Destinos literários no Brasil: 6 cidades ideais para os amantes da leitura

Se você é desse que ama um bom livro e não abre mão de consumir a literatura brasileira, essas cidades vão ser sua nova obsessão. Muitos autores de peso, estruturam suas obras em cidades brasileiras com cenários do cotidiano de muitos, dando as narrativas uma cara de Brasil. E você já pensou que o turismo nesses locais do ser um ótima opção para próxima viagem.

No vasto território brasileiro, onde as paisagens se entrelaçam com a rica tapeçaria cultural, há destinos que se revelam verdadeiros paraísos para os amantes da leitura.

Pensando nisso, o Guia preparou uma lista com 6 cidades ideais para os amantes da leitura, sendo que cada uma delas carrega consigo não apenas uma história local, mas também um legado de obras e autores que moldaram as páginas da literatura brasileira. Uma viagem pelos encantos literários desses destinos, explorando suas bibliotecas, livrarias, e os cenários que inspiraram e foram inspirados por histórias inesquecíveis.

Escritor e folclorista Bariani Ortêncio morre aos 100 anos em Goiânia

ChatGPT

Faleceu em Goiânia, aos 100 anos, nesta sexta-feira (15), o renomado escritor e folclorista Waldomiro Bariani Ortêncio, mais conhecido como Bariani Ortêncio. Ainda não foram divulgadas informações sobre o velório e sepultamento, bem como a causa de seu falecimento permanece não informada.

Bariani Ortêncio, que também se destacou como jornalista, teve uma prolífica carreira literária, com mais de 50 obras publicadas. Ele celebrou seu centenário em julho deste ano. Sua jornada literária iniciou-se em 1956 com a obra “O que foi pelo sertão”, e se estendeu ao campo musical, onde compôs mais de 50 canções.

Segundo informações levantadas, Bariani Ortêncio faleceu em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC), enquanto estava em sua residência, em Goiânia, cercado por familiares.

Nascido em Igarapava, São Paulo, em 24 de julho de 1923, Bariani Ortêncio mudou-se para Goiânia em 1938. Ele era membro titular da Cadeira nº 9 da Academia Goiana de Letras. Deixa um legado cultural significativo e uma família composta por seis filhos.

Leia também:

Capital do Nordeste atrai goianos que querem sol, mar e muita curtição no réveillon

Capital do nordeste com mar azul turquesa conquistou o coração dos goianos que viajam com a família

 Primeiro Festival literário Itinerante gratuito chega a Cidade de Goiás

A antiga capital do estado, a icônica Vila Boa, está se preparando para sediar o primeiro FLIB – Festival Literário Itinerante na Bibliofuscoteca. O evento, que ocorrerá de 10 a 12 de novembro no Mercado Municipal da Cidade de Goiás, tem como missão primordial fomentar a leitura e promover o encontro entre escritores e leitores, prestando homenagem à renomada poetisa e contista brasileira Cora Coralina em sua estreia.

 

Com uma programação diversificada, o festival reunirá talentos literários e artistas goianos, bem como uma atração de renome nacional: a premiada escritora Micheliny Verunschk, vencedora do Prêmio Jabuti na categoria Romance em 2022. Ao longo de três dias, haverá palestras, debates e um sarau cultural, proporcionando um ambiente propício para a troca de experiências e enriquecimento cultural.

O FLIB é organizado pelo grupo Poesia que Gira Cia. de Arte, com o apoio essencial da Livraria Leodegária, do Latino América Gastrobar e da Prefeitura da Cidade de Goiás. O Festival é realizado com recursos do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, através do Edital de Fomento aos Festivais e Eventos 2023.

 

O evento terá lugar na Bibliofuscoteca, um espaço cultural único: uma biblioteca/livraria itinerante instalada em um fusca 1970, que estará estacionado no Mercado Municipal da Cidade de Goiás. A Bibliofuscoteca, um projeto inovador da Cia de Arte Poesia que Gira, já percorreu diversas cidades do interior de Goiás, levando consigo livros, espetáculos teatrais e performances musicais. Agora, ganha vida com seu primeiro festival literário, proporcionando um ambiente único e acolhedor para os amantes da literatura.

 

A programação do I FLIB contará com mesas de debate abordando temas como a poesia e prosa produzidas no Brasil e em Goiás, a obra de Cora Coralina e a literatura goiana recente, bem como a produção e circulação literária em nosso estado. Além disso, um sarau encantador apresentará talentos poéticos locais.

O evento é gratuito e aberto a todas as idades, buscando promover a democratização do acesso ao livro e à leitura. A Bibliofuscoteca, com sua proposta inovadora, proporciona um ambiente descontraído e acolhedor, ideal para aproximar leitores e escritores.

 

A idealizadora do evento, a escritora Thaíse Monteiro, expressa seu desejo de oferecer a todos os participantes uma imersão no universo da literatura e um momento de encantamento pela magia das palavras. Sobre suas expectativas, Thaíse reforça: “Nosso desejo é de que haja uma intensa troca de experiências com escritores brasileiros e goianos, que hoje participam do cenário nacional e internacional da literatura. Além disso, a escolha da Cidade de Goiás para a primeira edição foi justamente para atrair ainda mais olhares para nossa histórica e encantadora Goiás Velha, que é o cenário perfeito para um evento literário como este.”

 

Serviço:

I FLIB – I Festival Literário Itinerante na Bibliofuscoteca

Data: 10 a 12 de novembro de 2023

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Evento Gratuito

Classificação: Livre 

 

Programação completa:

 

– Mesa 1 – Abertura – O rugido da onça: a poesia e a prosa de Micheliny Verunschk

Data: 10 de novembro (6ª feira) – Horário: 20h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Micheliny Verunschk e mediação de Helissa Soares

 

– Mesa 2 Autora Homenageada – Cora Coralina e a Cidade de Goiás

Data: 11 de novembro (sábado) – Horário: 10h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Goiandira Ortiz, Ebe Maria, Marlene Gomes Velasco e mediação de Helissa Soares

 

– Mesa 3 Autores goianos – A literatura goiana recente

Data: 11 de novembro (sábado) – Horário: 15h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Tarsilla Couto de Britto, Divino Damaceno, Divina Paiva e mediação de Helissa Soares

 

– Sarau

Data: 11 de novembro (sábado)

Local: Latino América na Praça do Coreto – Horário: 19h

Apresentação dos poetas Helena Di Lorenza, Walacy Neto, Baale (Kesley Rocha) e palco aberto

 

– Mesa 4 Encerramento – A produção e a circulação literária em Goiás

Data: 12 de novembro (domingo) – Horário: 10h

Local: Mercado Municipal – Cidade de Goiás

Com Thaise Monteiro, Larissa Mundim e Mazinho Souza

 

Fotos: Layza Vasconcelos

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

 

 

10 escritores goianos para ler nas férias de julho 2023

A literatura é uma forma de viajar sem sair do lugar. Ela nos transporta para diferentes épocas, culturas e realidades, nos fazendo mergulhar em mundos imaginários ou nos conectando profundamente com nossas próprias experiências. Neste artigo, vamos explorar o universo da literatura goiana e apresentar 10 escritores que merecem ser lidos e apreciados.

 

1. Cora Coralina

cora

Foto: CurtaMais

 

 Começamos nossa jornada com uma das mais importantes escritoras goianas. Cora Coralina, pseudônimo de Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, é conhecida por sua poesia que retrata a simplicidade e a beleza do cotidiano, além de trazer reflexões sobre a vida e a morte.

 

2. Bernardo Élis 

bernardo

Foto: Templo Cultural Delfos

 

Considerado um dos maiores nomes da literatura goiana, Bernardo Élis escreveu romances que retratam o sertão e a cultura popular. Suas obras, como “O Tronco” e “O Menino e o Pinto do Lugar”, são marcadas por personagens fortes e histórias envolventes.

 

3. Miguel Jorge

miguel

Foto: Jornal Opção

 

Com uma escrita ágil e envolvente, Miguel Jorge é conhecido por seus romances repletos de humor e ironia. “As Aventuras de Nelson” e “O Amor é um Lugar Comum” são exemplos de sua habilidade em retratar as complexidades das relações humanas.

 

4. Carmo Bernardes

carmos

Foto: Uniaraguaia

 

 Com uma escrita leve e envolvente, Carmo Bernardes conquistou leitores de diferentes gerações. Seus romances, como “A Mão Esquerda de Lúcifer” e “A Boca da Noite”, exploram temas como amor, mistério e magia.

 

5. José Mendonça Teles

jose

Foto: A redação

 

 Conhecido por retratar a cultura goiana em suas obras, José Mendonça Teles é um escritor que valoriza a tradição e o folclore. Seus contos e romances, como “O Cego e Outros Contos” e “A Cadeira de Balanço”, são verdadeiros tesouros literários.

 

6. Pedro Tierra

Pedro

Foto: PT

 

 Pedro Tierra é um poeta e escritor e agora, político, que utiliza a palavra como forma de resistência e denúncia. Suas obras, como “O Cão que Pedia Perdão” e “As Palavras do Fogo”, são carregadas de crítica social e política.

 

7. Hugo de Carvalho Ramos

hugo

Foto:Jornal Opção

 

 Natural de Vila Boa, atual Cidade de Goiás, foi um contista e poeta brasileiro que nasceu no ano de 1895. Em 1917, publicou “Tropas e Boiadas”, coletânea de contos que até hoje permanece como uma das obras Goianas mais aclamadas.

 

8. Lêda Selma

leda

Foto: Pena&Poesia

 

 A poetista, contista e cronista originária de Urandi, Bahia, se mudou para Goiânia ainda jovem. Atualmente é membro da décima quarta cadeira da Academia Goiana de Letras. Publicou 14 livros sendo 7 de poemas e 7 em prosa.

 

9. Walacy Neto

walacy

Foto: Jornal opção

 

 Nascido em Itaberaí, Walacy faz parte do grupo de novos autores promissores do estado. Autor do livro Muito Pelo Contrário (2017), ele gosta de escrever sobre Goiás por ser uma realidade que tem autonomia para falar.

 

10. Mazinho Souza

mazinho

Foto: Ermira

 

 Também parte da nova geração de escritores, mazinho discorre sobre temas populares da realidade brasileira, tendo lançado seu último livro com o nome “Serviço de preto”.

 

A literatura goiana não se resume apenas aos grandes nomes do passado. Hoje em dia, novos escritores estão surgindo e trazendo uma nova perspectiva para a literatura regional. Com uma escrita cativante e uma visão contemporânea, eles estão conquistando leitores e ganhando espaço nas prateleiras das livrarias.

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Foto de Capa: Curtamais

 

8 obras literárias de Júlio Verne para conhecer o trabalho do autor

No dia 8 de fevereiro, se comemora o aniversário do autor francês Júlio Verne. Segundo dados da UNESCO, o autor tem mais de 100 livros publicados, os quais foram traduzidos para 148 línguas, sendo assim considerado o escritor cuja obra foi mais traduzida em toda a história. Precursor da literatura de ficção científica, despertou o interesse de muitos ao escrever sobre lugares exóticos e aventuras incríveis. Algumas de suas obras, tiveram adaptações no cinema, como; Viagem ao Centro da Terra, Vinte Mil Léguas Submarinas e A Ilha Misteriosa.

O autor, que trabalhava na bolsa de valores francesa, iniciou sua vida como escritor ao lançar a obra “Cinco semanas em um balão”, em 1863, a qual lhe rendeu fama e fez com que começasse a lançar vários livros seguindo o mesmo viés. O último livro publicado foi “O Senhor do Mundo” em 1904. Umas das citações mais marcantes de Verne é; “Tudo o que um homem pode imaginar, outros homens poderão fazer”. Além disso, Júlio em suas obras pôde “prever” muitos dos avanços tecnológicos que conhecemos atualmente. Considerado por críticos literários, o precursor do gênero de ficção científica, em seus livros falou sobre a criação de novos avanços científicos, como os submarinos, as máquinas voadoras e a viagem à Lua.

Com isso, o Curta Mais separou 8 obras para conhecer o trabalho de Júlio Verne, confira:

1- Volta ao Mundo em 80 dias

Ao sentir-se desafiado por seus companheiros de clube, o gentleman inglês PhileasFogg aposta que é capaz de dar a volta ao mundo em apenas 80 dias, arriscando todo o seu dinheiro. Homem misterioso, de poucas palavras e rotina inabalável, Fogg inicia a viagem no mesmo dia, levando consigo apenas seu empregado recém-contratado, o francês Jean Passepartout, e uma bolsa.

2- Viagem ao Centro da Terra

Em 1863 o renomado professor Otto Lidenbrock, geólogo e mineralogista, descobre uma mensagem cifrada descrevendo uma viagem ao centro da Terra. É o quanto basta para o impetuoso cientista se lançar na mesma aventura – levando consigo o sobrinho Axel, colega de profissão, mas defensor de diferentes teorias científicas, e o impassível Hans, guia que se mostrará indispensável para a empreitada e seu espantoso desfecho!

3- Da Terra à Lua

Da Terra à Lua é a primeira história da exploração espacial escrita. Foi publicada em 1865 e apresenta, de maneira surpreendente, conjectura científica precisa. Quando os membros do Baltimore Gun Club veteranos de guerra entediados decidem embarcar em um projeto para atirar na lua, começa a corrida para arrecadar dinheiro, superar desafios de engenharia e convencer os detratores de que eles não são Lunáticos.

4- Vinte Mil Léguas Submarinas

O aparecimento de uma criatura desconhecida nos mares provoca preocupação e curiosidade. Uma expedição parte em busca de respostas mas é atacada pela criatura e três homens são lançados ao mar. Aronnax, Conselho e Ned Land são resgatados pelo suposto monstro, que descobrem se tratar de um submarino, comandado pelo capitão Nemo. Ele os salva da morte, mas pede um preço alto: serão prisioneiros para sempre.

5- Dois Anos de Férias

Um grupo de garotos neozelandeses prepara-se para uma expedição náutica organizada pelo internato em que estudam. Um acidente durante a noite, porém, coloca a nau à deriva no imenso mar do Pacífico. Lutando para controlar a embarcação, os bravos garotos acabam por encalhar em uma ilha deserta, na qual erguerão sua pequena comunidade.

6- Cinco Semana em um Balão

Samuel Fergusson parte de Zanzibar com seu criado e um caçador escocês em uma ousada viagem de balão. No caminho, eles pretendem encontrar a nascente do rio Nilo. Essa aventura dá um vislumbre da exploração da África, território ainda não conhecido por completo pelos europeus da época. Uma visão que somente a prodigiosa mente de Júlio Verne é capaz de nos enredar.

7- A Jangada

A família de João Garral, um próspero e digno fazendeiro de Iquitos, no Peru – próximo à foz do Amazonas –, precisa empreender uma viagem rio abaixo, com o intuito de levar sua filha até Belém do Pará, onde deve se casar com o homem que ela ama. Para tal, é construída uma jangada que é uma verdadeira aldeia flutuante: autossuficiente, reproduz a socie­dade da região e da época, com a família branca de origens europeias acompanhada dos escravos negros e trabalhadores índios. Mas não só festejos e celebrações ocupam a mente do fazendeiro. Um segredo do passado o assombra, e vai colocá­-lo no caminho de Torres, um odiento capitão do mato que pode pôr tudo a perder.

8- A Ilha Misteriosa

Depois de sequestrar um balão de um campo confederado, um grupo de cinco abolicionistas americanos cai das nuvens em uma ilha vulcânica desconhecida no oceano Pacífico. Agora, precisam lutar pela própria sobrevivência. Juntos eles se empenham em construir uma colônia do zero, mas a ilha de recursos abundantes tem segredos inimagináveis que somente a mente criativa de Júlio Verne é capaz de descrever.

*Fotos e sinopses retiradas da Amazon / Biografia do autor Wikipédia

Foto capa: Viagem ao Centro da Terra / Clássicos Zahar

6 Podcasts literários pra ouvir no Spotify

Na correria do dia-a-dia, talvez não sobre tempo para folhear algum livro. Se você não tem tempo para ler, talvez tenha tempo para ouvir sobre o assunto, pensando nisso segue uma lista de podcasts disponíveis no Spotify que tratam de literatura:

 

1- Podcast da Clarice 

 

A Editora Rocco vai relançar toda obra de Clarice Lispector para comemorar o centenário da escritora. O podcast da Clarice faz parte destas comemorações. Os episódios trazem detalhes e discussões sobre as obras.

 

2- O nome do livro

O Nome do Livro é apresentado por Juliana, Luana e Kalebe. Durante as suas conversas, os amigos reúnem listas de melhores livros, autores e retrospectivas. Além de, claro, fazer uma breve análise e resenha sobre o livro debatido.

3- Papo de Livro – TAG

O nome do Podcast já diz muito sobre o que acontece nos episódios. TAG é um clube de livros, daqueles que você paga um valor mensal e recebe livros escolhidos pelos curadores. A ideia do podcast, além de falar sobre literatura.

4- Leituras à solta

Leituras à Solta é um projeto de leitura promovido pelas bibliotecas do Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia, em Peso da Régua. De 15 em 15 dias, alunos dos diferentes ciclos de ensino fazem leituras.

5- Leitura de ouvido

Leitura de Ouvido vai além do audiolivro, é o podcast que transforma linhas em ondas sonoras, criado por Daiana Pasquim e Lucas Piaceski. Contos e poesias, nacionais e internacionais, em domínio público.

6- Suposta leitura

Podcast quinzenal sobre literatura produzido por Lucas Mota e Anna Raíssa Guedes.

 

Foto: Pixabay.

5 livros que estimulam a literatura na infância

Nesta segunda-feira, 18 de abril, é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil e o Dia de Monteiro Lobato,  que é um dos escritores de maior importância  da literatura brasileira. A data foi criada com o objetivo de reconhecer a importância da literatura voltada às crianças.

 Para celebrar o dia, preparamos um lista de livros para você ler para seus filhos e estimular o hábito da leitura infantil. 

 

Não é uma caixa, mamãe!:

nao

A proposta da narrativa é mostrar aos adultos como as crianças têm capacidade para criar e imaginar histórias com objetos simples. Recomendado para crianças a partir de 5 anos, as 40 páginas são totalmente ilustradas e apresentam uma história que trabalha a imaginação.

 

Vaca branca, mancha preta:

vaca

 

Uma história de busca e descobrimento, em que uma vaca se aventura em ser diferente quando percebe que o seu corpo está cheio de manchas pretas.

 

Timóteo não quer dormir:

Timoteo

 

Com cenário colorido e divertido, o livro fala sobre as emoções e contextos presentes na rotina dos pequenos e possui um jogo para recortar na parte interna de cada título.

 

Gente pequena grandes sonhos – Pelé:

pele

 

Título com obra que pretende despertar, desde a infância, o mundo mágico dos sonhos. Com história inspiradora do ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, o livro apresenta a trajetória de um dos principais ídolos do mundo.

 

O Pequeno Príncipe:

O

Publicado em 1943, este título traz ilustrações em aquarela feitas pelo próprio autor. A obra já foi traduzida em mais de 250 idiomas e é um dos maiores sucessos de todos os tempos, sendo o livro francês mais lido no mundo.

Chapada dos Veadeiros recebe primeiro encontro de literatura

 

Serão três dias de evento, em que estarão reunidos, na Vila de São Jorge, autores indígenas, quilombolas, contadores de histórias, cordelistas e representantes da literatura popular/regionalista, escritores e artistas das mais diversas partes do país.

Se você não sabe onde ir neste feriado de Semana Santa, esse evento é uma ótima pedida!  De 15 a 17 de abril, sexta à domingo, a Vila de São Jorge, porta de entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, será palco para uma efusão de manifestações literárias nacionais, originárias das mais diversas partes do país, em especial aquelas que mergulham nas narrativas e olhares sobre nossos sertões e periferias.

O projeto é uma extensão do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, que já acontece há 22 anos, e esta será sua primeira edição. É realizado pela Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, financiado pelo Fundo de Arte e Cultura de Goiás (da Secretaria de Cultura de Goiás), e terá mesas literárias, feira de livros, contadores de histórias, saraus, shows, espetáculos, oficinas, doações de livros e intervenções artísticas.

encontro

Ao longo dos três dias de evento, os autores e autoras selecionados pela curadoria farão parte das mesas literárias temáticas, que acontecem na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, com a mediação de Augusto Niemar, escritor e professor de Literatura da UnB. O objetivo destes diálogos é propor caminhos para formação de leitores e de novos criadores, além de tratar sobre a forma como cada escritor elabora sua arte.

Além das mesas literárias, das intervenções e apresentações artísticas, dos saraus e feira de livros, nestes três dias também será possível participar de diversas oficinas de criação. Entre elas, a “Oficina Rimas do improviso” com o Coletivo Made in Chapada; a oficina “Folha: palavra-solta cura”, com o poeta Ciro Gonçalves e Seu Adelídeo Raizeiro; a oficina “Cordel: técnicas, histórias e práticas”, com o autor selecionado Rouxinol do Rinaré, do Ceará; e por fim, a oficina/palestra “Meu nome é Ceilândia do RAP e do Repente – a arte da rima e do improviso como expressão da resistência cultural periférica”, ministrada por Sabiá Canuto.

O show “O Bardo”, com Adiel Luna, será apresentado no sábado (16), na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. O artista utiliza em seu repertóriorepentes e cantorias, além de brincar de roda ao ritmo do coco. Nascido em Pernambuco, Adiel Luna morou alguns anos em Camaragibe, cidade conhecida por seus caboclinhos e grandes coquistas. Em Recife, formou o grupo Coco Camará, com uma batida marcante, letras rimadas e muitos improvisos. O artista passou por grandes maracatus, como o Piaba de Ouro, sendo também violeiro, cantador e cordelista.

cultural

Antes mesmo do início do evento, várias ações voltadas às crianças e jovens estudantes das escolas públicas locais já estão acontecendo na Vila de São Jorge como iniciativas do Encontro de Culturas Literário. Entre elas está a criação do foto-livro “Árvore das Alembranças”, que está sendo criado com 17 estudantes. O conteúdo desta obra será formado com as memórias das famílias e da própria Vila de São Jorge. A coordenação do trabalho é da professora Luciana Meirelles, educadora da pedagogia Griô*, e do arte-educador e fotógrafo Lucas Viana, com a orientação de Lilian Pacheco, criadora da Pedagogia Griô. O foto-livro será impresso e lançado no primeiro dia do Encontro de Culturas Literário.

 Além disso, a Escola Pública da Vila de São Jorge receberá a intervenção do artista Jhon Bermond para a revitalização da sua fachada e de seus Cantinhos de Leitura. Cantinhos estes que durante o evento receberão a doação de livros arrecadados em campanha. O muro da escola, que é voltado para a rua, será transformado em um mural de arte, com as ilustrações de Jhon Bermond e também grandes lambe-lambes com fotografias feitas pelos estudantes da vivência griô das mestras da comunidade, com o apoio do Coletivo Transverso (DF) para a impressão e aplicação das obras

Serviço: 

I Encontro de Culturas Literário da Chapada dos Veadeiros

Data: de 15 a 17 de abril (sexta, sábado e domingo)

Horário: manhã / tarde / noite

Local: Vila de São Jorge – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Programação diária:

 10h às 20h

 Intervenções literárias e artísticas pela Vila de São Jorge

.

16h às 22h

 Feira de livros e-Cêntrica em São Jorge. Local: Praça do Encontro.

.

19h às 20h

 Lançamento coletivo de livros – Local: Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

 

 FOTOS: Reprodução/ Assessoria

 

 

Dia da Mulher: 5 livros com personagens femininas inspiradoras

Amanhã é comemorado o Dia Internacional das Mulheres e, pensando na data, preparamos uma lista com 5 livros que destacam a força, capacidade e determinação das mulheres.. 

São cinco indicações de livros clássicos com personagens fortes e que você pode conhecer. Essas figuras femininas são verdadeiras inspirações para as mulheres e carregam consigo uma mensagem poderosa: todas podem ser protagonistas da própria história.

Mulherzinhas (Edição Integral): no auge da Guerra Civil Americana, o senhor March se junta às frentes de batalha. Em casa, suas filhas têm de conviver com as dificuldades econômicas e a busca pela realização de seus sonhos. Meg almeja um bom casamento. Beth quer apenas ajudar os pais nos cuidados do lar. Amy, a mais jovem, sonha com riqueza e status, enquanto a impulsiva Jo deseja ser escritora ― em uma versão semibiográfica da própria autora Louise May Alcott.

(Autora: Louisa May Alcott | Editora Edipro – Selo Via Leitura | Páginas: 599 | Onde comprar: Amazon)

Carmilla – a vampira de Karnenstein: Neste clássico, o autor Joseph Sheridan Le Fanu deu vida à primeira vampira lésbica da literatura. Carmilla mostra o desejo entre duas mulheres e é considerada uma obra revolucionária ao colocar um casal lésbico e, ainda com afetividade, não apenas como objeto de desejo sexual dos homens. Esse conto antecedeu e também influenciou a obra Drácula de Bram Stoker. 

(Autor: Joseph Sheridan Le Fanu | Editora Edipro – Selo Via Leitura | Páginas: 96 | Onde comprar: Amazon)

Razão e Sensibilidade: após a morte do pai, as irmãs Dashwoods são obrigadas a se mudar para uma casa simples e distante. Elinor, a racional e lógica, e Marianne, sensível e romântica, têm de lidar com expectativas injustas de felicidade por não possuir fortuna e não ter bons relacionamentos na sociedade. Suas atitudes opostas diante da vida serão colocadas à prova em um mundo regido pelo dinheiro e pelo interesse.

(Autora: Jane Austen | Editora Edipro – Selo Via Leitura | Páginas: 390 | Onde comprar: Amazon)

Orgulho & Preconceito: os Bennets é uma família nobre, porém sem dinheiro, composta pelo pai, pela mãe e por cinco moças, todas em idade de se casar e nenhuma com direito a herdar a propriedade da família. Para assegurar o futuro delas, é preciso encontrar pretendentes de boa posição – uma busca que atormenta a senhora Bennet e, consequentemente, a família toda.

(Autora: Jane Austen |Editora: Edipro – Via Leitura | Páginas: 320 | Onde comprar:Amazon)

Persuasão: a senhorita Elliot, filha de um importante — porém falido — baronete, de repente se vê obrigada a conviver com um amor do passado. Anos antes, Anne aceitara se casar com Frederick Wentworth; contudo, por ele não ser rico nem influente, ela foi persuadida pela família a romper o noivado. Agora, Wentworth retorna à cidade com um título de oficial da marinha, bastante dinheiro e o objetivo de se casar.

(Autora: Jane Austen |Editora: Edipro – Via Leitura | Páginas: 224  | Onde comprar: Amazon)

 

5 livros de autores brasileiros para ler no feriadão

Para quem escolher um feriado com mais tranquilidade e longe do agito do Carnaval, uma boa dica é colocar a leitura em dia.  Preparamos uma lista especial de indicações de autores e obras brasileiras para você curtir a folga. Confira 5 livros de autores brasileiros para ler no feriadão

 

Alice Deve Estar Viva – Werner Schünemann

Luciano, personagem criado por Werner em Alice deve estar viva, está na meia-idade, separado de Alice, distante da filha Laura, acostumado com a rotina de trabalho no mercado de commodities, os estudos para uma entrada tardia na carreira diplomática e os passeios com Togo, o cão que divide com Luciano o apartamento em São Paulo e a solidão. Um recado enviado por Alice, sua ex-mulher, instaura uma imediata situação crítica que faz com que Luciano saia de São Paulo e volte para sua cidade natal, Bagé.

Autor: Werner Schünemann | Preço: R$ 59,00  

c9f6edbd060cf1447f212f1beab5a96d.jpg

Tratamento Especial – Newton Cesar

Uma história em que o governo totalitarista, com o uso de uma nova droga, pretende fazer com que o cérebro da população vá perdendo a capacidade de discernimento, transformando a sociedade numa sociedade submissa. Ao mesmo tempo, o ditador dessa distopia tem o plano de criar um tipo de ser humano extremamente resistente – mente fraca, corpo forte. O ritmo narrativo, típico de histórias de ação e suspense, gruda o leitor às páginas, envolve-o e o faz refletir sobre o mundo.

 Autor: Newton Cesar | Preço: R$ 59,00 

f46a4c995b9195c880738f364046e135.jpg

Lagoa dos Cavalos – José Carlos Gentili

O leitor leu poucas páginas de Lagoa dos Cavalos e já sabe que o menino, nascido no primeiro capítulo e batizado no segundo, é filho de padre. Criado e educado por mulheres amancebadas com padres, ele será padre também. Estamos falando do padre Diogo Antônio Feijó, inquieto personagem desta narrativa cativante da conturbada história do Brasil. Mente-se já na pia batismal, quando o celebrante declara que o menino é filho de pais incógnitos, entretanto presentes ao acontecimento inaugural de sua vida católica.

Autor: José Carlos Gentili | Preço: R$ 89,00 

c9f6edbd060cf1447f212f1beab5a96d.jpg

Panarquia – Álvaro Cardoso Gomes

Refletindo um tempo de trevas e desesperanças, este livro de Álvaro Cardoso Gomes cria um labirinto narrativo, em que os personagens emergem à tona da massa indistinta, para logo depois voltarem a se imiscuir nela, pois nada há que aponte para um porto seguro ou para a luz do final de um túnel. Contando histórias perturbadoras de personagens de diferentes estratos sociais, mas temperadas pela sátira e comicidade, o autor traça um retrato do Brasil contemporâneo.

Autor: Álvaro Cardoso Gomes | Preço: R$ 179,00  

157ab76e1bfa8beebcecf8828e8d1278.jpg

Julgamento em Notre Dame – Heitor Rosa

O cenário deste romance situa-se na Universidade de Paris e na vizinha Troyes, em um período em que a medicina era proibida às mulheres. Porém Felicie, ensinada por seu tio, pratica a medicina, dedicando-se a compreender e tratar a doença denominada Fogo de Santo Antão ou Mal dos Ardentes, um flagelo mortal da época. Manteve um romance apaixonado com um jovem que abandonou o monasticismo para viver com ela. Sua influência levou-a a confrontar-se com o arcediago da Universidade, arqui-inimigo de seu falecido tio Gilbert, travando com ele um debate sobre a doença do Fogo de Santo Antão.

Autor: Heitor Rosa | Preço: R$ 69,00  

aebdadcf5bf2ddaaa5c59022f7223133.jpg

As dicas foram enviadas pela editora: Almedina Brasil 

Leia também: 
Balada em Goiânia aposta em funk e sertanejo para o Carnaval 2022

6 restaurantes para jantar muito bem e harmonizar com um vinho maravilhoso em Goiânia 

Empresa cria Vale do Silício Brasileiro para incentivar a cultura do empreendedorismo e inovação  

Escritor goiano é indicado a prêmio nacional de Literatura

O escritor goiano Vladimir Roraima concorre ao Prêmio Book Brasil nas categorias: autor revelação do ano (2021) e melhor e-book narrativa curta (2021).

Roraima é o criador do personagem fictício ‘’Ramiro Januário’’, detetive profissional que investiga crimes na grande Goiânia, e foi indicado pelo júri técnico ao prêmio nas duas categorias com o conto ‘’O Paletó de Madeira’’, que narra a primeira aventura do detetive.

A votação do vencedor é popular e feita online até o dia 27 de fevereiro. Para participar da votação, acesse: www.premiobookbrasil.com.br

Sobre o prêmio

O Prêmio Book Brasil é um projeto social criado para o incentivo à literatura brasileira, e foi idealizado em meados de 2019, sem nenhum tipo de patrocínio. Ganhou destaque bem rápido e em um período de um mês, o prêmio contava com 62 escritores nacionais que no ato da inscrição fizeram doações de livros, itens escolares e jogos educativos a instituições carentes. Essas doações chegaram a mais de 150 crianças e adolescentes que puderam levar para suas casas livros, cadernos, lápis de cor, dentre outros itens.

book

(Foto: Divulgação)

Feira do Livro em Goiânia oferece mais de 30 mil obras a partir de R$ 6

Está acontecendo uma Feira do Livro em Goiânia, que oferece os mais diversos gêneros literários, com títulos a partir de R$ 6. Nada melhor do que livro barato para dar aquele empurrãozinho no estímulo da leitura, né?

A feira está presente no Piso 1 do Araguaia Shopping, com mais de 600 títulos, disponíveis em cerca de 30 mil exemplares que contemplam desde o público adulto até o infantil. A feira funcionará no local, até dia 15 de março.

O ideal é ir com tempo para procurar minuciosamente por títulos atrativos, já que são muitas opções. A entrada é gratuita e é possível encontrar clássicos da literatura infantil e mundial, além de apostilas para concursos e mais.

O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 8h30 às 20h30. Aos domingos, das 8h30 às 16h30 horas.

 

Serviço

Feira do Livro em Goiânia

Data: 15 de março é o último dia

Endereço: Araguaia Shopping – R. 44, 399, Setor Central

Horário: sábado, das 8h30 às 20h30 | domingo, das 8h30 às 16h30

Entrada gratuita

Mais informações: @araguaiashopping

 

Imagem: divulgação

5 lugares em Goiânia para ler enquanto aprecia um bom café

Se você é do time que não dispensa uma boa leitura, e principalmente se for acompanhada de um bom café, esta lista é pra você. Separamos cinco lugares de Goiânia onde você pode desfrutar de uma tarde de leituras tranquila e agradável, com cafés deliciosos. Seja para ir sozinho, ou acompanhado, temos certeza que irá curtir o momento. De bônus, uma opção exclusiva para as crianças, elas irão amar!

Confira!

 

Livraria Palavrear

5e17085d01e7e5502e1f325b65242faf.jpg

A Palavrear é uma livraria independente, inaugurada em 2017, fica em um sobrado histórico da década de 1950,e  conta com uma saborosa cafeteria e um quintal amplo para uma tarde de leituras, reuniões de trabalho e até bate-papo com os amigos.

 Serviço

Endereço: Rua 232, n° 338 – Leste Universitário

Telefone: (62) 98249-0022

Horários: Segunda a sexta, das 11h às 20h, sábado das 9h às 13h.

Somnia Livraria

91291d16f82c1855d57c263b7b7af0a4.jpg

Um ambiente agradável, com mesas que imitam jornal. Que tal um capuccino para acompanhar a leitura?

 Serviço

Endereço: R. 5, n° 585 – St. Central

Telefone: (62) 3434-7980

Horários: Segunda a sexta, das 8h às 19h, sábado das 8h às 14h.

 

Leitura

leitura

Localizada no interior da livraria, há um espaço onde você pode ler e tomar um cafézinho, unindo sabor e boas leituras. Uma ótima opção para quem aprecia a combinação.

 Serviço

Endereço: Goiânia Shopping – Av. T-10, 1300 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74223-063

Telefone:  (62) 98133-5705

Horários: Segunda à sábado, das 10h às 22h, domingo das 14h às 20h.

 

Livraria Nobel Bougainville & Café do Mundo

6548d067433349640b3495b78c48b806.JPG

A Nobel Bougainville  já nasceu com uma parceria firmada com o Café do Mundo, que fica bem em frente à livraria. Durante a pandemia, as mesas foram retiradas de dentro da livraria para atender as normas de distanciamento, porém os clientes podem usufruir do espaço do Café para fazerem suas leituras. 

 Serviço

Endereço: Shopping Bougainville, 1° piso – St. Marista

Telefone: (62) 3088-1834

Horários: Segunda à sábado, das 10h às 22h, domingo das 14h às 20h.

Evoé Café

 

ed9e187384931a903faa056052d256c1.jpg

Mesmo não possuindo mais a livraria integrada, o Evoé Café ainda é um ambiente extremamente agradável para um momento de leituras. Com bebidas deliciosas, você pode levar seu livro e aproveitar a tranquilidade do café. 

Serviço 

Endereço: Rua 91, n° 489 – St. Sul

Telefone: (62) 99159-1459

Horários: Quarta a domingo, das 15h às 23h

BÔNUS:

Livraria Pomar

c303b20c88cb2aa4bb50faf8769e5a3c.jpg

A Pomar é voltada para receber crianças e suas famílias, e oferece livros e oficinas para experiências incríveis. Mesmo não possuindo espaço gastronômico durante o dia, junto com a livraria, a noite o espaço funciona servindo pizza artesanal, a partir das 18h. Ótimo lugar para levar as crianças.

 Serviço

Endereço: Rua 132-A, n° 74 – St. Sul

Telefone: (62) 3638-6045

Horários: Terça à sexta, das 9h às 18h, sábado das 9h às 17h.

 

 

FOTO: Pixabay

 

Na palma da mão

Acesse https://linktr.ee/guiacurtamais e fique por dentro do que há de melhor em conteúdo. O Curta Mais é a multiplataforma mais completa e confiável de cultura, gastronomia, entretenimento, política e negócios de Goiás.