Você precisa assistir esse curta de 18 minutos da Netflix que foi indicado ao Oscar

A Netflix tem no catálogo “E Depois?” (The After), um curta-metragem de aproximadamente 18 minutos que conquistou sua indicação ao Oscar. E nós achamos que você precisa assistir essa produção!

A trama, envolta em uma narrativa delicada, lança a provocativa pergunta: O que você faria se sua vida perfeita fosse abruptamente interrompida por uma tragédia inimaginável, como a perda de sua filha em um crime brutal?

 

Uma Abordagem Sensível – Curta ‘E Depois?’ da Netflix

Você precisa assistir esse curta de 18 minutos da Netflix que foi indicado ao Oscar

Foto: divulgação/Netflix

“E Depois?” não é apenas mais uma história de luto. Sob a direção de Misan Harriman, o filme mergulha nas complexidades do protagonista, Dayo, interpretado de maneira excepcional por David Oyelowo.

Após a devastação do trauma, testemunhamos sua jornada de transformação, passando de um executivo de sucesso a um motorista de aplicativo, buscando reconstruir uma vida despedaçada.

 

Impacto Visual e Sonoro – Curta ‘E Depois?’ da Netflix

Duas cenas destacam-se pela intensidade: a tragédia inicial e o choro angustiante do protagonista, intensificados pela trilha sonora envolvente “Let It All Go”, composta por Birdy and Rhodes.

Em apenas 18 minutos, Harriman consegue criar uma experiência catártica, desafiando a indiferença do espectador.

 

Além da Dor: Uma Lição de Empatia no curta ‘E Depois?’ da Netflix

Você precisa assistir esse curta de 18 minutos da Netflix que foi indicado ao Oscar

Foto: divulgação/Netflix

“E Depois?” transcende a dor individual, transformando-se em um ensaio sobre empatia e o desconhecimento das jornadas alheias.

O filme, além de revelar a resiliência do protagonista, é uma lição sobre o amor ao próximo, sua história e legado. Uma experiência breve, mas profunda, que merece ser apreciada.

 

Onde Assistir “E Depois?”

O curta-metragem “E Depois” está disponível no catálogo da Netflix desde sua estreia, em 25 de outubro de 2023.

 

Assista ao trailer do curta ‘E Depois?’ da Netflix

 

Sinopse

Dayo (David Oyelowo) trabalha como motorista pelas ruas do Reino Unido, mas, internamente, enfrenta uma difícil jornada de luto após perder um membro da família para um crime violento.

Durante seus trajetos, ele conhece uma passageira que o obriga a encarar sua jornada de dor e enfrentar o passado.

 

Elenco e Ficha Técnica

  • Elenco Principal:
    • David Oyelowo
    • Jessica Plummer
    • Amelie Dokubo

 

  • Ficha Técnica:
    • Título Original: The After
    • Direção: Misan Harriman
    • Roteiro: Misan Harriman, John Julius Schwabach
    • Gênero: Drama
    • País: Reino Unido
    • Ano: 2023
    • Duração: 18 minutos
    • Classificação: 16 anos

 

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Goiás recebe 1ª unidade da gigante chinesa Weichai na América Latina

 

Esteja preparado para uma experiência cinematográfica que transcende as barreiras do tempo, deixando marcas profundas e reflexões duradouras.

“E Depois?” é mais do que um simples curta-metragem; é um convite à empatia e à compreensão das complexidades da jornada humana.

 

O que é Netflix?

Se você ainda não sabe, mas está a fim de aprender, a Netflix é uma plataforma de streaming de vídeo americana, conhecida no Brasil e no mundo por disponibilizar milhares de filmes, séries e documentários para seus assinantes.

A empresa americana conta com mais de 2.926 filmes e 950 títulos de séries. Tudo isso disponível apenas no Brasil.

A plataforma também conta com mais de 100 milhões de assinantes em todo mundo. É muita gente, não é mesmo?!?

Em seu catálogo, estão disponíveis inúmeros títulos de filmes e séries de todos os gêneros, disponíveis de maneira online e em diversas plataformas, como na smart TV e aplicativos para smartphones e tablets.

 

Mais sobre Netflix

A Netflix foi fundada por Reed Hastings e Marc Randolph, em 1997. O projeto inicial da empresa tem origem na ideia de alugar DVDs, pelo correio. Sendo assim, um ano depois, foi lançado o site da companhia, para cumprir esse objetivo. Em 1999 estreou um tipo de serviço de assinatura e, com isso, os DVDs poderiam ser alugados sem um limite mensal ou multa por atraso.

Atualmente, a Netflix oferece o streaming de vídeo — o que permite o acesso instantâneo a filmes, séries, documentários, shows e animações presentes no catálogo. O serviço está disponível em 190 países e em mais de 30 idiomas. Com isso, a somatória de assinantes pelo mundo é de cerca de 200 milhões, segundo a plataforma.

O modelo atual de negócio teve início em 2007. De acordo com a empresa, a missão da Netflix é permitir que o acesso a filmes e outros conteúdos seja simples. Sendo assim, basta fazer o cadastro no site e escolher um dos planos disponíveis, com pagamentos mensais, para ter acesso ilimitado aos títulos.

A Netflix chegou ao Brasil em 2011, mesmo ano em que surgiram os primeiros controles remotos com um botão direto para o serviço, ao acessá-lo pela TV. Além de assistir aos conteúdos em Smart TVs, também é possível vê-los por meio dos aplicativos para consoles e dispositivos móveis, com os sistemas operacionais iOS e Android.

Desde 2013, além da transmissão de filmes e séries de terceiros, a Netflix oferece produções originais, como House of Cards, Orange is the New Black, Stranger Things, Narcos e 13 Reasons Why. O primeiro filme original da marca, Beasts of No Nation, foi lançado em 2015.

Ao longo do tempo, a companhia também investiu em ferramentas para melhorar a experiência do usuário. Em 2016, o recurso de download foi adicionado e permitiu o acesso offline.

No ano seguinte, foi incluída a opção de pular a abertura dos títulos. Em 2018, o bloqueio por meio de um código PIN foi oferecido como um dos recursos de controle dos pais. Já em 2020, foi lançado o TOP 10, uma lista que exibe os conteúdos mais assistidos.

De forma contínua, a empresa faz melhorias no app, a fim de se destacar como a melhor plataforma de streaming.

 

Como funciona a Netflix?

Se você tem dúvidas sobre o que são os serviços streaming, explicaremos tudo certinho agora.

Antigamente quando queríamos assistir um filme na TV ou no computador precisávamos comprar um DVD ou baixar um arquivo pela internet.

Com a tecnologia de streaming isso deixou de ser necessário.

Não é mais preciso ter o arquivo salvo no computador ou no DVD, pois ele será enviado pela internet em tempo real para seu dispositivo.

Assim como os outros dados enviados pela Internet, os dados de áudio e vídeo são divididos em pacotes de dados. Cada pacote contém uma pequena parte do arquivo.

Se a sua conexão de internet for boa, as informações chegarão na sua TV, celular, tablet ou computador em um fluxo contínuo.

Quando você faz streaming de um filme pelo Netflix, você não está baixando o arquivo inteiro, está baixando peça por peça em tempo real e por isso a necessidade de ter um bom plano de internet em casa.

Se você tiver uma conexão de internet excepcionalmente rápida, o download do arquivo poderá ser concluído antes de você terminar de assistir o vídeo.

Dito isto, é importante lembrar que o serviço de streaming não armazena permanente o arquivo no seu dispositivo, apenas pedaços de arquivo durante a transmissão.

 

Planos disponíveis

Agora que você já sabe o que é Netflix e como ele funciona, vamos explicar sobre o que você precisa fazer para contratar a Netflix.

Você pode fazer a assinatura da Netflix em diferentes formatos, pois eles se dividem entre os pacotes básico, padrão e premium.

Veja quais as diferenças entre cada um:

Pacote Básico

Se você está interessado em conhecer e se familiarizar com a Netflix, esse é o pacote ideal. Isso porque ele tem um preço acessível em relação a quantidade de produtos que oferece.

Sendo assim, por um valor mensal de R$ 21,90 você tem acesso a toda a programação da Netflix, em qualidade padrão de definição, disponível em apenas uma tela.

Ou seja, você pode assistir sua programação em apenas um dispositivo por vez.

Netflix Pacote Padrão

O pacote padrão é ideal para família que compartilha a conta da Netflix, isso porque com o pacote padrão é possível abrir até duas telas ao mesmo tempo. E o melhor: em qualidade HD.

Dessa forma, cada tela pode ser aberta em diferentes dispositivos pois elas são independentes. Portanto, a criança pode estar assistindo a seu filme infantil enquanto outro membro da família assiste a alguma série.

O pacote padrão custa R$ 32,90 por mês.

 

Netflix Pacote Premium

Já o pacote premium garante as mesmas coisas que o pacote padrão, com o diferencial de disponibilizar quatro telas simultâneas em alta definição.

O preço mensal é de R$ 45,90.

 

Como assistir Netflix grátis?

Se você está interessado em conhecer o produto de pertinho, tem um jeito de assistir Netflix grátis.

Você pode experimentar o período de degustação da plataforma sem pagar nada. Funciona assim:

Você contrata um plano da Netflix e ganhar 30 dias de degustação. Se não gostar do produto, basta você pedir o cancelamento antes desses 30 dias e nada será cobrado de você.

Mas atenção, se você não fizer o cancelamento após esse período de degustação, você começará a pagar a mensalidade na sua fatura do cartão de crédito. Veja no final do post como cancelar a assinatura.

 

Como assinar Netflix

A assinatura de planos Netflix só podem ser feitas através de cartão. A empresa não aceita pagamento por boleto, nem que eles estejam em débito automático.

6 filmes indicados ao Oscar disponíveis nas plataformas de streaming

O Oscar é amplamente reconhecido como o apogeu da celebração do talento na sétima arte, conferindo prestígio e status icônico a filmes e profissionais do cinema. No dia 23 de janeiro, foram anunciadas as produções indicadas para a premiação deste ano, agendada para 10 de março em Los Angeles.

É fascinante observar como a premiação não apenas destaca realizações excepcionais, mas também influencia a disseminação global da cultura cinematográfica. A lista de indicados promete proporcionar aos espectadores uma experiência cinematográfica rica e diversificada, permitindo que o público mergulhe em narrativas envolventes e performances excepcionais.

Pensando nisso, o Guia selecionou 6 filmes indicados ao Oscar disponíveis nas plataformas de streaming, para você não ficar de fora da premiação. À medida que a data da cerimônia se aproxima, a expectativa e a antecipação só aumentam, solidificando o Oscar como um marco crucial no calendário cultural e artístico.

Netflix é o estúdio com mais indicações ao Oscar 2024

Com a chegada da 96ª edição do prestigiado Oscar, um nome ressurge com força e destaque: Netflix. O gigante do streaming acumulou um impressionante total de 18 indicações, incluindo a de Melhor Filme, categoria mais importante da disputa. Sete indicações vieram de “Maestro”, o longa contribuiu para o retorno da Netflix ao topo da lista, superando concorrentes como Apple, Searchlight Pictures e Universal. A Apple ficou em segundo lugar com 13 indicações, incluindo também a categoria de Melhor Filme para duas de suas produções. 

A Netflix foi o estúdio mais indicado por três anos consecutivos, de 2020 a 2022, incluindo a disputa com produtoras tradicionais. Em 2023, A24 foi o estúdio líder em indicações, sendo o grande vencedor da noite com o prêmio de Melhor Filme para Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo. Agora, em 2024, a Netflix recupera sua posição como o estúdio com o maior número de indicados, estabelecendo uma presença notável na cerimônia mais aguardada do cinema, com expectativas de levar para casa o prêmio mais cobiçado do evento. 

Em 2020, a Netflix recebeu 24 indicações para sete filmes, entre eles o documentário brasileiro “Democracia em Vertigem”. Em 2021, a plataforma também ficou na frente nas indicações e levou 7 Oscars para casa – mais prêmios que qualquer streaming. Em 2022, recebeu 27 indicações, mas venceu em apenas uma. Já em 2023, recebeu 16 indicações, levando seis estatuetas para casa e superando rivais no mercado do streaming. Finalmente em 2024, existem esperanças de que finalmente a Netflix receba o principal prêmio da noite: O Oscar de Melhor Filme. Dessa vez o streaming tem grandes chances de ganhar com o filme “Maestro” concorrendo à categoria.

“Maestro” agrega sete merecidas indicações à Netflix, sendo elas de Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Roteiro Original, Melhor Som, Melhor Fotografia e Melhor Maquiagem e Cabelo. Maestro é um filme cinebiográfico dirigido por Bradley Cooper, que também interpreta o protagonista no filme. O longa conta a história real de Leonard Bernstein, um dos músicos mais importantes dos Estados Unidos, conhecido por ser responsável pela composição de musicais aclamados da Broadway, como West Side Story, Peter Pan e Candice. 

Enquanto aguardamos ansiosamente para ver quais troféus o Oscar reservará para os indicados deste ano, a competição entre os estúdios continua a alimentar a inovação e a excelência no cinema. Com a Netflix liderando o caminho, teremos a oportunidade de testemunhar uma noite de glória e celebração que acontece no dia 10 de Março. 

 

>Veja Também<

Confira onde assistir aos filmes indicados do Oscar 2024 na categoria de melhor filme

Oscar 2024: confira a lista completa dos indicados para a mais importante premiação do cinema mundial

Os 10 melhores filmes da Netflix em 2023 que valem a pena assistir

Confira onde assistir aos filmes indicados do Oscar 2024 na categoria de melhor filme

O início do ano é sempre um período bastante aguardado com grande expectativa pelos amantes de cinema, devido a icônica premiação do Oscar. Em 2024 não será diferente, a lista dos indicados já foi divulgada e as expectativas já estão a mil. Este evento anual não apenas reconhece o talento excepcional na indústria cinematográfica, mas também serve como uma bússola para os telespectadores, apontando para os melhores filmes dos últimos tempos. 

Com a revelação da tão aguardada lista de indicados ao Oscar 2024, agora temos a chance de maratonar todos os filmes, escolher nosso preferido e torcer por ele. Uma pergunta permanece na mente de cinéfilos por toda parte: onde assistir aos filmes que concorrem na cobiçada categoria de Melhor Filme? 

Vamos, então, explorar as diversas opções para os cinéfilos que desejam mergulhar nas obras-primas nomeadas e vivenciar a magia do cinema no conforto de suas casas ou nas telonas. Seja para se preparar para a grande cerimônia ou simplesmente para se atualizar com o que há de melhor na sétima arte, prepare a pipoca e reserve seu lugar, porque você não vai querer perder essa maratona.

Oscar 2024: confira a lista completa dos indicados para a mais importante premiação do cinema mundial

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou nesta terça-feira (23) os indicados ao Oscar 2024. A lista conta com os filmes Oppenheimer, Barbie e Emma Stone na indicação de melhor atriz. A cerimônia de premiação acontece no dia 10 de março.

Como esperado, o grande destaque foi Oppenheimer, que recebeu 13 indicações à premiação, seguida por Pobres Criaturas, com 11 indicações, e Assassinos da Lua das Flores, filme de Martin Scorsese lembrado em 10 categorias. Barbie, o par de Oppenheimer no fenômeno “Barbenheimer” recebeu 8 indicações.

Veja a lista dos indicados abaixo:

Melhor filme:

American Fiction

Anatomia de uma Queda

Barbie

Os Rejeitados

Assassinos da Lua das Flores

Maestro

Oppenheimer

Vidas Passadas

Pobres Criaturas

 

Melhor direção 

Justine Triet, por Anatomia de uma Queda

Martin Scorsese, por Assassinos da Lua das Flores

Christopher Nolan, por Oppenheimer

Yorgos Lanthimos, por Pobres Criaturas

Jonathan Glazer, por A Zona de Interesse

 

Melhor ator 

Bradley Cooper, por Maestro

Colman Domingo, por Rustin

Paul Giamatti, por Os Rejeitados

Cillian Murphy, por Oppenheimer

Jeffrey Wright, por American Fiction

 

Melhor atriz 

Annette Bening, por NYAD

Lily Gladstone, por Assassinos da Lua das Flores

Sandra Hüller, por Anatomia de uma Queda

Carey Mulligan, por Maestro

Emma Stone, por Pobres Criaturas

 

Melhor ator coadjuvante 

Sterling K. Brown, por American Fiction

Robert De Niro, por Assassinos da Lua das Flores

Robert Downey Jr., por Oppenheimer

Ryan Gosling, por Barbie

Mark Ruffalo, por Pobres Criaturas

 

Melhor atriz coadjuvante 

Emily Blunt, por Oppenheimer

Danielle Brooks, por A Cor Púrpura

America Ferrera, por Barbie

Jodie Foster, por NYAD

Da’Vine Joy Randolph, por Os Rejeitados

 

Melhor roteiro original 

Justine Triet & Arthur Harari, por Anatomia de uma Queda

David Hemingson, por Os Rejeitados

Bradley Cooper & Josh Singer, por Maestro

Sammy Burch, por Segredos de um Escândalo

Celine Song, por Vidas Passadas

 

Melhor roteiro adaptado 

Cord Jefferson, por American Fiction

Greta Gerwig & Noah Baumbach, por Barbie

Christopher Nolan, por Oppenheimer

Tony McNamara, por Pobres Criaturas

Jonathan Glazer, por A Zona de Interesse

 

Melhor animação 

O Menino e a Garça

Elementos

Nimona

Meu Amigo Robô

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso

 

Melhor filme internacional 

Io Capitano (Itália)

Perfect Days (Japão)

A Sociedade da Neve (Espanha)

The Teacher’s Lounge (Alemanha)

A Zona de Interesse (Reino Unido)

 

Melhor documentário

Bobi Wine: The People’s President

The Eternal Memory

Four Daughters

To Kill a Tiger

20 Days in Mariupol

 

Melhor documentário em curta-metragem

The ABCs of Book Banning

The Barber of Little Rock

Island in Between

The Last Repair Shop

Nai Nai & Wai Po

 

Melhor curta-metragem

The After

Invincible

Knight of Fortune

Red, White & Blue

The Wonderful Story of Henry Sugar

 

Melhor curta-metragem de animação

Letter to a Pig

95 Senses

Our Uniform

Pachyderme

War is Over (inspired by the music of John & Yoko)

 

Melhor trilha sonora

American Fiction

Indiana Jones e a Relíquia do Destino

Assassinos da Lua das Flores

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor canção original

“The Fire Inside” (Flamin’ Hot)

“I’m Just Ken” (Barbie)

“It Never Went Away” (American Symphony)

“Wahzhazhe (A Song for My People)” (Assassinos da Lua das Flores)

“What Was I Made For?” (Barbie)

 

Melhor som

Resistência

Maestro

Missão: Impossível – Acerto de Contas

Oppenheimer

A Zona de Interesse

 

Melhor design de produção

Barbie

Assassinos da Lua das Flores

Napoleão

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor fotografia

El Conde

Assassinos da Lua das Flores

Maestro

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor cabelo e maquiagem

Golda

Maestro

Oppenheimer

Pobres Criaturas

A Sociedade da Neve

 

Melhor figurino

Barbie

Assassinos da Lua das Flores

Napoleão

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhor montagem

Anatomia de uma Queda

Os Rejeitados

Assassinos da Lua das Flores

Oppenheimer

Pobres Criaturas

 

Melhores efeitos visuais

Resistência

Godzilla Minus One

Guardiões da Galáxia Vol. 3

Missão: Impossível – Acerto de Contas

Napoleão

 

 

Veja também:

Os 10 melhores filmes de 2023 (até agora)

Já passamos da metade do ano, e chegou a hora de fazer um balanço com os principais, e melhores filmes, que chegaram às telonas em 2023. A lista contempla de tudo: drama, comédia, ação, suspense e animações foram alguns dos gêneros em evidência na ala dos longa-metragens deste ano.

Com base na repercussão entre público e a crítica, o Curta Mais organizou esta lista com os 10 melhores filmes do ano (até agora).

Vale ressaltar que o ranking contempla apenas os lançamentos que chegaram às salas de cinema. Em breve, faremos outro ranking com os principais lançamentos do ano nos streamings.

Confira (em ordem decrescente):

10º – Creed III

Em Creed III, continuação do longa de 2018, Michael B. Jordan volta a interpretar Adonis Creed. Depois de dominar o mundo do boxe, Adonis Creed vem prosperando tanto na carreira quanto na vida familiar. Quando um amigo de infância e ex-prodígio do boxe, Damian (Jonathan Majors), ressurge depois de cumprir uma longa sentença na prisão, ele está ansioso para provar que merece sua chance no ringue. Damian pede a ajuda de Creed para que ele o ajude a voltar para os campeonatos de luta. Apesar de tudo, dezoito anos na prisão mudam a pessoa e Damian não está nada satisfeito que Creed “tomou seu lugar” no ringue de boxe. Dois velhos amigos então vão lutar para enfrentar seus passados juntos e enfrentar o futuro que os aguarda. Para acertar as contas, Adonis deve colocar seu futuro em risco para lutar contra Damian – um lutador que não tem nada a perder.

Onde assistir: disponível para aluguel no Prime Video

 

 

9º – Close

Em Close, seguimos a história de dois super próximos, Leo e Rémi, ambos com 13 anos, acabam tendo a amizade interrompida. Tentando compreender o que aconteceu, Leo fala com Sophie, mãe de Rémi. Mas tudo isso aconteceu quando eles entraram na escola. Seus colegas percebem essa intimidade, comentam e alguns perguntam. Apesar de tudo, Leo parece ser o primeiro a perceber que sua relação com Rémi pode ser ruim para outras pessoas. Ele começa a evitar o contato físico entre eles na escola e também quando estão sozinhos, o que leva a uma luta de quarto que vai um pouco longe demais em uma manhã. Ele faz amizade com outro garoto e começa a jogar hóquei no gelo. Mas, Leo é surpreendido quando ouve notícias ruins sobre seu amigo e como ele reage pelos próximos anos. Essa não é uma história de amor, mas de pesar e como Leo processa as más notícias de seu amigo.

Onde assistir: disponível para aluguel no Prime Video e Youtube

 

 

8º – Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes

Em um mundo repleto de dragões, elfos, anões, orcs e outras criaturas fantásticas, sobreviver é sempre um grande desafio. O bardo Edgin (Chris Pine), embarca em uma missão para resgatar uma relíquia mágica, capaz de ressuscitar sua esposa e recuperar a confiança de sua filha Kira (Chloe Coleman). O homem se une a um improvável bando de aventureiros, e juntos eles se arriscam entre os lugares mais perigosos e misteriosos desse universo, dispostos a combater o mal e a derrotar as mais terríveis criaturas que surgem em seus caminhos. Mas as coisas podem sair perigosamente erradas. Entre os desafios, eles precisarão enfrentar o exército de Forge (Hugh Grant), a feiticeira Sofina (Daisy Head), além de Holga (Michelle Rodriguez), Doric (Sophia Lillis), Xenk (Regé-Jean Page) e o mago Simon (Justice Smith). Baseado no jogo Dungeons & Dragons, um Role Playing Game (RPG) criado na década de 70.

Onde assistir: disponível para aluguel no Prime Video

 

 

7º – Homem-Aranha: Através do Aranhaverso

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso, é a continuação do vencedor do Oscar Homem-Aranha: No Aranhaverso, de 2018, que acompanha Miles Morales (Shameik Moore), o simpático Homem-Aranha do Brooklyn. Neste novo capítulo, Miles está de volta para uma nova missão em sua agitada vida como super herói. No novo filme, Morales é transportado para uma aventura épica através do multiverso, e deve unir forças com a mulher-aranha Gwen Stacy (Hailee Steinfeld) e um novo time de Pessoas-Aranha, formado por heróis de diversas dimensões. No entanto, tudo muda quando os heróis entram em conflito sobre como lidar com uma nova ameaça, e Miles se vê em um impasse. E para piorar ainda mais a situação, eles precisam enfrentar um vilão muito mais poderoso do que qualquer coisa que já tenham encontrado antes. Agora, para salvar as pessoas que ele mais ama no mundo, Miles deve redefinir o que significa ser um super herói.

 

 

6º – Guardiões da Galáxia Vol. 3

O amado grupo de desajustados busca se estabelecer em Lugar Nenhum, mas não demora muito para que suas vidas sejam reviradas pelos ecos do passado turbulento de Rocket (Bradley Cooper). Ainda se recuperando da perda de Gamora (Zoe Saldana), após os acontecimentos de Vingadores: Guerra Infinita (2018), Peter Quill (Chris Pratt) reúne sua equipe para defender o universo e um companheiro de equipe. Mas esta missão pode significar o fim dos Guardiões como conhecemos, se ela não for bem-sucedida. Encerramento da trilogia iniciada em 2014, sendo a continuação de Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017).

Onde assistir: disponível na Disney+

 

 

5º – A Baleia

Em A Baleia, seguimos um professor de inglês e seu relacionamento fragilizado com sua filha, Ellie. Charlie (Brendan Fraser) é um professor de inglês recluso, que vive com obesidade severa e luta contra um transtorno de compulsão alimentar. Ele dá aulas online, mas sempre deixa a webcam desligada, com medo de sua aparência. Apesar de viver sozinho, ele é cuidado pela sua amiga e enfermeira, Liz (Hong Chau). Mesmo assim, ele é sozinho, convivendo diariamente apenas com a culpa, por ter abandonado Ellie (Sadie Sink), sua filha hoje adolescente que ele deixou junto com a mãe Mary (Samantha Morton), ao se apaixonar por um homem. Agora, ele irá buscar se reconectar com a filha adolescente e reparar seus erros do passado. Para isso, ele pede para que Ellie vá visitá-lo sem avisar sua mãe e ela aceita, com o única condição de que ele a ajuda a reescrever uma redação para a escola.

Onde assistir: disponível para aluguel no Prime Video e Youtube

 

 

4º – Oppenheimer

Oppenheimer é um filme histórico de drama dirigido por Christopher Nolan e baseado no livro biográfico vencedor do Prêmio Pulitzer, Prometeu Americano: O Triunfo e a Tragédia de J. Robert Oppenheimer, escrito por Kai Bird e Martin J. Sherwin. Ambientado na Segunda Guerra Mundial, o longa acompanha a vida de J. Robert Oppenheimer (Cillian Murphy), físico teórico da Universidade da Califórnia e diretor do Laboratório de Los Alamos durante o Projeto Manhattan – que tinha a missão de projetar e construir as primeiras bombas atômicas. A trama acompanha o físico e um grupo formado por outros cientistas ao longo do processo de desenvolvimento da arma nuclear que foi responsável pelas tragédias nas cidades de Hiroshima e Nagasaki, no Japão, em 1945. Além de Cillian, o elenco também traz nomes como Emily Blunt, Matt Damon, Robert Downey Jr., Florence Pugh, Gary Oldman, Jack Quaid, Gustaf Skarsgård, Rami Malek e Kenneth Branagh.

Onde assistir: em cartaz nos cinemas

 

 

3º – Barbie

No fabuloso live-action da boneca mais famosa do mundo, acompanhamos o dia a dia em Barbieland – o mundo mágico das Barbies, onde todas as versões da boneca vivem em completa harmonia e suas únicas preocupações são encontrar as melhores roupas para passear com as amigas e curtir intermináveis festas. Porém, uma das bonecas (interpretada por Margot Robbie) começa a perceber que talvez sua vida não seja tão perfeita assim, questionando-se sobre o sentido de sua existência e alarmando suas companheiras. Logo, sua vida no mundo cor-de-rosa começa a mudar e, eventualmente, ela sai de Barbieland. Forçada a viver no mundo real, Barbie precisa lutar com as dificuldades de não ser mais apenas uma boneca – pelo menos ela está acompanhada de seu fiel e amado Ken (Ryan Gosling), que parece cada vez mais fascinado pela vida no novo mundo. Enquanto isso, Barbie tem dificuldades para se ajustar, e precisa enfrentar vários momentos nada coloridos até descobrir que a verdadeira beleza está no interior de cada um.

Onde assistir: em cartaz nos cinemas

 

 

2º – John Wick 4: Baba Yaga

O assassino profissional John Wick (Keanu Reeves) agora virou metade do submundo contra ele com sua vingança, que agora está entrando em sua quarta rodada em Nova York, Berlim, Paris e Osaka. Sua equipe, composta por Bowery King (Laurence Fishburne), o gerente do hotel Winston (Ian McShane) e o concierge Charon (Lance Reddick) do lendário hotel assassino Continental, novamente fazem parte da festa. No entanto, as chances de escapar desta vez parecem quase impossíveis, pois o maior inimigo está surgindo. O implacável chefe do submundo Marquis de Gramont (Bill Skarsgård), que tem alianças inteiras atrás dele, representa a maior e sanguinária ameaça até hoje. Mas seus capangas também são durões, incluindo Shimazu (Hiroyuki Sanada) e Killa (Scott Adkins) localizados. Felizmente, existem velhos aliados como Caine (Donnie Yen) que correm para ajudar Wick. Não há caminho de volta, só um sobrevive.

Onde assistir: disponível para aluguel no Youtube, Apple TV+ e Prime Video

 

 

1º – Missão Impossível – Acerto de Contas (Parte 1)

Este é o sétimo capítulo da franquia de ação e espionagem iniciada em 1996, que acompanha o agente norte-americano Ethan Hunt (Tom Cruise) em missões altamente secretas e perigosas. Agora, no novo filme, Ethan e a equipe do IMF formada por Ilsa Faust (Rebecca Ferguson), Benji Dunn (Simon Pegg) e Luther Stickell (Ving Rhames) recebem outra importante missão: eles devem rastrear uma nova e aterrorizante arma que, se cair nas mãos erradas, pode representar uma ameaça para toda a humanidade. Com o controle do futuro e o destino de todo o mundo em jogo, a equipe precisa partir em uma corrida frenética e mortal ao redor do planeta. Além disso, Ethan ainda é confrontado por um novo inimigo misterioso e muito perigoso, e é forçado a aceitar que, para completar o desafio, nada pode importar mais do que a missão – nem mesmo sua própria vida.

Onde assistir: em cartaz nos cinemas

 

 

*Sinopses: Adoro Cinema

 

Veja também:

As 10 melhores séries de 2023 (até agora)

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

A Pequena Sereia: trailer inédito é divulgado durante cerimônia do Oscar com cenas de tirar o fôlego; assista

A Disney divulgou, durante a cerimônia de premiação do Oscar, o trailer oficial da live-action de “A Pequena Sereia”. Halle Bailey que interpreta Ariel e Melissa McCarthy, que dá vida a Úrsula estavam no evento.

 

O longa traz uma nova leitura da clássica animação musical. Ariel, a filha mais nova e a mais rebelde, sonha em conhecer o mundo além-mar e, ao visitar a superfície, apaixona-se pelo príncipe Eric.

 

Embora as sereias sejam proibidas de interagir com os humanos, Ariel quer seguir seu coração. Então, ela faz um trato com a malvada bruxa do mar, Úrsula, que lhe dá a chance de experimentar a vida na terra, mas, com isso, acaba colocando sua vida e a coroa de seu pai em risco.

 

Assista

 

 

A produção chega aos cinemas no dia 25 de maio deste ano.

 

 

 

Foto: Divulgação/Disney

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Confira os vencedores do Oscar 2023 e onde assistir os filmes premiados

Aconteceu na noite deste domingo (12) a cerimônia da 95ª edição do Oscar, a mais importante premiação do cinema no mundo. Boa parte dos filmes que faturaram a cobiçada estatueta já chegaram ao Brasil e estão nos cinemas ou em plataformas de streaming.

O grande vencedor do Oscar 2023 foi o filme de ficção científica Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo, que ganhou em sete categorias consideradas as mais importantes (melhores filme, ator, atriz, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, direção e roteiro). O filme só não venceu o prêmio de melhor ator, que ficou para Brandon Frasier, em A Baleia.

O segundo filme mais premiado da noite foi o drama Nada de Novo no Front, sobre a Primeira Guerra Mundial, que ficou com quatro prêmios — inclusive o de melhor filme estrangeiro.

Confira abaixo a lista completa de vencedores e onde assistir cada produção:

 

MELHOR FILME

• VENCEDOR: Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. Disponível em: PrimeVideo e Now Net Claro. Para alugar: Google Play, Amazon, Claro Video, Apple TV.

Demais indicados:

• Avatar: O caminho da água

• Elvis

• Entre Mulheres

• Nada de Novo no Front

• Os Fabelmans

• Os Banshees de Inisherin

• Tár

• Top Gun: Maverick

• Triângulo da Tristeza

 

MELHOR DIREÇÃO

VENCEDORES: Daniel Kwan, Daniel Scheinert – Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. Disponível em: PrimeVideo e Now Net Claro. Para alugar: Google Play, Amazon, Claro Video, Apple TV.

Demais indicados:

• Martin McDonagh – Os Banshees de Inisherin

• Ruben Östlund – Triângulo da Tristeza

• Steven Spielberg – Os Fabelmans

• Todd Field – Tár

 

MELHOR ATRIZ

VENCEDORA: Michelle Yeoh – Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. Disponível em: PrimeVideo e Now Net Claro. Para alugar: Google Play, Amazon, Claro Video, Apple TV.

Demais indicados:

• Ana de Armas – Blonde

• Andrea Riseborough – To Leslie

• Cate Blanchett – Tár

• Michelle Williams – Os Fablemans

 

MELHOR ATOR

VENCEDOR: Brendan Fraser – A Baleia. Em cartaz nos cinemas. Não está disponível em streaming.

Demais indicados:

• Austin Butler – Elvis

• Bill Nighy – Living

• Colin Farrell – Os Banshees de Inisherin

• Paul Mescal – Aftersun

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

VENCEDORA: Jamie Lee Curtis – Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. Disponível em: PrimeVideo e Now Net Claro. Para alugar: Google Play, Amazon, Claro Video, Apple TV.

Demais indicados:

• Angela Bassett – Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

• Hong Chau – A Baleia

• Kerry Condon – Os Banshees de Inisherin

• Stephanie Hsu – Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

VENCEDOR: Ke Huy Quan – Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. Disponível em: PrimeVideo e Now Net Claro. Para alugar: Google Play, Amazon, Claro Video, Apple TV.

Demais indicados:

• Barry Keoghan – Os Banshees de Inisherin

• Brendan Gleeson – Os Banshees de Inisherin

• Brian Tyree Henry – Causeway

• Judd Hirsh – Os Fabelmans

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

VENCEDOR: Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. Disponível em: PrimeVideo e Now Net Claro. Para alugar: Google Play, Amazon, Claro Video, Apple TV

Demais indicados:

• Os Banshees de Inisherin

• Os Fabelmans

• Tár

• Triângulo da Tristeza

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

• VENCEDOR: Entre Mulheres. Em cartaz nos cinemas. Não está disponível em streaming.

Demais indicados:

• Glass Onion: Um Mistério Knives Out

• Living

• Nada de Novo no Front

• Top Gun: Maverick

 

MELHOR EDIÇÃO

VENCEDOR: Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. Disponível em: PrimeVideo e Now Net Claro. Para alugar: Google Play, Amazon, Claro Video, Apple TV.

Demais indicados:

• Elvis

• Os Banshees de Inisherin

• Tár

• Top Gun: Maverick

 

MELHOR FILME INTERNACIONAL

VENCEDOR: Nada de Novo no Front – Alemanha. Disponível no Netflix.

Demais indicados:

• A Menina Silenciosa – Irlanda

• Argentina, 1985 – Argentina

• Close – Bélgica/França/Holanda

• Eo – Polônia

 

MELHOR ANIMAÇÃO

• VENCEDOR: Pinóquio por Guillermo del Toro. Disponível no Netflix.

Demais indicados:

• A Fera do Mar

• Gato de Botas 2: O Último Pedido

• Marcel the Shell With Shoes On

• Red: Crescer é uma Fera

 

Veja também:

Nova animação da Netflix é obra prima que vai entrar para a história do cinema

 

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

• VENCEDOR: Nada de Novo no Front. Disponível no Netflix.

Demais indicados:

• Avatar: O caminho da água

• Babilônia

• Elvis

• Os Fabelmans

 

MELHOR FOTOGRAFIA

• VENCEDOR: Nada de Novo no Front. Disponível no Netflix.

Demais indicados:

• Bardo, Falsa Crônica de Algumas Verdades

• Elvis

• Império da Luz

• Tár

 

MELHOR FIGURINO

• VENCEDOR: Pantera Negra: Wakanda Para Sempre. Disponível no Disney+.

Demais indicados:

• Babilônia

• Elvis

• Sra. Harris Vai a Paris

• Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo

 

MELHOR MAQUIAGEM

VENCEDOR: A Baleia. Em cartaz nos cinemas. Não está disponível em streaming.

Demais indicados:

• The Batman

• Elvis

• Nada de Novo no Front

• Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

 

MELHOR SOM

VENCEDOR: Top Gun: Maverick. Disponível em: Paramount+, Globoplay, Now Net Claro, Oi Play. Para alugar: Apple TV, Microsoft, Claro Video, Google Play, Amazon.

Demais indicados:

• Avatar: O caminho da água

• Batman

• Elvis

• Nada de Novo no Front

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

VENCEDOR: Avatar: O Caminho da Água. Em cartaz nos cinemas. Não está disponível em streaming.

Demais indicados:

• The Batman

• Nada de Novo no Front

• Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

• Top Gun: Maverick

 

MELHOR TRILHA SONORA

VENCEDOR: Nada de Novo no Front. Disponível no Netflix.

Demais indicados:

• Babilônia

• Entre Mulheres

• Os Fabelmans

• Pinóquio por Guillermo del Toro

 

MELHOR MÚSICA ORIGINAL

VENCEDOR: Naatu Naatu – RRR: Revolta, Rebelião, Revolução. Disponível no Netflix.

Demais indicados:

• Applause – Tell it like a woman

• Hold My Hand – Top Gun: Maverick

• Lift Me Up – Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

• This is life – Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

VENCEDOR: Navalny. Disponível na HBO Max.

Demais indicados:

• All That Breathes

• All the Beauty and the Bloodshed

• A House Made of Splinters

• Vulcões: A Tragédia de Katia e Maurice Krafft

 

MELHOR CURTA DOCUMENTÁRIO

• VENCEDOR: The Elephant Whisperers. Disponível no Netflix.

Demais indicados:

• Haulout

• How Do You Measure a Year?

• Stranger at the Gate

• The Martha Mitchell Effect

 

MELHOR CURTA

VENCEDOR: An Irish Goodbye. Não está disponível.

Demais indicados:

• Ivalu

• Le Pupille

• Night Ride

• The Red Suitcase

 

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

• VENCEDOR: O Menino, a Toupeira, a Raposa e o Cavalo. Disponível na Apple TV+ e Youtube.

Demais indicados:

• An Ostrich Told Me the World is Fake, and I Think I Believe It

• Ice Merchants

• My Year of Dicks

• The Flying Sailor

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

‘Coringa 2’ já tem data de estreia e a confirmação de Lady Gaga no elenco

A continuação de Coringa (2019) já tem uma data de estreia oficial. Com o título de Joker: Folie À Deux (Coringa: Loucura a Dois, em português), o longa de Todd Phillips chega aos cinemas no dia 4 de outubro de 2024. A informação foi divulgada pelo site Deadline.

Além disso, na tarde desta quinta-feira (4), o diretor divulgou um teaser com a confirmação de Lady Gaga no elenco. A atriz, possivelmente, deve interpretar a personagem Arlequina, conhecida como namorada do vilão nas histórias em quadrinho.

Já haviam grandes boatos de que a cantora realmente participaria do novo filme da DC Comics, produzido pela Warner Bros., mas agora é oficial.

A continuação do longa-metragem terá, novamente, roteiro e direção de Todd Phillips, e Joaquin Phoenix reprisa seu papel icônico que rendeu o Oscar de melhor ator em 2020. O filme se tornou a adaptação de quadrinhos mais indicada ao Oscar em toda a história, ao todo, foram 11 indicações, incluindo  de melhor filme.

10 filmes vencedores de Oscar para assistir na Netflix

Está de bobeira em casa e não sabe o que assistir na Netflix? Que tal aproveitar para conhecer aqueles filmes aclamados pela crítica e que foram premiados pelo Oscar? Para muitos, o Oscar é uma espécie de selo de qualidade, e a (possível) garantia que o filme escolhido vai ser realmente bom para assistir. 

Então, segue a dica desses 10 filmes incríveis, e premiados no Oscar, pra curtir no conforto da sua casa. Confira:

 

Ataque dos Cães

Phil Burbank (Benedict Cumberbatch) é brutalmente sedutor. Ele é um caubói tão cru quanto suas peles. O ano é 1925. Os irmãos Burbank são fazendeiros ricos em Montana. No restaurante Red Mill a caminho do mercado, os irmãos conhecem Rose, a proprietária viúva, e seu filho impressionável Peter. Phil se comporta tão cruelmente que leva os dois às lágrimas, divertindo-se com a dor e fazendo seus companheiros vaqueiros rirem – todos, exceto seu irmão George, que conforta Rose e depois volta a se casar com ela. Enquanto Phil oscila entre a fúria e a astúcia, sua provocação a Rose toma uma forma misteriosa – ele paira nas bordas de sua visão, assobiando uma música que ela não pode mais tocar. Sua zombaria de seu filho é mais aberta, amplificada pelos aplausos dos discípulos vaqueiros de Phil. Então Phil aparece para colocar o menino sob sua asa. A relação dos dois vai do céu ao inferno. O invejoso Phil fará de tudo para atrapalhá-los. Este último gesto é um abrandamento que deixa Phil exposto, ou um enredo que se torna ainda mais ameaçador?

O filme venceu na categoria ”Melhor Direção” em 2022.

 

História de um Casamento

Nicole (Scarlett Johansson) e seu marido Charlie (Adam Driver) estão passando por muitos problemas e decidem se divorciar. Os dois concordam em não contratar advogados para tratar do divórcio, mas Nicole muda de ideia após receber a indicação de Nora Fanshaw (Laura Dern), especialista no assunto. Surpreso com a decisão da agora ex-esposa, Charlie precisa encontrar um advogado para tratar da custódia do filho deles, o pequeno Henry (Azhy Robertson).

O filme foi indicado em seis categorias e venceu como ”Melhor Atriz Coadjuvante” a atriz Laura Dern em 2020.

 

Dunkirk

Em Dunkirk, na Operação Dínamo, mais conhecida como a Evacuação de Dunquerque, soldados aliados da Bélgica, do Império Britânico e da França são rodeados pelo exército alemão e devem ser resgatados durante uma feroz batalha no início da Segunda Guerra Mundial. A história acompanha três momentos distintos: uma hora de confronto no céu, onde o piloto Farrier (Tom Hardy) precisa destruir um avião inimigo, um dia inteiro em alto mar, onde o civil britânico Dawson (Mark Rylance) leva seu barco de passeio para ajudar a resgatar o exército de seu país, e uma semana na praia, onde o jovem soldado Tommy (Fionn Whitehead) busca escapar a qualquer preço.

O filme foi indicado em oito categorias e venceu três: ”Melhor Montagem”, ”Melhor Edição e Som” e ”Melhor Mixagem de Som” em 2017.

 

Uma Mulher Fantástica

Em Mulher Fantástica, Marina (Daniela Vega) é uma garçonete transexual que passa boa parte dos seus dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e, para isso, canta durante a noite em diversos clubes de sua cidade. O problema é que, após a inesperada morte de Orlando (Francisco Reyes), seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total.

O filme venceu como ”Melhor Filme Internacional” em 2018.

 

Roma

Cidade do México, 1970. A rotina de uma família de classe média é controlada de maneira silenciosa por uma mulher (Yalitza Aparicio), que trabalha como babá e empregada doméstica. Durante um ano, diversos acontecimentos inesperados começam a afetar a vida de todos os moradores da casa, dando origem a uma série de mudanças, coletivas e pessoais.

O filme venceu na categoria ”Melhor Filme Internacional” em 2019.

 

A Viagem de Chihiro

Chihiro é uma garota de 10 anos que acredita que todo o universo deve atender aos seus caprichos. Ao descobrir que vai se mudar, ela fica furiosa. Na viagem, Chihiro percebe que seu pai se perdeu no caminho para a nova cidade, indo parar defronte um túnel aparentemente sem fim, guardado por uma estranha estátua. Curiosos, os pais de Chihiro decidem entrar no túnel e Chihiro vai com eles. Chegam numa cidade sem nenhum habitante e os pais de Chihiro decidem comer a comida de uma das casas, enquanto a menina passeia. Ela encontra com Haku, garoto que lhe diz para ir embora o mais rápido possível e ao reencontrar seus pais, Chihiro fica surpresa ao ver que eles se transformaram em gigantescos porcos. É o início da jornada de Chihiro por um mundo fantasma, povoado por seres fantásticos, no qual humanos não são bem-vindos.

O filme venceu como ”Melhor Filme de Animação” em 2003.

 

Whiplash: Em Busca da Perfeição

Em Whiplash – Em Busca da Perfeição, o solitário Andrew (Miles Teller) é um jovem baterista que sonha em ser o melhor de sua geração e marcar seu nome na música americana como fez Buddy Rich, seu maior ídolo na bateria. Após chamar a atenção do reverenciado e impiedoso mestre do jazz Terence Fletcher (JK Simmons), Andrew entra para a orquestra principal do conservatório de Shaffer, a melhor escola de música dos Estados Unidos. Entretanto, a convivência com o abusivo maestro fará Andrew transformar seu sonho em obsessão, fazendo de tudo para chegar a um novo nível como músico, mesmo que isso coloque em risco seus relacionamentos com sua namorada e sua saúde física e mental.

O filme foi indicado em cinco categorias e venceu três: ”Melhor Ator Coadjuvante” para J. K. Simmons, ”Melhor Montagem” e ”Melhor Mixagem de Som” em 2014.

 

A Voz Suprema do Blues

A Voz Suprema do Blues Voz acompanha Ma Rainey (Viola Davis) em Chicago, 1927, numa sessão de gravação de álbum mergulhada em tensão entre seu ambicioso trompista Levee (Chadwick Boseman) e a gerência branca que está determinada a controlar a incontrolável “Mother of the Blues”. Porém, uma conversa no local revela verdades que irão abalar a vida de todos.

Foi o último filme do ator Chadwick Boseman, que também foi indicado na categoria ”Melhor Ator”. O filme venceu como ”Melhor Figurino” e ”Melhor Maquiagem” em 2021.

 

O Regresso

1822. Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) parte para o oeste americano disposto a ganhar dinheiro caçando. Atacado por um urso, fica seriamente ferido e é abandonado à própria sorte pelo parceiro John Fitzgerald (Tom Hardy), que ainda rouba seus pertences. Entretanto, mesmo com toda adversidade, Glass consegue sobreviver e inicia uma árdua jornada em busca de vingança.

O filme foi indicado em 12 categorias e venceu três: ”Melhor Diretor” para Alejandro G. Iñárritu, ”Melhor Ator” para Leonardo DiCaprio e ”Melhor Fotografia”.

 

O Lado Bom da Vida

Por conta de algumas atitudes erradas que deixaram as pessoas de seu trabalho assustadas, Pat Solitano Jr. (Bradley Cooper) perdeu quase tudo na vida: sua casa, o emprego e o casamento. Depois de passar um tempo internado em um sanatório, ele acaba saindo de lá para voltar a morar com os pais. Decidido a reconstruir sua vida, ele acredita ser possível passar por cima de todos os problemas do passado recente e até reconquistar a ex-esposa. Embora seu temperamento ainda inspire cuidados, um casal amigo o convida para jantar e nesta noite ele conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma mulher também problemática que poderá provocar mudanças significativas em seus planos futuros.

O filme recebeu oito indicações e a atriz Jennifer Lawrence venceu como ”Melhor Atriz” em 2013.

 

 

Sinopses: Adoro Cinema

Ator brasileiro Selton Mello é convidado para Academia organizadora do Oscar

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou, na última semana, a lista anual com seus novos convidados para se tornarem membros. As informações são do G1.

Entre as 397 pessoas de 54 países, estão o ator Selton Mello, os diretores Bruno Barreto (“Crô: O filme”, “Flores raras”) e Jeferson De (“Doutor Gama”) e outros brasileiros. Se todos aceitarem, a organização responsável pelo Oscar passará a contar com 10.665 membros, que podem votar na premiação já em 2023.

Além de Selton e dos diretores, a entidade também convidou Emilio Domingos, diretor de documentários como “Favela É Moda” (2019), a produtora Sara Silveira (“As boas maneiras”), a diretora do Festival do Rio, Ilda Santiago, e o engenheiro de som Waldir Xavier (“A vida invisível”).

Entre os brasileiros estão:

Selton Mello (ator)

Bruno Barreto (diretor)

Jeferson De (diretor)

Emilio Domingos (documentarista)

Sara Silveira (produtora)

Ilda Santiago (executiva)

Waldir Xavier (engenheiro de som)

A lista de 2022 apresenta números parecidos à de 2021, que tinha 395 convidados de 50 países, e representa o esforço da entidade para aumentar a diversidade de seus membros.

Este ano, 44% são mulheres, 37% são representantes de minorias ou grupos com pouca representatividade, e 50% são de países fora dos Estados Unidos.

 

Imagem: divulgação

Premiação do Oscar em 2023 não aceitará filmes exibidos apenas em streaming

O Oscar está voltando ao normal, em termos de elegibilidade. Após dois anos de ajustes relacionados à pandemia de covid-19, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas informou na quarta-feira (18/5), que os candidatos ao Oscar terão mais uma vez que lançar seus filmes nos cinemas.

Os filmes qualificados podem estrear nos cinemas e em um serviço de streaming, mas sua exibição nos cinemas deve durar no mínimo sete dias consecutivos, com pelo menos uma exibição por dia em uma das salas selecionadas para que o filme seja elegível. Os locais ainda são Los Angeles, Nova York, Chicago, Miami, Atlanta e a área da baía de São Francisco, todas nos EUA.

As regras e mudanças para o 95º Oscar em 2023 foram aprovadas pelo conselho da organização em sua reunião mais recente, onde determinaram que a janela de elegibilidade retornaria ao padrão. Também foi aprovado que filmes individuais não podem enviar mais de três canções para o prêmio de melhor música original.

A organização ainda distribuiu diretrizes atualizadas para campanhas de premiação para “manter um alto grau de justiça e transparência” na forma como as empresas cinematográficas e os indivíduos promovem os filmes. Essas diretrizes se concentram em promoções, exibições, contato com membros e hospitalidade.

Uma regra diz que “nenhum material promocional, ou qualquer coisa de valor, pode ser dado aos membros em exibições ou de outra forma”, e após as indicações até o encerramento das votações. “As exibições não podem incluir recepções, entretenimento, comida e bebida de cortesia ou outra hospitalidade”.

Também limita o número de e-mails que os votantes podem receber sobre um filme específico por semana, e os membros do ramo musical não podem entrar em contato diretamente com outros do mesmo segmento para promover a indicação de qualquer música ou partitura.

E não devem participar de exibições ou eventos com apresentações ao vivo de música qualificada. A Academia reiterou que os membros devem tomar decisões “baseadas apenas nos méritos artísticos e técnicos dos filmes”.

As consequências da violação das diretrizes incluem desqualificação e possível suspensão ou expulsão da Academia. A 95ª edição do Oscar será realizada em Los Angeles no dia 12 de março de 2023.

*Fonte: Associated Press.

Gustavo Yamin: o designer goiano que venceu o Oscar 2022 por DUNA e coleciona blockbusters

Há quase duas semanas que a edição de 2022 do Oscar já passou, a premiação ainda está dando o que falar na internet, principalmente, por conta do incidente envolvendo o ator Will Smith e o comediante Chris Rock. Mas para além disso, a cerimônia ainda está sendo bastante lembrada por conta dos grandes filmes premiados e indicados pela Academia este ano. É o caso de Duna do diretor Denis Villeneuve, que teve 10 indicações e levou para casa 6 estatuetas por ‘’Melhor Fotografia’’, ‘’Melhor Trilha Sonora’’, ‘’Melhor Edição’’, ‘’Melhor Design de Produção’’, ‘’Melhor Som’’, e ‘’Melhores Efeitos Especiais’’.

Duna é realmente um espetáculo visual misturado com reflexão política, misticismo, efeitos especiais impressionantes, um elenco talentoso e estelar, direção de um dos cineastas mais promissores de sua geração, com efeitos gráficos impressionantes realmente dignos de prêmio. O estúdio responsável pelo ‘Visual Effects’ do longa foi a empresa britânica Double Negative (DNEG). Mas a boa notícia é que, os responsáveis (e vencedores) pelos VFX (sigla de Visual Effects), tem um designer goiano parte da equipe: Gustavo Yamin (clique para conferir seu currículo no portal IMDb: imdb.me/gusyamin)

gustavo
Gustavo Yamin (Foto: Reprodução IMDb)

 

Gustavo é natural de Brasília, mas morou grande parte de sua vida em Goiânia, dos 4 aos 19 anos de idade. Ele é formado em Design Gráfico pela Universidade de Brasília (UnB), e trabalhou em algumas empresas de efeitos visuais no Brasil como a VetorZero, em São Paulo. Com mais de 10 anos de profissão, o designer recebeu uma oferta de trabalho no Canadá em 2007, e desde então, mora no país e já passou por diversos estúdios.

Ao Curta Mais, Gustavo contou um pouco sobre o trabalho de VFX: ‘’Efeitos visuais (ou VFX, como nos referimos tecnicamente no meio de produção) englobam uma variedade de disciplinas. Mas tudo tem a ver com criação e manipulação de imagens por meios digitais. O trabalho vai desde retocar/corrigir defeitos ou imperfeições em sequências de imagem filmadas, até a criação de sequências completamente digitais – com qualidade o mais fotorrealista possível. Além disso, VFX lidam com manipulação ou criação de tudo o que não pode ser capturado diretamente ‘ao-vivo’ pela câmera de filmagem. Ou corrigir digitalmente defeitos, falhas e/ou acidentes registramos no material filmado.’’, detalhou o profissional.

Além disso, Yamin explica que, atualmente atua como Artista Sênior de Cenografia Digital, e no trabalho por Duna foi supervisionado por Tristan Myles, um dos presentes na cerimônia do Oscar. ‘’Quando o Oscar de VFX é entregue, quem recebe o prêmio nominalmente é o Supervisor de Efeitos Visuais. Eles são os profissionais que lideram o trabalho das enormes equipes de artistas e técnicos que executam o trabalho. Mas tecnicamente, todos nós, profissionais de VFX envolvidos no trabalho, estão sendo premiados’’.


O momento do recebimento do prêmio, com o supervisor Tristan Myles.

 

Yamin tem uma carreira admirável e em seu currículo já conta com filmes de grandes estúdios de Hollywood como ‘’Elysium’’, filme que também conta com outro brasileiro: o ator Wagner Moura; ‘’Distrito 9’’; ‘’Watchmen’’, do diretor Zack Snyder, e o premiado ‘’Duna’’, que foi um marco importante em sua vida profissional: ‘’Trabalhar em DUNA foi um sonho de adolescente.  Já era fã da série literária desde a juventude, e não imaginava que teria a oportunidade de trabalhar em um filme baseado no livro – que por muitos anos seguiu sendo considerado como “infilmável” pelos estúdios de Hollywood, depois da tentativa não muito bem-sucedida de David Lynch nos anos 1990’’.

Sobre o futuro, Gustavo diz que a vida pode trilhar diversos caminhos diferentes, mas que sempre se lembrará do trabalho em Duna, como um dos mais marcantes de sua carreira: ‘’Uma carreira em VFX pode seguir diversos caminhos. Ainda não defini se quero trilhar as ‘vias hierárquicas’ de praxe ou, talvez, explorar outras ‘avenidas’ artísticas dentro do campo vasto da computação visual, como animação de longa-metragem, design de videogames, realidade virtual/aumentada… Mas, sem dúvida, DUNA será sempre um marco importante!’’, finaliza.

Conheça os trabalhos de Gustavo Yamin:

GusREEL – 2021 from Gus Yamin on Vimeo.

Filme premiado no Oscar será exibido no Cine Cultura em Goiânia

Tem novidade na programação do Cine Cultura desta semana: é a estreia do filme ‘’Drive My Car’’, nesta quinta-feira (31), produção japonesa que foi premiado com o Oscar de Melhor Filme Internacional deste ano. Além disso, a obra foi indicada em outras três categorias: Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Roteiro Adaptado.

Baseado em um conto de Haruki Murakami, Drive My Car vem se destacando desde que foi lançado no prestigiado Festival de Cannes, onde ganhou o prêmio de melhor roteiro por seu olhar intimista sobre a perda, o luto e sentimento de culpa, num desses raros filmes que parecem ser capazes de, independentemente das diferentes culturas, tratar com delicadeza alguns temas universais.

Também entra em cartaz no cinema o longa-metragem nacional Pajeú, com roteiro filmado no Ceará, que envolve suas personagens num clima de pesadelo e mistério a partir de uma criatura enigmática que surge no Riacho Pajeú.

Na trama, Maristela está sendo atormentada por um sonho constante: uma criatura emergindo das águas do Riacho Pajeú. A estranheza e insistência do pesadelo começam a atrapalhar o sono e o cotidiano de Maristela que, procurando uma solução para seu problema, inicia uma pesquisa sobre o Riacho, sua história e seu desaparecimento.

Ainda na grade da sala segue em exibição A Ilha de Bergman, em mais um olhar carinhoso que a cineasta Mia Hansen-Love lança sobre como lidamos com nossas relações de afeto nos inesperados percursos da vida.

No filme, um casal de cineastas, Chris (Vicky Krieps, de “Trama Fantasma”) e Tony (Tim Roth), viaja à ilha, onde ele participará de alguns eventos, enquanto ela tenta superar uma crise criativa, e escrever um novo roteiro.

O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), e está situado no Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica. Os ingressos custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada).

Confira a programação de 31/03 a 06/04:

– 15h15: Pajeú, de Pedro Diógenes (14 anos)

– 16h45: A Ilha de Bergman, Mia Hansen-Love (14 anos)

– 19h: Drive My Car, dirigido por Ryusuke Hamaguchi (16 anos)

 

Imagem: Divulgação