10 nomes cômicos de duplas sertanejas no Brasil

Que o sertanejo é um dos estilos musicais mais queridos do brasileiro, não temos dúvidas! Reconhecido por suas letras envolventes, melodias cativantes e, é claro, por suas duplas que se destacam não apenas pela música, mas também por escolhas peculiares na hora de batizar seus projetos.

Mas mesmo com todo o sucesso, algumas grandes personalidades desse ritmo popular acabam não ganhando o devido reconhecimento.

É por isso que vamos reunir aqui 10 duplas da música sertaneja que possuem nomes pra lá de inusitados, para você colocar na sua lista agora!

Confira:

Simpatia e Gente Fina

Nunca julgue um livro pela capa, pois certamente esse conjunto de aparência carrancuda faz jus à alcunha. A única dúvida é saber por que Simpatia e Gente Fina são conhecidos como “a dupla do pois é”. Sem muitas informações sobre a dupla, o que se sabe é que o auge do sucesso ocorreu na década de 60, com músicas que retratam o sertão brasileiro.

 

Preferido e Predileto

Dupla formada por Diogo Agostinho Pinto, o Preferido, nascido em Cambará/PR no dia 12 de novembro de 1947; e por José Leonildo Garcia, o Predileto, nascido em Bandeirantes/PR no dia 30 de janeiro de 1953. Gravaram seu primeiro disco, um LP que levava o nome da dupla, em 1979. A discografia de dupla é composta por 5 LP’s, 01 LP de Coletânea e 4 CD’s. Os dois têm um estúdio de gravações, o Estúdio All Time, na cidade de Londrina/PR, onde gravam cantores e duplas do Brasil inteiro. Infelizmente, no dia 17 de julho de 2012, faleceu José Leonildo Garcia, o Predileto, vítima de um infarto.

 

Conde e Drácula

Como se não bastasse o nome pitoresco, a dupla ainda gravou uma moda de viola baseada no poema “O Corvo”, clássico de Edgar Allan Poe. Dupla de meados dos anos 1970.

 

Redator & Jornalista

Embora desfeita em 1994, a dupla Redator & Jornalista ainda existe como patente registrada. Redator é Carlos Aparecido Veríssimo, e seu companheiro de trabalho, Clóvis Barbosa, o Jornalista; o primeiro, marceneiro do Sul de Minas, e o outro, vendedor, nascido em uma cidadezinha do interior de São Paulo.

 

Sorriso & Sincero

A pesar do nome simpático, a dupla é o exemplo vivo de que não basta uma boa primeira impressão para conseguir um relacionamento duradouro, como podemos ver pelas músicas “Quem Me Ama Vai Embora” e “Separados na Cama”.

 

Marlboro e Hollywood

Em seu programa de TV, o animador Edson “Bolinha” Cury usou palavras inspiradoras e singelas para apresentar os músicos de Goiás: “a dupla tem um nome super conhecido; ou, pelo menos, super fumado”:

 

Bátima & Robson

“Bátima & Robson” é mais uma prova que toda criatividade – santa criatividade, Batman! – é pouca quando se trata de batizar duplas sertanejas.
Afinal, “Bátima & Robson” é o nome de uma dupla sertaneja mineira, que começou a carreira em Brazlândia, uma cidade de cerca de 11 mil habitantes do Distrito Federal.

Nascido em Unaí, Minas Gerais, “Bátima” é o nome artístico de Arthur Fonseca Rocha. O nome original de “Robson” é Júnior José da Mota, mineiro de Patos de Minas.

 

Monetário & Financeiro

A dupla Monetário e Financeiro gravou diversos discos seguindo a linha sertaneja romântica. No início dos anos 90, fizeram sucesso com as músicas “Brega”, “Ou Ele ou Eu”, “Liga Pra Mim” e “Manhã de Setembro”. Em 1993, lançaram pelo selo Brasil Rural o disco “Monetário e Financeiro”, com destaque para as composições “Grito de Liberdade”, de Maria da Paz e Nino, “Liga Pra Mim”, de Joel Marques, “Diz que Eu Estou Feliz”, de Joel Marques e Maracaí e “Manhãs de Setembro”, de Vanusa e Mário Campanha.

 

Domyngo e Feryado

Apesar de ter um nome que faz menção aos dias mais preguiçosos da semana, a dupla não poupou trabalho para produzir canções icônicas. Confira faixas como “Somente Tu” e “Nossa Mensagem”.

 

Industrial e Fazendeiro

Industrial e Fazendeiro iniciaram a carreira em 1976, sempre gravando suas canções pela gravadora Chantecler. Fizeram parte do elenco do Programa Edgard de Souza pela Rádio Tupi de São Paulo, e do “Linha Sertaneja Classe A” pela Rádio Record, com dois programas semanais, sendo às terças e sextas-feiras, com trinta minutos de duração, apresentado por José Russo. Fizeram muito sucesso na década de 80, com as músicas “A Corrida do Ouro”, “Amor, Amor, Amor”, “Às Vezes Preciso Chorar”, “Ébrio”, entre outros. Fazendeiro faleceu no dia 12 de maio de 2016.

 

*Fontes: Mega Curioso; TV Meu Sertanejo

Matheus & Kauan trazem projeto “Praiou” para Goiânia

A dupla Matheus & Kauan trazem para Goiânia a turnê “Praiou” no dia 21 de setembro. A capital goiana foi escolhida como o cenário para a experiência imersiva e intimista com os sertanejos, neste projeto que vai rodar o Brasil em 2024.

O show terá mais de três horas de duração onde Matheus & Kauan apresentarão um repertório completo com novos sucessos e as canções que marcaram a trajetória da dupla, como “Nem Doeu”, “É Problema”, “O Nosso Santo Bateu”, “Que Sorte a Nossa”, “Quarta Cadeira” e “Basiquinho”.

O “Praiou” ainda oferece uma experiência premium, com diversos elementos de praia e ambientação tropical. O público encontrará áreas ‘’instagramáveis’’ bares, praça de alimentação e decorações que remetem ao cenário praiano.

O local, venda e valores de ingressos ainda não foram divulgados. Mais informações em breve!

Gusttavo Lima mira carreira internacional e quer badalado produtor no time

Gusttavo Lima, amplamente reconhecido como O Embaixador do sertanejo, tem se aventurado para além dos limites tradicionais desse gênero, abraçando a bachata, um ritmo latino que carrega uma intensa carga emocional e um apelo irresistível à dança. Esta escolha não é aleatória; a bachata, com suas raízes fincadas na República Dominicana, é uma fusão harmoniosa de bolero com toques de outros estilos musicais, como o tango, oferecendo uma dança que espelha o sertanejo brasileiro com seus passos simples e movimentos cativantes. A inserção de Gusttavo Lima neste universo foi marcada pela música “Fui Fiel”, em 2013 que não apenas conquistou um lugar de destaque na capa de uma das maiores playlists de bachata globalmente, mas também simbolizou a sinergia perfeita entre esses dois mundos musicais.

A bachata, um gênero que encontrou eco e variações em várias partes do hemisfério sul, incluindo o Brasil, onde se mesclou com o sertanejo, tem sido um foco particular para Gusttavo Lima nos últimos tempos. O artista, cuja carreira já é pontilhada por sucessos e colaborações com nomes internacionais de peso como Prince Royce, Camilo, e sob a influência de Romeo Santos, está conversando com  o renomado produtor musical brasileiro  Eduardo Pepato,  que assina nomes como Henrique e Juliano, Maiara e Maraísa, Simone Mendes e Clayton e Romário, visando não apenas aprofundar sua incursão na bachata, mas também iniciar um ambicioso projeto de internacionalização de sua imagem artística, colocando-a em paralelo com gêneros globais como o reggaeton.

Em sua trajetória, Gusttavo Lima já demonstrou a habilidade de fundir gêneros, como visto em “Fui Fiel”, um marco em sua carreira que não apenas solidificou sua posição no cenário musical, mas também ampliou o alcance da bachata no Brasil. Além disso, suas colaborações não se limitam à esfera sertaneja; trabalhos com o grupo cubano “Gente de Zona” e a participação no álbum da cantora porto-riquenha Kany García são testemunhos de sua versatilidade e do reconhecimento de seu talento além das fronteiras nacionais.

A bachata, como gênero, oferece uma rica tapeçaria de ritmos e emoções. Caracterizada por sua batida distintiva, marcada pela percussão do bongô e pelo som sutil da güira, a bachata evoca uma sensualidade e malícia que encontram paralelos no sertanejo, tornando-os parceiros ideais na dança. Esta conexão transcende a simples musicalidade; ela reflete uma união de culturas e sentimentos que, com a combinação certa de letra e melodia, pode variar de alegre e dançante a melancólica e introspectiva. Desde os anos 80, a bachata tem sido influenciada e enriquecida por ritmos derivados do Panamá, Porto Rico e Caribe, evidenciando sua natureza adaptável e sua capacidade de se reinventar continuamente.

Dentro desse contexto, Gusttavo Lima não apenas se destaca como um embaixador do sertanejo, mas também como um pioneiro na fusão de gêneros, promovendo um diálogo musical entre o Brasil e o vasto universo da música latina, com a bachata como elo de ligação.

Recentemente, Gusttavo Lima lançou “Torce o Olho”, a décima faixa do seu DVD “Paraíso Particular”, em colaboração com a dupla Hugo & Guilherme. A canção, romântica e com uma levada envolvente, está disponível em todas as plataformas de áudio e seu videoclipe pode ser conferido no canal oficial do cantor no YouTube. A música destaca-se por sua superprodução e acordes de violões bem-marcados, refletindo a emoção de superar um amor passado. A participação de Hugo & Guilherme acrescenta uma camada de amizade e parceria, evidenciando a sinergia e o respeito mútuo entre os artistas​​.

O projeto “Paraíso Particular” não se limita apenas a lançamentos musicais; ele se estende a um novo formato de shows, iniciando com um evento em Fortaleza que promete uma experiência imersiva, mesclando sertanejo, forró, pagode e bachata, e mantendo o clima de proximidade e interação com o público. Esta abordagem reflete a versatilidade de Gusttavo Lima e seu desejo de explorar e inovar dentro da música, consolidando sua imagem tanto no cenário nacional quanto internacional​​.

A bachata, com sua sensualidade e malícia inerentes, encontra um paralelo no sertanejo brasileiro, permitindo a criação de músicas que são perfeitas para dançar e expressar emoções. A percussão marcada, característica da bachata, vem do bongô e da güira, adicionando um sabor único à música que Gusttavo Lima tem explorado com sucesso, mostrando a capacidade de fusão e inovação na música contemporânea.

Leia também:

Último “Buteco do Gusttavo Lima” já tem data para acontecer em Goiânia

Netflix conquista brasileiros com série sobre personagem histórico épico e controverso

10 lojas na região da 44 para brilhar carnaval gastando pouco

 

 

Hugo & Guilherme confirmam show em Goiânia

Confirmadíssimo! A dupla Hugo & Guilherme anunciam novo show em Goiânia no dia 13 de Abril com o projeto ”No Pelo 360º”.

Revelação do sertanejo brasileiro, Hugo & Guilherme possuem uma trajetória marcada por sucessos e parcerias. Os cantores se conheceram em 2015, em uma casa de shows goiana. Ao identificar afinidade, rapidamente os cantores formaram a dupla e logo chamaram a atenção de outros famosos.

A dupla, considerada uma das mais promissoras do sertanejo, já conta com mais de 8,6 milhões de ouvintes mensais no Spotify e mais de 420 milhões de streams. Para o show em Anápolis, os fãs podem esperar por canções reconhecidas, como “Na Maldade”, “Imagina”, “Deslumbrante”, “Conveniência”, “Elevador”, entre outras.

Ingressos e atrações

O festival será realizado no Estádio Serra Dourada, e os ingressos estão à venda no site Brasil Ticket, com valores a partir de R$ 180,00.

Além da dupla, o evento terá apresentações de Maiara & Maraisa e do DJ Pedro Sampaio.

 

Qual o cachê mais alto dos sertanejos?

Nos últimos anos, o cenário da música sertaneja tem experimentado um grande crescimento, refletindo a crescente popularidade desse gênero musical no Brasil. É então que uma questão naturalmente surge: qual é o cachê mais alto entre os artistas sertanejos? 

Um levantamento realizado pelo “Splash Uol”, embora não oficial, revela cifras impressionantes, levantando especulações sobre os generosos cachês dos famosos sertanejos. Esses valores, divulgados de forma não oficial, não apenas destacam o grande sucesso alcançado pelos representantes da música sertaneja, mas também reconhecem o talento inquestionável desses artistas em suas apresentações ao vivo.

Se você está curioso para saber quem são os artistas que dominam os palcos, quanto cobram por suas apresentações e quem está no topo da lista com o maior cachê, confira a seguir os 10 cachês mais altos de cantores sertanejos no Brasil.

Esses valores impressionantes não apenas destacam a excelência musical desses artistas, mas também refletem o fervor dos fãs que os apoiam em cada nota, cada acorde e em cada espetáculo espetacular. Lembramos que os valores mencionados são aproximados e podem variar de acordo com diferentes negociações e condições contratuais. 

 

>Veja Também<

Você Conhece o Nivaldo Batista? Descubra o Nome Verdadeiro de Sertanejos Famosos

Os estados que mais escutam sertanejo no Brasil

Bares em Goiânia pra você que ama música sertaneja

Top 10 cantores mais ricos do Brasil

A música, ao longo dos tempos, tem sido uma forma de expressão artística e emocional, cativando pessoas globalmente. Além do prazer e entretenimento, pode gerar riqueza para artistas talentosos. No Brasil, conhecido por sua cena musical vibrante, há cantores que acumularam fortunas consideráveis.

Os cantores têm o poder não apenas de tocar nossos corações com suas letras e melodias, mas também de enriquecer suas vidas de maneiras inimagináveis. Do samba ao rock, do funk ao sertanejo, cada gênero musical tem seus próprios ícones que conquistaram não apenas o reconhecimento do público, mas também o sucesso financeiro invejável.

A música brasileira é diversa, com vozes distintas e performances incríveis, o que levou alguns artistas a alcançarem grande riqueza ao longo de suas carreiras. Pensando disso, o Guia preparou uma lista dos artistas mais ricos do Brasil.

Você Conhece o Nivaldo Batista? Descubra o Nome Verdadeiro de Sertanejos Famosos

No universo cativante da música sertaneja, onde cada acorde transmite paixão e os artistas se transformam em ícones, desvendar os nomes reais de cada um deles se torna uma jornada misteriosa e intrigante. Neste mergulho exclusivo nos registros cartoriais, desvendamos os nomes reais dos cantores sertanejos mais queridos e aclamados, o que revela uma conexão autêntica com suas origens. Se você sempre teve a curiosidade de saber o nome verdadeiro dos sertanejos famosos, nos dê o prazer da sua companhia até o fim da leitura e descubra.

Chitãozinho e Xororó: José Lima Sobrinho e Durval de Lima

Os mestres da harmonia, Chitãozinho e Xororó, escondem sob seus nomes artísticos a simplicidade dos nomes de batismo, revelando uma autenticidade que ressoa tanto nas canções quanto em suas próprias identidades. José Lima Sobrinho e Durval de Lima: uma revelação que adiciona uma camada de verdade à aura artística dessa aclamada dupla.

Gusttavo Lima: Nivaldo Batista

O aclamado “Embaixador” da música sertaneja, Gusttavo Lima, carrega consigo o nome Nivaldo Batista, sabia? Essa revelação não apenas adiciona um toque de autenticidade à sua imagem pública, mas também destaca a coerência entre seu nome verdadeiro e as letras sinceras de suas canções, criando uma narrativa única e envolvente.

Henrique & Juliano: Ricelly Henrique Tavares e Edson Alves Reis

A dupla que conquistou corações com suas canções românticas, Henrique & Juliano, tem suas origens marcadas por nomes igualmente apaixonantes. Ricelly Henrique Tavares Reis e Edson Alves dos Reis Junior revelam uma história autêntica que se entrelaça com as melodias que encantam o público, criando uma experiência musical profundamente pessoal. Estar por dentro do nome verdadeiro dos sertanejos famosos é importante.

Bruno e Marrone: Vinícius Félix de Miranda e José Roberto Ferreira

Sob a luz intensa dos holofotes já há bastante tempo, Bruno e Marrone brilham como dois ícones da música sertaneja brasileira. Porém, por trás da cortina da fama, as verdadeiras identidades, Vinícius Félix de Miranda e José Roberto Ferreira, emergem, adicionando uma dimensão de autenticidade à sua jornada musical de sucesso.

Zezé di Camargo e Luciano: Mirosmar José de Camargo e Welson David de Camargo

Zezé di Camargo, com seu jeito descontraído, confessa seu descontentamento com o seu nome de batismo, Mirosmar, revelando um lado mais pessoal aos fãs. Welson David de Camargo também emerge como o verdadeiro nome por trás do ícone Luciano, proporcionando uma visão mais íntima da dupla que conquistou o Brasil com suas músicas emocionantes, desde o início dos anos 1990.

Leonardo: Emival Eterno da Costa

A voz marcante de Leonardo ecoa com o nome Emival Eterno da Costa, acrescentando um toque de autenticidade que ressoa nas notas de suas músicas atemporais. Esta revelação destaca não apenas um nome de cartório, mas uma identidade que moldou a carreira desse talentoso músico.

Rio Negro e Solimões: José Divino e Luiz Felizardo

Viu como o nome verdadeiro dos sertanejos famosos pode nos surpreender? Na vastidão do universo musical, Rio Negro e Solimões emergem como uma dupla enigmática. Desvendamos o véu que cobre José Divino e Luiz Felizardo, expondo uma conexão única entre os nomes de batismo e a magia que criam no palco.

Rick e Renner: Geraldo Antônio de Carvalho e Ivair dos Reis Gonçalves

Por trás do aclamado sucesso de Rick e Renner, Geraldo Antônio de Carvalho e Ivair dos Reis Gonçalves surgem como figuras reais. Esta revelação adiciona uma camada de autenticidade à jornada musical da dupla, destacando a essência por trás dos nomes artísticos consagrados.

Milionário e José Rico: Romeu Januário de Matos e José Alves dos Santos

No coração da música sertaneja, Milionário e José Rico são lendas imortais. Revelamos o legado por trás dos seus nomes artísticos, desvendando as identidades de Romeu Januário de Matos e José Alves dos Santos, construindo uma ponte entre o passado e o presente.

Rosa e Rosinha: José Renato Castro e Daniel Cardamone Sanchez

A famosa dupla Rosa e Rosinha, conhecida pela harmonia única, revela-se ainda mais autêntica quando descobrimos os nomes de batismo: José Renato Castro e Daniel Cardamone Sanchez. Esta jornada de descoberta do nome verdadeiro dos sertanejos famosos destaca a conexão íntima entre a vida pessoal e o palco, onde a autenticidade floresce.

Eduardo Costa: Edson da Costa

Eduardo Costa, com sua presença marcante, revela-se como Edson da Costa nos registros cartoriais. Essa revelação não apenas desvenda o nome verdadeiro do cantor, mas também destaca a autenticidade que permeia a alma do artista, enriquecendo sua jornada musical.

Marcos & Belutti: Leonardo Prado de Souza e Bruno Belucci Pereira

Marcos & Belutti, uma amizade que transcende os palcos, revelam-se como Leonardo Prado de Souza e Bruno Belucci Pereira. Esta descoberta destaca a força por trás da parceria, onde a verdadeira essência dos nomes se entrelaça com a resiliência de uma verdadeira amizade.

Matheus e Kauan: Matheus Aleixo Pinto Rosa e Osvaldo Pinto Rosa Filho

Matheus e Kauan, impulsionados pelo sangue sertanejo, têm suas verdadeiras identidades reveladas como Matheus Aleixo Pinto Rosa e Osvaldo Pinto Rosa Filho. Essa conexão familiar adiciona uma dimensão emocional à trajetória da dupla, onde a autenticidade flui nas notas de cada canção.

Zé Neto e Cristiano: José Toscano e Irineu Vaccari

Na cena sertaneja, Zé Neto e Cristiano brilham como uma união inquebrável. Desvendamos os nomes verdadeiros, José Toscano e Irineu Vaccari, destacando a solidez dessa parceria que vai além dos palcos, revelando uma amizade genuína e plena.

Nessa jornada pelos bastidores da música, cada nome verdadeiro dos sertanejos famosos revelado é mais do que uma simples formalidade; é um convite para explorar a autenticidade e a história que moldaram esses ícones de um dos gêneros mais queridos pelo público.

Confira também:

Os estados que mais escutam sertanejo no Brasil

Porque Goiânia é a capital brasileira da música sertaneja

10 músicas sertanejas mais tocadas em 2023

Os estados que mais escutam sertanejo no Brasil

O sertanejo é mais do que apenas um gênero musical no Brasil, é uma verdadeira paixão nacional. Com suas letras que falam de amor, saudade, e a vida no campo, o sertanejo conquistou os corações de milhões de brasileiros em todo o país. E quando se trata de identificar os estados que mais se entregam aos acordes de viola e às vozes marcantes dos cantores sertanejos, alguns se destacam mais do que outros.

É difícil ignorar a força de estados como Goiás e Mato Grosso. Berço de muitos dos grandes nomes do sertanejo, como Zezé Di Camargo & Luciano e Cristiano Araújo, Goiás é conhecido por suas festas animadas e pela preservação das raízes do estilo. Mato Grosso, por sua vez, não fica atrás, com uma cena sertaneja vibrante que reflete a alma e a cultura do interior do Brasil.

Outro estado que merece destaque é São Paulo. Como o estado mais populoso do Brasil, São Paulo abriga uma enorme variedade de gostos musicais, mas o sertanejo continua sendo uma escolha dominante para muitos. A capital paulista é palco de grandes shows e eventos sertanejos, e o estilo também é celebrado em cidades do interior, como Barretos, que é famosa por sediar a maior festa de peão de boiadeiro do país.

Minas Gerais também figura entre os estados que mais se rendem ao sertanejo. Com sua rica tradição musical, Minas oferece um terreno fértil para o crescimento do gênero, e artistas mineiros como Paula Fernandes e Fernando & Sorocaba são adorados em todo o Brasil.

Além desses, estados como Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia também têm uma forte presença sertaneja, com uma legião de fãs que não resistem a uma boa moda de viola. A diversidade cultural do Brasil se reflete na diversidade de seus ouvintes de sertanejo, mostrando que, independentemente de onde estejam, os brasileiros têm um lugar especial em seus corações para essa música que fala à alma e à tradição do país.

Rodrigo Alves deixa Bonde do Forró e grava DVD solo em Anápolis

Rodrigo Alves, conhecido por sua marcante contribuição como vocalista da banda Bonde do Forró, que é uma das bandas de forró mais conhecidas no Brasil,  deixou o Bonde do Forró. O artista escolheu a cidade de Anápolis, em Goiás, para  um marco importante em sua carreira: a gravação de seu primeiro DVD solo.

A gravação que marca a nova fase de  Rodrigo Alves, será na segunda-feira, 29 de janeiro, na Fazenda Cavalo de Raça. O artista  terá a participação do sertanejo Marcelo Martins, do Eu quero Tchu, Eu quero acha; Louca, Louquinha, Joga o Copo pro Alto e Agora é pra Valer, que tambm está em carreira solo A gravação marca também o início da parceria de Rodrigo com a Águia Produções que passa a gerir sua carreira.

O evento, aberto apenas para convidados, busca colocar em evidência a versatilidade do  cantor conhecido por sua habilidade vocal e presença de palco. Durante sua estada no Bonde do Forró, Rodrigo Alves foi parte essencial para o sucesso da banda, que ganhou reconhecimento nacional por sua inovadora mistura de forró com vozes que lembram grandes nomes do sertanejo. A banda conquistou fãs em todo o Brasil, não só no Nordeste, mas também em outras regiões, como o Sul e Sudeste, quebrando barreiras culturais e estabelecendo um novo padrão de interação de ritmos entre os estados.

Leia também:

Paraná é a atração do fim de semana em Goiânia

 

Paraná é a atração do fim de semana em Goiânia

O cantor Paraná vai se apresentar em Goiânia neste fim de semana! O sertanejo será atração principal no palco da Azzure Club, neste sábado (27) a partir das 22 horas. Na mesma noite, a casa de eventos recebe ainda a dupla Ayala & Júlio César e o DJ Amorelli.

Com a promessa de relembrar clássicos do sertanejo raiz, Paraná prepara um repertório especial e já conhecido pelos fãs. Entre os principais sucessos estão: “Um Degrau Na Escada”, “Canarinho Prisioneiro”, “Liguei Pra Te Dizer Que Eu Te Amo”, “De Carona Com a Saudade”, entre outras, incluindo músicas novas.

Azzure Clube com desconto no Clube Curta Mais

Para garantir a entrada na Azzure Club, o Clube Curta Mais traz essa incrível opção de balada para que seus assinantes possam usufruir com um desconto exclusivo e acesso VIP, sem precisar pegar fila!

Essa experiência garante 30% de desconto no ingresso e entrada VIP (sem pegar fila) na Azzure Club. Benefício válido todos os dias e horários para assinantes premium do Clube Curta Mais, com direito a um acompanhante!

Assine e garanta o seu!

Dupla com Chico Rey

Chico Rey & Paraná, foi uma dupla sertaneja originária do Brasil, e sua música representava a essência do sertanejo tradicional, mesclando melodias nostálgicas com letras que refletiam a vida no campo e as experiências humanas universais. Esta abordagem ajudou a solidificar o gênero no coração da cultura popular brasileira, estabelecendo um padrão para futuros artistas sertanejos.

A dupla não apenas mantiveram viva a tradição do sertanejo raiz, mas também contribuíram para a evolução do gênero, influenciando muitos artistas contemporâneos. Seu legado é uma prova da durabilidade e da adaptabilidade da música sertaneja, refletindo a capacidade do gênero de evoluir e permanecer relevante ao longo dos anos.

A Morte de Chico Rey

Chico Rey, nascido Francisco Aparecido Gomes, faleceu em 26 de fevereiro de 2016. Sua morte foi um momento significativo e triste no mundo da música sertaneja brasileira. Chico Rey faleceu devido a complicações relacionadas a uma hemorragia digestiva, segundo informações divulgadas pela imprensa na época. Ele estava em um hospital em Maceió, Alagoas, onde passava férias com a família.

Sua morte marcou o fim de uma era importante para a música sertaneja, mas sua influência e as memórias de suas canções continuam a viver no coração de muitos brasileiros.

Carreira Solo

Após a morte de Chico Rey, seu irmão e parceiro de dupla, Paraná, iniciou sua carreira solo. Ele manteve o repertório clássico da dupla, adicionando novos arranjos e músicas inéditas, visando preservar o legado musical estabelecido com Chico Rey. Nos shows, Paraná frequentemente fazia referência ao seu irmão, utilizando imagens da dupla como parte das apresentações. A decisão de não substituir Chico Rey na dupla foi enfatizada, com Paraná optando por seguir sozinho na música.

Profissionalmente, a nova fase da carreira de Paraná foi marcada por uma turnê e a criação de um site dedicado a essa nova etapa. Ele focou em promoções e uma presença mais ativa nas redes sociais para alcançar o público. Um CD intitulado “Minha Inspiração”, contendo faixas inéditas da dupla, foi lançado após a morte de Chico Rey, incluindo músicas que Paraná incorporou em suas apresentações solo.

 

 

Último “Buteco do Gusttavo Lima” já tem data para acontecer em Goiânia

“Chegou a hora de escrevermos o capítulo final dessa jornada. Em 2024 vamos viver os últimos momentos dessa história emocionante. Vai ser uma despedida digna de Buteco”, é o que revelou o cantor Gusttavo Lima em suas redes sociais.

O Último Buteco do Gusttavo Lima vai rodar o Brasil com vários shows este ano, e na capital goiana, a data já está confirmada: dia 31 de Agosto, no Estádio Serra Dourada.

Além de Goiânia, aturnê de despedida está programada para passar por outras cidades em 2024, como Cuiabá (MT), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR) e Vitória (ES), com mais locais a serem anunciados em breve.

O sertanejo enfatizou ainda o caráter emocional dessa despedida, ressaltando os recordes quebrados durante a trajetória, como a reunião de mais de 15 mil pessoas nos Estados Unidos, sendo o primeiro evento brasileiro a alcançar tal feito, e o reconhecimento como o maior festival em alto mar da história.

Ingressos

Os ingressos para o show de despedida serão disponibilizados para compra em breve no site BaladApp, onde também serão divulgadas informações sobre outras atrações do show.

Maiara & Maraisa e Pedro Sampaio se apresentam em Goiânia

No dia 13 de abril, Goiânia será palco do festival “No Pelo 360º”, cujo atração principal é a dupla Hugo & Guilherme. O evento também terá apresentações de peso com a dupla Maiara & Maraisa e do DJ Pedro Sampaio. O festival será realizado no Estádio Serra Dourada.

Os ingressos já estão à venda no site Brasil Tickets, com valores a partir de R$ 150,00.

Sobre as Atrações

Desde 2015, a dupla Hugo & Guilherme vem construindo uma carreira sólida no sertanejo. Com mais de 8,6 milhões de ouvintes mensais no Spotify e 420 milhões de streams, a dupla trará ao público de Goiânia sucessos como “Na Maldade”, “Imagina”, “Deslumbrante”, “Conveniência” e “Elevador”.

Maiara & Maraisa, reconhecidas como uma das duplas mais influentes do sertanejo atual, também marcarão presença. As irmãs, naturais de São José dos Quatro Marcos, Mato Grosso, iniciaram sua carreira em 2013 e conquistaram o público com sucessos como “Medo Bobo”, “10%”, “Sorte Que Cê Beija Bem” e “Bengala e Crochê”.

Pedro Sampaio, em ascensão no cenário musical brasileiro, é conhecido por sua versatilidade, destacando-se na música eletrônica e pop nacional. Hits como “Fala Mal de Mim”, “Sentadão”, “Balança” e “Larissa” prometem uma apresentação vibrante.

 

Luan Santana, Jorge & Mateus e Simone Mendes são atrações confirmadas em Festival de Caldas Novas

A cidade de Caldas Novas, a 170 quilômetros de Goiânia, está prestes a receber o festival mais quente do Brasil, o Verão Multiverso, que acontece neste fim de semana, nos dias 12 e 13 de janeiro no Caldas Park, a partir das 20h30.

Este evento tradicional, com mais de uma década de história, destaca-se por apresentar shows de artistas renomados do universo sertanejo. Entre as atrações confirmadas estão nomes consagrados como Luan Santana, Jorge & Mateus, Simone Mendes, Clayton e Romário, João Bosco & Vinicius, Pedro Libe, Bruno Rosa, além dos MCs Poze do Rodo e Cabelinho.

Ingressos

Os ingressos para o festival estão disponíveis no segundo lote, com valores a partir de R$ 320,00 para o passaporte unissex, que oferece open bar de cerveja, refrigerante e água para os dois dias. A compra pode ser realizada no site quero2ingressos.com.br.

Para aqueles que buscam uma experiência premium, o ingresso individual Premium Petra está disponível por R$ 450,00, que dá acesso a cerveja, vodka, refrigerante, suco e água, tudo à vontade.

Além disso, o festival oferece a opção de mesas para seis pessoas, que inclui cerveja, refrigerante, água e uma garrafa de whisky por dia, com benefícios como entrada exclusiva, área coberta, piso elevado, atendimento de garçom, vista privilegiada, banheiros exclusivos e entrada diferenciada.

 

 

Jorge & Mateus em Goiânia: confira as datas da Turnê Único 2024

Pelo amor de Deus… Jorge & Mateus já confirmaram um show em Goiânia em 2024! Anota aí, a apresentação acontece no dia 6 de Julho. O local do evento e venda dos ingressos ainda não foram anunciadas.

Além de Goiânia, a dupla mais amada do Brasil vai passar por: Brasília (6/4), Salvador (24/8), São José do Rio Preto (14/9), Porto Alegre (12/10), Natal (19/10), Rio de Janeiro (23/11), Fortaleza (7/12) e Florianópolis (29/12).

Sobre a turnê

Os sertanejos apostam em um repertório com mais de duas horas de duração repleto de sucessos dos seus quase 20 anos de carreira, proporcionando uma experiência exclsiva ao público.

Os fãs podem esperar por canções como ”Então Valeu”, ”Se eu pedir, Cê Volta”, ”Todo Seu”, ”Logo eu”, ”Amor pra Recomeçar”, dentre outros sucessos.

A dupla de Itumbiara soma mais de 10 discos gravados e 60 milhões de seguidores nas redes sociais. Recentemente lançaram o álbum “É simples assim”, com regravações de outros artistas e também músicas inéditas, como “5 Regras” e “Todo Seu”. O álbum alcançou o 3º lugar entre os álbuns mais vistos do mundo.

Sertanejo é o gênero mais escutado no Spotify em 2023

Os estilos musicais mais escutados no Spotify em 2023 se trata justamente do que não sai do fone de ouvido ou das caixinhas de som na festa de família de todo brasileiro, as preferências são músicas chicletes, que grudam na cabeça ou que parecem que foram escritas para você, ou sobre você. Músicas dançantes ou até até mesmo as sofrência são o momento. As pessoas procuram um estilo musical sobre aquilo que estão vivendo, procuram não apenas músicas mas sentimentos e sensações.

Confira agora os gêneros mais escutados no Brasil em 2023: