23/08/2019 04:10
Notícias / Conteúdo

Ex-presidente peruano morre após atirar em si mesmo antes de ser preso

Alan García deu um tiro na cabeça após a chegada de policiais

Bianca
por Bianca Stephania G Siarom

O ex-presidente do Peru Alan García passou por uma cirurgia após dar um tiro na própria cabeça, mas não resistiu. García decidiu se matar após a Justiça decretar a sua prisão preventiva, na manhã de hoje (17), por suposto envolvimento em casos de corrupção com a empresa brasileira Odebrecht.

De acordo com informações médicas, García, 69 anos, teve três paradas cardíacas e foi reanimado três vezes. Ele deu entrada no Hospital Casimiro Ulloa, às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala na cabeça. 

O ex presidente teria atirado na própria cabeça após a chegada de agentes da Divisão de Investigação de Delitos de Alta Complexidade, com uma ordem de prisão preventiva de 10 dias.

Ele está envolvido em suposto esquema de corrupção e lavagem de dinheiro vinculado ao caso Odebrecht, na construção da Linha 1 do Metrô de Lima.

Ordens de prisão

Outros dois políticos também receberam ordens de prisão hoje (17), Luis Nava, ex secretário geral da Presidência no governo Alan García, e Miguel Atala, ex-vice-presidente da PetroPerú.

Ontem (16), em sua conta no Twitter, García escreveu que "como em nenhum documento sou mencionado e nenhum indício nem me evidencia nem me alcança, só resta especulações ou que inventem intermediários. Jamais me vendi e está provado".

García está sendo investigado pelo Ministério Público do Peru, e impedido de deixar do país. Ele vivia em Madri desde 2016 e, no ano passado, quando estava no Peru, recebeu a ordem de que não poderia deixar o país por 18 meses, para assegurar a sua presença no processo.

Em dezembro do ano passado, García pediu asilo político ao Uruguai, alegando perseguição política, mas teve o pedido negado. À época, o presidente uruguaio Tabaré Vázquez afirmou que o caso de García não era perseguição política e que, no Peru, "funcionam autônoma e livremente os três poderes do Estado, especialmente o Poder Judiciário".

Via Agência Brasil - Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo

Notícias sobre:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

+ Notícias

Macron convoca o G7 e afirma que as queimadas na Amazônia são 'uma crise internacional'

O encontro está previsto para este fim de semana, em Biarritz, no sudoeste francês


+ Notícias

Goiânia recebe Café com Amigos inspirado no TED com palestras gratuitas

O evento semanal terá primeira edição nesta sexta com palesta de Marcelo Albuquerque, CEO do Curta Mais


+ Notícias

TendTudo anuncia encerramento de atividades em Goiânia e várias lojas pelo Brasil

A faixa com o comunicado deixada na loja do Jardim Goiás pegou os clientes de surpresa


+ Notícias

Motociclista entregador dá pauladas e derruba radar móvel em Goiânia; assista vídeo

Homem ainda não identificado foi filmado derrubando o equipamento instalado pela SMT no Jardim Atlântico, próximo ao parque Cascavel


+ Notícias

Nova estátua de Cora Coralina na Cidade de Goiás gera polêmica

A novidade faz parte das comemorações pelos 130 anos da poetisa mas tem dividido opiniões


+ Notícias

Danilo Caymmi faz show em Goiânia em tributo ao pai Dorival

O elogiadíssimo 'Viva Caymmi’ chega a Goiânia em única apresentação


+ Notícias

Adolescente ataca escola e deixa pelo menos 6 feridos no Rio Grande do Sul

O suspeito fugiu e está sendo procurado pela polícia


+ Notícias

Olha eles: Os goianos Bruno e Marrone viram embaixadores do turismo brasileiro

"Hoje o almoço foi por conta do nosso presidente", escreveu Marrone nas redes sociais


TV Curta Mais

MAIS LIDAS DE HOJE

+ CLUBE DE VANTAGENS CURTA MAIS

Curta Mais 2019. Todos os direitos reservados.