Dona do ChatGPT vai criar novo ”Google”

Um novo buscador na Internet para chamar de seu! A OpenAI pode estar prestes a anunciar o próprio serviço de busca para competir diretamente com o Google. O novo serviço, cujo nome ainda não foi revelado, é uma extensão direta e conectada ao famoso ChatGPT.

O produto deve extrair informações diretamente da web e incluir citações em suas respostas, como o Google tenta fazer com a ferramenta SGE, que conta com o auxílio de IA. As informações são dos portais Reuters, The Information e Bloomberg.

O momento do possível anúncio também é interessante: seria feito um dia antes do Google I/O, conferência anual para desenvolvedores realizada pela empresa de Sundar Pichai. Inclusive, o Google deve apresentar novidades que incrementam o buscador com IA, segundo fontes próximas à EXAME, que estará presente no evento em Mountain View, Califórnia.

O motivo por trás do novo projeto da OpenAI

Desde sua abertura em 2022, o ChatGPT tem tido problemas para oferecer informações atualizadas. Esse sempre foi o forte do Google, que pôde facilmente incorporar as informações em tempo real da internet em ferramentas como o chatbot Gemini.

Já a OpenAI teve que fechar uma parceria com o Bing, da Microsoft e passou a oferecer respostas mais precisas para assinantes pagos. Outra tentativa foi a criação de plug-ins, mas a iniciativa foi interrompida em abril.

O novo produto da empresa de Sam Altman não só precisa competir com gigantes estabelecidos como o Google, mas também com startups que já usam IA para otimizar buscas.

Segundo fontes, a “busca do ChatGPT” deve também competir com a Perplexity, startup de IA avliada em US$ 1 bilhão e fundada por um ex-pesquisador da OpenAI. A empresa já oferece hoje um serviço de busca que oferece citações, imagens e respostas geradas por IA.

 

*Fonte: Exame

Veja também:

 

Miss Inteligência Artificial: novo concurso de beleza vai premiar em R$ 100 mil a melhor modelo digital

Mulheres geradas por inteligência artificial (IA) poderão participar do primeiro concurso de beleza voltado para esse nicho. Os critérios a serem julgados para coroar as figuras femininas criadas tecnologicamente serão beleza, tecnologia e influência social.

As três primeiras colocadas receberão prêmios totalizando mais de US$ 20 mil (R$ 100 mil), sendo que a vencedora receberá US$ 5 mil em dinheiro, além de programas de mentoria de IA.

No critério de beleza, as competidoras serão julgadas por alguns dos aspectos clássicos, incluindo respostas únicas a uma série de perguntas como “se você pudesse ter um sonho de tornar o mundo um lugar melhor, qual seria?”.

Em tecnologia, as modelos ganharão pontos pela habilidade e implementação de ferramentas de IA usadas para criar obras-primas digitais, o que inclui o uso de prompts e detalhes visuais em torno de mãos, olhos e planos de fundo.

Já no âmbito de influência social, as concorrentes serão avaliadas com base em seus números de envolvimento com os fãs, na taxa de crescimento do público e na utilização de outras plataformas, como o Instagram.

O júri será formado por duas influenciadoras geradas por IA e que fazem sucesso nas redes sociais: Aitana Lopez e Emily Pellegrini. Além delas, o consultor André Bloch e a historiadora Sally-Ann Fawcett serão os jurados do concurso de beleza pioneiro.

A plataforma Fanvue, que organiza a premiação, espera receber milhares de inscritos na competição. Do total de inscritos, serão escolhidas 10 modelos. Depois, as três finalistas serão anunciadas em uma cerimônia de premiação on-line em maio.

“É realmente emocionante estar envolvido em um prêmio que parece tão futurista. Curiosamente, existem tantos paralelos entre os concorrentes da vida real e os criadores de IA, e como eles se envolvem com seu público”, disse a historiadora Sally-Ann Fawcett, ao jornal britânico Daily Mail.

Para participar, basta se inscrever nesse link.

 

*Fonte: Correio Braziliense

Veja também:

 

Goiás está com 700 vagas abertas para cursos gratuitos de Tecnologia

As Escolas do Futuro de Goiás estão com mais de 700 vagas abertas para cursos em tecnologia presenciais e on-line nas unidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Mineiros, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás.

As inscrições devem ser feitas até 26 de abril para os cursos on-line e até 6 de maio para os presenciais, exclusivamente pelo site efg.org.br/editais. Podem se inscrever pessoas acima de 16 anos com ensino fundamental completo.

As vagas são distribuídas da seguinte maneira: 202 em Goiânia, sendo 30 direcionadas para cursos técnicos, 89 para capacitação e 83 para qualificação; 149 em Mineiros, sendo 30 vagas para cursos técnicos, 29 para capacitação e 90 para qualificação; e 360 em Santo Antônio e Valparaíso, sendo 90 vagas de qualificação e 90 de capacitação, em cada unidade.

“Cada uma das Escolas do Futuro de Goiás tem R$ 7 milhões investidos apenas em laboratórios. São escolas de primeiro mundo voltadas para o ensino técnico, a fim de dar oportunidades rápidas de trabalho aos goianos, e em áreas do mercado que pagam bem. Por isso, sob determinação do governador Ronaldo Caiado, investimos pesado na área”, diz o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, José Frederico Lyra Netto.

Foto: Secti

 

Áreas

Entre os cursos disponíveis estão: Desenvolvimento de Jogos para Dispositivos Móveis, Pilotagem de Drone, Desenvolvimento Web, Robótica Educacional para Docentes, Impressão de Peças 3D, além de cursos básicos como Pacote Office, Técnicas de Vendas e mídias sociais. Há oportunidades também para o Decolab, iniciativa que oferta cursos voltados ao empreendedorismo.

As Escolas do Futuro de Goiás são unidades de ensino profissionalizante do Governo de Goiás, ligadas à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), e que buscam proporcionar oportunidades rápidas de trabalho em áreas do mercado bem remuneradas.

Sob a gestão da Universidade Federal de Goiás, essas unidades são fundamentais para o desenvolvimento tecnológico e a formação de talentos em Goiás.

 

Veja também:

Senac Goiás lança o primeiro curso técnico de Inteligência Artificial

O Senac Goiás vai lançar o primeiro curso técnico de inteligência artificial do Senac Brasil, que será submetido ao Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT) do Ministério da Educação.

A apresentação do curso será realizada no auditório da Fecomércio (GO), localizado na avenida 136, Setor Marista, em Goiânia, nesta terça-feira (16). A previsão para início das matrículas é para junho deste ano mediante processo seletivo. Serão ofertadas turmas comerciais e gratuitas e em breve os interessados poderão realizar a pré-inscrição, que será disponibilizada no site go.senac.br

Parcerias Multinacionais

O curso contará com grandes parcerias de multinacionais tecnológicas como a Amazon Web Services (AWS), Nvidia, Microsoft, Red Hat e Google Cloud. A metodologia será 100% Hands On, ou seja, um método que torna o aluno protagonista do próprio aprendizado com experiências totalmente práticas, que capacitam o aluno para desenvolver projetos em que é preciso criar, planejar e executar colocando a “mão na massa”.

Para o presidente do Sistema Fecomércio, Sesc e Senac, Marcelo Baiocchi, esta é mais uma solução inovadora que o Senac Goiás, proporciona para os alunos. “Estamos antenados no que o mercado exige de mais moderno e inovador, por isso o aluno que se formar no curso técnico de inteligência artificial terá muito mais segurança e preparo na hora de ingressar no mercado de trabalho”, frisa.

Conforme o diretor regional do Senac Goiás, Leopoldo Veiga Jardim, o curso tem uma grade curricular técnica totalmente direcionada para que o aluno possa estar preparado para atender prontamente o mercado de trabalho. “Vamos preparar o aluno por meio de uma infraestrutura tecnológica de ponta, instrutores altamente qualificados e parcerias com empresas locais e internacionais”, destaca.

Conforme o coordenador de programas finalísticos de tecnologia da informação do Senac Goiás, Stéfany Mendes Souza, o sistema utilizado será a Unidade de Processamento Gráfico – GPU Nvidia A16.

Ele explica que “esta é uma poderosa solução para computação de alto desempenho, projetada para atender às demandas mais exigentes em termos de processamento gráfico e computação paralela. Com uma arquitetura avançada e recursos inovadores, a GPU A16 oferece um desempenho excepcional em uma ampla variedade de aplicações, desde visualização 3D até aprendizado de máquina e inteligência artificial. Inicialmente temos a pretensão de adquirir três GPUs, que serão instaladas em servidores de alto desempenho, onde o seu fabricante será parceiro homologado pela NVIDIA. Inicialmente estamos negociando com os fornecedores: DELL, LENOVO, NUTANIX e VONK”, explica.

O Senac Goiás adquirá inicialmente três soluções desta. O coordenador explica que “esta solução (GPU + Servidor) é extremamente necessária para a execução do curso, já que possibilitará ao aluno aplicar os algoritmos de Inteligência Artificial para as suas respectivas aplicações em: redes neurais artificiais, Machine Learning, Deep Learning, processamento de linguagem natural, visão computacional, dentre outras unidades curriculares do curso”, complementa.

 

Veja também:

Tempero goiano no Web Summit Rio 2024: Meliva.ai leva IA made in Goiás

O Web Summit Rio, edição brasileira de um dos principais eventos de tecnologia e empreendedorismo do mundo, retorna em 2024 com ênfase na Inteligência Artificial – a bola da vez do mundo da inovação. Entre os destaques da área, está a startup goiana Meliva.ai que foi convidada pela Apex Brasil no seleto grupo que participou da edição em Lisboa em novembro do ano passado.

A Meliva.ai foi fundada a menos de um ano e tem chamado a atenção de gigantes como Google, Amazon, Oracle, Meta e LinkedIn. A startup já conta com mais de 5 mil assinantes e o segredo de sucesso é o modelo disruptivo de otimizar o tempo (e a vida) de criadores de conteúdo em geral. Um dos diferenciais da Meliva.ai é reunir em um só lugar os mais potentes motores de IA Generativa com soluções práticas para criação de todos os formatos de mídia como textos, fotos, vídeos, narrações, avatares etc. Em questão de segundos, o usuário pode criar um post sob medida para bombar nas redes sociais.

Graças ao sucesso do modelo de negócio apresentado em Portugal, os organizadores do Web Summit convidaram a Meliva.ai para participar da versão brasileira que acontecerá no Rio de Janeiro, de 15 a 18 de abril, no Riocentro, em Jacarepaguá, Rio de Janeiro. Incluisve com um estande em uma das trilhas.

A expectativa é atrair mais de 30 mil profissionais em 2024 – quase 50% a mais que os 21 mil registrados na primeira edição, no passado.

O Web Summit Rio é uma oportunidade única de fazer negócios em escala global e atualizar o repertório ao acompanhar discussões e conhecer iniciativas inovadoras de diversos mercados.

O Web Summit Rio terá 4 dias de programação oficial, tanto no Riocentro quanto nos espaços a serem anunciados para receber os Night Summits.

Para navegar pela programação do Web Summit Rio, é importante saber que ela é distribuída em 19 trilhas temáticas, chamadas de tracks.

Marketing, inteligência artificial, saúde, criptomoedas… São centenas de palestras de diferentes tracks acontecendo simultaneamente em diversos palcos.

Nova IA cria vídeos a partir de um texto!

A OpenAI, empresa que mantém o ChatGPT, o mais conhecido chat bot de IA da atualidade, revelou ao mundo sua mais nova empreitada com IA: Sora, uma inteligência artificial que faz vídeos a partir de comandos de texto.

Em um post no X (antigo Twitter), a empresa mostrou o poder de sua nova ferramenta:

 

Diz o post:

“Apresentando Sora, nosso modelo de texto para vídeo. Sora pode criar vídeos de até 60 segundos com cenas altamente detalhadas, movimentos de câmera complexos e vários personagens com emoções vibrantes”.

Segundo o post, o comando de texto para criar esse vídeo foi: “A linda e nevada cidade de Tóquio está movimentada. A câmera se move pelas movimentadas ruas da cidade, acompanhando diversas pessoas aproveitando o lindo clima de neve e fazendo compras nas barracas próximas. Lindas pétalas de sakura estão voando ao vento junto com flocos de neve”.

O vídeo tem exatos 17 segundos, mas outros demonstrados pela empresa já chegam à marca de 60 segundos anunciada — um feito incrível, pensando que nada ali é real.

A ferramenta ainda não está disponível para o público. Segundo a empresa, várias medidas de segurança serão tomadas.

“Tomaremos várias medidas de segurança importantes antes de disponibilizar o Sora nos produtos da OpenAI. Estamos trabalhando com red teamers – especialistas em áreas como desinformação, conteúdo de ódio e preconceito – que estão testando o modelo de forma adversa”.

Além do primeiro vídeo, a empresa demonstrou diversos outros testes que a IA criou. Mamutes, um trailer de um filme que não existe e até mesmo uma animação que poderia ser de estúdios como Pixar ou Illumination.

 

*Fonte: IGN Brasil

Veja também:

 

UFG lança ferramenta gratuita e inédita que prevê chuvas com IA

A Universidade Federal de Goiás (UFG) acaba de lançar uma inovadora ferramenta gratuita, baseada em inteligência artificial, capaz de prever com precisão chuvas e tempestades, em curto prazo.

Desenvolvido pelo Centro de Excelência em Estudos, Monitoramento e Previsões Ambientais do Bioma Cerrado (Cempa-Cerrado), em colaboração com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Governo de Goiás, o modelo promete identificar a probabilidade de chuvas em um raio de 5 km com até 6 horas de antecedência.

A ferramenta pode ser acessada aqui.

Essa iniciativa inédita na região Centro-Oeste surge como uma ferramenta crucial para a preparação da Defesa Civil e atividades econômicas sensíveis às condições meteorológicas, como o agronegócio.

Além disso, se destaca por oferecer uma alternativa de custo reduzido em comparação aos modelos tradicionais de previsão.

A plataforma gratuita integra dados de diversas fontes, incluindo os canais infravermelhos dos satélites Goes (Geostationary Environmental Satellite), do produto Modis (Moderate-Resolution Imaging Spectroradiometer) e do Geostationary Lightning Mapper (GLM).

Utilizando um Modelo de Memória de Curto e Longo Prazo (LSTM), adequado para análise de informações temporais, os dados são atualizados a cada 30 minutos.

 

Mais sobre a ferramenta gratuita desenvolvida pela UFG

UFG lança ferramenta gratuita que prevê tempestades com precisão

Reprodução da ferramenta de previsão de chuvas disponível de forma gratuita no site do CEMPA-Cerrado. Imagem: divulgação

A ferramenta utiliza uma rede neural convolucional, associada a um Modelo de Memória de Curto e Longo Prazo (LSTM). Essas abordagens são especialmente úteis para processar dados que têm uma estrutura espacial, como mapas e imagens, e para lidar com sequências temporais. Daí sua utilização na previsão de chuvas.

Além disso, o novo modelo utiliza dados de entrada de diferentes fontes, incluindo os canais infravermelhos do satélite GOES, e características físicas e geográficas derivadas do produto MODIS e do Geostationary Lightning Mapper (GLM).

Dessa forma, são disponibilizados aos usuários diversos mapas de probabilidade que incluem áreas de diferentes estados, mas com destaque para Goiás.

Também estão disponíveis tabelas com dados mais detalhados para cada município goiano.

A resolução espacial mais fina dos dados de probabilidade é de 5 quilômetros e novas execuções do modelo são realizadas a cada 30 minutos.

A nova ferramenta foi testada na previsão para a região do Sudoeste goiano durante os últimos dois meses e os resultados foram satisfatórios.

Vários produtores rurais tiveram acesso à plataforma, que faz parte dos produtos do Sistema de Informações Agrometeorológicas para o Sudoeste Goiano (Siag), resultado da parceria entre o Centro de Excelência em Agricultura Exponencial (Ceagre) e o CEMPA-Cerrado.

A ferramenta pode ser acessada aqui.

 

Leia Também

Bom Dia Verônica: saiba tudo sobre a 3ª temporada da série

Quarta-feira de Cinzas é feriado?

Água termal de vila em Goiás está entre as 3 melhores do mundo

 

Ao acessar a ferramenta, os usuários têm à disposição mapas de probabilidade para diferentes áreas, com foco em Goiás, e tabelas detalhadas para cada município goiano. Informações como probabilidade mínima, média e máxima de ausência de precipitações, chuva fraca, moderada e forte estão disponíveis para consulta.

Testes recentes realizados no Sudoeste goiano nos últimos dois meses demonstraram resultados satisfatórios, consolidando a eficácia da inovação da UFG no campo da previsão meteorológica.

A ferramenta surge como um recurso valioso para a comunidade, permitindo uma preparação mais eficiente diante das condições climáticas em constante mudança.

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Descubra os encantos de Goiânia com a orientação da inteligência artificial! A capital de Goiás é uma joia do centro-oeste brasileiro, repleta de atrações que cativam tanto moradores quanto visitantes.

Neste guia, a IA revela os “5 Lugares Imperdíveis para Conhecer em Goiânia”, destacando pontos turísticos que proporcionam uma experiência única. De parques exuberantes a espaços culturais fascinantes, explore o melhor que a cidade tem a oferecer.

Entre os destinos recomendados, o Parque Flamboyant oferece uma imersão na natureza, enquanto a Praça Cívica revela a história política e arquitetônica da região. Não perca a vibrante Feira da Lua e o envolvente Memorial do Cerrado.

Para uma aventura selvagem, o Zoológico de Goiânia é uma parada obrigatória. Prepare-se para desbravar Goiânia de uma maneira única, guiado pela sabedoria da inteligência artificial!

Goiânia, a capital do estado de Goiás, oferece uma variedade de atrações e locais interessantes para os visitantes explorarem.

 

Então, aqui estão 5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA:

 

Parque Flamboyant

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: Goiás Turismo

Parque Flamboyant é um parque de Goiânia. Localizado no Jardim Goiás, próximo ao estádio Serra Dourada, o Parque Flamboyant Lourival Louza foi construído numa área de mais de 125 mil metros quadrados que pertencia ao Flamboyant Shopping Center.

Localizado na região sul da cidade, o Parque Flamboyant é um dos maiores e mais bonitos parques urbanos de Goiânia. Oferece amplas áreas verdes, lagos, trilhas para caminhadas, playgrounds e espaços para piquenique.

É um local ideal para relaxar e aproveitar a natureza.

 

Endereço: R. 15, 103-157 – Jardim Goiás, Goiânia – GO

Horários: todos os dias 24 horas aberto

 

Praça Cívica

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: Prefeitura de Goiânia

Considerada o coração político e administrativo da cidade, a Praça Cívica abriga importantes prédios governamentais, como o Palácio das Esmeraldas, sede do governo estadual.

A praça é um marco arquitetônico e cultural, com monumentos, esculturas e um ambiente que reflete a história de Goiânia.

A Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira ou Praça Cívica, como é mais conhecida, faz parte do projeto original da cidade de Goiânia, feito pelo urbanista Attilio Corrêa Lima, quando da inauguração da cidade na década de 1930.

Segundo o IPHAN (2010), a praça “é considerada o principal elemento do traçado urbano de Goiânia”.

 

EndereçoPraça Dr. Pedro Ludovico Teixeira – St. Central, Goiânia

 

Feira da Lua

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: Tripadvisor

Realizada semanalmente na região central, a Feira da Lua é uma atração imperdível para os amantes de artesanato, gastronomia e cultura local.

A Feira da Lua acontece todos os sábados à tarde, desde 1993, e atrai cerca de 10 mil pessoas. Lá você encontrará comidas com toque caseiro, artesanatos, brinquedos, calçados, roupas e muito mais.

A feira ocorre em um lugar nobre da cidade e conta com um ambiente super familiar, ideal para realizar passeios e ainda comprar vários objetos. Não deixe de provar as deliciosas tortas doces, salgados e outros pratos típicos da região.

Com uma variedade de barracas que vendem produtos artesanais, roupas, acessórios e uma grande diversidade de alimentos típicos, a feira proporciona uma experiência autêntica.

 

EndereçoAv. Assis Chateaubriand, 640 – St. Oeste, Goiânia

Dias e horários de funcionamento: sábado (das 16h30 às 22h)

 

Memorial do Cerrado

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: PUC Goiás

O Memorial do Cerrado é um museu que celebra a rica biodiversidade do cerrado brasileiro, o segundo maior bioma do país.

Localizado na PUC Goiás, o museu oferece exposições interativas, trilhas ecológicas e informações sobre a flora e fauna do cerrado, proporcionando uma experiência educativa e envolvente.

Eleito em 2008 como o local mais bonito de Goiânia, O Memorial do Cerrado, complexo científico que funciona no Campus II da PUC Goiás, é um dos projetos do Instituto do Trópico Subúmido que representa as diversas formas de ocupação do bioma e os modelos de relacionamento com a natureza e a sociedade. É um museu que retrata desde a origem do planeta Terra à chegada dos portugueses ao Brasil.

O Memorial reúne espaços que representam as diversas formas de ocupação do Cerrado e os modelos de relacionamento com a natureza e a sociedade. São eles:

Museu de História Natural
Espaço de exposições em que painéis e cenários narram a história evolutiva da Terra e do ambiente do cerrado. O visitante pode ver fósseis com datação de até 600 milhões de anos.
Vila Cenográfica de Santa Luzia
Reconstrução em tamanho original dos primeiros povoados de origem colonial portuguesa na região central do Brasil. A vila conta com espaço urbano e rural, com réplicas de fazendas e oficinas rurais, responsáveis pela geração de riqueza daquele tempo.
Andar pelo local é uma forma de se inserir na história, já que o visitante fica em contato direto com as antigas moendas, alambiques de barro, oficina de rapadura e açúcar, oficina do ferreiro, seleiro, funilaria do carapina, serraria, além da venda – ponto de comércio da época – a igreja, a prefeitura, a cadeia, o bordel, dentre outras atrações interessantes.
Aldeia indígena
Réplica em tamanho original de uma aldeia indígena modelo Timbira, que tem o formato circular, na qual cada casa tem um caminho de acesso ao pátio – centro de atividades da tribo.
5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: divulgação

Quilombo
Sítio geográfico e local de resistência ocupado e organizado por populações africanas ou afro-brasileiras que fugiam da escravidão.
No Memorial do Cerrado há uma réplica fidedigna dos modelos de quilombos existentes no cerrado.
5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: divulgação

Espaço de Educação Ambiental Dalila Coelho Barbosa
Auditório ao ar livre, com 150 lugares, e local destinado a oficinas educativas, piqueniques e recreação.
5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: divulgação

Trilhas Ecológicas
Com 2 km de extensão, ela foi aberta no interior da reserva intacta de floresta tropical e de cerrado que existe na Estação Ciência São José. Trata-se de um local ideal para o contato com a natureza e o desenvolvimento do espírito esportivo e de aventura.
Como espaço protegido, a “Trilha da Semente Peregrina” propicia ao visitante a oportunidade de realizar a interação de conhecimentos relativos ao meio ambiente, notadamente o conhecimento científico do mundo vegetal e animal.
5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: divulgação

Endereço: Av. Engler, s/n – Jardim Mariliza, Goiânia

Horário de funcionamento:

Telefone: (62) 3946-1723

 

Zoológico de Goiânia

5 lugares imperdíveis para conhecer em Goiânia, segundo a IA

Foto: Goiás turismo

O Zoológico de Goiânia é uma opção excelente para quem quer apreciar a vida selvagem. Com uma grande variedade de animais, incluindo espécies ameaçadas, o zoológico oferece uma experiência educativa e divertida para toda a família.

As instalações são bem cuidadas, proporcionando um ambiente confortável para os animais.

A história do Zoo é quase tão antiga quanto a própria história de Goiânia. A área do atual Parque Zoológico foi doada pelo fazendeiro Urias Magalhães em 1933, ainda no início da construção de Goiânia.

A doação da área, intermediada pelo governador Pedro Ludovico Teixeira, tinha como objetivo criar um ponto de ligação entre a nova capital que surgia e Campinas (hoje, um bairro de Goiânia).

Desta forma, ainda no início dos anos de 1940, o espaço foi destinado à construção do Lago das Rosas como um local de recreação e lazer.

Parte da área era utilizada para a plantação de hortaliças (daí a denominação de “Horto”) que abasteciam hospitais da cidade, entre eles a Santa Casa.

Em 1953, Saturnino Maciel de Carvalho, o responsável pelo “Horto”, conheceu o professor e ornitólogo José Idasi, que doou alguns animais para o local, transformando-o em um mini zoológico. A partir de então, a tradição de visitar o parque foi iniciada.

Os visitantes levavam seus filhos para conhecer os animais abrigados embaixo das árvores do Horto. A partir daí, Saturnino Carvalho acampou a ideia de criar um jardim zoológico para a cidade. A ideia teve o apoio do governador Pedro Ludovico e, em 1956, o Parque Zoológico de Goiânia foi oficialmente fundado.

Desde a década de 1960 está sob a responsabilidade do público municipal e é gerido atualmente pela Agência de Turismo, Eventos e Lazer – AGETUL.

Ainda hoje o Parque Zoológico é um dos cartões postais mais visitados de Goiânia. Como uma das principais áreas verdes da cidade, é visitada por quase 500.000 pessoas por ano, onde atividades de lazer e cultura se juntam à importante missão de dedicar o espaço à atividades de educação ambiental e à conservação de espécies de animais silvestres.

Endereço: Alameda das Rosas, sn – Setor Oeste
Horários: de quarta a domingo de 8:30h às 17h

Estes são apenas alguns dos lugares notáveis em Goiânia, uma cidade que mescla modernidade, cultura e natureza, garantindo uma experiência única para seus visitantes.

Nova IA prevê data da morte com 74% de precisão

Isso é muito Black Mirror!
Um estudo foi publicado na revista Nature Computational Science, descrevendo a criação de uma inteligência artificial capaz de prever a data da morte de uma pessoa.

Pesquisadores das Universidades Técnica da Dinamarca (DTU), de Copenhague (ITU) e Northeastern utilizaram o chatbot chamado life2vec para realizar esse feito, analisando dados que indicam fatores relacionados a uma vida mais curta ou mais longa.

Precisão

O life2vec foi treinado com informações de 6 milhões de dinamarqueses entre 2008 e 2016, respeitando as leis de proteção de dados. Semelhante ao ChatGPT, os cientistas interagem com o chatbot fazendo perguntas simples, como “morte dentro de quatro anos?”, e o bot realiza previsões com uma precisão de aproximadamente 74%, conforme mencionado no artigo.

Os pesquisadores destacam a abrangência do conjunto de dados, que inclui informações sobre saúde, educação, profissão, renda, endereço e horário de trabalho ao longo de vários anos.

Eles enfatizam que o modelo permite a previsão de uma variedade de resultados, desde mortalidade precoce até nuances de personalidade. Ao utilizar métodos de interpretação de modelos de deep learning, os pesquisadores investigam o algoritmo para compreender os fatores subjacentes que influenciam as previsões.

Além da previsão da data da morte, a inteligência artificial tem sido empregada em outros estudos para antecipar eventos na vida das pessoas, como o risco de ataque cardíaco ou morte por câncer de pulmão.

 

Veja também:

 

Inteligência Artificial: o futuro já bate à porta

A inteligência artificial (IA) já não é mais uma tecnologia do futuro. Além do que se via em filmes, ela já é realidade, e está presente em nosso dia-a-dia. Todos aqueles sonhos futuristas se tornam cada vez mais reais, a IA se consolidou como uma força transformadora do nosso tempo, se entrelaçando a diversas áreas da vida moderna, desde a otimização de tarefas cotidianas até a resolução de problemas complexos em setores estratégicos.

A IA não é mais uma promessa distante, mas sim uma realidade presente em diferentes contextos. Ela está presente na saúde, com diagnósticos médicos mais precisos e desenvolvimento de medicamentos personalizados; nas finanças, com detecção de fraudes e análise de riscos; na indústria, com automação de tarefas repetitivas e otimização da produção; no agronegócio, com análise de dados para agricultura de precisão; e no varejo, com recomendações personalizadas de produtos.

Dia-a-dia com IA

Às vezes não percebemos o quanto a IA está presente em nosso dia-a-dia. Seja no “Ok Google”, “Hey Alexa”, em assistentes virtuais, ou nos tradutores automáticos, carros autônomos e sistemas de navegação, como o Waze, além do reconhecimento facial em smartphones e aplicativos.

As inteligências artificiais mais conhecidos são, talvez, o Coploot, da Microsoft, que se popularizou criando imagens virtuais com comandos, quando ainda se chama Bing AI. Outro grande nome é o Chat GPT, da Open AI, o grande nome por trás dessa revolução.

Não indo muito longe, no Brasil, ou melhor, em Goiás, temos a Meliva. Fruto de uma startup, a inteligência artificial goiana já foi reconhecida em grandes eventos mundo afora.

O Futuro da IA:

  • Evolução Contínua: A IA está em constante desenvolvimento, com avanços promissores em áreas como:

  • Aprendizado de Máquina: Maior capacidade de adaptação e autonomia dos sistemas de IA.
  • Processamento de Linguagem Natural: Interação mais natural e fluida entre humanos e máquinas.
  • Visão Computacional: Melhor compreensão e análise do mundo visual pelas máquinas.
  • Desafios e Oportunidades: A implementação da IA exige atenção a questões como ética, segurança e impacto no mercado de trabalho.

  • Ética e Responsabilidade: Desenvolvimento e uso da IA de forma ética e responsável, com respeito à privacidade e aos direitos humanos.
  • Requalificação da Mão de Obra: Preparação da força de trabalho para as novas demandas do mercado, com foco em habilidades como criatividade, resolução de problemas e trabalho em equipe.

A IA não busca substituir o ser humano, mas sim complementá-lo e potencializar suas capacidades. Ela amplia as possibilidades, permitindo que os profissionais se concentrem em tarefas mais complexas e estratégicas, aumentando a produtividade e proporcionando a tomada de decisões mais eficazes através da análise de grandes volumes de dados.

Em constante desenvolvimento, com avanços promissores em áreas como aprendizado de máquina, processamento de linguagem natural e visão computacional. Isso abre portas para um futuro promissor, mas também exige atenção a questões como ética, segurança e impacto no mercado de trabalho.

Estamos diante da revolução das máquinas?

É fundamental que a IA seja desenvolvida e utilizada de forma ética e responsável, com respeito à privacidade e aos direitos humanos. Ao mesmo tempo, é necessário preparar a força de trabalho para as novas demandas do mercado, com foco em habilidades como criatividade, resolução de problemas e trabalho em equipe.

Não é de hoje que histórias nos assombram com possíveis dominações mundiais fantasmagóricas e amedrontantes. Mas nem tudo são teorias conspiratórias. Utilizando a IA com consciência, teremos um grande aliado em muitas áreas da vida, não um rival.

A IA não é mais uma promessa do futuro, mas sim uma realidade presente que molda o mundo de hoje. Cabe a nós, como indivíduos e como sociedade, navegar por essa transformação de forma responsável e consciente, aproveitando os benefícios da IA para construir um futuro melhor para todos.

Elvis não morreu e vai voltar aos palcos em 2024!

Uma versão holográfica de Elvis Presley feita com inteligência artificial subirá ao palco em Londres, no Reino Unido, neste ano. O anúncio foi feito pela empresa britânica Layered Reality, especializada em experiências imersivas. O evento foi chamado de “Elvis Evolution”.

“Um grande novo show que celebra a maior estrela mundial do palco e da tela, Elvis Presley. O show chega com uma experiência de concerto que irá recriar o impacto sísmico de ver Elvis ao vivo para toda uma nova geração de fãs, confundindo os limites entre a realidade e a fantasia”, descreveu a empresa.

“Um Elvis digital em tamanho real irá partilhar as suas canções e movimentos mais icônicos pela primeira vez num palco no Reino Unido. Os fãs de Elvis podem esperar uma experiência memorável como nenhuma outra. Através da IA ​​e de tecnologia inovadora, você poderá testemunhar performances icônicas de Elvis como se realmente estivesse lá e celebrar momentos decisivos na extraordinária vida e carreira dele”, acrescentou.

O show será seguido por uma festa no restaurante e bar temático de Elvis, com música ao vivo, DJs e apresentações.

O local do evento ainda não foi divulgado e as vendas começarão em breve, segundo o site da Layered Reality, mas já é possível entrar na lista de espera.

Segundo a revista “Variety”, o espetáculo também passará por Las Vegas, nos Estados Unidos; Berlim, na Alemanha; e Tóquio, no Japão.

 

 

*CNN Brasil

Veja também:

 

 

Sorveteria brasileira lança primeiro sabor criado por Inteligência Artificial no mundo

Com a chegada da Inteligência Artificial, mais precisamente do Chat GPT, o mundo virou de cabeça para baixo. Boa parte do processo de trabalho se tornou muito mais prático com essa nova tecnologia, e até mesmo mais criativo. Mas nem só de textos se faz o Chat GPT, e a revolução no mundo gastronômico também chegou, com a ajudinha da IA: mais especificamente no mundo dos sorvetes.

A marca mineira de sorvetes, Sol e Neve, lançou o primeiro sorvete criado com a assistência do Chat GPT, e esse sabor tem um nome todo especial, com ares tecnológicos: o SN3V3 IA, apresenta uma fusão de ingredientes que celebram a culinária brasileira: cacau brasileiro harmonizado com castanha de caju caramelizada e finalizado com geleia de pimenta dedo de moça.

O produto criado com ajuda da inteligência artificial já se encontra disponível nas unidades da rede em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo.

A novidade foi divulgada na última quarta-feira (28), pelas redes sociais da marca. Também foi publicado um vídeo que revelou os bastidores do processo criativo do SN3V3 IA, onde o Chat GPT desempenhou um papel importante. As sugestões oferecidas pela inteligência artificial da Open AI durante a concepção do novo sabor ditaram todo o processo de criação do novo sabor.

Sorvetes para o mundo
A marca mineira se tornou pioneira na integração da inteligência artificial no processo de criação de sorvetes. O que é um feito a nível global!

Sob o slogan “A Evolução do Sabor”, a campanha de lançamento alcançou patamares internacionais ao ser exibida nos icônicos telões da Times Square, em Nova York (EUA), destacando a importância dessa inovação na gastronomia.

A criação em IA da Sol e Neve foi exibido na Times Square, famoso ponto de New York, nos Estados Unidos – Foto: Divulgação

Canal de notícias totalmente gerado por Inteligência Artificial é o futuro da informação?

Em uma era tão tecnológica, testemunhamos avanços notáveis na integração das Inteligências Artificiais (IA) em diversas esferas da nossa vida. Um dos mais recentes desenvolvimentos desse cenário é a criação de um canal de notícias inteiramente gerado por IA, desde as palavras ditas pelos apresentadores até as imagens usadas nas transmissões. 

Esse é o mais novo projeto da startup Channel 1: um formato inédito de transmissão que não apenas informa, mas desafia conceitos estabelecidos sobre a forma usada para consumir informações. 

A notícia da nova experiência gerou desconfiança em algumas pessoas. Com a atualização das IA’s para opção de gerar imagens, muitas pessoas usaram o recurso para disseminar fake news. Como a foto do papa vestindo roupas da última coleção de moda desfiladas nas grandes Fashion Weeks. Então, até que ponto algo desenvolvido por uma máquina pode ser real?

Segundo divulgado pela startup responsável, a ideia é apoiar o conteúdo veiculado em três fontes diferentes: a parceria com uma agência de notícias ainda não revelada, o aproveitamento de material de jornalistas independentes e a criação de notícias por meio de inteligência artificial a partir de uma “fonte primária confiável”.

A ideia principal permeia ainda sobre a preparação e formatação das notícias de forma a garantir audiência. Editores e produtores de conteúdo reais seriam os verdadeiros responsáveis por apurar a precisão do conteúdo a ser exibido. A primeira transmissão também seria uma compilação de gravações licenciadas e conteúdo de uso justo. O objetivo é que os jornalistas sejam pessoas reais que foram compensadas pelo uso de suas imagens. 

 

Channel 1 

Liderada pelo empreendedor Adam Mosam, em conjunto com o produtor e diretor Scott Zabielski, a Channel 1 surgiu com o objetivo claro de usar os avanços mais recentes da Inteligência Artificial para revolucionar o cenário midiático. A rápida ascensão da startup na comunidade tecnológica se deu graças à abordagem de inovação e a combinação de conhecimento nas áreas de mídia digital, jornalismo e aprendizado em máquinas. 

Desde o começo, a ideia da Channel 1 era criar algo descomunal, que fugia da da limitação em criar apenas mais um canal de notícias. Acompanhado todos os grandes avanços tecnológicos, os sócios queriam mostrar ao mundo que é possível redefinir a forma como recebemos informações. 

A equipe investiu anos no aperfeiçoamento de seus algoritmos para assegurar algo que parecesse revolucionário: notícias geradas por IA introduzindo uma nova eficiência e versatilidade em suas transmissões. 

De acordo com o sócio Adam Mosam, a demo lançada foi a prova de todos os aspectos defendidos pela empresa, desde o editorial até a tecnologia. A equipe acredita que essa é a forma certa de ser transparente quanto aos seus interesses, mostrando como o Channel 1 funcionará na prática.

 

Jornalistas reais são parte do processo

Segundo Zabielski, repórteres e jornalistas são os responsáveis pela cobertura genuína de notícias e, com isso, esse trabalho ainda seria necessário. Profissionais poderiam ter um avatar confiável sem precisar aparecer na câmera, mantendo o reconhecimento pelo seu trabalho e sendo remunerado enquanto divulgado.

Fora isso, o produtor também sugeriu que a licença de conteúdo poderia se tornar uma fonte de receita para os veículos de notícias locais, “os quais foram enfraquecidos ao longo do tempo”. Em termos de idiomas, o avanço da tecnologia poderia traduzir a fala de um jornalista francês, italiano ou inglês, em tempo real para outras línguas. Um ícone no canto da tela seria o único indicativo dessa alteração. 

Acredito que as pessoas estão corretas em pensar que precisamos estar cientes e atentos ao problema de desenvolver imagens a partir da Inteligência Artificial. Este será um problema com o qual, como sociedade, teremos que lidar, pois à medida que a tecnologia melhora, torna-se mais fácil gerar o que poderíamos chamar de “notícias falsas””, pontuou Adam Mosam, um dos fundadores da Channel 1.

Mosam pontuou que a startup deve lançar ainda um novo app batizado como Channel1.ai. A ideia é que os usuários naveguem pelas notícias da mesma forma que trafegam entre milhares de vídeos na plataforma TikTok. Segundo Mosam, os algoritmos compreenderiam rapidamente as preferências do espectador, oferecendo

Meliva.ai: startup goiana de Inteligência Artificial é selecionada para o Web Summit Lisboa 2023

A empresa brasileira de inteligência artificial, Meliva.ai, com sede em Goiânia, foi escolhida para participar do evento Web Summit Lisboa 2023. A startup se juntará a um grupo de até 80 startups brasileiras selecionadas para o Programa de Startups do Web Summit, um evento que reúne empreendedores, CEOs, investidores e líderes da indústria tecnológica global.

O Web Summit, considerado um dos maiores eventos de inovação do mundo, acontecerá entre os dias 13 e 16 de novembro, em Lisboa, Portugal. A conferência congrega CEOs de empresas de tecnologia, startups em rápido crescimento, investidores e outros tomadores de decisão para debater quais os próximos passos e desafios tecnológicos na indústria.

Em 2022, em sua 14ª edição, o evento contou com mais de 70 mil participantes, que puderam participar de palestras sobre os temas afetos às empresas de base tecnológica, exposição de grandes empresas e instituições internacionais, promoção de conexões entre empresas e investidores, capacitações, oportunidades de divulgação para startups, e promoção da imagem das instituições apoiadoras. 

A Meliva.ai se destacou no processo de seleção conduzido pelo Web Summit e conquistou uma das vagas disponíveis. Vandré Sales, CEO da Meliva.ai, expressou sua gratidão e destacou a importância dessa validação, vinda de uma comissão internacional de avaliação, que demonstra o potencial das startups brasileiras no cenário global.

“Ser aprovado por este programa é uma validação importante, mostrando que nosso empreendimento tem potencial global. Quando somos selecionados por uma comissão internacional como a da Web Summit Lisboa, é uma afirmação de que temos a capacidade de lançar produtos inovadores e disruptivos no mesmo nível de empresas internacionais”, celebra Sales.

Além disso, a participação da Meliva.ai é uma oportunidade de representar o Brasil em um contexto global. A startup goiana será parte de startups brasileiras que terão a chance de apresentar suas inovações para empresários, investidores e influenciadores internacionais.

“Queremos mostrar o que estamos fazendo em Goiás na área de Inteligência Artificial e levar nossa plataforma aos quatro cantos do mundo e o Web Summit é, sem dúvidas, o melhor lugar pra conectar com investidores e o público de todas as partes”, afirma Marcelo Albuquerque, CMO da Meliva.

O Web Summit Lisboa é um espaço onde líderes da indústria compartilham ideias e discutem desafios tecnológicos. A inclusão da Meliva.ai evidencia a capacidade das startups brasileiras de se destacarem em um cenário global competitivo, consolidando sua presença no cenário de inovação e tecnologia internacional.

Com a participação da Meliva.ai, o Brasil se posiciona na vanguarda da inovação tecnológica na Web Summit Lisboa 2023, demonstrando sua capacidade de liderar em soluções de inteligência artificial e tecnologias avançadas.

Parceria com o Sebrae

Além de participar do Web Summit, a Meliva foi selecionada para integrar o programa Sebrae Connect, uma iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas). Esta seleção representa um marco significativo para a startup e um passo crucial em direção à expansão e ao aprimoramento de seus serviços.

A inclusão no programa Sebrae Connect é um testemunho de seu impacto no cenário empreendedor. O Sebrae Connect foi projetado para conectar startups aos clientes do Sebrae Minas, proporcionando oportunidades de colaboração e crescimento mútuo. Ao integrar o portfólio do Sebrae, a Meliva.ai ganha acesso a um vasto mercado de pequenos empreendedores, aumentando significativamente seu alcance e impacto.

“Para a Meliva, temos a oportunidade de integrarmos o portfólio do Sebrae como o maior marketplace de serviços para pequenos empreendedores do Brasil. Isso pode aumentar bastante nosso alcance. Para uma startup, ter contato com potenciais clientes em grande escala passa a ser a maior fonte de aprendizado,” disse Vandré.

Sobre a startup

A Meliva.ai oferece uma solução para produtores de conteúdo que buscam otimizar seu tempo e recursos ao produzir textos, locuções, vídeos e imagens. Ao utilizar os motores de IA avançados, a plataforma pode fornecer sugestões de palavras-chave, resumos, títulos, imagens e vídeos para complementar o conteúdo produzido, além de gerar locuções com vozes naturais e avatares para apresentação de vídeos.

Para saber mais, acesse: www.meliva.ai

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Aplicativo pode identificar autismo com 87% de precisão por IA

Um aplicativo inovador, chamado SenseToKnow, está dando uma nova opção a milhares de famílias ao redor do mundo. Desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Duke, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, esse aplicativo utiliza inteligência artificial (IA) para identificar o autismo em crianças com uma precisão impressionante de 87,8%.

A notícia é um marco significativo na detecção precoce do Transtorno do Espectro Autista (TEA).

 

Como Funciona o SenseToKnow?

O SenseToKnow é uma ferramenta fácil de usar que pode ser acessada através de um tablet. O aplicativo avalia a criança em apenas 10 minutos, analisando suas respostas a jogos na tela, expressões faciais, piscadas, movimentos corporais e reações espontâneas. Através de algoritmos de IA, o SenseToKnow interpreta esses dados e identifica indicadores do autismo.

 

A Importância do Diagnóstico Precoce

Especialistas afirmam que a detecção precoce do autismo é fundamental para um tratamento eficaz. Quanto mais cedo o diagnóstico, melhores são as chances de intervenção bem-sucedida. O SenseToKnow é uma ferramenta crucial nesse processo, oferecendo aos pais a possibilidade de identificar sinais de autismo em seus filhos no conforto de casa.

 

Detalhes do Estudo e Expectativas Futuras

O estudo do SenseToKnow envolveu a análise de 475 crianças durante consultas pediátricas. Dos participantes, 49 foram posteriormente diagnosticados com autismo, e 98 apresentaram atrasos no desenvolvimento sem autismo. O aplicativo mostrou uma sensibilidade surpreendente de 87,8% para detectar o autismo, indicando sua eficácia no diagnóstico precoce.

Atualmente, o aplicativo aguarda a liberação da Food and Drug Administration (FDA), a agência reguladora de saúde dos Estados Unidos, para ser disponibilizado ao público. A equipe de pesquisa está explorando a possibilidade de fornecer o aplicativo aos pais para uso doméstico supervisionado.

 

Impacto e Futuro do SenseToKnow

A detecção precoce do autismo é um passo crucial para garantir que as crianças recebam o suporte necessário desde cedo. O SenseToKnow não só oferece esperança para famílias, mas também representa um avanço significativo na aplicação da IA para o diagnóstico médico. Espera-se que, no futuro, essa tecnologia possa ser integrada aos programas de intervenção precoce, permitindo um acompanhamento mais detalhado do progresso das crianças com autismo.

A pesquisa por trás do SenseToKnow foi apoiada pelos Institutos Nacionais de Saúde, pela Fundação Simons, pela National Science Foundation e pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Para mais informações sobre essa incrível inovação no diagnóstico do autismo, acesse o site aqui.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto: Divulgação/Duke University