Os 10 livros mais vendidos do mês na Amazon

A literatura desempenha um papel fundamental em nossas vidas, oferecendo muito mais do que apenas uma forma de entretenimento. Livros têm o poder de educar, inspirar e transformar. Eles são janelas para outras culturas, épocas e perspectivas, ajudando-nos a desenvolver empatia e compreensão. Além disso, a leitura aprimora nossas habilidades cognitivas, promove o pensamento crítico e nos ajuda a questionar o mundo ao nosso redor.

Para crianças e adultos, a literatura é uma ferramenta essencial para o crescimento pessoal e a formação de um ser humano completo e consciente. Em um mundo cada vez mais digital, o ato de ler um livro, físico ou digital, proporciona um momento de introspecção e conexão profunda com a história e seus personagens.

Destacamos os 10 livros mais vendidos na Amazon nesse mês de junho, uma lista eclética que vai desde romances envolventes até guias de autodesenvolvimento, passando por um clássico da literatura brasileira. Confira abaixo um resumo de cada um desses livros e descubra por que eles estão conquistando tantos leitores.

 

1º É Assim que Acaba – Colleen Hoover

É Assim que Acaba - Colleen Hoover

Imagem: Reprodução/Amazon

No livro É assim que acaba (2016), Colleen Hoover nos apresenta Lily, uma jovem determinada que se muda para Boston e abre uma floricultura. Lá, ela conhece Ryle, um neurocirurgião carismático, mas avesso a relacionamentos. Conforme se envolvem, Lily precisa lidar com um relacionamento tumultuado e abusivo, desafiando-a a fazer escolhas difíceis. A obra é uma narrativa intensa sobre a força e a resiliência necessárias para enfrentar e superar situações complexas e dolorosas. Compra confiável e com desconto aqui.

 

2º #UmDiaSemReclamar: descubra por que a gratidão pode mudar a sua vida – Davi Lago e Marcelo Galuppo

#UmDiaSemReclamar: descubra por que a gratidão pode mudar a sua vida - Davi Lago e Marcelo Galuppo

Imagem: Reprodução/Amazon

#UmDiaSemReclamar (2020) propõe um desafio prático: passar um dia inteiro sem reclamar. Davi Lago e Marcelo Galuppo explicam como a gratidão pode transformar sua perspectiva sobre os problemas diários. Através de exercícios simples, eles mostram nesse livro como mudar seu padrão de pensamento e adotar uma atitude mais positiva e grata, impactando sua vida de maneira significativa. Compra confiável e com desconto aqui.

 

3º Café com Deus Pai 2024: porções diárias de paz – Junior Rostirola

Café com Deus Pai 2024: porções diárias de paz - Junior Rostirola

Imagem: Reprodução/Amazon

Em Café com Deus Pai (2024) Junior Rostirola oferece 366 devocionais diários que incentivam um encontro íntimo com Deus. Cada página desse livro traz uma mensagem única para nutrir a alma e fortalecer a fé, além de frases inspiradoras e um plano de leitura bíblica. O livro é um convite para começar o dia com paz e reflexão, proporcionando um momento de conexão espiritual e crescimento pessoal. Compra confiável e com desconto aqui.

 

4º A Psicologia Financeira: lições atemporais sobre fortuna, ganância e felicidade – Morgan Housel

A Psicologia Financeira: lições atemporais sobre fortuna, ganância e felicidade - Morgan Housel

Imagem: Reprodução/Amazon

Morgan Housel aborda a gestão financeira através da lente da Psicologia no livro A Psicologia Financeira (2021). Ele explora como nossas decisões monetárias são influenciadas por nossas experiências pessoais e emoções. Com histórias de sucesso e fracasso, Housel demonstra que entender o comportamento humano é crucial para gerenciar dinheiro de forma eficaz e alcançar a felicidade financeira. Compra confiável e com desconto aqui.

 

5º O Homem Mais Rico da Babilônia – George S. Clason

O Homem Mais Rico da Babilônia - George S. Clason

Imagem: Reprodução/Amazon

No clássico livro O Homem Mais Rico da Babilônia (2017), George S. Clason utiliza parábolas da antiga Babilônia para ensinar princípios financeiros essenciais. Ele aborda temas como poupança, investimento e gestão de dívidas, oferecendo conselhos práticos e atemporais para alcançar a prosperidade financeira. O livro é uma leitura obrigatória para quem deseja melhorar sua relação com o dinheiro. Compra confiável e com desconto aqui.

 

6º Hábitos Atômicos: um Método Fácil e Comprovado de Criar Bons Hábitos e se Livrar dos Maus – James Clear

Hábitos Atômicos: um Método Fácil e Comprovado de Criar Bons Hábitos e se Livrar dos Maus - James Clear

Imagem: Reprodução/Amazon

Em Hábitos Atômicos (2018), James Clear apresenta um guia detalhado sobre como formar bons hábitos e eliminar os maus. Ele explica que a chave para mudanças duradouras está na criação de sistemas eficientes, não na força de vontade. Com base em pesquisas de Psicologia, Biologia e Neurociência, Clear oferece nesse livro estratégias práticas para transformar comportamentos diários e alcançar grandes resultados. Compra confiável e com desconto aqui.

 

7º Imperfeitos – Christina Lauren

Imperfeitos - Christina Lauren

Imagem: Reprodução/Amazon

No livro Imperfeitos (2022), Christina Lauren narra a história de Olive, uma jovem que sempre se considerou azarada. Após um incidente de intoxicação alimentar no casamento de sua irmã, Olive e Ethan, o irmão do noivo e seu inimigo declarado, acabam compartilhando uma viagem de lua de mel ao Havaí. Apesar das tensões iniciais, a proximidade forçada leva a situações hilárias e inesperadas, mostrando que, às vezes, o amor surge nos momentos mais improváveis. Compra confiável e com desconto aqui.

 

8º Café com Deus Pai – Kids – Junior Rostirola

Café com Deus Pai - Kids - Junior Rostirola

Imagem: Reprodução/Amazon

Em Café com Deus Pai – Kids (2022), Junior Rostirola adapta sua popular série de devocionais para o público infantil. Este livro oferece mensagens diárias simples e inspiradoras que ajudam as crianças a entenderem e sentirem o amor de Deus. Com uma linguagem acessível e ilustrações envolventes, é uma ferramenta valiosa para os pequenos desenvolverem uma relação pessoal com a fé desde cedo. Compra confiável e com desconto aqui.

 

9º Dom Casmurro – Machado de Assis

Dom Casmurro - Machado de Assis

Imagem: Reprodução/Amazon

Em Dom Casmurro (1899), Machado de Assis conta a história de Bento Santiago, conhecido como Dom Casmurro, que revisita seu passado e seu amor por Capitu. O romance explora temas como ciúme, traição e memória, oferecendo uma narrativa rica e ambígua que desafia o leitor a questionar a veracidade dos acontecimentos. Esse livro é uma obra-prima da literatura brasileira, conhecida por sua profundidade psicológica e estilo refinado. Compra confiável e com desconto aqui.

 

10º O Deus que destrói sonhos – Rodrigo Bibo

O Deus que destrói sonhos - Rodrigo Bibo

Imagem: Reprodução/Amazon

Rodrigo Bibo, conhecido pelo podcast Bibotalk, explora a ideia de que Deus pode destruir nossos sonhos para nos guiar em direção ao seu verdadeiro propósito para nossas vidas. O livro O Deus que destrói sonhos (2021) aborda o discipulado cristão e como devemos alinhar nossos desejos com a vontade divina. Bibo oferece uma visão profunda e desafiadora sobre a fé e a importância de seguir o caminho que Deus planejou. Compra confiável e com desconto aqui.

 

Esses livros, cada um com sua proposta única, mostram a diversidade de temas que atraem os leitores atuais. Seja buscando autoconhecimento, crescimento espiritual, entretenimento ou lições práticas, há uma obra nesta lista que certamente vai capturar seu interesse e enriquecer sua leitura.

 

Veja também:

Clássico da Literatura Brasileira é o livro mais vendido da Amazon nos EUA

10 hidratantes para bebês e crianças bons (e baratos) para se proteger durante o tempo seco

Os 10 livros mais vendidos do Brasil em 2024

Os 10 livros mais vendidos do Brasil em 2024

Livros como presente são uma demonstração sincera de carinho e consideração, principalmente para mães que amam ler. Não importa a ocasião, seja aniversário, Dia das Mães ou simplesmente um gesto espontâneo, oferecer um livro é uma escolha pessoal e íntima que pode tocar o coração de quem o recebe.

Em geral, as mães leitoras tem um fascínio especial pelos livros, sendo estes presentes maravilhosos em qualquer época do ano. Portanto, quando pensamos em presentear nossas queridas mães com algo que as inspire, entretenha e emocione, os livros emergem como escolhas perfeitas.

Saber qual gênero literário sua mãe prefere é fundamental para realizar uma escolha assertiva. Se ela é uma entusiasta do romance clássico ou das tramas policiais intricadas, selecionar um título específico demonstrará sua atenção aos detalhes de suas preferências.

E para não errar na escolha, selecionamos os títulos mais vendidos do momento e bem avaliados na Amazon, a maior livraria virtual do mundo.

 

  1. Café com Deus Pai 2024: Porções Diárias de pazinaças,

Que tal desfrutar de um momento íntimo com alguém que te ama e tem as respostas para todas as suas aflições? Essa é a experiência que você encontra em cada página de Café com Deus Pai. São 366 mensagens que te levarão a uma jornada com devocionais diários ao longo do ano, onde você é convidado a ter um encontro com Deus Pai.  Compra confiável e com desconto aqui.

 

2. Mãe, me conta sua história?: Um livro para dar e receber de volta

Quando sua mãe ficou doente, Elma van Vliet se deu conta de que havia muitas coisas que não sabia sobre ela – quais eram seus sonhos, quem foi seu primeiro amor, o que gostava de fazer na juventude. Assim, ela decidiu criar um caderno de perguntas para que a mãe pudesse registrar suas memórias e contar as histórias divertidas, comoventes e inspiradoras que viveu. Compra confiável e com desconto aqui.

 

3. O  livro que você gostaria que seus pais tivessem lido: (e seus filhos ficarão gratos por você ler)

Neste livro completo, inteligente e bem trabalhado, a renomada psicoterapeuta Philippa Perry revela o que realmente importa e quais comportamentos evitar – a cartilha essencial para pais. Compra confiável e com desconto aqui.

 

4. Vó, me conta a sua história?: Um livro para dar e receber de volta

Mais de 4 milhões de livros vendidos no mundo! “O meu sonho é que todas as avós possam completar este livro um dia, deixando para seus netos algo de valor inestimável. Para que parte delas permaneça para sempre.” – Com muito amor, Elma van Vliet. Compra confiável e com desconto aqui.

 

5. A psicologia financeira: lições atemporais sobre fortuna, ganância e felicidade

O livro de educação financeira mais comentado dos últimos anos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos no mundo todo! Compra confiável e com desconto aqui.

 

6. Hábitos atômicos: um método fácil e comprovado de criar bons hábitos e se livrar dos maus

Pequenas mudanças, resultados impressionantes. Não importa quais sejam seus objetivos, Hábitos Atômicos oferece um método eficaz para você se aprimorar ― todos os dias. James Clear, um dos mais expoentes especialistas na criação de hábitos, revela as estratégicas práticas que o ensinarão, exatamente, como criar bons hábitos, abandonar os maus e fazer pequenas mudanças de comportamento que levam a resultados impressionantes. Compra confiável e com desconto aqui.

 

7. Verity

Um casal apaixonado. Uma intrusa. Três mentes doentias. Finalista do prêmio Goodreads como melhor romance de 2019, Verity é o primeiro thriller de Colleen Hoover e deixa os leitores envolvidos do começo ao fim. Compra confiável e com desconto aqui.

 

8. TAB: Transtorno Afetivo Bipolar

Viver entre a depressão e a euforia é um desafio para imensa parcela da população. A bipolaridade é uma doença que dói na alma ― e que, infelizmente, nem sempre é compreendida por aqueles que cercam o portador do transtorno. Em TAB: Transtorno Afetivo Bipolar, a psiquiatra e pesquisadora dra. Kay Redfield fala sobre como lidou com a descoberta do quadro de transtorno maníaco-depressivo ou bipolaridade em sua própria vida, mesclando conhecimento técnico com a sua narrativa pessoal sensível e vivaz. Compra confiável e com desconto aqui.

 

9. O homem mais rico da Babilônia

Com mais de dois milhões de exemplares vendidos no mundo todo, O homem mais rico da Babilônia é um clássico sobre como multiplicar riqueza e solucionar problemas financeiros. Compra confiável e com desconto aqui.

 

10. Todas as suas (im)perfeições

Uma inesquecível história da rainha do drama Colleen Hoover, Todas as suas (im)perfeições fala sobre um casamento conturbado e uma promessa esquecida que pode ser capaz de salvá-lo. Compra confiável e com desconto aqui.

5 filmes que são inspirados em Shakespeare para assistir no streaming

Há 408 anos, morria o maior dramaturgo de todos os tempos, William Shakespeare. O autor inglês faleceu em 23 de abril, mesmo dia de seu aniversário – embora algumas teorias apontem que a coincidência de datas foi obra de biógrafos. Mas este não é o único fato curioso para se recordar a respeito dele.

Séculos após serem escritas, suas obras ainda são lembradas e inspiram livros, filmes, peças e a arte de modo geral. É por isso que, se você acha que por não ter lido Romeu e Julieta ou Hamlet nunca esteve em contato com o escritor, está muito enganado.

Já ouviu falar na clássica animação da Disney, O Rei Leão? E na comédia-romântica 10 Coisas que Eu Odeio em Você? Acredite, Shakespeare está por trás delas.

Conheça abaixo 5 filmes que você não sabia, mas foram inspirados nas obras do dramaturgo, e onde assistir cada produção:

O Rei Leão

Um rei que é assassinado pelo irmão invejoso, despertando o sentimento de vingança do único sobrinho e herdeiro legítimo do trono. Essa poderia ser a sinopse do clássico da Disney, O Rei Leão, mas é também o resumo da trama de Hamlet, a peça mais longa escrita por William Shakespeare. Na obra original, o rei Hamlet é envenenado por seu irmão, Cláudio, que em seguida toma o trono casando-se com a rainha viúva. Assombrado pelo espírito de seu pai, o príncipe Hamlet de Dinamarca decide lutar contra o próprio tio e retomar o trono que lhe é de direito.

Onde assistir: Disney+

 

Todos menos Você

A comédia romântica lançada em 2023 conta a história de amor de Bea e Ben, que se conhecem pelo acaso e tem um único encontro bem-sucedido. Dali em diante, um mal entendido faz com que se tornem inimigos mortais, até que se veem obrigados a conviver quando a irmã de Bea decide se casar com a melhor amiga de Ben. Para não arruinar o casamento, amigos e familiares decidem armar um plano para unir os protagonistas.

É mais ou menos isto que acontece na comédia de Shakespeare intitulada Muito Barulho por Nada. Benedito e Beatriz estão ainda apaixonados, mas vivem brigando e não assumem o que sentem um pelo outro. Os amigos, para se divertir, dizem para Beatriz que Benedito está apaixonado por ela, e vice-versa.

Onde assistir: MAX

 

Ela é o cara

O diretor Andy Fickman não hesitou um só instante em deixar bem claro que a comédia Ela é o Cara foi inspirada na peça Noite de Reis, escrita por Shakespeare. Até os nomes dos personagens se repetem: Duque, Viola, Olívia, Sebastian. Na história do dramaturgo inglês, Viola disfarça-se de homem quando pensa que seu irmão gêmeo, Sebastian, morreu em um naufrágio. Então, arruma como trabalho enviar as cartas de um casal apaixonado, Duque e Olívia. Em pouco tempo, Viola se vê apaixonada por Duque, enquanto Olívia apaixona-se por Viola acreditando que ela seja um homem. Uma verdadeira confusão!

Agora imagine essa história se passando em pleno século 21, quando Viola é, na verdade, uma estudante de Ensino Médio apaixonada por jogar futebol. Quando o time feminino de sua escola é extinto, a protagonista decide de fantasiar do irmão gêmeo, Sebastian, para jogar no time masculino da escola rival – mas acaba se apaixonando pelo colega Duque, e o resto da história você imagina.

Onde assistir: Prime Video

 

10 coisas que eu odeio em você

Mais um clássico das comédias românticas, estrelado por Julia Stiles e Heath Ledger em 1999. No filme, a protagonista Kat é retratada como uma mulher impetuosa: não tenta agradar a ninguém, pouco se importa com romances e não é vaidosa. O completo oposto de sua irmã mais nova, Bianca, que não vê a hora de namorar. Tudo muda quando o pai das adolescentes coloca uma regra: a caçula só estará livre para um romance quando Kat conhecer um namorado.

Kat é A Megera Domada, de William Shakespeare. Na peça, a jovem Katherine é cortejada pelo grosseiro Petrucchio (interpretado por Heath Ledger no filme contemporâneo), com o objetivo de tirá-la do caminho de Bianca e permitir que a irmã mais nova enfim se case.

Onde assistir: Disney+

 

Amor, Sublime Amor

A última referência da lista não demanda muitas explicações: Romeu e Julieta é, de longe, uma das histórias de amor mais famosas de todos os tempos. Filhos de famílias rivais, os Capuleto e os Montéquio, Romeu e Julieta apaixonam-se e precisam enfrentar a resistência dos familiares para ficarem juntos. A história termina em tragédia, com ambos suicidando-se.

Não faltam referências a essa obra de Shakespeare na literatura e no cinema, mas uma das mais famosas é Amor, Sublime Amor (West Side Story). A história de Tony e Maria, dois jovens de gangues rivais que se apaixonam na Nova York dos anos 1950, estreou na Broadway em 1957 e acabou adaptada duas vezes para o cinema – a mais recente versão, lançada em 2021, foi dirigida por Steven Spielberg.

Onde assistir: Disney+

 

*Fonte: Guia do Estudante

Veja também:

58% dos brasileiros não tem hábito da leitura

Responda com sinceridade: quantas histórias você costuma consumir anualmente? Se sua média tem sido de ao menos um livro a cada dois meses, uma notícia pode te alegrar: seu ritmo de leitura é superior ao da maioria da população nacional — que, em meio a previsões de queda no gosto pela literatura, revelou ler no máximo cinco obras por ano.

A constatação faz parte da mais nova pesquisa da Preply, plataforma que, recentemente, entrevistou internautas de Norte a Sul e acaba de divulgar: em um país onde 30% das pessoas sequer já compraram um livro, como indicado pela pesquisa Retratos da Leitura, cerca de 60% dos entrevistados nunca tiveram interesse em ler ou sentem que perderam esse hábito, tornando-se leitores piores ao longo do tempo.

Isso porque, para compreender como pessoas de todas as regiões enxergam o mundo das palavras, a especialista no ensino de idiomas pediu que centenas de brasileiros de todas as regiões compartilhassem suas experiências com os livros, dos gostos literários aos ambientes mais propícios para se dedicar a uma nova história. Durante o levantamento, os respondentes ainda puderam apontar os maiores “vilões” da leitura no Brasil, entre opções como as responsabilidades domésticas e redes sociais.

Afinal, o que (e como) leem os brasileiros?

Embora nem todos os entrevistados no estudo da Preply se reconheçam como amantes da literatura, algo que o levantamento deixa claro é como, ao menos entre os que se entendem como tal, há muito a dizer sobre a paixão pelos livros — uma relação pautada por diferentes rituais, escolhas e preferências.

Quando o assunto são as diversas modalidades de leitura, por exemplo, se enganam aqueles que apostam na popularidade de certos formatos tidos como mais “modernos”: de acordo com cerca de 60% dos entrevistados, o livro impresso permanece sendo a opção mais agradável para se dedicar a uma boa história, percentual que o coloca muito à frente de alternativas em ascensão como os e-books (11,6%) e audiolivros (6,2%).

Em meio à ampla variedade de gêneros literários, por sua vez, as opiniões tendem a ser um pouco menos unânimes, com os livros de ficção (49,2%) e autoajuda (44,6%) liderando o topo de um pódio no qual também se destacam as histórias de mistério ou suspense (32,2%), fantasia e ficção científica (26,8%) e, claro, as boas e indispensáveis histórias de amor (28,4%).

Mas e quanto às melhores ocasiões para se dedicar à leitura? O que dizem os brasileiros? Ao serem questionados sobre as situações que mais costumam exigir a companhia de um livro, 8 em cada 10 entrevistados demonstraram predileção pelos momentos tranquilos em casa, enquanto outros afirmaram ler mais durante os períodos de espera (21,8%) e viagens de férias (19%), ambos marcados por certo ócio e despreocupação.

Das redes sociais aos programas de TV: por dentro dos “vilões” da leitura

Diante de um cenário de barreiras no acesso aos livros, baixos investimentos na educação e, em contrapartida, ascensão dos entretenimentos digitais, não é incomum que as pessoas tendam a enxergar a própria relação com os livros negativamente — impressão também reafirmada no levantamento conduzido pela Preply.

Para se ter uma ideia, depois de serem solicitados a avaliar as próprias experiências de leitura ao longo do tempo, aproximadamente 60% dos internautas compartilharam relações de distanciamento do universo das palavras, seja porque nunca tiveram interesse na literatura (16,6%) ou porque perderam o hábito de ler livros no decorrer dos anos (41,2%).

Se somados, são números maiores que a parcela que acredita estar lendo cada vez mais (28%) ou que vem mantendo o hábito ao longo do tempo (14,2%).

Os obstáculos elencados são diversos, mas parecem se dividir em dois grupos: em primeiro lugar, as distrações e hobbies alternativos, como é o caso das redes sociais (58,8%) e conteúdos audiovisuais (programas de TV, filmes e séries) (35,2%), seguidos pelas clássicas responsabilidades que geralmente interferem na disposição dos brasileiros — das demandas profissionais (48,6%) às familiares (40,%) e domésticas (33,8%).

Com tantas obrigações dentro e fora do escritório, não causa surpresa que a falta de incentivo ou motivação (15,2%) ainda apareça entre os maiores impeditivos para uma vida de leitura recorrente.

Os segredos para ler em outro idioma

Como uma plataforma especialista em idiomas, um dos interesses da Preply durante o levantamento girou em torno da capacidade de leitura em outras línguas entre os brasileiros, principalmente levando em conta que tal habilidade tem sido cada vez mais requisitada no âmbito profissional ou educacional. O  número de fluentes para além do português — segundo dados do British Council, por exemplo, apenas 5% do país se comunica em inglês —, somente 34% dos entrevistados disseram se sentir confortáveis para ler livros estrangeiros em seus idiomas originais, parcial ou totalmente.

Trata-se de uma parcela pouco volumosa quando ao lado dos 66% que ainda enfrentam dificuldades para se aventurarem pela literatura nas demais línguas, desafios em geral relacionados à limitação geral de vocabulário (62,2%), falta de contato com termos específicos (42%) e incompreensão de referências culturais de países além do Brasil (23,6%).

Para quem deseja dar o primeiro passo rumo à fluência por meio dos livros, mas não sabe por onde começar, os segredos, segundo os que leem em outros idiomas, são basicamente três: investir em dicionários bilíngues ou apps de tradução (46,7%), de forma a poupar o tempo de leitura; começar com narrativas infantis ou de fácil compreensão (45,5%) e, ainda, caprichar nas anotações (43,7%) para decorar mais naturalmente o sentido de certas palavras — dicas simples, mas que só tendem a trazer mais segurança aos interessados.

“A leitura consistente melhora a função cognitiva, aumenta a empatia e expande o conhecimento. É um treino para sua mente e alma”, comenta Sylvia Johnson, líder de Metodologia da Preply. “Para cultivar esse hábito, comece com o conteúdo que você adora, estabeleça metas gerenciáveis e faça da leitura uma rotina diária. Lembre-se, não se trata de velocidade, mas de compreensão e prazer.”

Metodologia

Para investigar os hábitos de leitura no Brasil, nas últimas semanas, 500 entrevistados de todas as regiões foram solicitados a responder a 10 questões envolvendo certos detalhes de suas relações e experiências com os livros, dos gêneros literários favoritos aos melhores ambientes para se estar na companhia de uma boa história. A organização das respostas possibilitou a criação de diferentes rankings, nos quais é possível conferir o percentual de cada alternativa apontada pelos entrevistados.

Leia também:

Bebê Rena atrai audiência recorde na Netflix com chocante história real

Extraordinária série sul-coreana é a nova sensação da Netflix

Escritor goiano revela pensamentos e dramas existenciais do Conde Drácula

O escritor goiano Fauno Mendonça revela um passado inédito e obscuro do Conde Drácula antes dos eventos narrados por Jonathan Harker. Em sua obra intitulada “D. e o Procurador”, Mendonça apresenta um suspense repleto de dramas existenciais, explorando o universo criado por Bram Stoker.

Antes da famosa história de Drácula, que se tornou um dos grandes arquétipos do vampirismo, o personagem contrata o procurador Connor Burke para adquirir imóveis na Inglaterra e ajudá-lo a reencontrar sua amada, Elisabetha. Esses eventos não estão presentes no livro original de Bram Stoker, mas ganham vida no enredo inédito criado por Mendonça em “D. e o Procurador”. Nessa narrativa, os fãs do ser imortal e até mesmo aqueles que não tiveram muito contato com o clássico podem se aprofundar no passado de um dos maiores símbolos da literatura mundial.

A obra oferece perspectivas pouco exploradas sobre o Conde da Transilvânia, revelando seus pensamentos íntimos, um antigo amor e suas experiências na Ordem do Dragão. Essa instituição cristã tinha a responsabilidade de defender os ideais religiosos e batalhar contra os turcos-otomanos. Apesar de Drácula ser a figura central que movimenta os acontecimentos da trama, o leitor também acompanha a jornada de Connor Burke, que assume o protagonismo. Burke apresenta os contextos da era vitoriana e entra em conflito com seus próprios sentimentos, ponderando sobre dilemas nacionalistas.

O procurador irlandês viaja até o castelo de Drácula para prestar contas sobre os imóveis adquiridos. No entanto, ele desconhece a verdadeira intenção do nobre misterioso, tornando-se seu representante oficial. Apesar de reconhecer os perigos envolvidos, Burke permanece nessa missão e começa a desvendar enigmas em território estrangeiro. Enquanto cumpre a promessa feita ao vampiro, ele mergulha em uma profunda introspecção, buscando sentido na vida e reconexão com suas próprias origens.

A obra traz perspectivas pouco exploradas do conde da Transilvânia, como pensamentos íntimos, um antigo amor e experiências na Ordem do Dragão, instituição cristã responsável por defender os ideais religiosos e batalhar contra os turcos-otomanos.

A obra traz perspectivas pouco exploradas do conde da Transilvânia, como pensamentos íntimos, um antigo amor e experiências na Ordem do Dragão, instituição cristã responsável por defender os ideais religiosos e batalhar contra os turcos-otomanos.

Ficha técnica
Título: D. e o Procurador
Autor: Fauno Mendonça
Editora: Motres
ISBN: 978-65-990733-8-0
Páginas: 470
Preço: R$ 42 (físico) | R$ 9,90 (e-book)
Onde encontrar: Amazon

Sobre o autor: Fauno Mendonça nasceu em Goiânia, em 1968, e formou-se em Direito na década de 1990. Trabalhou por anos como advogado e atualmente atua no Poder Judiciário, em Brasília. Como escritor, publicou cinco livros: “A Busca dos Loucos”, “Ao Norte do Silêncio”, “Encontre-se”, “Bragof” e D. e o Procurador. A publicação “Encontre-se” também está disponível no formato de audiolivro.

Leia também:

Novo sucesso da Netflix traz exploração intergaláctica, laços emocionais e muito mistério

Filme imperdível chega a Netflix unindo o melhor da comédia e do suspense

Destinos literários no Brasil: 6 cidades ideais para os amantes da leitura

Se você é desse que ama um bom livro e não abre mão de consumir a literatura brasileira, essas cidades vão ser sua nova obsessão. Muitos autores de peso, estruturam suas obras em cidades brasileiras com cenários do cotidiano de muitos, dando as narrativas uma cara de Brasil. E você já pensou que o turismo nesses locais do ser um ótima opção para próxima viagem.

No vasto território brasileiro, onde as paisagens se entrelaçam com a rica tapeçaria cultural, há destinos que se revelam verdadeiros paraísos para os amantes da leitura.

Pensando nisso, o Guia preparou uma lista com 6 cidades ideais para os amantes da leitura, sendo que cada uma delas carrega consigo não apenas uma história local, mas também um legado de obras e autores que moldaram as páginas da literatura brasileira. Uma viagem pelos encantos literários desses destinos, explorando suas bibliotecas, livrarias, e os cenários que inspiraram e foram inspirados por histórias inesquecíveis.

Escritor e folclorista Bariani Ortêncio morre aos 100 anos em Goiânia

ChatGPT

Faleceu em Goiânia, aos 100 anos, nesta sexta-feira (15), o renomado escritor e folclorista Waldomiro Bariani Ortêncio, mais conhecido como Bariani Ortêncio. Ainda não foram divulgadas informações sobre o velório e sepultamento, bem como a causa de seu falecimento permanece não informada.

Bariani Ortêncio, que também se destacou como jornalista, teve uma prolífica carreira literária, com mais de 50 obras publicadas. Ele celebrou seu centenário em julho deste ano. Sua jornada literária iniciou-se em 1956 com a obra “O que foi pelo sertão”, e se estendeu ao campo musical, onde compôs mais de 50 canções.

Segundo informações levantadas, Bariani Ortêncio faleceu em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC), enquanto estava em sua residência, em Goiânia, cercado por familiares.

Nascido em Igarapava, São Paulo, em 24 de julho de 1923, Bariani Ortêncio mudou-se para Goiânia em 1938. Ele era membro titular da Cadeira nº 9 da Academia Goiana de Letras. Deixa um legado cultural significativo e uma família composta por seis filhos.

Leia também:

Capital do Nordeste atrai goianos que querem sol, mar e muita curtição no réveillon

Capital do nordeste com mar azul turquesa conquistou o coração dos goianos que viajam com a família

 Primeiro Festival literário Itinerante gratuito chega a Cidade de Goiás

A antiga capital do estado, a icônica Vila Boa, está se preparando para sediar o primeiro FLIB – Festival Literário Itinerante na Bibliofuscoteca. O evento, que ocorrerá de 10 a 12 de novembro no Mercado Municipal da Cidade de Goiás, tem como missão primordial fomentar a leitura e promover o encontro entre escritores e leitores, prestando homenagem à renomada poetisa e contista brasileira Cora Coralina em sua estreia.

 

Com uma programação diversificada, o festival reunirá talentos literários e artistas goianos, bem como uma atração de renome nacional: a premiada escritora Micheliny Verunschk, vencedora do Prêmio Jabuti na categoria Romance em 2022. Ao longo de três dias, haverá palestras, debates e um sarau cultural, proporcionando um ambiente propício para a troca de experiências e enriquecimento cultural.

O FLIB é organizado pelo grupo Poesia que Gira Cia. de Arte, com o apoio essencial da Livraria Leodegária, do Latino América Gastrobar e da Prefeitura da Cidade de Goiás. O Festival é realizado com recursos do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, através do Edital de Fomento aos Festivais e Eventos 2023.

 

O evento terá lugar na Bibliofuscoteca, um espaço cultural único: uma biblioteca/livraria itinerante instalada em um fusca 1970, que estará estacionado no Mercado Municipal da Cidade de Goiás. A Bibliofuscoteca, um projeto inovador da Cia de Arte Poesia que Gira, já percorreu diversas cidades do interior de Goiás, levando consigo livros, espetáculos teatrais e performances musicais. Agora, ganha vida com seu primeiro festival literário, proporcionando um ambiente único e acolhedor para os amantes da literatura.

 

A programação do I FLIB contará com mesas de debate abordando temas como a poesia e prosa produzidas no Brasil e em Goiás, a obra de Cora Coralina e a literatura goiana recente, bem como a produção e circulação literária em nosso estado. Além disso, um sarau encantador apresentará talentos poéticos locais.

O evento é gratuito e aberto a todas as idades, buscando promover a democratização do acesso ao livro e à leitura. A Bibliofuscoteca, com sua proposta inovadora, proporciona um ambiente descontraído e acolhedor, ideal para aproximar leitores e escritores.

 

A idealizadora do evento, a escritora Thaíse Monteiro, expressa seu desejo de oferecer a todos os participantes uma imersão no universo da literatura e um momento de encantamento pela magia das palavras. Sobre suas expectativas, Thaíse reforça: “Nosso desejo é de que haja uma intensa troca de experiências com escritores brasileiros e goianos, que hoje participam do cenário nacional e internacional da literatura. Além disso, a escolha da Cidade de Goiás para a primeira edição foi justamente para atrair ainda mais olhares para nossa histórica e encantadora Goiás Velha, que é o cenário perfeito para um evento literário como este.”

 

Serviço:

I FLIB – I Festival Literário Itinerante na Bibliofuscoteca

Data: 10 a 12 de novembro de 2023

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Evento Gratuito

Classificação: Livre 

 

Programação completa:

 

– Mesa 1 – Abertura – O rugido da onça: a poesia e a prosa de Micheliny Verunschk

Data: 10 de novembro (6ª feira) – Horário: 20h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Micheliny Verunschk e mediação de Helissa Soares

 

– Mesa 2 Autora Homenageada – Cora Coralina e a Cidade de Goiás

Data: 11 de novembro (sábado) – Horário: 10h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Goiandira Ortiz, Ebe Maria, Marlene Gomes Velasco e mediação de Helissa Soares

 

– Mesa 3 Autores goianos – A literatura goiana recente

Data: 11 de novembro (sábado) – Horário: 15h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Tarsilla Couto de Britto, Divino Damaceno, Divina Paiva e mediação de Helissa Soares

 

– Sarau

Data: 11 de novembro (sábado)

Local: Latino América na Praça do Coreto – Horário: 19h

Apresentação dos poetas Helena Di Lorenza, Walacy Neto, Baale (Kesley Rocha) e palco aberto

 

– Mesa 4 Encerramento – A produção e a circulação literária em Goiás

Data: 12 de novembro (domingo) – Horário: 10h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Thaise Monteiro, Larissa Mundim e Mazinho Souza

 

Fotos: Layza Vasconcelos

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

 

 

10 escritores goianos para ler nas férias de julho 2023

A literatura é uma forma de viajar sem sair do lugar. Ela nos transporta para diferentes épocas, culturas e realidades, nos fazendo mergulhar em mundos imaginários ou nos conectando profundamente com nossas próprias experiências. Neste artigo, vamos explorar o universo da literatura goiana e apresentar 10 escritores que merecem ser lidos e apreciados.

 

1. Cora Coralina

cora

Foto: CurtaMais

 

 Começamos nossa jornada com uma das mais importantes escritoras goianas. Cora Coralina, pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, é conhecida por sua poesia que retrata a simplicidade e a beleza do cotidiano, além de trazer reflexões sobre a vida e a morte.

 

2. Bernardo Élis 

bernardo

Foto: Templo Cultural Delfos

 

Considerado um dos maiores nomes da literatura goiana, Bernardo Élis escreveu romances que retratam o sertão e a cultura popular. Suas obras, como “O Tronco” e “O Menino e o Pinto do Lugar”, são marcadas por personagens fortes e histórias envolventes.

 

3. Miguel Jorge

miguel

Foto: Jornal Opção

 

Com uma escrita ágil e envolvente, Miguel Jorge é conhecido por seus romances repletos de humor e ironia. “As Aventuras de Nelson” e “O Amor é um Lugar Comum” são exemplos de sua habilidade em retratar as complexidades das relações humanas.

 

4. Carmo Bernardes

carmos

Foto: Uniaraguaia

 

 Com uma escrita leve e envolvente, Carmo Bernardes conquistou leitores de diferentes gerações. Seus romances, como “A Mão Esquerda de Lúcifer” e “A Boca da Noite”, exploram temas como amor, mistério e magia.

 

5. José Mendonça Teles

jose

Foto: A redação

 

 Conhecido por retratar a cultura goiana em suas obras, José Mendonça Teles é um escritor que valoriza a tradição e o folclore. Seus contos e romances, como “O Cego e Outros Contos” e “A Cadeira de Balanço”, são verdadeiros tesouros literários.

 

6. Pedro Tierra

Pedro

Foto: PT

 

 Pedro Tierra é um poeta e escritor e agora, político, que utiliza a palavra como forma de resistência e denúncia. Suas obras, como “O Cão que Pedia Perdão” e “As Palavras do Fogo”, são carregadas de crítica social e política.

 

7. Hugo de Carvalho Ramos

hugo

Foto:Jornal Opção

 

 Natural de Vila Boa, atual Cidade de Goiás, foi um contista e poeta brasileiro que nasceu no ano de 1895. Em 1917, publicou “Tropas e Boiadas”, coletânea de contos que até hoje permanece como uma das obras Goianas mais aclamadas.

 

8. Lêda Selma

leda

Foto: Pena&Poesia

 

 A poetista, contista e cronista originária de Urandi, Bahia, se mudou para Goiânia ainda jovem. Atualmente é membro da décima quarta cadeira da Academia Goiana de Letras. Publicou 14 livros sendo 7 de poemas e 7 em prosa.

 

9. Walacy Neto

walacy

Foto: Jornal opção

 

 Nascido em Itaberaí, Walacy faz parte do grupo de novos autores promissores do estado. Autor do livro Muito Pelo Contrário (2017), ele gosta de escrever sobre Goiás por ser uma realidade que tem autonomia para falar.

 

10. Mazinho Souza

mazinho

Foto: Ermira

 

 Também parte da nova geração de escritores, mazinho discorre sobre temas populares da realidade brasileira, tendo lançado seu último livro com o nome “Serviço de preto”.

 

A literatura goiana não se resume apenas aos grandes nomes do passado. Hoje em dia, novos escritores estão surgindo e trazendo uma nova perspectiva para a literatura regional. Com uma escrita cativante e uma visão contemporânea, eles estão conquistando leitores e ganhando espaço nas prateleiras das livrarias.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Foto de Capa: Curtamais

 

8 obras literárias de Júlio Verne para conhecer o trabalho do autor

No dia 8 de fevereiro, se comemora o aniversário do autor francês Júlio Verne. Segundo dados da UNESCO, o autor tem mais de 100 livros publicados, os quais foram traduzidos para 148 línguas, sendo assim considerado o escritor cuja obra foi mais traduzida em toda a história. Precursor da literatura de ficção científica, despertou o interesse de muitos ao escrever sobre lugares exóticos e aventuras incríveis. Algumas de suas obras, tiveram adaptações no cinema, como; Viagem ao Centro da Terra, Vinte Mil Léguas Submarinas e A Ilha Misteriosa.

O autor, que trabalhava na bolsa de valores francesa, iniciou sua vida como escritor ao lançar a obra “Cinco semanas em um balão”, em 1863, a qual lhe rendeu fama e fez com que começasse a lançar vários livros seguindo o mesmo viés. O último livro publicado foi “O Senhor do Mundo” em 1904. Umas das citações mais marcantes de Verne é; “Tudo o que um homem pode imaginar, outros homens poderão fazer”. Além disso, Júlio em suas obras pôde “prever” muitos dos avanços tecnológicos que conhecemos atualmente. Considerado por críticos literários, o precursor do gênero de ficção científica, em seus livros falou sobre a criação de novos avanços científicos, como os submarinos, as máquinas voadoras e a viagem à Lua.

Com isso, o Curta Mais separou 8 obras para conhecer o trabalho de Júlio Verne, confira:

1- Volta ao Mundo em 80 dias

Ao sentir-se desafiado por seus companheiros de clube, o gentleman inglês PhileasFogg aposta que é capaz de dar a volta ao mundo em apenas 80 dias, arriscando todo o seu dinheiro. Homem misterioso, de poucas palavras e rotina inabalável, Fogg inicia a viagem no mesmo dia, levando consigo apenas seu empregado recém-contratado, o francês Jean Passepartout, e uma bolsa.

2- Viagem ao Centro da Terra

Em 1863 o renomado professor Otto Lidenbrock, geólogo e mineralogista, descobre uma mensagem cifrada descrevendo uma viagem ao centro da Terra. É o quanto basta para o impetuoso cientista se lançar na mesma aventura – levando consigo o sobrinho Axel, colega de profissão, mas defensor de diferentes teorias científicas, e o impassível Hans, guia que se mostrará indispensável para a empreitada e seu espantoso desfecho!

3- Da Terra à Lua

Da Terra à Lua é a primeira história da exploração espacial escrita. Foi publicada em 1865 e apresenta, de maneira surpreendente, conjectura científica precisa. Quando os membros do Baltimore Gun Club veteranos de guerra entediados decidem embarcar em um projeto para atirar na lua, começa a corrida para arrecadar dinheiro, superar desafios de engenharia e convencer os detratores de que eles não são Lunáticos.

4- Vinte Mil Léguas Submarinas

O aparecimento de uma criatura desconhecida nos mares provoca preocupação e curiosidade. Uma expedição parte em busca de respostas mas é atacada pela criatura e três homens são lançados ao mar. Aronnax, Conselho e Ned Land são resgatados pelo suposto monstro, que descobrem se tratar de um submarino, comandado pelo capitão Nemo. Ele os salva da morte, mas pede um preço alto: serão prisioneiros para sempre.

5- Dois Anos de Férias

Um grupo de garotos neozelandeses prepara-se para uma expedição náutica organizada pelo internato em que estudam. Um acidente durante a noite, porém, coloca a nau à deriva no imenso mar do Pacífico. Lutando para controlar a embarcação, os bravos garotos acabam por encalhar em uma ilha deserta, na qual erguerão sua pequena comunidade.

6- Cinco Semana em um Balão

Samuel Fergusson parte de Zanzibar com seu criado e um caçador escocês em uma ousada viagem de balão. No caminho, eles pretendem encontrar a nascente do rio Nilo. Essa aventura dá um vislumbre da exploração da África, território ainda não conhecido por completo pelos europeus da época. Uma visão que somente a prodigiosa mente de Júlio Verne é capaz de nos enredar.

7- A Jangada

A família de João Garral, um próspero e digno fazendeiro de Iquitos, no Peru – próximo à foz do Amazonas –, precisa empreender uma viagem rio abaixo, com o intuito de levar sua filha até Belém do Pará, onde deve se casar com o homem que ela ama. Para tal, é construída uma jangada que é uma verdadeira aldeia flutuante: autossuficiente, reproduz a socie­dade da região e da época, com a família branca de origens europeias acompanhada dos escravos negros e trabalhadores índios. Mas não só festejos e celebrações ocupam a mente do fazendeiro. Um segredo do passado o assombra, e vai colocá­-lo no caminho de Torres, um odiento capitão do mato que pode pôr tudo a perder.

8- A Ilha Misteriosa

Depois de sequestrar um balão de um campo confederado, um grupo de cinco abolicionistas americanos cai das nuvens em uma ilha vulcânica desconhecida no oceano Pacífico. Agora, precisam lutar pela própria sobrevivência. Juntos eles se empenham em construir uma colônia do zero, mas a ilha de recursos abundantes tem segredos inimagináveis que somente a mente criativa de Júlio Verne é capaz de descrever.

*Fotos e sinopses retiradas da Amazon / Biografia do autor Wikipédia

Foto capa: Viagem ao Centro da Terra / Clássicos Zahar

6 Podcasts literários pra ouvir no Spotify

Na correria do dia-a-dia, talvez não sobre tempo para folhear algum livro. Se você não tem tempo para ler, talvez tenha tempo para ouvir sobre o assunto, pensando nisso segue uma lista de podcasts disponíveis no Spotify que tratam de literatura:

 

1- Podcast da Clarice 

 

A Editora Rocco vai relançar toda obra de Clarice Lispector para comemorar o centenário da escritora. O podcast da Clarice faz parte destas comemorações. Os episódios trazem detalhes e discussões sobre as obras.

 

2- O nome do livro

O Nome do Livro é apresentado por Juliana, Luana e Kalebe. Durante as suas conversas, os amigos reúnem listas de melhores livros, autores e retrospectivas. Além de, claro, fazer uma breve análise e resenha sobre o livro debatido.

3- Papo de Livro – TAG

O nome do Podcast já diz muito sobre o que acontece nos episódios. TAG é um clube de livros, daqueles que você paga um valor mensal e recebe livros escolhidos pelos curadores. A ideia do podcast, além de falar sobre literatura.

4- Leituras à solta

Leituras à Solta é um projeto de leitura promovido pelas bibliotecas do Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia, em Peso da Régua. De 15 em 15 dias, alunos dos diferentes ciclos de ensino fazem leituras.

5- Leitura de ouvido

Leitura de Ouvido vai além do audiolivro, é o podcast que transforma linhas em ondas sonoras, criado por Daiana Pasquim e Lucas Piaceski. Contos e poesias, nacionais e internacionais, em domínio público.

6- Suposta leitura

Podcast quinzenal sobre literatura produzido por Lucas Mota e Anna Raíssa Guedes.

 

Foto: Pixabay.

5 livros que estimulam a literatura na infância

Nesta segunda-feira, 18 de abril, é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil e o Dia de Monteiro Lobato,  que é um dos escritores de maior importância  da literatura brasileira. A data foi criada com o objetivo de reconhecer a importância da literatura voltada às crianças.

 Para celebrar o dia, preparamos um lista de livros para você ler para seus filhos e estimular o hábito da leitura infantil. 

 

Não é uma caixa, mamãe!:

nao

A proposta da narrativa é mostrar aos adultos como as crianças têm capacidade para criar e imaginar histórias com objetos simples. Recomendado para crianças a partir de 5 anos, as 40 páginas são totalmente ilustradas e apresentam uma história que trabalha a imaginação.

 

Vaca branca, mancha preta:

vaca

 

Uma história de busca e descobrimento, em que uma vaca se aventura em ser diferente quando percebe que o seu corpo está cheio de manchas pretas.

 

Timóteo não quer dormir:

Timoteo

 

Com cenário colorido e divertido, o livro fala sobre as emoções e contextos presentes na rotina dos pequenos e possui um jogo para recortar na parte interna de cada título.

 

Gente pequena grandes sonhos – Pelé:

pele

 

Título com obra que pretende despertar, desde a infância, o mundo mágico dos sonhos. Com história inspiradora do ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, o livro apresenta a trajetória de um dos principais ídolos do mundo.

 

O Pequeno Príncipe:

O

Publicado em 1943, este título traz ilustrações em aquarela feitas pelo próprio autor. A obra já foi traduzida em mais de 250 idiomas e é um dos maiores sucessos de todos os tempos, sendo o livro francês mais lido no mundo.

Chapada dos Veadeiros recebe primeiro encontro de literatura

 

Serão três dias de evento, em que estarão reunidos, na Vila de São Jorge, autores indígenas, quilombolas, contadores de histórias, cordelistas e representantes da literatura popular/regionalista, escritores e artistas das mais diversas partes do país.

Se você não sabe onde ir neste feriado de Semana Santa, esse evento é uma ótima pedida!  De 15 a 17 de abril, sexta à domingo, a Vila de São Jorge, porta de entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, será palco para uma efusão de manifestações literárias nacionais, originárias das mais diversas partes do país, em especial aquelas que mergulham nas narrativas e olhares sobre nossos sertões e periferias.

O projeto é uma extensão do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, que já acontece há 22 anos, e esta será sua primeira edição. É realizado pela Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, financiado pelo Fundo de Arte e Cultura de Goiás (da Secretaria de Cultura de Goiás), e terá mesas literárias, feira de livros, contadores de histórias, saraus, shows, espetáculos, oficinas, doações de livros e intervenções artísticas.

encontro

Ao longo dos três dias de evento, os autores e autoras selecionados pela curadoria farão parte das mesas literárias temáticas, que acontecem na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, com a mediação de Augusto Niemar, escritor e professor de Literatura da UnB. O objetivo destes diálogos é propor caminhos para formação de leitores e de novos criadores, além de tratar sobre a forma como cada escritor elabora sua arte.

Além das mesas literárias, das intervenções e apresentações artísticas, dos saraus e feira de livros, nestes três dias também será possível participar de diversas oficinas de criação. Entre elas, a “Oficina Rimas do improviso” com o Coletivo Made in Chapada; a oficina “Folha: palavra-solta cura”, com o poeta Ciro Gonçalves e Seu Adelídeo Raizeiro; a oficina “Cordel: técnicas, histórias e práticas”, com o autor selecionado Rouxinol do Rinaré, do Ceará; e por fim, a oficina/palestra “Meu nome é Ceilândia do RAP e do Repente – a arte da rima e do improviso como expressão da resistência cultural periférica”, ministrada por Sabiá Canuto.

O show “O Bardo”, com Adiel Luna, será apresentado no sábado (16), na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. O artista utiliza em seu repertóriorepentes e cantorias, além de brincar de roda ao ritmo do coco. Nascido em Pernambuco, Adiel Luna morou alguns anos em Camaragibe, cidade conhecida por seus caboclinhos e grandes coquistas. Em Recife, formou o grupo Coco Camará, com uma batida marcante, letras rimadas e muitos improvisos. O artista passou por grandes maracatus, como o Piaba de Ouro, sendo também violeiro, cantador e cordelista.

cultural

Antes mesmo do início do evento, várias ações voltadas às crianças e jovens estudantes das escolas públicas locais já estão acontecendo na Vila de São Jorge como iniciativas do Encontro de Culturas Literário. Entre elas está a criação do foto-livro “Árvore das Alembranças”, que está sendo criado com 17 estudantes. O conteúdo desta obra será formado com as memórias das famílias e da própria Vila de São Jorge. A coordenação do trabalho é da professora Luciana Meirelles, educadora da pedagogia Griô*, e do arte-educador e fotógrafo Lucas Viana, com a orientação de Lilian Pacheco, criadora da Pedagogia Griô. O foto-livro será impresso e lançado no primeiro dia do Encontro de Culturas Literário.

 Além disso, a Escola Pública da Vila de São Jorge receberá a intervenção do artista Jhon Bermond para a revitalização da sua fachada e de seus Cantinhos de Leitura. Cantinhos estes que durante o evento receberão a doação de livros arrecadados em campanha. O muro da escola, que é voltado para a rua, será transformado em um mural de arte, com as ilustrações de Jhon Bermond e também grandes lambe-lambes com fotografias feitas pelos estudantes da vivência griô das mestras da comunidade, com o apoio do Coletivo Transverso (DF) para a impressão e aplicação das obras

Serviço: 

I Encontro de Culturas Literário da Chapada dos Veadeiros

Data: de 15 a 17 de abril (sexta, sábado e domingo)

Horário: manhã / tarde / noite

Local: Vila de São Jorge – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Programação diária:

 10h às 20h

 Intervenções literárias e artísticas pela Vila de São Jorge

.

16h às 22h

 Feira de livros e-Cêntrica em São Jorge. Local: Praça do Encontro.

.

19h às 20h

 Lançamento coletivo de livros – Local: Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

 

 FOTOS: Reprodução/ Assessoria