A festa mais popular do Brasil: conheça a história e origem do Carnaval

O Carnaval Brasileiro transcende sua função inicial de mera celebração festiva, tornando-se uma manifestação cultural de extrema relevância e história marcante; saiba mais

Thaís Muniz
Por Thaís Muniz
carnaval brasil
O Carnaval chegou ao Brasil durante a colonização e transformou-se na maior festa popular do país (foto: Brasil Escola)

O Carnaval Brasileiro, celebrado como uma das festas mais vibrantes e emblemáticas do país, tem raízes profundas que se entrelaçam com a história, cultura e diversidade do Brasil. Neste mergulho na história e origens dessa festividade, exploraremos as raízes que deram origem a essa celebração única, sua evolução ao longo dos séculos e sua significativa importância cultural.

O Carnaval no Brasil remonta às tradições europeias, especialmente as festividades carnavalescas trazidas pelos colonizadores portugueses. Os primeiros registros datam do século XVII, quando as elites coloniais organizavam bailes e festas em suas mansões. No entanto, é inegável a influência africana, trazida pelos escravizados, que adicionou elementos singulares à celebração.

As raízes africanas se manifestam nos ritmos, danças e no surgimento dos primeiros blocos e cordões. Os cortejos de rua começaram a ganhar popularidade no século XIX, permitindo a participação de diversas classes sociais na festividade.

Origem

A palavra Carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é “retirar a carne”. Esse sentido está relacionado ao jejum que deveria ser realizado durante a Quaresma e também ao controle dos prazeres mundanos. Isso demonstra uma tentativa da Igreja Católica de controlar os desejos dos fiéis.

Alguns estudiosos entendem o Carnaval como uma festa cristã, pois sua origem, na forma como entendemos a festa atualmente, tem relação direta com o jejum quaresmal. Isso não impede que sejam traçadas as origens históricas que nos mostram a influência que o Carnaval sofreu de outras festas que existiam na Antiguidade.

Evolução ao Longo dos Séculos

O Carnaval foi se transformando ao longo dos anos, incorporando novos elementos e se adaptando às mudanças sociais e políticas. Nas décadas de 1920 e 1930, o samba consolidou-se como a trilha sonora do Carnaval, sendo difundido tanto nas grandes festas quanto nos pequenos blocos de rua.

Os desfiles de escolas de samba surgiram na década de 1930, no Rio de Janeiro, como uma forma de competição entre diferentes comunidades. Essa competição deu origem às grandiosas apresentações que conhecemos hoje, com elaborados enredos, fantasias exuberantes e carros alegóricos.

Já em Salvador, na Bahia, o Carnaval foi criado em 1950 pelos amigos Adolfo Antônio de Nascimento (Dodô) e Osmar Alvares Macedo (Osmar) – vêm daí os nomes de dois famosos circuitos por onde desfilam os blocos.

Adolfo e Osmar foram assistir ao desfile da famosa Vassourinha, uma festa carnavalesca de Pernambuco que tocava frevo na Rua Chile, na capital baiana.

Depois de observar toda a folia, eles restauraram um velho Ford 1929, conhecido como “fóbica”, e decoraram o carro com muitos confetes e placas em formato de violão. Dodô, formado em radiotecnia, montou uma fonte ligada à corrente de uma bateria do veículo, fornecendo energia para os alto-falantes instalados no Ford.

Em pleno domingo de Carnaval, os dois subiram a Ladeira da Montanha em direção à praça Castro Alves e à rua Chile. O carro, todo colorido e tocando som alto, atraiu milhares de pessoas, que seguiram Dodô e Osmar.

Dodô e Osmar no primeiro Trio Elétrico (Foto: reprodução)

 

Importância Cultural

O Carnaval Brasileiro transcende sua função inicial de mera celebração festiva, tornando-se uma manifestação cultural de extrema relevância. É um momento em que as diferenças são deixadas de lado, e o país inteiro se une em uma explosão de cores, ritmos e alegria. A diversidade cultural do Brasil se reflete nas diferentes formas de celebração, desde os frevos em Recife até o samba no Rio de Janeiro.

Além disso, o Carnaval é uma importante fonte de renda para o turismo, gerando empregos e movimentando a economia local. As escolas de samba, por exemplo, são verdadeiras instituições que envolvem a comunidade em atividades durante todo o ano, promovendo a coesão social.

Algumas das principais Festas de Carnaval no Brasil

Carnaval do Rio de Janeiro:

O Carnaval carioca é mundialmente famoso pelos seus deslumbrantes desfiles das escolas de samba na Marquês de Sapucaí. Estas escolas, verdadeiras agremiações culturais, competem em apresentações magníficas que contam histórias, exibem fantasias elaboradas e impressionantes carros alegóricos. Além disso, os tradicionais blocos de rua reúnem multidões em festas animadas, destacando a fusão de ritmos como o samba e o funk.

Marquês de Sapucaí, onde acontecem os desfiles de carnaval no Rio de Janeiro todos os anos (Foto: Christiana Castro)

 

Carnaval de Salvador:

O Carnaval de Salvador, na Bahia, é sinônimo de energia contagiante e música pulsante. Os trios elétricos, enormes caminhões que transportam bandas de axé e artistas consagrados, arrastam multidões em um animado circuito pela cidade. O “arrastão”, último desfile do Carnaval, é um espetáculo à parte, com artistas e foliões se despedindo da festividade em grande estilo.

Circuido Dodô e Osmar, Campo Grande – Salvador (BA)

 

Carnaval de São Paulo:

A capital paulista não fica para trás quando o assunto é Carnaval. Os desfiles das escolas de samba no Sambódromo do Anhembi rivalizam em grandiosidade com o Rio de Janeiro, apresentando enredos elaborados, performances incríveis e uma competição acirrada. Além disso, os blocos de rua ganharam espaço na cidade, proporcionando uma experiência carnavalesca diversificada e acessível a todos.

Foto: Marcelo Messina

 

Carnaval de Pernambuco – Galo da Madrugada:

O Galo da Madrugada, em Recife, é conhecido como o maior bloco de Carnaval do mundo. Com seu desfile monumental, reúne milhões de foliões que se divertem ao som do frevo e outros ritmos regionais. O evento se destaca não apenas pela sua magnitude, mas também pela forte presença das tradições culturais pernambucanas.

Galo da Madrugada 2019 – Foto: Folha de Pernambuco

 

Veja também:

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar aqui e escolher.