7 livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente

“Preciso ter uma conversa com o pessoal do Brasil. Por que não me avisaram antes que este é o melhor livro já escrito? O que vou fazer do resto da minha vida depois que terminá-lo?” Esse relato apaixonado viralizou na internet nos últimos dias, por Courtney Henning Novak, escritora e podcaster americana que, aos 45 anos, diz estar totalmente obcecada por “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, obra publicada pelo autor brasileiro Machado de Assis (1839-1908) em 1881.

Mas para além desta obra icônica e atemporal de Machado de Assis, que dispensa apresentações e já foi traduzida para mais de 10 línguas distintas, os livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente são clássicos imortais da literatura do nosso país e acabaram conquistando um grande público no exterior. Consagrados autores têm obras publicadas em diversos idiomas e lidas por milhares de pessoas ao redor do globo.

Abaixo selecionamos outros livros do nosso país que ficaram famosos internacionalmente e que todo mundo deveria ler também. Confira:

1) O Alquimista – Paulo Coelho

Publicado em 1988, esse é o livro de um autor brasileiro mais traduzido em todo o mundo, de acordo com a Agence France-Presse (AFP). Essa renomada obra, que retrata um romance alegórico, já vendeu mais de 150 milhões de cópias em diversos países.

Sinopse: Santiago, um jovem pastor da Andaluzia, parte rumo ao Egito em busca de um tesouro escondido entre as Pirâmides. O que ele não sabe é que sua jornada o levará a riquezas muito diferentes – e mais satisfatórias – do que ele estava esperando.


2) Capitães de Areia – Jorge Amado

Mais um dos livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente. Publicado em 1937, esse romance é um dos mais importantes da nossa literatura. Esse clássico já foi traduzido para nada menos do que 48 idiomas diferentes e, de quebra, adaptado para o cinema, rádio, teatro e até televisão.

Sinopse: Pedro Bala, Professor, Gato, Sem Pernas e Boa Vida são adolescentes abandonados por suas famílias, que crescem nas ruas de Salvador e vivem em comunidade no Trapiche. Eles praticam uma série de assaltos e são constantemente perseguidos pela polícia. Um dia, Professor conhece Dora e seu irmão Zé Fuinha e os leva até o Trapiche, o que desencadeia a excitação dos demais garotos, que não estão acostumados à presença de uma mulher no local. Aos poucos, nasce o afeto entre o líder do grupo e a jovem.

3) A Hora da Estrela – Clarice Lispector

Esse famoso romance foi publicado em 1977 e teve um sucesso estrondoso. Em 1985, a obra foi adaptada para a televisão. As questões filosóficas e existenciais que são abordadas no livro encantaram leitores do mundo inteiro.

Sinopse: Clarice escreve sabendo que a morte está próxima e põe um pouco de si nas personagens Rodrigo e Macabéa. Ele, um escritor à espera da morte; ela, uma solitária que gosta de ouvir a Rádio Relógio e que passou a infância no Nordeste, como Clarice. A despedida de Clarice é uma obra instigante e inovadora. Como diz o personagem Rodrigo, “estou escrevendo na hora mesma em que sou lido”. É Clarice contando uma história e, ao mesmo tempo, revelando ao leitor seu processo de criação e sua angústia diante da vida e da morte. Macabéa, a nordestina, cumpre seu destino sem reclamar. Feia, magra, sem entender muito bem o que se passa à sua volta, é maltratada pelo namorado Olímpico e pela colega Glória. Os dois são o seu oposto: o metalúrgico Olímpico sonha alto e quer ser deputado, e Glória, carioca da gema e gorda, tem família e hora certa para comer. Os dois acabam juntos, enquanto Macabéa, sozinha, continua a viver sem saber por que está vivendo, sem pensar no futuro nem sonhar com uma vida melhor. Até que um dia, seguindo uma recomendação de Glória, procura a cartomante Carlota, uma ex-prostituta do Mangue, que revela a Macabéa toda a inutilidade de sua vida. Mas também enche-a de esperança, prevendo a paixão por um estrangeiro rico, com quem ela iria se casar.

4) Grande Sertão Veredas – Guimarães Rosa

Esse romance experimental de 602 páginas foi publicado em 1956 e já foi traduzido para diversos idiomas, tamanho o seu sucesso. Essa obra está na lista dos 100 melhores livros de todos os tempos.

Sinopse: A história gira em torno do jagunço Riobaldo, também conhecido como Tatarana ou Urutu-Branco, narrador-protagonista do livro. Há na obra dois pontos aos quais o narrador se apega.

5) Vidas Secas – Graciliano Ramos

Esse renomado livro foi publicado em 1938 e se transformou em um famoso romance que alcançou fama internacional. A obra desse premiado autor já foi traduzida para vários idiomas ao longo das décadas.

Sinopse: Vidas secas retrata a vida miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigada a se deslocar de tempos em tempos para áreas menos castigadas pela seca. O pai, Fabiano, caminha pela paisagem árida da caatinga do Nordeste brasileiro com a sua mulher, Sinha Vitória, e os dois filhos, que não têm nome, sendo chamados apenas de “filho mais velho” e “filho mais novo”. São também acompanhados pela cachorrinha da família, Baleia, cujo nome é irônico, pois a falta de comida a fez muito magra.

6) Macunaíma – Mário de Andrade

Outro dos livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente. O romance modernista desse famoso Poeta e Musicólogo foi publicado em 1928. A obra aborda aspectos peculiares da cultura brasileira e já foi traduzida para diversas línguas.

Sinopse: Modernista, o livro conta a história de Macunaíma, o herói sem nenhum caráter. Índio nascido na Floresta Amazônica, depois de perder a muiraquitã dada por sua companheira, Ci, a Mãe do Mato, ele decide viajar até a cidade de São Paulo para recuperar o amuleto.

 

7) As Três Marias – Rachel de Queiroz

Publicado em 1939, o livro é uma narração feita por Guta (Maria Augusta), desde quando ela vai para um internato e lá conhece duas amigas, com quem mantém amizade durante toda a vida, até a fase adulta. Também foi um importante marco para a literatura brasileira e chegou a virar novela, além de ser traduzida para diversos idiomas.

Sinopse: As três Marias , romance de Rachel de Queiroz, publicado originalmente em 1939, conta a história das três amigas Maria Augusta (Guta), Maria da Glória e Maria José, desde sua infância em um colégio de freiras até a vida adulta. Maria da Glória dedicou-se à maternidade e à família, Maria José, sempre devota, voltou a morar com a mãe e virou professora, e Maria Augusta, diferente das amigas, determinou-se a construir o próprio caminho: voltou a morar com a família, mas, descontente, retornou para Fortaleza. Trabalhou como datilógrafa e, lá, apaixonou-se. É quando a autora permite-se ir mais fundo na perspectiva social e na agudeza da observação psicológica

 

 

 

*Fonte: portal Concurseiros no Brasil

Veja também:

10 países onde brasileiros podem estudar e trabalhar legalmente

Em um mundo cada vez mais conectado e globalizado, a busca por experiências internacionais tem se tornado uma prioridade para muitos brasileiros em busca de crescimento pessoal e profissional.

Felizmente, diversos países ao redor do globo oferecem programas que permitem que estudantes brasileiros possam não apenas aprimorar seus conhecimentos acadêmicos, mas também trabalhar legalmente durante sua estadia.

Essa combinação única de educação e oportunidades de emprego não apenas enriquece a vida dos indivíduos, mas também contribui para uma compreensão mais ampla e inclusiva entre culturas.

Abaixo, exploraremos alguns desses destinos que abrem suas portas para os brasileiros em busca de novas perspectivas e desafios!

1. Argentina

Começando pela América do Sul, temos a Argentina, nosso país vizinho que através de um acordo com o Brasil proporciona um visto especial para que os estudantes brasileiros estudem e trabalhem.

Para trabalhar no país os estudantes brasileiros devem solicitar o Código Único de Identificação do Trabalho (CUIL), um documento especial que pode ser retirado através da apresentação do RG ou passaporte e visto de estudante.

2. Chile

O Chile apenas permite trabalho voluntário ou estágio não remunerado em multinacional e em órgãos do Governo para estudantes universitários e pós-graduados e que tenham bom nível de espanhol.

3. Estados Unidos

A permissão de trabalho nos Estados Unidos vai depender do seu visto de estudante.

Com o visto F-1 adquirido através de programas de estudos promovidos por Universidades ou pelo governo americano, o estudante pode fazer um estágio prático durante ou após o término do programa, desde que seja em sua área.

Dependendo do caso, é permitido que intercambistas com vistos F-1 e J-1 trabalhem no próprio campus (em livrarias e cafés ou como assistentes acadêmicos) por no máximo 20 horas semanais durante o período de aulas e até 40 horas durante as férias.

Já os estudantes com visto M-1 não podem trabalhar durante o curso. No entanto podem trabalhar em sua área após o término do curso por 6 meses, sendo considerado um treinamento prático.

4. Canadá

Os brasileiros devem retirar o visto de estudante canadense se pretendem estudar ou trabalhar no país.

No entanto apenas intercambistas que estejam matriculados em universidades e cursos técnicos podem trabalhar no país, tendo que ter fluência em inglês ou francês, dependendo da cidade onde vá estudar.

É permitido que os estudantes trabalhem até 20 horas semanais durante o período de aulas e 40 horas nas férias.

5. Alemanha

Para tirar visto de estudante para cursos de mais três meses, é necessário iniciar o pedido no consulado alemão no Brasil e receber o visto na hora do desembarque na Alemanha.

Com esse visto o intercambista pode trabalhar por até 20 horas semanais. Estudantes brasileiros ainda podem solicitar um visto de estágio que pode durar por até 90 dias.

Não há limites de horas de trabalho caso o emprego seja como pesquisador ou professor assistente. Alunos de cursos de idiomas podem trabalhar somente durante as férias.

6. Espanha

Para trabalhar na Espanha, os estudantes devem ter o visto de estudante com duração mínima de 6 meses, apresentar o contrato enviado pela empresa autorizado pelo Ministério do Trabalho da Espanha, atestado médico e de antecedentes criminais.

É permitido que os intercambistas trabalhem por até 20 horas semanais.

No entanto o governo apenas autoriza trabalhos que tenham relação com os estudos e o estudante não deve depender apenas do salário para se sustentar no país.

7. França

Para trabalhar na França os estudantes devem retirar o visto e trabalho, sendo necessário a apresentação do contrato de trabalho e outros documentos.

É permitido que os intercambistas trabalhem por até 20 horas semanais no período de aulas e 40 horas durante as férias, desde que não ultrapasse o máximo de horas permitido durante o ano.

O estudante pode ter um emprego tanto no Campus como fora dele. No entanto para isso é necessário um cartão de residência e que estejam estudando em uma instituição de ensino que ofereça acesso à previdência social.

8. Irlanda

Na Irlanda é dada a permissão de trabalho a estudantes que adquiram um curso de no mínimo 25 semanas e 15 horas semanais.

Não somente estudantes de graduação, mas os matriculados em cursos de idiomas também podem trabalhar, desde que seja reconhecido pelo governo. Os intercambistas podem trabalhar 20 horas semanais durante o período de aulas e 40 horas durante as férias.

Se o curso for de seis meses, o estudante ganha direito a permanecer um ano no país e conseguir um emprego remunerado.

9. Itália

Estudantes matriculados em cursos de línguas de curta duração podem participar de programas de estágio não remunerado, conhecidos como INTERSHIP. Esses programas geralmente são oferecidos por cursos matutinos, sendo que o estágio é realizado à tarde. O programa dura cerca de 2 a 3 meses no máximo.

Já os intercambistas com visto de estudante, matriculados em cursos de no mínimo seis meses podem trabalhar até 20 horas semanais durante período de aulas e 40 horas nas férias.

Para isso é preciso pedir autorização ao governo italiano mediante a apresentação de carta do empregador. Porém esse processo costuma demorar, devido à burocracia.

10. África do Sul

Intercambistas que possuam o visto de estudante podem trabalhar por até 20 horas semanais na África do Sul. No entanto há menos ofertas de empregos que em outros países e os salários costumam ser baixos, valendo apenas como uma experiência para aperfeiçoar o inglês.

 

*Com informações portal Guia Viajar

Veja também:

 

Lugares em Goiás que deixam até viagens internacionais no chinelo

Goiás, o coração do Brasil, tem se destacado cada vez mais como um destino turístico imperdível, conquistando a atenção de viajantes de diversas partes do mundo. Mas você sabia que muitos lugares em Goiás deixam viagens internacionais no chinelo? Nós vamos te contar tudo, segue o fio.

Com sua rica diversidade cultural, belezas naturais e patrimônios históricos, o estado reserva verdadeiros tesouros capazes de encantar qualquer turista.

O Curta Mais preparou uma seleção especial com 20 destinos que revelam a essência única de Goiás.

Desde os clássicos pontos turísticos até joias pouco conhecidas, essa lista oferece opções para todos os tipos de exploradores, prometendo experiências inesquecíveis.

Embarque conosco nessa jornada de descobertas e surpreenda-se com a riqueza de lugares que Goiás tem a oferecer, superando até mesmo as expectativas dos viajantes mais exigentes.

Conheça agora lugares em Goiás que deixam muitas viagens internacionais ‘no chinelo’

 

1.Rio Quente – a 179 km de Goiânia

Lugares em Goiás que deixam muitas viagens internacionais no chinelo

da6cbfd76bf9512f906d7e5062bc97ad.jpg

Rio

Mergulho em Rio Quente

A cidade de Rio Quente tem grande destaque no turismo de águas termais, abrigando o famoso Rio Quente Resorts.

Considerado um dos maiores complexos de águas termais do Brasil, a propriedade também conta com o Hot Park, ponto turístico de grande destaque no país.

Outro de seus grandes destaques, a Praia do Cerrado é a maior praia artificial com águas naturalmente quentes do mundo e uma das principais atrações do resort, disponível gratuitamente para os hóspedes do Rio Quente Resorts.

Como chegar: Rio Quente fica a 179 km de Goiânia, acesso pela GO-020 até Bela Vista de Goiás, então, entre à esquerda na GO-139; no encontro com a GO-213, vire sentido a Rio Quente e logo vire na GO-507.

Informações: (64) 3452-7021

 

2. Salto de Corumbá – a 115 km de Goiânia

salto

salto

Exatamente a 115 quilômetros de Goiânia e 95 quilômetros de Brasília. Esse cantinho abençoado por Deus e bonito por natureza reúne tantos atrativos que provavelmente não conseguiremos contar todos aqui. A área de 11 alqueires pertence ao empresário Rodrigo Borges (filho do ex-Governador Mauro Borges e neto de Pedro Ludovico Teixeira, fundador de Goiânia) e foi aberta ao público há quase 30 anos.

Mesmo com várias opções de diversão, são as cachoeiras que atraem tanta gente para o lugar. Sete no total com destaque para a incrível “Salto Corumbá” com 50 metros de queda, que em setembro e outubro fica perfeita para o banho com água na altura do joelho e temperatura média de 28 graus. Num raio de 1,5 km é possível conhecer à pé todas as sete cachoeiras do local por meio das trilhas sinalizadas e de fácil acesso. Outra atração é o “Poço da Gruta” com água geladíssima que chega a temperaturas de 15º em meses menos quentes do estado.

Como chegar: BR 414 – Km 383, Corumbá de Goiás, Goiás (acesso de Goiânia pela BR-060, em Anápolis pega sentido Corumbá de Goiás)

Telefones: (61) 4063-8546 e (62) 9658-7357 (whatsapp)

 

3. Paraúna – a 126km de Goiânia

Cachoeira

Cachoeira do Desengano, em Paraúna.

Foto: Goiás Turismo.

Muitos mistérios cercam Paraúna. A pouco mais de 100km de Goiânia, a cidade abriga histórias e lendas repassadas pelos moradores das redondezas, que afirmam que a região é visitada ou habitada por seres estranhos (alguns até vindos de outros planetas). O misticismo está relacionado às grandes formações rochosas e às construções antigas que a cidade abriga. Realidade ou ficção, o que se pode afirmar é que Paraúna é cheia de belezas naturais. Para os que apreciam bons banhos, vale conhecer a Cachoeira do Cervo, a Cachoeira do Desengano e o Córrego Couro do Cervo, ideais também para a prática de boia-cross, rafting e canoagem. A cidade conta ainda com a incrível Ponte de Pedra, uma formação natural com grutas e cavernas criada pelas águas dos rios Ponte de Pedra e Rio Corrente. Outro ponto muito procurado é a Serra das Galés, com suas formações rochosas rodeadas de mistérios, como a Pedra do Cálice.

PEdra

Pedra do Cálice, na Serra das Galés, em Paraúna. Formação rochosa rodeada de histórias e lendas.

Foto: Aalaorbr

Como chegar: Paraúna fica a 126km de Goiânia, com acesso pela BR-060.

Informações de hospedagem e alimentação: (64) 3957-7045

4. Pirenópolis – a 128 km de Goiânia

Igreja

Igreja Nossa Senhora do Rosário, parte do patrimônio tombado pelo IPHAN (Foto: Goiás Turismo)

onde

Roteiro de charme: entre ruas e prédios históricos, o burburinho dos bares e restaurantes

Entre as beldades de Goiânia e os burocratas de Brasília, surge Pirenópolis (ou só “Piri” para os mais íntimos). Com boa comida, pousadas de charme, compras espertas e um patrimônio arrebatador, não há como não deixar de se encantar com essa pequena joia do interior de Goiás.

Tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1989, Pirenópolis é um registro da história de Goiás, que transpira nos casarões e construções antigas de seu Centro Histórico. Além disso, a cidade é o berço do escultor goiano José Joaquim de Veiga Valle e dos cantores sertanejos Zezé di Camargo e Luciano (a casa onde eles cresceram ainda existe, nos arredores da cidade!). Vale intercalar os passeios pela cidade com visitas às cachoeiras e trilhas do Parque Estadual Serra dos Pireneus. A cidade, que recebe grandes festivais de gastronomia, literatura e cinema, e festas religiosas, é um dos destinos preferidos de fins de semana e feriados prolongados para os moradores de Goiânia e Brasília.

Como chegar: Pirenópolis fica a 128 km de Goiânia, com acesso pela GO-431.

Telefones úteis: Secretaria de Turismo de Pirenópolis: (62) 3331-2416 | CAT – Pirenópolis: (62) 3331-2633

 

5. Cocalzinho de Goiás – a 129km de Goiânia

Gruta

Caverna dos Ecos, em Cocalzinho de Goiás, que abriga o maior lago subterrâneo da América Latina.

Foto: Alexandre Lobo

A quase 130km de Goiânia está a cidade de Cocalzinho de Goiás. Erguida às margens do Rio Corumbá, a cidade é cortada por vários córregos e rios, que criam cachoeiras como a dos Caiapós, do Morrinho dos Pireneus, do Pedro Belo e Sete Grota. Programa obrigatório na cidade é curtir a tirolesa Voo dos Pirineus, com 567 metros de comprimento. Na região também são produzidos vinhos finos e premiados com uvas europeias, na Fazenda Pirineus Vinhos e Vinhedos. Também vale conhecer a Caverna dos Ecos, que abriga o maior lago subterrâneo da América Latina.

Cachoeira

Cachoeira dos Pirineus, em Cocalzinho de Goiás.

Foto: Goiás Turismo.

Vinhedo

Uvas da Fazenda Pirineus Vinhos e Vinhedos, em Cocalzinho de Goiás.

Foto: Geyzon Lenin

Como chegar: Cocalzinho de Goiás fica a 129km de Goiânia, com acesso pela BR-060, BR-153 e BR-414.

Informações de hospedagem e alimentação: (62) 3339-1527

 

6. Cidade de Goiás – a 141 km de Goiânia

cora

empadao

comercial

Entre casarões, ruas de paralelepípedo, empadões goianos e doces caseiros

Localizada há 130 km da Capital, as belezas naturais e arquitetônicas são o maior charme do município que é reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade desde 2001. As belezas que impressionaram o mundo estão em uma arquitetura preservada que varia entre o barraco, rococó e até gótico. Os Museu de Arte Sacra, o chafariz de Cauda, construído em 1778, ou a Igreja do Rosário são alguns exemplos desta beleza. Não há também como visitar a Cidade sem conhecer a casa da poetiza Cora Coralina, seus pertences, manuscritos, sua bica.

Como chegar: acesso pela GO-070.

CAT (Centro de Atendimento ao Turista): (62) 3331-2633

 

7. Caldas Novas – a 171 km de Goiânia

Águas

Caldas Novas possui mais de 200 piscinas termais…

Parque

… e mais de 20 parques e clubes – é água pra curtir o ano inteiro!

Lago

Pôr do sol no Lago Corumbá, em Caldas Novas

Nacionalmente conhecida por suas águas termais, que compõem o maior manancial hidrotermal do mundo e recebem mais de quatro milhões de turistas por ano, do Brasil e de fora do país. Caldas Novas é a quarta cidade turística não-capital do Brasil, e possui o maior polo hoteleiro de Goiás. A cidade também abriga o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, com suas trilhas e cachoeiras, abrindo espaço para o ecoturismo e o turismo de aventura, e recebe eventos de porte nacional, como o Caldas Country, um dos maiores festivais de música sertaneja do Brasil.

Como chegar: Caldas Novas fica a 171 km de Goiânia, com acesso pela BR-153 (até o trevo de Piracanjuba) e seguir: GO-217, GO-139 e GO-213. Ou pela GO-020, e depois pela GO-139.

 

8.Santuário Basílica de Trindade – a 18 km de Goiânia

TRINDADE

O Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, templo católico, localizado no município goiano de Trindade, sendo a única basílica no mundo dedicada ao Divino Pai Eterno.

A Festa de Trindade é realizada todo ano, iniciando-se no último sábado do mês de junho e finalizando-se no primeiro domingo do mês de julho em Trindade, no estado de Goiás, onde recebe mais de 3 milhões de fiéis, durante seus 9 dias de duração.

Como chegar: acesso pela GO-060 (rodovia dos Romeiros)

Informações úteis: (62) 3506-7041

 

9. Vila Propício – a 188km de Goiânia

Lago

Lago Azul, em Vila Propício. (Imagem Do Cerrado via Youtube)

Conhecida por ter o segundo maior complexo de cavernas do Centro-Oeste, com mais de 50 cavernas e grutas que atraem turistas do Brasil e do mundo, a cidade de Vila Propício possui ainda outras belezas naturais. Dentre as cavernas mais visitadas estão a Chico Pina, Cearense, Dois Irmãos, Três Marias e a da Samambaia. A cidade abriga ainda a Cachoeira Rio dos Patos e o incrível Lago Azul, de águas azuis e cristalinas, perfeito para banho e mergulho.

Caverna

Caverna da Samambaia, em Vila Propício.

Foto: Goiás Turismo.

Como chegar: Vila Propício fica a 188km de Goiânia, com acesso pela BR-060, BR-153 e GO-338.

Informações de hospedagem e alimentação: (62) 3320-0184

 

10. Formosa – a 281 km de Goiânia

Eleita como a oitava melhor cidade turística do estado de Goiás pelos próprios turistas, a cidade de Formosa é um mundo a ser desbravado pelos espíritos aventureiros: grutas, cachoeiras, quedas livres, trilhas, e rampas de voo livre vão fazer você sentir um gostinho de adrenalina como nunca antes. Além disso, a cidade abriga sítios arqueológicos e recebe importantes festas religiosas ao longo do ano. Com economia baseada na agropecuária, o município tem grande potencial turístico e atrativos que realmente impressionantes.

Cachoeira

Sim, esse paraíso existe e é logo alí.

O Buraco das Araras parece ter saído de um filme de ficção e aventura.

Rampa

Como chegar:

Formosa fica a 281 km de Goiânia, com acesso pela BR-153 e em seguida pela GO-118.

Telefones Úteis:

Secretaria Municipal de Turismo de Formosa: (61) 3981-1234

CAT (Centro de Atendimento ao Turista) de Formosa: (61) 9686-0142

AGeCTUR (Associação de Guias e Condutores de Turismo): (61) 9848-5938

 

11. São João D’Aliança – a 355km de Goiânia

Bocaina

Bocaina do Farias, em São João D’Aliança.

Foto: Goiás Turismo.

Entrada da Chapada dos Veadeiros mais próxima de Brasília, a cidade de São João D’Aliança está repleta de cachoeiras e cânions. Na cidade, vale conhecer o impressionante cânion Buraco do Farias. Entre as cachoeiras, vale visitar a Cachoeira das Andorinhas, a Cachoeira do Label, a Cachoeira do Mingau, a Cachoeira São Cristóvão, a Cachoeira São Pedro e a Cachoeira do Cantinho, com quatro quedas d’água. A cidade abriga ainda a comunidade quilombola Quilombo do Forte.

Cachoeira

Cachoeira do Cantinho, em São João D’Aliança.

Foto: Naty_Chocolate

Como chegar: São João D’Aliança fica a 355km de Goiânia, com acesso pela BR-020 até a DF-345, finalizando pela GO-118.

Informações de hospedagem e alimentação: (62) 3438-1161

 

12. Serranópolis – a 372km de Goiânia

Cachoeira

Cachoeira Canguçu, em Serranópolis.

Foto: Goiás Turismo.

Considerada uma das mais importantes regiões arqueológicas do continente, Serranópolis possui pequenas grutas com vestígios de ocupação, que atraem pesquisadores e turistas interessados nas pinturas rupestres encontradas em suas paredes e sítios arqueológicos. A cidade abriga ainda várias cachoeiras, como a do Corcovado, da Barra do Douradinho, da Ponte de Pedra e do Canguçu.

Sitio

Sítio Arqueológico Pousada das Araras, em Serranópolis, com pinturas rupestres.

Foto: Pegadas no Cerrado

Como chegar: Serranópolis fica a 372km de Goiânia, com acesso pela BR-060.

Informações de hospedagem e alimentação: (64) 3668-1114 | (64) 3668-1457

 

13. Colinas do Sul – a 393 km de Goiânia

Lago

Águas termais em Colinas do Sul (Foto: Goiás Turismo)

Colinas do Sul é a única cidade da Chapada dos Veadeiros banhada pelo Lago Serra da Mesa, e está cercada por atrações naturais com opções de trilhas, cachoeiras, mirantes, vales, serras, rios e lagos. A cidade tem grande potencial para o turismo de pesca e abriga o encontro dos rios São Miguel e Tocantinzinho. Para os que buscam programas mais tranquilos, Colinas do Sul também possui banhos em águas termais.

Como chegar: Colinas do Sul fica a 393 km de Goiânia, com acesso pelas rodovias GO-132 e GO-239.

O que fazer: Banhos nas águas termais; Pesca esportiva e banhos no Lago de Serra da Mesa, o segundo maior lago artificial do Brasil; Camping, tilhas e banhos na Reserva Particular do Patrimônio Natural Cachoeira das Pedras Bonitas; Acesso para o Parque da Chapada dos Veadeiros, unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza, que abriga cachoeiras e belezas naturais, atraindo turistas para trilhas, esportes radicais e banhos de cachoeira; Descobrir o encontro dos rios São Miguel e Tocantinzinho.

Telefones úteis: Prefeitura de Colinas do Sul: (62) 3486-1117 | Allan Kardec, da Secretaria de Turismo: (62) 9627-4477

 

14. Parque Nacional das Emas – a 420 Km de Goiânia

Fenômeno

Fenômeno da bioluminescência no Parque Nacional das Emas, em Goiás.

Carro

Carro Safari no Parque Nacional das Emas. É possível alugar o veículo para passeios pela Unidade de Conservação. (Foto: Prefeitura de Mineiros)

Cupinzeiros naturalmente coloridos, safari, boia-cross, natureza exuberante e muita, muita aventura. Este são alguns dos atrativos que o visitante pode encontrar e curtir no deslumbrante Parque Nacional das Emas, localizado entre os municípios de Serranópolis (GO), Mineiros (GO), Chapadão do Céu (GO) e Costa Rica (MS). Por lá é possível presenciar o fenômeno raro e único da bioluminescência, quando os cupinzeiros ficam cheios de pontos brilhantes durante à noite, criando um cenário mágico e de encher os olhos.

Para os que querem presenciar esse espetáculo natural da bioluminescência, a época ideial de pico, é entre os meses de outubro e novembro. Além da beleza do fenômeno, o Parque Nacional das Emas é um destino sem igual para os que curtem turismo de aventura e esportes radicais.

Para informações de hospedagem e alimentação, entre em contato com as Centrais de Atendimento ao Turista (CAT) de cada município:

CAT Mineiros

Endereço: Avenida Alessandro Marchió, N169, Centro

Telefone: (64) 3661-0006

Email: [email protected]

Agências de turismo

Trekking Turismo – Mineiros (GO)

Telefone: (64) 9611-5259

Trilhas do Cerrado – Mineiros (GO)

Telefone: (64) 9954-4017

CAT Chapadão do Céu

Telefone: (64) 3634-151

 

15. Mineiros – a 420 km de Goiânia

 

Mineiros

Chapada Pinga Fogo, ideal para trekking, hiking e rapel (Foto: Goiás Turismo)

Boia

Boia-cross no Parque Nacional das Emas (Foto: Secretaria de Turismo de Mineiros)

Uma das portas de entrada para o Parque Nacional das Emas, onde se pode observar o efeito da bioluminescência, Mineiros também é a casa de mais de 150 cachoeiras catalogadas e da região mística do Pinga-Fogo, ideal para a prática de trekking, hiking e rapel. A cidade possui grande variedade de fauna, flora, piscinas naturais e grutas, fazendo de Mineiros um destino ideal para o turismo de aventura.

Como chegar: Mineiros fica a 420km de Goiânia, com acesso pela BR -060.

O que fazer: Observar o fenômeno da bioluminescência no Parque Nacional das Emas; Boia-cross, flutução e safári no Parque Nacional das Emas; Trekking, hiking e rapel na região da Chapada do Pinga Fogo; Cachoeirismo e banhos nas mais de 150 cachoeiras catalogadas, como a dos Dois Saltos, do Ribeirão Invernadinha e do Rio Verde.

Informações de hospedagem e alimentação: Secretaria de Cultura e Turismo: (64) 3661-0005 | CAT – Mineiros: (64) 3661-0006

 

16. Chapadão do Céu – a 480km de Goiânia

Boia

Boia-cross no Rio Formoso, em Chapadão do Céu.

Foto: Goiás Turismo.

A apenas 26km do Portão Bandeira, Chapadão do Céu é a cidade mais próxima do Parque Nacional das Emas. Por lá, além de visitar as belezas do Parque e não perder o fenômeno da bioluminescência, vale conhecer os saltos do Rio Sucuriú e fazer flutuação, boia-cross, canoagem e rafting nas corredeiras do Rio Formoso, que possui até uma prainha com areia branca na margem.

Salto

Salto Sucuriu em Chapadão do Céu.

Foto: Goiás Turismo.

Como chegar: Chapadão do Céu fica a 480km de Goiânia, com acesso pela BR-060.

Informações de hospedagem e alimentação: (64) 3636-1517

 

17. Chapada dos Veadeiros – a 444 km de Goiânia

Salto

Salto do Rio Preto, com 120m de queda

balao

Voo panorâmico de balão pela Chapada dos Veadeiros

Vale

O surreal Vale da Lua

Criado em 1961 para proteger mais de 65 mil hectares de natureza típica do cerrado, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros também foi declarado Patrimônio Mundial Natural em 2001 pela UNESCO. Além da conservação natural, o Parque tem grande valor científico e turístico, sendo um dos destinos mais incríveis do estado de Goiás.

Localizado entre os municípios de Alto Paraíso e Cavalcante, a Chapada dos Veadeiros atrai turistas de todos os perfis: aventureiros, tranquilos, esotéricos e céticos se encontram em um local cheio de cachoeiras, trilhas e muitas outras belezas naturais.

Com tantas riquezas, é difícil resumir os atrativos da região. Selecionamos aqui 10 dicas de programas incríveis que você provavelmente não sabia que pode fazer na Chapada dos Veadeiros e arredores. A lista inclui banhos de cachoeira, trilhas, esportes de aventura e até passeio de balão.

Parque Nacional Chapada dos Veadeiros

Como chegar: Atualmente, o único acesso à Chapada dos Veadeiros se dá pela vila de São Jorge, distrito de Alto Paraíso. Alto Paraíso fica a 444km de Goiânia, com acesso pela BR-060 e BR-010. São Jorge fica a 30km de Alto Paraíso, com acesso pela GO-239.  A entrada para a Chapada dos Veadeiros fica a 1km de São Jorge e 36km de Alto Paraíso.

Visitação: A visitação ao Parque acontece a partir das 08h, com entrada liberada até às 12h e saída até às 18h. É permitido o acesso a apenas 500 pessoas por dia, então fica a dica: para períodos de grande visitação, como o carnaval, chegue cedo ao local. Não é necessário ter guias para fazer as trilhas da Chapada dos Veadeiros, mas a visita guiada é recomendada em períodos chuvosos. Os guias cobram R$150 por dia para grupos de até 10 pessoas. O período ideal de visitação do Parque é de junho a novembro, entre os períodos de seca e chuva.

Informações de hospedagem e alimentação: Central de Atendimento ao Turista de Alto Paraíso: (62) 3446-1159 | Central de Atendimento ao Turista de São Jorge: (62) 3455-1090

 

18. Alto Paraíso – a 444 km de Goiânia

bf1496018d900e5fe1812ae6b38c9225.jpg

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Destino com ares místicos e inúmeras belezas naturais, Alto Paraíso é uma das cidades mais significativas para o turismo de Goiás. Abrigando a porta de entrada da Chapada dos Veadeiros, a cidade é célebre por sua vibe alternativa, que atrai muitos místicos: eles acreditam que as vibrações magnéticas do subsolo, geradas por uma grande placa de quartzo, sejam o motivo da cidade ser tão especial, recebendo visitas de alienígenas e fazendo da cidade um chacra do mundo. Por lá, é fácil encontrar locais que oferecem terapias alternativas, como o reike.

Além do esoterismo, Alto Paraíso conta com 120 cachoeiras catalogadas e outras riquezas naturais, que fazem da cidade um destino também procurado pelos fãs de aventuras e esportes radicais.

Como chegar: Alto Paraíso fica a 444km de Goiânia, com acesso pela BR-060 e BR0-10.

Informações de hospedagem e alimentação: Central de Atendimento ao Turista de Alto Paraíso: (62) 3446-1159 | Central de Atendimento ao Turista de São Jorge: (62) 3455-1090

 

19. Rio Araguaia – a cerca de 480 Km de Goiânia

Pôr

Pôr do sol no Rio Araguaia, cenário de tirar o fôlego

Pesca

Pesca esportiva no cartão postal goiano

O pôr do sol visto das margens do rio Araguaia é uma das images mais belas captadas por turistas e veículos de comunicação. Mas não é difícil também ver botos subindo rapidamente para respirar, gaivotas, mergulhões, jacarés e até cardumes de peixes subindo o rio durante a piracema – período em que é proibida a pesca de qualquer espécie.

Destacamos duas opções de cidades ribeirinhas com ótima estrutura para o turista, Aruanã e São Miguel do Araguaia:

Como chegar: São Miguel do Araguaia fica a 475 km de Goiânia, com acesso pela GO–070.

Informações de hospedagem e alimentação: Secretaria de Turismo: (62) 3977-7152 | (62) 3977-7153 | CAT – São Miguel do Araguaia: (62) 3382-3140

Como chegar: Aruanã fica a 315km de Goiânia, com acesso pelas rodovias GO–070, GO–530 e GO-060.

Informações de hospedagem e alimentação: CAT – Aruanã: (62) 3376-1442

 

20. Mambaí – a 508km de Goiânia

Cachoeira

Cachoeira do Poço Azul, em Mambaí.

Foto: Goiás Turismo.

Programa obrigatório na cidade de Mambaí é cruzar o cânion do Córrego das Dores em uma das maiores tirolesas do Brasil – são 102 metros de altura e 320 metros de extensão. A cidade também está cheia de cachoeiras, lagos, cânions e cavernas. Vale conhecer a belíssima Cachoeira do Poço Azul, com águas azuis e cristalinas propícias para o banho; a Cachoeira Paraíso do Cerrado, com três quedas d’água; e a Cachoeira do Funil. A cidade abriga ainda a sexta maior caverna do Brasil e a segunda maior do Estado de Goiás, a incrível Gruna da Tarimba.

Cachoeira

Cachoeira do Funil em Mambaí, Goiás.

Foto: Goiás Turismo.

Tirolesa

Tirolesa do Córrego das Dores, em Mambaí.

Foto: Goiás Turismo.

Como chegar: Mambaí fica a 508km de Goiânia, com acesso pela BR-060 seguindo pela BR-020.

Informações de hospedagem e alimentação: (62) 3484-1251

Encontramos 10 resorts no Brasil (e até no exterior) com descontos de até 50% na Black Friday

Com a festas de fim de ano chegando e as férias da criançada à vista, chegou o melhor momento para planejar aquela viagem tão aguardada em Goiás, no litoral brasileiro ou, até mesmo, para o exterior.

E agora, com as promoções da Black Friday, que acontecem durante todo o dia desta sexta-feira, 26 de novembro, você pode encontrar os melhores preços de resorts, pousadas e hotéis, que cabem no bolso (e na parcela) de toda a família.

Confira abaixo 10 lugares incríveis que estão com promoções arrasadores para você garantir sua viagem inesquecível agora mesmo:


Rio Quente Resorts – GO

rio
(Foto: Divulgação)


O Complexo Rio Quente Resorts e o Hot Park, parque aquático do Grupo, atrai anualmente 1,5 milhão de pessoas para Goiás. São 24 horas de lazer e muitas opções de entretenimento, o que inclui 18 nascentes com águas quentinhas e termais.

Na Black Friday, você encontra diversos pacotes com até 42% off para os hotéis do complexo e com datas disponíveis até junho de 2022.

Saiba mais: https://www.rioquente.com.br/black-friday

 

Tauá Resorts – Alexânia-GO

taua
(Foto: Divulgação)

 

Localizado a 80 minutos de Goiânia, o Tauá Resort & Convention em Alexânia tem sido uma opção segura e diversificada de lazer para todos. O local é famoso por seus parques aquáticos com água aquecida e muitas opções de lazer para os pequenos como o Vale dos Dinossauros.

Na Black Friday, a promessa é de desconto de até 50% para quem se cadastrar no site na sexta-feira (26). Uma das vantagens são as diárias gratuitas para até duas crianças acompanhadas dos pais no mesmo apartamento.

Saiba mais: https://reservas.tauaresorts.com.br/promocoes/taua-friday-or-alexania

 

Beach Park – Ceará

beach
(Foto: Divulgação)

Localizado em Aquiraz, a 25 km de Fortaleza, o Beach Park é considerado um dos melhores parques aquáticos do país, com atrações para todos os gostos e idades, com mais de 18 brinquedos disponíveis.

Na Black Friday, o complexo de hotéis e parque aquático está com ofertas imperdíveis até o dia 28 de novembro, com diárias a partir de R$ 273 e descontos de até 40% de acordo com o período da viagem. Os ingressos estão saindo por R$ 135,00.

Saiba mais: https://www.beachpark.com.br/

 

Tivoli Ecoresort Praia do Forte – Bahia

tivoli
(Foto: Divulgação)

Tivoli Ecoresort Praia do Forte, fica na cidade de Mata de São João, na Bahia, e se destaca por oferecer um serviço cinco estrelas para os hóspedes, que podem usufruir de grandiosas instalações que estão em total harmonia com as belezas naturais da região.

O Tivoli está oferecendo descontos de até 35% para reservas realizadas diretamente no site oficial. Além disso, oferece descontos de até 15% em estadias de 4 ou mais noites durante os meses de março a julho de 2022.

Saiba mais: https://www.tivolihotels.com/pt/tivoli-ecoresort-praia-do-forte

 

Rede Club Med – Cancún, México

club
(Foto: Divulgação)

A história dos Resorts Clube Med começou na década dos anos 50 quando foi inaugurado o primeiro resort na França e o responsável por introduzir no mercado hoteleiro um dos melhores modelos de resorts all inclusive que conhecemos atualmente.

Cada um dos 64 Villages do Club Med espalhados pelo mundo, quatro deles no Brasil, é um cenário único situado nas mais belas paisagens naturais. Na Black Friday, o resort está oferecendo descontos imperdíveis para viagens até o final de 2022. Na unidade Club Med Cancun Yucatan é a escolha perfeita para as suas próximas férias All Inclusive no México. Você consegue encontrar pacotes que saem por R$ 6.448,00 (antes por R$ 9.201,00) válidos para compra apenas no dia da promoção (26/11).

Saiba mais: clubmed.com.br/blackfriday

 

Royal Palm Plaza – Campinas (SP)

royal
(Foto: Divulgação)

Este Plaza conta com sete oções de piscina, com jatos d’água, balanços e toboágua, além de jacuzzi, além de quadras de beach tennis e atividades como arco e flecha, tirolesa e arvorismo. Para os pequenos, há recreação e teatro infantil com os personagens do miniville.

Na Black Friday, está com diversos descontos para compras até o dia 28 de novembro. E você encontra diversas opções, como:  25% para dias de semana (dezembro até 21/12 e fevereiro); 35% para dias de semana (entre 03/01 e 14/01); 10% nos finais de semana de dezembro, janeiro e fevereiro e dias de semana entre 14/01 e 31/01; 15% para o Natal, com mínimo de 3 noites.

Saiba mais: https://royalpalm.com.br/royal-palm-plaza/

 

Cana Brava Resorts – Ilhéus, Bahia

cana
(Foto: Divulgação)

Também no esquema all inclusive, este resort, localizado na cidade de Ilhéus (BA), tem uma praia com águas calmas e muitas brincadeiras para as crianças: cinema, tirolesa, arvorismo, escalada, caiaque, jogos e claro, várias piscinas como pede um bom hotel para família.

Na Black Friday, é possível encontrar promoções para compras a partir de R$ 849,00 e hospedagem gratuita para até duas crianças por casal.

Saiba mais: https://canabravaresort.com.br/black-brava/

 

Hard Rock Hotels – Punta Cana

punta
(Foto: Divulgação)

A rede Hard Rock Hotels está com promoções de até 25% em seus resorts all inclusive no México, e na República Dominicana (Punta Cana). Os descontos são oferecidos aos hóspedes que realizarem reservas até o dia 30 de novembro e que pretendem viajar até 30 de abril de 2022.

Saiba mais: https://www.hardrockhotels.com/offers.aspx

 

 

Meliã Hotels & Resorts – Orlando (EUA)

melia
(Foto: Divulgação)

Fundada em 1956 em Palma de Maiorca (Espanha), a Meliá Hotels International é uma das maiores companhias hoteleiras do mundo, além de líder absoluta na Espanha, que opera e distribui mais de 365 hotéis em 40 países, incluindo o Brasil.

A rede espanhola está com descontos de até 50% em diversos destinos do mundo reservando entre 18 a 29 de novembro, com cancelamento gratuito e hospedagem até 30 de abril de 2022 para hotéis urbanos, e até 20 de dezembro de 2022 para os hotéis de férias.

Na unidade de Orlando, nos Estados Unidos, é possível encontrar até 45% de desconto off e reservas a partir de R$ 403,00.

Saiba mais: melia.com/blackfriday

 

Grand Hyatt – Rio de Janeiro

grand
(Foto: Divulgação)

O Grand Hyatt Rio de Janeiro tem uma localização ideal no centro da Barra da Tijuca, entre o mar, a lagoa e as montanhas, bem em frente à Praia da Reserva. O hotel também dispõe de sauna e de academia com estúdio de yoga, e várias atividades no resort, como atividades físicas diárias, degustação de caipirinha e uma experiência com bicicleta e bebidas de boas-vindas.

Na Black Friday, as ofertas de até 50% off valem para produtos e serviços, como Day Use da piscina, a tradicional feijoada ou menu Especialidades do Restaurante Cantô.

Saiba mais: https://www.pacoteshyatt.com.br/rio-de-janeiro/black-november/

 

Bônus: Salinas do Maragogi Resort – Alagoas

salinas
(Foto: Divulgação)

O site do Salinas promete que nesta Black Friday eles terão o menor preço do ano (R$ 999,00 de Abril até Dezembro, excto feriados) para quem quiser se hospedar no grande complexo de frente para a praia e cortado pelo Rio Maragogi.

Crianças até 12 anos não pagam diária (acompanhadas de dois adultos pagantes) e a vantagem é que todas as refeições estão inclusas. E para os pais que amam dar liberdade aos pequenos, o resort tem monitores recreativos bem animados!

 

Saiba mais: https://www.salinas.com.br/pt/maragogi/

 

*Fontes Terra; Revista Crescer; Melhores Destinos; Catraca Livre; O Globo

 

O Curta Mais não se responsabiliza por eventuais mudanças. Consulte sempre antes de sair de casa!

Pessoas com viagem marcada para fora do país podem receber terceira dose da vacina contra Covid-19

O Ministério da Saúde divulgou uma nota técnica nessa semana reduzindo o intervalo entre vacinas para pessoas que vão viajar para o exterior.

 

Agora, os cidadãos que comprovarem viagem internacional poderão antecipar a segunda dose. Os prazos são: AstraZeneca 28 dias e Pfizer 21.

 

Já as pessoas que estiverem com passagem marcada para países que não reconhecem a Coronavac, podem tomar a dose de reforço de outro imunizante aceito pelo destino. Além disso, o prazo válido é de 28 dias após a segunda dose.

 

Sendo assim, com essa nota emitida pelo Ministério da Saúde, os brasileiros com passagem marcada para o exterior também entram no grupo de pessoas autorizadas a tomar a terceira dose.

 

Confira o documento na íntegra

 

Foto: DIvulgação

 

Orquestra Filarmônica de Goiás é selecionada para projeto ‘’Brasil em Concerto’’

A Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG) foi selecionada para participar do projeto Brasil em Concerto, iniciativa do Ministério das Relações Exteriores, que tem como objetivo gravar aproximadamente 100 obras sinfônicas brasileiras para divulgação no exterior. Serão gravados 10 CDs da Filarmônica de Goiás para o projeto. 

 

Além da OFG, foram convidadas outras renomadas orquestras do país: a Orquestra Sinfônica de São (Osesp) e a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OFMG). A distribuição e comercialização internacional será em parceria com o selo ‘’Naxos’’, atualmente o maior selo independente de música clássica no mundo.

O ‘’Brasil em Concerto’’ acontece desde 2017, e tem como objetivo suprir uma grande lacuna na difusão internacional do repertório brasileiro de música de concerto: a escassez de gravações de qualidade que permitam ao público conhecer as principais obras dos compositores brasileiros e, também promoverá, em outra vertente, a edição das partituras dessas mesmas obras, o que permitirá que outras orquestras do Brasil e do mundo possam executá-las.

 

O projeto selecionou, ainda, 12 compositores brasileiros: Carlos Gomes, Alberto Nepomuceno, Henrique Oswald, Villa-Lobos, Francisco Mignone, Lorenzo Fernandez, Camargo Guarnieri, José Siqueira, Guerra-Peixe, Cláudio Santoro, Edino Krieger e Almeida Prado.

 

Foto: Divulgação OFG

 

Veja também: Aulas de música da Orquestra Sinfônica de Goiânia serão retomadas

Murilo Rosa se muda com a família para Portugal

O ator global Murilo Rosa, conhecido pelos inúmeros papéis em novelas da TV Globo, se mudou com a família para Lisboa, em Portugal. O artista, a modelo Fernanda Tavares, sua esposa e os filhos Lucas e Arthur contaram a novidade eufóricos e felizes. 

 

O ator agora faz parte do time de famosos que se mudaram para o exterior. Murilo que já fez grandes sucessos na Globo, como, O Cravo e a Rosa, América, Caminho das Índias, dentre outras, anunciou a mudança através das redes sociais. Emocionado, ele contou que a família está muito feliz no país apesar de todo o contexto atual.

 

“Nossa família está em êxtase aqui neste momento com tanta coisa boa. Sim, me emocionei com a escola que iremos colocar nossos filhos… sim celebrei com a primeira imagem do nosso novo endereço (também), não definitivo e não agora, mas sim… vai acontecer. Voar e viver, com o que há de mais precioso na minha vida… meus filhos, minha mulher e minha família, que sei que estará sempre comigo”, declarou. 

 

Murilo Rosa finalizou a postagem comemorando e desejando Boa Noite aos seguidores.

 

“Estou sim agora tomando um bom vinho, não caro, mas bom, por todos esses momentos que aqui estamos sentindo e percebendo. Faça isso também, com grandes ou pequenas coisas… Sejam felizes. Uma linda noite a todos”, finalizou.

 

Confira o momento no post abaixo:

 

 

Foto: Reprodução/ Instagram

Descubra quais artistas brasileiros que se mudaram para o exterior

Muitos artistas que já fizeram ou fazem sucesso no Brasil, optaram por se mudar e hoje moram no exterior sem pretensões de voltar. Os motivos para que isso ocorresse são variados, mas os principais são: busca por mais qualidade de vida, mais segurança e mais oportunidades profissionais. 

 

Pensando nisso, o Curta Mais, listou alguns famosos brasileiros que optaram por deixar o Brasil e hoje vivem no exterior:

 

1. Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso (Portugal)

 

A atriz e apresentadora se mudou com os filhos para Portugal nos últimos dias e compartilhou nas redes sociais. Segundo Giovanna, o motivo da mudança foi para ficar mais perto do marido, que está gravando uma série na Espanha para a Netflix e também por causa da pandemia de Covid-19, que no país europeu já está controlada.

 

Giovanna

Foto: Reprodução/ Instagram

 

2. Leandro Hassum (Orlando, EUA)

 

O comediante se mudou de vez do Brasil, no final de 2019. Leandro Hassum explicou que sempre gostou muito dos Estados Unidos e que queria proporcionar uma qualidade de vida maior à filha, além de ter uma vida mais tranquila no quesito segurança.

 

leandro

Foto: Reprodução/ Instagram

 

3. Carolina Dieckmann (Miami, EUA)

 

Mudou-se para Miami, em 2016, com o filho mais novo, após seu marido começar a trabalhar no país. Desde então, volta para o Brasil para gravar seus projetos como atriz e depois retorna novamente. 

 

Carol

Foto: Reprodução/ Instagram

 

4. Pedro Cardoso (Portugal)

 

O ator que ficou famoso por interpretar, Augustinho Carrara, no seriado “A grande família” na TV Globo, se mudou com a esposa e as filhas para o país Europeu. Segundo o ator, que é bastante embativo nas redes sociais e cobra frequentemente os políticos brasileiros, a falta de serviços públicos de qualidade no Brasil, como saúde pública, transporte público e escola pública, o motivaram na mudança.

 

pedro

Foto: Reprodução/ TV Record

 

5. Nívea Stelmann (Orlando – EUA)

 

A atriz que fez inúmeras novelas no Brasil, mora na América do Norte desde 2017. Segundo a artista, a motivação se deu por causa da violência no Rio de Janeiro e principalmente após presenciar um tiroteio dentro do shopping que estava. A atriz comprou uma casa no país e os filhos estudam em escola pública.

 

nivea

Foto: Reprodução/ Instagram

 

6. Luana Piovani (Portugal)

 

A atriz se mudou com a família para o país em 2019. Segundo Luana, a mudança era um sonho antigo e sua principal motivação foi os filhos, a atriz queria que as crianças tivessem uma vida normal, longe dos holofotes. Além disso, ela revelou que queria mais liberdade e segurança para a família. 

luana
Foto: Reprodução/ Instagram

 

7. Anitta (Miami – EUA)

 

A cantora se mudou de vez para os Estados Unidos após comprar uma mansão avaliada em 7,9 milhões de reais em Miami. Investindo na sua carreira internacional, a mudança de país irá facilitar a realização dos compromissos da cantora.

anitta
Foto: Reprodução/Instagram

Foto: Reprodução/ Instagram

Ex-alunos da Orquestra Sinfônica Jovem fazem vaquinha online para mestrado no exterior

A Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG), da Escola do Futuro de Goiás em Artes Basileu França, teve dois de seus ex-alunos aprovados em importantes instituições de ensino no exterior. A clarinetista Sarah Christie e o contrabaixista Fernando Almeida foram aceitos em mestrados, respectivamente, no Canadá e nos Estados Unidos.

No entanto, os custos que Sarah e Fernando terão com as viagens e com a permanência no exterior são muito altos, o que dificulta a realização dos sonhos. Por isso, os músicos criaram vaquinhas online para que a comunidade possa ajudá-los, por meio de doações, a embarcar nesse projeto pessoal.

Sarah vai estudar na University of British Columbia (UBC), no Canadá, que tem o solista, camerista e professor Jose French-Ballester no corpo docente. “É uma oportunidade única e um privilégio poder estudar com ele. Será uma experiência muito boa para o meu crescimento pessoal e musical. Estou muito feliz”, disse a clarinetista. O mestrado terá duração de dois anos, e inicia em setembro deste ano. 

4df92fd8ef53a5afe38991c51f9563fe.jpeg

A clarinetista Sarah Christie. Foto: Divulgação/Basileu França

Já Fernando foi aprovado em quatro universidades, mas escolheu a Duquene University, nos Estados Unidos. “Eu sempre sonhei em estudar no norte do país. E a Duquene fica na Pensilvânia, próximo a Nova York. É um grande centro da música”, afirma o contrabaixista. Seu mestrado terá duração de quatro anos e também tem início em setembro. 

O contrabaixista terá, ainda, a oportunidade de cursar o programa “Artista Diploma”, que corresponde a um curso de bacharelado em instrumento no Brasil. “Meu plano no futuro é voltar ao Brasil e compartilhar todo o conhecimento que vou absorver para conseguir manter essa chama acesa no nosso país. Somente através da educação, da arte e da música é que as pessoas terão a oportunidade de mostrar seu potencial”, completou. 

be4faf682620aab192b932e83ea50574.jpeg

O contrabaixista Fernando Almeida. Foto: Divulgação/Basileu França

Quem tiver interesse em ajudar os músicos pode acessar as vaquinhas por aqui e aqui, onde eles contam um pouco da trajetória e os custos que cada um terá. Não há valor mínimo para contribuição e toda ajuda é bem-vinda.

 

Reino Unido oferece bolsas de graduação de R$ 49 mil

Afim de estudar no exterior, mas sem dinheiro nem para a passagem? Então não perca essa oportunidade incrível de sair do país e se graduar!

A instituição pública do Reino Unido, British Council, procura por estudantes interessados em um curso integral de graduação ou pós-graduação no exterior, em qualquer instituição do mundo. O British Council tem como objetivo difundir a língua inglesa e sua cultura.

Com apenas 3 anos desde sua criação, o The Global Study Awards (TGSA), já ajudou 13 estudantes a estudarem no exterior, sendo eles alemães, indianos, malaios, quenianos e até mesmo uma brasileira.

A seleção de estudantes é feita com base em mérito escolar/acadêmico e a bolsa de 10 mil libras (quase 50 mil reais) deve ser utilizada diretamente para quitar taxar de ensino na instituição.

A avaliação é feita por representantes do British Council e seus parceiros, selecionando candidatos em potencial dentre os inscritos para uma entrevista presencial antes da decisão final.

Se o valor do curso for inferior ao valor da bolsa, o restante pode ser usado para pagar os custos de vida do estudante.

O Global Stury Awards divulgou os pré-requisitos para as vagas:

.Ter prestado o IELTS, exame reconhecido de proficiência na língua inglesa, e alcançado um resultado satisfatório;

.Ter mais de 18 anos;

.Potencial para contribuir à sociedade por meio dos estudos;

.Forte comprometimento com o desenvolvimento profissional;

.Interesse sincero em aumentar a coerência intercultural.

.Ter um International Student Identidy Card (ISIC), carteirinha de identidade do estudante internacional, e/ou um International Youth Travel Card (IYTC).

.Carta de oferta de vaga da instituição escolhida, ou seja, o estudante precisa passar pelo processo seletivo no exterior para o curso de interesse e ser admitido.

Saiba mais em The Global Study Awards.

Pela primeira vez, um coro de Goiás fará turnê pela Europa com interpretações de músicas brasileiras

O Coro Sinfônico Jovem de Goiás, vinculado ao Itego em Artes Basileu França, fará sua primeira turnê internacional neste mês de junho. Os concertos serão apresentados em Genebra, na Suíça, entre os dias 19 e 23, com apoio do Consulado Geral do Brasil em Genebra e do Governo de Goiás.

A sede da Organização das Nações Unidas (ONU) é um dos espaços onde o grupo se apresentará. O convite para a turnê foi feito pela Raízes – Associação para a Língua e a Cultura Brasileira, que tem como objetivo difundir a cultura brasileira na Europa.

O Coro é um dos grupos ligados à Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás e tem regência do maestro Weber Assis. Na turnê, o grupo contará com 48 cantores, uma pianista e uma percussionista. O repertório que o grupo preparou para as apresentações tem como destaque a música brasileira, de Bossa Nova a Villa-Lobos.

Concertos

A primeira apresentação será dia 19, terça-feira, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), na abertura de uma exposição da artista brasileira Leca Araujo. No dia 20, o Coro se apresenta na Salle Point Favre do Théâtre de Chêne-Bougeries; no dia seguinte, 21 de junho, a apresentação será no Pavillon Sicli, onde estará acontecendo uma exposição com obras do arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha.

Dia 22, no Consulado Geral do Brasil em Genebra o Coro irá se apresentar com participação especial do Quarteto Brasileiro, grupo de cordas residente em Genebra. E, por fim, no sábado, dia 23, serão dois concertos: à tarde no Jardim Botânico de Genebra, na abertura da exposição A Grande Floresta e à noite na Fête Multiculturelle a Vevey.

Empresa procura pessoas para viajar pela Europa e ainda ganhar dinheiro

A agência europeia Buabout, especializada em viagens de aventura de ônibus, está a procura de quatro viciados em redes sociais que adoram viajar e fazer novas amizades para visitar 47 destinos em 15 países da Europa no período de quatro meses.

A empresa cobrirá todos os custos de transporte e hospedagem, além de pagar aos selecionados uma diária para despesas diversas.

Para participar da seleção, os candidatos devem publicar no YouTube um vídeo de até 60 segundos. Na gravação, eles têm que explicar quem são e citar os motivos que os levam a serem as pessoas certas para o trabalho. O vídeo precisa conter o logo da agência organizadora, disponível no site, além de conter as hashtags #busabout e #ultimatetravelsquad.

A viagem começa em Paris e termina em Split, na Croácia. As inscrições vão até o dia 17 de abril.

Mais informações pelo site.

‘Sucesso’ da Anitta no exterior é forjado por seus fãs. Entenda como

A cantora Anitta está fazendo investidas pesadas no mercado internacional. Depois de lançar ‘Paradinha’, que canta em espanhol, e firmar parcerias com os norte-americanos Iggy Azalea e Major Lazer, a carioca agora colhe os louros de ter batido mais de 14 milhões de visualizações com o clipe de ‘Sua Cara’, que canta em parceria com o trio Major Lazer. O resultado de tanto trabalho já pode ser visto nas paradas de sucesso nos Estados Unidos e América Latina.

Mas nem todos os frutos colhidos no exterior são méritos exclusivos da cantora, porque um grupo de fãs está usando de meios escusos para alavancar o nome da artista nas paradas internacionais.

A confissão vem do estudante de administração Lucas Porto, fundador do Central Anitta, um dos maiores fã-clubes da cantora no país. O site ensina, passo a passo, como se utilizar de IPs (espécie de endereços eletrônicos) falsos ao reproduzir os vídeos e músicas da cantora nas plataformas de streaming, como Spotify e YouTube.

Desse modo, esses sites ‘entendem’ que as reproduções das músicas da Anitta são feitas em residências dos Estados Unidos, favorecendo que ela suba nas paradas e rankings do país.

O site do fã clube também tem uma mensagem de pedido padrão que pode ser enviada automaticamente para várias rádios estrangeiras. Diariamente, centenas de pessoas pedem as músicas da Anitta sem mesmo serem alcançadas pelas emissoras.

A assessoria da funkeira não quis comentar o caso.

Os lugares mais baratos para fazer mochilão no exterior

Às vezes os preços salgados são os maiores impeditivos de uma viagem para fora do Brasil. Mas com um pouco de pequisa e critérios menos exigentes, é possível rechear o passaporte economizando bastante.

Confira abaixo as cidades mais baratas para se visitar, juntamente com os valores que incluem hospedagem, alimentação e transporte diários. Os valores excluem passagens aéreas.

1. Dempassar – Indonésia – R$ 28 por dia

787f3caed695fbbcaff64691828c2a87.JPG

 

2. Cairo – Egito – R$ 35 por dia

d6395a7071842dbc5bea8a3670c51184.jpg

 

3. Hanói – Vietnã – R$ 36 por dia

b5e41f6acbb97f1445775efcdaade020.jpg

 

4. Catmandu – Nepal – R$ 39 por dia

34b85c4460fe826c0464a854ff24edcf.jpg

 

5. Mendoza – Arentina – R$ 41 por dia

084f019fda55d1c5daa1fd84eb9796a6.jpg

 

6. Rangum – Myanmar – R$ 46 por dia

35d7c55f57a19231795d5bd25b17a2fc.jpg

 

7. Jaisalmer – Índia – R$ 46 por dia

2556f836b1b1956bbd9c8842d731a13c.jpg

 

8. Ho Chi Minh – Vietnã – R$ 50 por dia

bb90bcbff00bde644726e666865a112d.jpeg

 

9. Jaipur – Índia – R$ 50 por dia

630b6ee9562b2b79c271a9fc23e20d1b.jpg

 

10. Jacarta – Indonésia – R$ 51 por dia

e5811b165a5cce02aa26097549f3d353.jpg

 

11. Chennai – Índia – R$ 52 por dia

9647af5d4edc97cfe74f44fefae2e6cc.jpg

 

12. Medellín – Colombia – R$ 56 por dia

b08edd4cf167f2477c7c3687c57315af.jpg

 

13. Hangzhou – China – R$ 60 por dia

e125574a88aa0d444659defd0cd3b1f8.jpg

 

14. Bangalore – Índia – R$ 61 por dia

292b34244a132fe3a21452877b099a6b.jpg

 

15. Nanjing – China – R$ 63 por dia

661f44616e90a6e3dcba5bb6252c68bc.jpg

Universidade do Havaí oferece bolsas de estudo para estrangeiros

Já imaginou estudar na paisagem paradisíaca do Havaí? A Universidade do Havaí em Hilo, nos Estados Unidos, oferece bolsas de estudos para estrangeiros com valores de US$2 mil por semestre, destinados para estudantes estrangeiros de graduação nos anos de 2016 e 2017. As inscrições para a UH Hilo International Student Scholarship vão até o dia 18 de março de 2016.

Para participar, é preciso ter visto do tipo F-1 para os Estados Unidos, e antes de se inscrever para concorrer à bolsa, o estudante deve se inscrever em algum curso de graduação da universidade e comprovar proficiência em inglês. Para saber mais sobre o processo, clique aqui.