Goiás se aproxima de recorde histórico de novas empresas em 2023

Estado já contabiliza 31.413 novos negócios.

Mariane Faz
Por Mariane Faz
Goiás chega perto de recorde de novas empresas em 2023
Foto: Codego

Os dados recentemente divulgados pela Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) sinalizam um horizonte esperançoso para o empreendedorismo goiano. Somente no mês de novembro, foram criadas 2.609 novas empresas, contribuindo para um total de 31.413 negócios estabelecidos de janeiro a novembro de 2023. Esse número expressivo sugere que Goiás se aproxima de um recorde histórico de novas empresas.

A marca anterior é de 2021, quando foram registradas 33.082 novas constituições empresariais.

O presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira, celebra os dados animadores e prevê que o estado está a apenas 1.669 empresas de atingir um novo patamar histórico. Siqueira destaca que, desde 2021, não houve um mês sequer com menos de 2 mil CNPJs registrados, evidenciando a robustez desse crescimento. “O Governo fez sua parte, criando oportunidades, e a população respondeu empreendendo”, comemora o presidente.

Atualmente, Goiás abriga 1.101.629 empresas ativas em seus municípios, revelando que o espírito empreendedor está disseminado por todas as regiões. A região metropolitana lidera, mas o Entorno do Distrito Federal e a região Sul também marcam presença no ranking das cidades com maior número de negócios ativos. Goiânia (337.533), Aparecida de Goiânia (81.549), Anápolis (64.588), Rio Verde (34.851), Valparaíso de Goiás (24.514), Luziânia (24.050), Águas Lindas de Goiás (21.858), Caldas Novas (19.371), Senador Canedo (19.256), Trindade (18.446), Itumbiara (17.578), Catalão (17.549), Jataí (17.064), Formosa (15.281) e Planaltina de Goiás (12.366) compõem o top 15 de Goiás.

 

Chegando ao Recorde de Novas Empresas: Novembro

No último mês, diversos setores se destacaram na abertura de novos negócios, indicando uma ampla diversificação econômica em Goiás.

Os serviços combinados de escritório e apoio administrativo lideraram com 313 novos empreendimentos, seguidos pelas atividades de consultoria em gestão empresarial (206), comércio varejista de bebidas (183), treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial (181) e preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo não especificados anteriormente (169).

Goiás mantém sua posição de liderança no ranking de abertura de empresas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, superando estados como Ceará e Mato Grosso. O tempo médio para concluir o processo de nova abertura em Goiás foi de 18 horas, abaixo da média nacional de 1 dia e 5 horas, conforme dados do Portal da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas (Redesim), do governo federal.

 

Desenvolvimento regional com novas empresas em Goiás

A força do empreendedorismo em Goiás transcende a capital, refletindo um desenvolvimento econômico disseminado em diferentes regiões. O Entorno do Distrito Federal e a região Sul também estão presentes no mapa do empreendedorismo ativo, demonstrando que o estado está se consolidando como um polo de oportunidades para diversos setores.

O sucesso desse crescimento se deve, em parte, à implementação de medidas governamentais que incentivam a criação de empreendimentos e à resposta positiva da população, que abraçou o desafio empreendedor. A eficiência do processo de abertura de empresas em Goiás, com uma média de 18 horas, contribui para atrair investidores e novos empreendedores, fomentando ainda mais o ambiente de negócios no estado.

 

O que o recorde de novas empresas melhora em Goiás?

À medida que Goiás se aproxima de superar sua marca, as perspectivas futuras são promissoras para a economia local. O crescimento contínuo do número de empresas contribui para a geração de empregos, o aumento da arrecadação de impostos e o fortalecimento da economia estadual como um todo.

O ambiente empreendedor diversificado em Goiás, com atuação expressiva em setores como serviços, consultoria, comércio e treinamento profissional, demonstra a resiliência e a adaptabilidade do empresariado local. Diante desse panorama, a expectativa é que o estado não apenas alcance, mas ultrapasse suas metas, consolidando-se como um dos principais hubs empreendedores do país.

 

 

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? Basta clicar aqui e entrar no canal do WhatsApp do Curta Mais.