humor vindo de alguns palavrões também foi considerado um importante mecanismo psicológico para aumentar a força física durante os experimentos. No entanto, os pesquisadores apontaram a necessidade de uma investigação mais profunda sobre esse efeito descoberto.

Bloqueada nas redes sociais do ex-namorado, mulher usa pix para mandar mensagens de desculpas

No dia dezesseis de novembro, o Banco Central lançou o Pix, nova modalidade de pagamento para transações bancárias instantâneas, a qualquer momento e em qualquer dia da semana. A novidade teve grande aderência dos consumidores destes serviços, mas tem gente inovando o uso dessa ferramenta. 

Uma publicação no Twitter, feita na primeira semana do ano, apresentou o caso de um rapaz que bloqueou a ex-namorada em todas as redes sociais ao descobrir que havia sido traído. Em um esforço de contatá-lo, a mulher começou a enviar várias transferências via Pix no valor de um centavo, cada uma contendo mensagens e pedidos de desculpas. 

O primo do rapaz foi às redes sociais compartilhando a história e pedindo ajuda dos internautas para saber se era possível bloquear uma pessoa no Pix. Confira:

 

É possível bloquear alguém no pix?

De acordo com o Banco Central (BC), o sistema de pagamentos instantâneos não possui uma opção para o bloqueio de pagadores específicos por parte dos usuários. “O que o usuário pode fazer é configurar o aplicativo da instituição na qual mantém a conta para não receber a notificação do pagamento. Mas o pagamento em si não é bloqueável de regra”, comentou o BC através de sua assessoria de imprensa para a Folha de S. Paulo. Além disso, o BC afirmou que não prevê adicionar a possibilidade de bloqueio por parte do usuário no novo sistema.

Atualmente, o Banco Central só prevê essa possibilidade de bloqueio em casos de suspeita de fraude. Mesmo nesses casos, apenas as instituições financeiras e de pagamentos participantes do novo sistema podem recorrer a essa opção. Fora o Pix, o BC também não permite que os usuários bloqueiem de pagadores específicos no caso de transferências feitas através de TED ou DOC.

 

Fonte: Folha de S. Paulo

 

O filho que mais te irrita é o que mais se parece com você, diz estudo

Sabe aquela pessoa que mais te irrita? Ela pode ser o seu melhor espelho! É o que afirma a psicóloga Marta Segrelles, do Colegio Oficial de Psicólogos de Cataluña, na Espanha no estudo intitulado “O que o incomoda no outro tem a ver com você”.

De acordo com a psicóloga, os seres humanos têm um mecanismo de defesa, que fica em alerta quando uma pessoa atribui a outra pensamentos e atitudes que ela mesma não consegue tolerar, ou seja, projetam nos outros o que não aceitam nelas mesmas. Ou seja, uma situação em que alguém projeta, literalmente, no outro emoções que não consegue aceitar em si mesmo. Isso costuma acontecer porque aceitar essas emoções tiraria o indivíduo de sua zona de conforto, causando ansiedade ou estresse.

Não assumir a responsabilidade pelos aspectos negativos impede a pessoa de melhorar e superar aquilo que provoca incômodos. Porém, para alguns é mais fácil transferir os sentimentos para um fator externo e sentir raiva desse fator externo do que confrontar a realidade.

O estudo mostra ainda que muitas atitudes que as pessoas possuem, foram herdadas dos pais. Desde quando somos crianças, absorvemos o comportamento e jeito de ser de nossos pais, em diferentes situações, e durante a adolescência é que essa ‘absorção’ do jeito de ser fica ainda maior. O desenvolvimento psicológico do filho pode ser afetado pelo estado emocional dos pais.

O filho que mais irrita os pais pode ser exatamente aquele que mais se parece com seus progenitores. A pesquisa revela também que antes da atenção ser toda pro filho, os pais precisam resolver seus próprios problemas e buscar uma evolução interior, entendendo que as crianças não são propriedades do pai e nem da mãe, por isso, precisam tomar as próprias decisões e cometer erros, isso faz parte do processo de aprendizagem pessoal.

O passado é impossível de ser mudado, porém, é reconhecendo o que precisa ser transformado, que um novo futuro acaba se formando. Não julgue, seja tolerante, as pessoas possuem suas próprias individualidades e precisam ser respeitadas por isso, você concordando ou não; avalie o porquê daquilo estar te incomodando no outro.

“Tudo que incomoda você sobre outros seres é apenas uma projeção do que você não resolveu em si mesmo.” – Buda.

Pessoas que mais te irritam são as que mais se parecem com você, revela estudo

Sabe aquela pessoa que mais te irrita? Ela pode ser o seu melhor espelho! É o que afirma a psicóloga Marta Segrelles, do Colegio Oficial de Psicólogos de Cataluña, na Espanha no estudo intitulado “O que o incomoda no outro tem a ver com você”.

De acordo com a psicóloga, os seres humanos têm um mecanismo de defesa, que fica em alerta quando uma pessoa atribui a outra pensamentos e atitudes que ela mesma não consegue tolerar, ou seja, projetam nos outros o que não aceitam nelas mesmas. Ou seja, uma situação em que alguém projeta, literalmente, no outro emoções que não consegue aceitar em si mesmo. Isso costuma acontecer porque aceitar essas emoções tiraria o indivíduo de sua zona de conforto, causando ansiedade ou estresse.

Não assumir a responsabilidade pelos aspectos negativos impede a pessoa de melhorar e superar aquilo que provoca incômodos. Porém, para alguns é mais fácil transferir os sentimentos para um fator externo e sentir raiva desse fator externo do que confrontar a realidade.

O estudo mostra ainda que muitas atitudes que as pessoas possuem, foram herdadas dos pais. Desde quando somos crianças, absorvemos o comportamento e jeito de ser de nossos pais, em diferentes situações, e durante a adolescência é que essa ‘absorção’ do jeito de ser fica ainda maior. O desenvolvimento psicológico do filho pode ser afetado pelo estado emocional dos pais.

O filho que mais irrita os pais pode ser exatamente aquele que mais se parece com seus progenitores. A pesquisa revela também que antes da atenção ser toda pro filho, os pais precisam resolver seus próprios problemas e buscar uma evolução interior, entendendo que as crianças não são propriedades do pai e nem da mãe, por isso, precisam tomar as próprias decisões e cometer erros, isso faz parte do processo de aprendizagem pessoal.

O passado é impossível de ser mudado, porém, é reconhecendo o que precisa ser transformado, que um novo futuro acaba se formando. Não julgue, seja tolerante, as pessoas possuem suas próprias individualidades e precisam ser respeitadas por isso, você concordando ou não; avalie o porquê daquilo estar te incomodando no outro.

“Tudo que incomoda você sobre outros seres é apenas uma projeção do que você não resolveu em si mesmo.” – Buda.

Adolescência agora vai até 24 anos e não mais até os 19, diz ciência

Um estudo feito na Austrália e publicado pela revista científica Lancet Child & Adolescent Health, definiu um novo período para as idades que compreendem a adolescência: se antes a vida adulta começava a partir dos 19 anos, hoje um indivíduo é considerado adolescente até completar 24 anos.

A explicação dos cientistas para a nova definição é resultado das mudanças de comportamento da nova geração, como a demora para concluir os estudos, casar e ter filhos.

A biologia também é usada como argumento por aqueles que defendem que a adolescência termina mais tarde – e que dizem, por exemplo, que o corpo continua a se desenvolver.

O cerébro continua se desenvolvendo depois dos 20 anos, trabalhando de maneira mais rápida e eficiente. E para muitos os dentes do siso não nascem até que complete 25 anos.

Como os jovens atualmente estudam por um tempo mais longo e não somente até a faculdade, consequentemente adiam outras decisões que marcariam o início da vida adulta, como casamento, saída da casa dos pais e maternidade/paternidade.

Segundo os pesquisadores, a definição da etapa é fundamental para o desenvolvimento de leis, políticas sociais e serviços. O levantamento ainda lembra que, no passado, o início da adolescência já havia sido antecipado: costumava ser padronizada como 14 anos e, hoje, está estabelecido aos 10.

 

 

Foto: Reprodução

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

3ª edição do Dogs Day gratuito acontece em Goiânia

 

 

O Dogs Day Goiânia traz novidades em sua nova edição. Os participantes ganharão alguns brindes e, além disso, haverá a socialização, onde os pets poderão interagir uns com os outros e com outros humanos para que reajam de maneira adequada perante situações adversas, e os tutores poderão pegar dicas com Leandro para entenderem um pouco mais sobre relacionamento e linguagem canina.

Além disso, haverá encontro de várias raças: Schnauzer, Bulldog, Golden Retriever, Lulu da Pomerania, Border Collie, entre outras. Apresentação de cães de pastoreio e exposição fotográfica canina com a fotógrafa Lara Monteiro.

Os tutores que forem com seus cães contarão com o apoio de bebedouros para que os bichinhos não sintam sede, sacolinhas plásticas higiênicas, petiscos, também poderão concorrer a brindes e sorteios, como o de um ensaio fotográfico canino animal e também o de um banho e tosa, participar de uma roda de conversas sobre alimentação natural. Além de contar com todo espaço arborizado que o Estacionamento do Parque Lago das Rosas proporciona, impedindo que as temperaturas se elevem. É imprescindível que, na ocasião, todos os cães estejam com suas devidas guias.

Para quem quiser adotar um bichinho, o Abrigo Lar e espaço Amicão – Zé Neto e família e o Projeto Viva Gato estarão presentes no local.

Segundo Leandro, adestrador, o intuito do evento é fazer com que as pessoas saiam de casa com seus cães.

Evento contará com a venda de comidas e bebidas diversas disponibilizadas pela casa. Haverá também um tributo a Johnny Cash, o “rei da música country”, com a The Cash Band, e discotecagem com os DJs Daniel de Mello e Pedro Castro. 

 

SERVIÇO

3ª edição do Dogs Day

Quando: 8 de julho (domingo)

Horário: Das 10h às 17h

Onde: No Estacionamento do Parque Lago das Rosas, entre as ruas R-17 e R-18, no Setor Oeste (Em frente ao Shiva Alt-bar)

Acesse as redes: Instagram: @le_dogtrainer / @dogsdaygoiania | Facebook

Mais Informações: Leandro Meireles – Mr. & Dog Trainer – (62) 99858-4004

 

Foto: Divulgação

Talk show sobre moda com Consuelo Blocker acontece amanhã em Goiânia

Lifestyle, comportamento e moda! Esses são alguns dos temas que estarão presentes em um talk show com Consuelo Blocker, um dos nomes mais atuais para abordar esses assuntos, amanhã (13), em parceria com a SNL. O evento promete levar ao público um bate-papo descontraído e cheio de novidades!
Na programação, muitas curiosidades que circundam os bastidores da moda, especialmente pelo fato de Consuelo já ter 24 anos de experiência no varejo e ser filha da consagrada jornalista Constanza Pascolato.
Para se ter uma noção da influência de Blocker, ela produz conteúdos para mais de 140 mil leitores por mês através de seu blog – que é conhecido por oferecer um know-how valioso em decoração, arte, design, viagens, cultura e o mais evidente: moda.
Outro aspecto interessante do evento é que ele antecipará as novidades para o Dia das Mães. Além de todos esses temas, também será abordada a relação entre mãe e filha, em uma celebração ao trabalho de sua mãe, que é conhecida e respeitada internacionalmente.
Após o talk show aberto ao público, a grife feminina SLN irá receber convidadas para conferir o lançamento da coleção outono inverno/18 SLN – e que também contará com a presença de Consuelo Blocker.

Serviço

Onde | Piso 1 do shopping Flamboyant;
Quando | 13 de abril;
Horários | 17:00h (talk show);
18:00h (lançamento da coleção outono inverno/18 SLN);
O acesso ao lançamento da coleção outono inverno/18 SLN é restrita a convidados da loja SLN e será necessária apresentação de pulseira no momento da entrada. As pulseiras serão entregues mediante disponibilidade, na loja localizada no Piso 1 do Flamboyant.

Todo goiano fora de Goiás sente falta destas coisas

O jeitinho goiano de ser

leonardo

Leonardo: goiano do pé rachado com muito orgulho. 

Hospitalidade, simpatia e bom humor são a cara e o perfil da maioria dos goianos. É comum um visitante pegar um táxi no aeroporto e ser deixado no seu destino em Goiânia com a impressão que ganhou um novo amigo. A certeza aumenta, quando você está numa cidade do interior do estado. Onde mais você pode sentar sozinho em uma mesa de bar e a turma da mesa ao lado acabar puxando conversa? Sim, essa é uma cena relativamente comum em Goiás. Dizem que quem bebe da água daqui, acaba querendo voltar ou ficar de vez. O jeitinho goiano de ser é, sem dúvida, uma marca registrada do nosso povo que deixa saudade em qualquer um.

 

O jeitinho goiano de falar

caldos

Conhecer o dicionário goianês é a forma mais adequada para entender e ser entendido nessa terrinha abençoada. Sabe aquela rotatória de trânsito? Aqui é queijinho (ou só queijim). Se alguém explicar um endereço assim: “- vai reto toda vida, até chegar o sinal e depois do 12º queijim você vira a esquerda, conta quatro casas e você vai dar lá”, significa que você vai andar 100 metros e depois do semáforo e da rotatória você encontrará o lugar que procura. Ô trem custoso, sô (mas irresistivelmente delicioso). Êita saudade que fica!

 

O sotaque

Dicionario

Uma porta por aqui, não é uma porta qualquer. É uma porrrrrrrta com “erre” esticado mesmo. Afinal, todo goiano que se presa gosta de carrrrrrrne e faz questão de ressaltar isso. Outra mania que todo mundo morre de saudade, é falar tudo no diminutivo é toda nossa. À primeira vista, todo mundo estranha, mas é só uma questão de tempo pra se acostumar e acabar falando ‘igualzim’. Arrozim, carrim, almocim, jantinha, trenzim… Tudo entra no diminutivo na boca do goiano.

+20 palavras e expressões que são a cara de Goiânia

 

Um cantinho na roça

roça

Se nos estados litorâneos, o sonho de toda gente é ter uma casa na praia, em Goiás, o sonho de vida é ter um cantinho para esticar todo fim de semana, pegar a estrada e sentir o cheirinho de campo, o clima roceiro e botar a botina no chão de terra batida. 

 

O Pit Dog

Buldogs

Na capital de Goiás, pit dog é rei. Aliás, é a terra natal do mais goiano dos lanches de rua, o pit dog. Em nenhum outro lugar, existe essa expressão para se referir às lanchonetes espalhadas nas praças e esquinas movimentadas da cidade. Uma espécie de releitura dos foods trucks. São os salvadores da madrugada e uma experiência gastronômica inesquecível (e barata).

+13 pit dogs em Goiânia que colocam muito food truck no chinelo

 

A pamonha

pamonha

Em que lugar do planeta você vai encontrar tanta pamonharia como em Goiás? Essa iguaria feita a partir do milho, embalada na palha e recheada com queijo, linguiça, pimenta, dependendo das versões doce ou salgada (de doce e de sal, é assim que se fala por aqui). Se você estiver lendo essa matéria em algum outro lugar que não seja em Goiânia, a chance de você estar salivando agora é de aproximadamente 100%.

Aproveite e veja o roteiros da melhores pamonharias aqui.

 

O Pequi

Pequi

O fruto mais famoso do Cerrado é patrimônio e paixão de todo goiano que se preza. Arroz com Pequi (leia-se “Galinhada”), Frango com Pequi, Empadão com Pequi são algumas das versões preferidas na mesa regional. Até doce e licor de Pequi já foi inventado (e são deliciosos). Tem goiano que mora no exterior que, de tanta saudade, pede sempre pra alguém levar uma mostra na bagagem de lembrança!

 

Churrasco com amigos

churrasco

Os gaúchos que nos perdoem, mas goiano que é goiano, ama e também conhece de carne (ou carrrrne como preferir). Programa preferido de 11 entre 10 goianos, reunir amigos com uma boa picanha, cerveja gelada, mandioca frita, um arrozinho com vinagrete e aquele feijão tropeiro, é de lei pelo menos todo fim de semana.

 

Povo bonito

miss

A beleza das mulheres (e dos homens também) merecem um tópico à parte. Mesmo se for só uma saidinha pra fazer uma feirinha, pensa num povo arrumado! Produção no cabelo, maquiagem e aquele look de arrasar o quarteirão. Os homens também não ficam atrás. A mistura de raças, presente no povo goiano, fazem jus à fama de terra de gente bonita.

 

Os botecos

belisque

A frase “não tem mar vai pro bar”, nasceu em Goiânia, mas vale também para todo município goiano. Curtir um gelada numa calçada com vista privilegiada pra rua ou praça, faz parte de um dos programas prediletos do nom goiano e deixa saudade de quem deixa a terrinha.

 

O clima

Setor

Tem gente que pode não concordar com essa parte se for lembrar de meses como agosto e setembro onde a temperatura bate fácil na casa dos 40 graus! Mas o fato é que se você mora na Suíça, por exemplo, o clima de Goiás é a temperatura dos sonhos. Curtir um clube, uma piscina, um banho de córrego ou uma boa cachoeira é privilégio de quem mora aqui e motivo de muita saudade pra quem vai pra outro canto.

 

As feiras da capital

feira

Programa preferido de muita gente da capital e do interior, as ferias fazem sucesso por aqui. Comprar uma roupa, uma peça de decoração, artesanato ou só fazer um lanchinho. Todo dia é dia de feira em Goiânia e algumas atraem gente de todos os cantos. É o caso da Feira Hippie (aos domingos) e a Feira da Lua (aos sábados) que bombam de visitantes.

 

A musicalidade

jorge

O estilo sertanejo é predominante principalmente no interior de Goiás, mas outros estilos tem conquistado cada vez mais lugar no gosto goiano. Sim, Goiás tem musicalidade nas veias e já passou o tempo em que se limitava a um único estilo musical. A capital, por exemplo, se orgulha de ser palco de grandes festivas de música como o Villa Mix, Goiânia Noise e Bananada, além de ser celeiro de grandes artistas renomados no país e até no exterior.

Aô Goiás xonado cheio de saudade!

Restaurante na Itália dá desconto para crianças comportadas

Um restaurante em Pádua, na Itália, resolveu dar a seus clientes um desconto de 5% nas contas de pais que mantém os seus filhos comportados à mesa.

A ideia começou quando o dono do estabelecimento ficou impressionado ao ver cinco crianças “com muita compostura” em uma mesa com um total de 11 pessoas e decidiu, então, dar uma recompensa.

Segundo o texto publicado pelo “Guardian”, o empresário observou que cerca de 30% dos país não conseguem controlar os seus filhos durante as refeições e não é raro vê-las correndo pelo estabelecimento.

Para o empresário, a ideia é evitar que as crianças incomodem os demais clientes, atrapalhem a circulação de funcionários.

“Eu faço isso para premiar os bons pais e te garanto que isso não acontece muito. Entendo o fato de que é difícil ser pai. Não se pode sempre dizer não e educar seus filhos à base do não, mas quando se está entre outras pessoas é preciso também ensinar respeito”, disse Antonio Ferrari, proprietário da enoteca Storie di Cibo e di Vino.

Restaurante

Maioria dos brasileiros defende que ‘bandido bom é bandido morto’, revela pesquisa

57% dos brasileiros defendem a ideia de que “bandido bom é bandido morto”. O índice sobe para 62% em cidades com menos de 50 mil habitantes, segundo levantamento feito pelo Datafolha a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Os dados fazem parte do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que será divulgado no dia 3 de novembro. No comparativo com 2015, quando a mesma pesquisa foi feita, a aceitação da frase aumentou. No ano passado, 50% da população se dizia a favor da morte de criminosos.

A diferença aumenta ou cai um pouco quando separada por sexo. Este ano, entre os homens, 60% concordam e 32% discordam. Já entre as mulheres, 55% concordam e 36% discordam. Separado por idade, quanto mais velho, mais a expressão é aprovada. Na faixa de 16 a 24 anos, 54% concordam. Já para os que têm 60 anos ou mais, 61% estão de acordo.

O Datafolha também revela que 64% dos brasileiros acreditam que os policiais são caçados pelos criminosos. A percepção é ainda maior nas regiões Norte (67%), Centro-Oeste (69%) e Sudeste (66%).

O índice aumenta entre as famílias com renda mensal superior a dez salários mínimos. Nesse grupo, a concordância é de 72%.

A pesquisa ainda aponta relativa satisfação da população com as forças de segurança pública: 52% afirmam que a Polícia Civil faz um bom trabalho esclarecendo crimes e 50%, que a Polícia Militar garante a segurança da população. A maioria dos brasileiros defende a falta de infraestrutura na área: 63% dos brasileiros acreditam que as polícias não têm boas condições de trabalho.

A forma como as policiais atuam, entretanto, não é bem avaliada. De acordo com o levantamento, 70% da população sente que as polícias cometem excessos de violência no exercício da função. Entre os jovens de 16 a 24 anos de idade, a sensação é ainda mais nítida, sendo que 75% deles acreditam que os policiais abusam.

Além disso, 53% dos brasileiros (60% dos jovens de 16 a 24 anos de idade) têm medo de ser vítima de violência por parte da polícia civil e 59% (67% dos jovens de 16 a 24 anos) temem ser agredidos por policiais militares. ( Com informações do G1)

‘Acabou!’ Conheça a empresa que termina seu relacionamento por você

Chega de lágrimas, constrangimento e quem sabe até recaídas. A Breakup Shop, empresa do Canadá, está chegando ao mercado para acabar com os relacionamentos por você ao custo de R$ 113. Confira os serviços:

– Por US$ 10 (cerca de R$ 38), a companhia envia uma mensagem de texto padrão com o “anúncio”.

– Quem prefere algo menos impessoal, pode investir mais um pouco e, por US$ 29 (R$ 110), pagar uma ligação de um minuto.

– Para terminar por carta padrão o valor é de US$ 20 (cerca de R$ 76), já uma carta personalizada o valor sobe para US$ 30 (R$ 113,50).

Caso queira fazer o serviço completo, pode também enviar itens como vinho, biscoitos e filmes, para ajudar a ex-pessoa amada a afogar as mágoas. “As pessoas já pagam por serviços como o Tinder para entrar em relacionamentos, por que não pagar para sair de um?”, disse a cofundadora Mackenzie ao site Motherboard. Ela fundou o projeto com seu irmão, Evan. Os sobrenomes foram mantidos em segredo a pedido dos empreendedores. Por enquanto, o serviço está disponível apenas em inglês — independentemente do país do cliente.

 

Com informações da Época Negócios.

Ciumento: Bruno Gagliasso diz que recusou papel na TV por causa da esposa, Giovanna Ewbank

Durante o programa Amor e Sexo deste sábado (26), o ator Bruno Gagliasso admitiu que recusou um trabalho e não pode contracenar com uma atriz por causa do ciúme de sua esposa, Giovanna Ewbank — o casal participou do programa global.

Durante a atração, a apresentadora Fernanda Lima perguntou para a também atriz Giovanna “qual foi a maior prova de amor” que Gagliasso já tinha feito. “Eu tinha ciúmes de uma certa atriz e ele recusou o trabalho, porque o trabalho era com essa certa atriz“, revelou Giovana, sem revelar a identidade da profissional.

Casados há cinco anos, Giovanna e Gagliasso já enfrentaram uma crise: em 2012, o casal ficou separado por dois meses. Na época, a modelo Caroline Francischini, grávida de seis meses, foi apontada como o pivô da separação — rumores diziam que o pai de seu filho era o ator.

Assista o vídeo aqui.

Os 10 perfumes femininos mais vendidos do mundo

Para investigar quais são os dez perfumes femininos mais vendidos do mundo, o blog M de Mulher ouviu fabricantes, perfumistas e empresas internacionais de pesquisa de mercado. Confira a seleção do top dos cheiros que elas amam, pela ordem:

 

10º – ETERNITY, CALVIN KLEIN

perfume

Em 1987, Calvin Klein presenteou a então esposa, Kelly, com uma aliança que continha gravada a palavra eternity, eternidade em inglês. O perfume nasceu no ano seguinte como uma homenagem a todas as histórias de amor. “E ternity é o símbolo romântico da mulher moderna e por isso virou objeto de desejo”, diz Júlia. Leva notas de lírio, frésia e sálvia. R$ 261* (50 ml).

9º – ALLURE, CHANEL

 allure

A fragrância surgiu no final dos anos 1990, momento em que perfumes considerados inovadores ganharam espaço”, diz Júlia Fernandez. Traz notas de jasmim e rosa de maio, presentes em Chanel Nº 5, além de toques de cidra e tangerina. Uma versãocom apelo mais sensual, o Allure Sensuelle, com notas apimentadas, veio logo em seguida. R$ 308* (50 ml). 

8º – TRÉSOR, LANCÔME

TRÉSOR

Trésor seguiu a mesma filosofia de Angel, de Thierry Mugler: fugir da moda das fragrâncias frescas e investir em uma essência marcante”, diz Júlia Fernandez, da IFF. Criado em 1990 para se tornar símbolo da Lancôme e desde então presente na lista dos mais vendidos, traz notas de sândalo, almíscar e âmbar. O sucesso foi tamanho que outras marcas se inspiraram no perfume para criar loções hidratantes e xampus. R$ 321* (50 ml). 

7º – CHANCE, CHANEL

perfume

Aproveitando o sucesso de Coco Mademoiselle, Chance foi lançado em 2003 com o mesmo propósito: atrair as jovens. Para isso, o frasco ganhou roupagem mais informal e foram incluídas notas de cidra e baunilha. “É o que chamamos de memória olfativa. A estrutura do perfume permanece quase a mesma, fazendo com que a mulher reconheça o cheiro. Mas as novas notas trazem frescor”, diz a perfumista Verônica Kato. R$ 308* (50 ml). 

6º – PLEASURES, ESTÉE LAUDER

PLEASURES,

Idealizado em 1995, é uma fragrância floral, com violeta, peônia, jasmim e rosa. “Queridinhas das mulheres, as notas de flores, com apelo romântico, são encontradas em boa parte das essências lançadas nessa época”, afirma o perfumista Adilson Rato, da casa de fragrâncias Firmenich, em São Paulo. O sucesso de Pleasures levou a marca a criar cosméticos e outras quatro versões da essência. Perfume e produtos não são vendidos no Brasil. US$ 40* (50 ml).

5º – ANGEL, THIERRY MUGLER

perfume

Lançado em 1992, foi o primeiro perfume a levar notas gourmands, como as de caramelo e mel. “Como o cheiro era bem doce, diferente do que existia até então, ele demorou dez anos para cair no gosto das mulheres”, diz Júlia Fernandez, gerente de design olfativo da casa de fragrâncias International Flavors and Fragrances (IFF), em Nova York. Mais de uma dezena de edições limitadas já foram lançadas. Todas, em geral, próximas ao Natal. R$ 386* (50 ml). 

4º – LIGHT BLUE, DOLCE & GABBANA

perfume

Em 2001, os estilistas italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana desenvolveram um perfume que, como poucos, fez sucesso rapidamente. “Ele combina notas de diversas famílias olfativas, como frutal, floral e amadeirada, mas nenhuma delas tem destaque.Isso assegura aroma delicado, bastante aceito entre as mulheres de todo o mundo”, afirma Verônica Kato. Para compor a essência, misturam-se toques de bambu, jasmim e maçã verde. R$ 267* (50 ml). 

3º – J’ADORE, DIOR

perfume

Desde o lançamento, em 1999, a marca francesa investiu pesado para que J’adore fosse vinculado a um universo de luxo e riqueza – a começar pelo anúncio veiculado na época, no qual uma modelo submergia em uma piscina de ouro. O formato do frasco lembra o pescoço alongado por colares das mulheres da tribo massai, na África. Pêssego, orquídea e mandarina são as notas da essência que, até hoje, já originou quatro outras versões. R$ 294* (50 ml). 

2º – COCO MADEMOISELLE, CHANEL

perfume

Criado há treze anos, nasceu com a missão de firmar a Chanel entre as marcas preferidas das jovens. Inspirado em duas consagradas fragrâncias da maison, Chanel Nº 5 e Coco, ganhou o acréscimo de notas frutais, como as de laranja e bergamota, que garantiram caráter mais moderno ao perfume. O toque final na receita de sucesso veio com o frasco: rosa, para cair no gosto das meninas, e com formato semelhante ao do Chanel Nº 5. R$ 308* (50 ml). 

1º – Nº 5, CHANEL

perfume

Primeira fragrância da maison francesa, foi criada há 90 anos por encomenda de Gabrielle Chanel, que a descreveu como “um perfume de mulher com cheiro de mulher”. Combina toques de ilangue-ilangue, jasmim, rosa de maio e aldeído, a primeira nota sintética usada em uma essência. “Extraído do petróleo, o ingrediente potencializa o aroma das flores”, explica Verônica Kato, perfumista da Natura. R$ 308* (50 ml). 

Anitta confirma em vídeo que fez preenchimento labial e desabafa no SnapChat

Que a internet não perdou a gente já sabia. Essa semana foi a vez da Anitta. A funkeira foi motivo de piada e rendeu memes ao aparecer com os lábios maiores devido a um preenchimento labial.

A cantora resolveu se manifestar pela primeira vez sobre a polêmica e postou um vídeo em sua conta no Snapchat:

Além de confirmar o preenchimento labial, ela contou que não é a primeira vez que faz o procedimento estético. 

“A minha boca ficou pauta nacional e eu juro pela minha vida que eu não tava sabendo. E pior que antes de ontem eu tava falando sobre isso, parecia uma alfinetada… Aconteceram tantas coisas incríveis nesses dias que eu não parei pra ficar olhando a internet. Daí eu não sabia. Aí eu fiquei desesperada: o que está acontecendo, pelo amor de Deus?

Aí liguei pro meu assessor e ele me explicou. Ninguém aqui operou e depois achou o ‘Ó’ e depois foi consertar, nada disso aconteceu. Eu tava vivendo e trabalhando feliz. Eu faço preenchimento há sei lá quanto tempo, há muito tempo. Esses dias eu resolvei fazer de novo porque tinha passado um tempo já. Não é uma coisa nova. Nos primeiros dias fica inchado, só que depois de uns dias volta ao normal.

Mas eu estou cagando, saio na rua, não quero nem saber. Saíram várias matérias dizendo que eu me arrependi, que isso e que aquilo. Que é uma polêmica. Eu vou comentar essa polêmica. Polêmica pra mim é situação política atual no país, são os atentados terroristas, o desemprego, a escolaridade da nossa população, matar e roubar alguém. Isso pra mim é polêmica. Isso não significa que eu me acho horrível e me odeie. Eu estou chocada, é muita gente interessada. Se tivesse concentrado essa energia pra investigar a política já tinha montado o quebra-cabeça inteiro e matado a charada toda”.

Assista ao vídeo:

Sheron Menezzes posta foto polêmica no Instagram e gera debate entre os internautas

Na tarde desta quinta-feira, 24 de março, a atriz Sheron Menezzes compartilhou em seu perfil no Instagram uma foto que deu o que falar. Para interpretar a personagem Bertoleza na nova novela da Rede Globo “Liberdade, Liberdade”, que se passa no Brasil do século XVIII, Sheron aderiu à não-depilação, deixou os pelos das axilas crescerem e postou na rede social o resultado: 

 

 

Bertoleza e sua depilação de época… Amo! #Bertoleza #liberdadeliberdade #lovemyjob

Uma foto publicada por Sheron Menezzes (@sheronmenezzes) em Mar 24, 2016 às 3:36 PDT

 

A foto rendeu um debate acalorado nos comentários da foto, com internautas criticando a postura da atriz enquanto outros defendiam a liberdade da mulher em relação aos pelos corporais:

sheron