Centro Cultural em Goiânia inaugura exposição de Américo Poteiro com entrada gratuita

Muitas cores e formas orgânicas vão preencher de arte Naïf a Galeria Frei Confaloni, no Centro Cultural Octo Marques, em Goiânia, com a exposição “Tradição: a Arte de Américo Poteiro”, que será aberta nesta terça-feira (20/02), às 19h.

A mostra conta com apoio do Governo de Goiás, por meio do Programa Goyazes, mecanismo de fomento gerenciado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Composta por 55 obras entre esculturas e pinturas, “Tradição: a arte de Américo Poteiro” recebeu curadoria de Enock Sacramento e produção de Malu da Cunha. “Crescendo imerso no ambiente artístico, Américo absorveu desde cedo os conhecimentos e técnicas de seu pai, participando ativamente do processo criativo”, ressalta Enock.

Segundo ele, a influência de Antônio Poteiro se reflete na obra de Américo, especialmente na cerâmica, onde ele começou a criar suas próprias peças sob a orientação e encorajamento de seu pai. “Embora tenha começado seguindo os passos de seu pai, Américo gradualmente desenvolveu seu estilo único, combinando elementos da tradição familiar com suas próprias ideias e experiências”, complementa o curador.

A exposição oferece aos visitantes uma visão abrangente da obra de Américo Poteiro, que é reconhecido por sua habilidade em mesclar tradições do Cerrado com técnicas de escultura e pintura.

A mostra fica em cartaz até 31 de março. O Centro Cultural Octo Marques funciona de segunda-feira a domingo, das 9h às 17h, com entrada gratuita.

Américo Poteiro leva suas obras para o Centro Cultural Octo Marques a partir da próxima terça-feira (20/02). Mostra tem apoio do Programa Goyazes (foto: Paulo Rezende)

10 finais de series que não agradaram os fãs

Quem nunca ficou tão viciado em uma série que passou madrugadas em claro só para saber o que ia acontecer no próximo episódio? A gente se envolve com os personagens, cria teorias mirabolantes, e quando chega no final, espera um desfecho épico. Só que, às vezes, os criadores decidem dar aquela guinada inesperada e deixam a galera toda confusa.

Vamos falar sério, quem não se lembra daquele final que mais pareceu um balde de água fria? Pois é, pensando nisso, o Guia preparou uma lista para relembrar 10 finais de séries que causaram um rebuliço entre os fãs e geraram debates acalorados e cuidado com os spoilers.

Mostra de cinema “O Amor, a Morte e as Paixões” termina nesta quarta-feira em Goiânia

A programação da mostra de cinema “O Amor, a Morte e as Paixões” termina nesta quarta-feira (14/2), no CineX, dentro do Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), em Goiânia. O evento, que tem parceria do Sesc Goiás, reuniu mais de 70 filmes ao todo.

A grade de filmes conta com produções regionais, nacionais e internacionais, com a presença dos mais requisitados para o Oscar 2024 e premiados em grandes festivais mundiais. O catálogo conta com diversos gêneros e propostas estéticas cinematográficas, que prometem oferecer muitas reflexões, debates e entretenimento.

Entre os destaques do último na programação, estão os filmes: Anatomia de uma Queda, A Cor Púrpura e Pobres Criaturas.

Curtas goianos

A 15ª edição do evento também conta com uma mostra exclusiva de curtas-metragens goianos: “Feitos em Goiás”. As produções passaram pela curadoria de  Erik Ely e Lisandro Nogueira. Serão seis produções de ficção e documentários, com exibição gratuita (sujeito à lotação), previstas para o dia 7 de fevereiro, às 16h45.

Sobre a mostra

Criada em 2001 pelo professor de Cinema da Universidade Federal de Goiás Lisandro Nogueira, a mostra reuniu apenas 17 filmes em sua 1ª edição. Desde o início, a mostra já reuniu mais de 300 mil pessoas, em inúmeras sessões, e um público cativo à sétima arte.

“Como sempre, o público pode aguardar por produções selecionadas com muito carinho e atenção. Chegar até aqui é um feito gigante, pois nos traz a certeza de que estamos levando o melhor do cinema ao público goiano”, ressalta Lisandro Nogueira.

Programação

14/2/2024 Quarta – Sala 1

12:00 UMA VIDA SEM ELE
14:10 MONSTER
16:40 A COR PÚRPURA
19:20 ZONA DE INTERESSE
21:30 A MENINA SILENCIOSA

Sala 2

12:00 CORPO ESTRANHO
13:40 ANATOMIA DE UMA QUEDA
16:30 O ESTRANHO
18:40 POBRES CRIATURAS
21:30 DESEJO PROIBIDO

Qual a primeira capital de Goiás?

A história de um estado muitas vezes é contada pelas marcas deixadas em sua primeira capital. Em Goiás, essa narrativa ganha vida na cidade de Vila Boa, hoje conhecida como Cidade de Goiás. Entre suas ruas de pedra e casarões coloniais, reside um legado que remonta aos primórdios da colonização brasileira, que oferece  aos visitantes uma imersão na riqueza cultural e histórica do estado.

Foto: divulgação

Localizada no coração do cerrado brasileiro, a primeira capital de Goiás é um testemunho vivo das transformações que moldaram a região ao longo dos séculos. Fundada em 1727, Vila Boa foi o centro administrativo e cultural da capitania de Goiás durante o período colonial, desempenhando um papel crucial no desenvolvimento da região.

O conjunto arquitetônico preservado da Cidade de Goiás conta a história da ocupação portuguesa na área, com igrejas barrocas, casarões coloniais e praças que refletem a influência da época. Entre os pontos de destaque estão a Igreja Matriz de Sant’Ana, construída no século XVIII, e o Museu das Bandeiras, que abriga artefatos e documentos que contam a trajetória da cidade e do estado.

 

Igreja Matriz de Sant’Ana/Foto: divulgação

Além de seu valor histórico, a primeira capital de Goiás também é um centro cultural, onde tradições seculares se mesclam com a vida contemporânea. Festivais de música, dança e gastronomia celebram a diversidade cultural do estado, enquanto artistas locais mantêm viva a herança artística e artesanal da região.

Atualmente, a cidade de Goiás recebe visitantes de todo o Brasil e do mundo, atraídos pela sua atmosfera encantadora e pelo rico patrimônio histórico. Ruas de pedra que contam histórias, igrejas centenárias que guardam segredos e uma paisagem que reflete a força e a beleza do cerrado brasileiro fazem da primeira capital de Goiás um destino imperdível para aqueles que desejam explorar as raízes e a identidade desse estado tão diverso e fascinante.

 

10 melhores músicas brasileiras de todos os tempos

O cenário musical brasileiro é conhecido por ser bastante eclético e conter até mais de dois ritmos em uma única canção. A fusão de elementos europeus, africanos e indígenas foi essencial para o surgimento da música brasileira, caindo não só no gosto nacional, mas no internacional também.

Artistas como Caetano Veloso, Elis Regina, Gilberto Gil e Luiz Gonzaga foram responsáveis por compor e interpretar músicas que até hoje estão nas paradas de sucesso, e que se tornaram verdadeiros hinos nacionais.

Hoje, o Guia Curta Mais trouxe para vocês as 10 melhores músicas brasileiras de todos os tempos. Duvido já não terem escutado uma ou todas elas.

Todas as faixas podem ser encontradas facilmente nas plataformas musicais, como Youtube, Spotify e Deezer.

As 10 músicas sertanejas mais tocadas de janeiro de 2024

No cenário musical brasileiro, o sertanejo continua a ser uma força dominante, conquistando corações e agitando as paradas de sucesso. Janeiro de 2024 não é exceção, e neste mês, as melodias que ecoam pelas rádios e plataformas de streaming revelam um panorama emocionante e diversificado do gênero.

Neste período não apenas refletem a habilidade dos artistas em cativar o público, mas também evidenciam as tendências e influências que moldam a música sertaneja contemporânea. Vamos mergulhar nessa trilha sonora envolvente e descobrir as canções que estão definindo o início deste ano, proporcionando uma experiência musical única e cheia de emoções. Pensando nisso, o Guia preparou uma com as 10 músicas sertanejas mais tocadas segundo o site, redlist.

Conheça as 10 músicas sertanejas mais tocadas de janeiro de 2024:

 

1. Clayton & Romário – Morena

2. Lauana Prado Raiz Goiânia – Me Leva Pra Casa / Escrito Nas Estrelas / Saudade

3. Hugo e Guilherme – Vazou na Braquiara

4. Eu Me Perdi – Nicolas Germano

5. Guilherme e Benuto, Simone Mendes – Manda um Oi

6. Ana Castela – Solteiro Forçado

7. Hugo e Guilherme – Tô Bem Melhor

8. Gusttavo Lima – Canudinho Part. Ana Castela

9. AgroPlay, LuanPereiraLP – Silverado

10. Porra louca – Juares Oliveira

 

6 Filmes e séries mais pirateados de 2023

Seria esse o jeito de ter acesso à cultura de forma justa? Apesar de alguns afirmarem que os preços das plataformas de streaming tornaram o entretenimento mais acessível, a pirataria continua sendo uma prática comum para assistir a conteúdos sem custos. Conteúdos pirateados é considerada uma violação dos direitos autorais, sua presença e influência são inegáveis.

A empresa de dados MUSO compilou um ranking das 6 séries e filmes mais pirateados em 2023, fornecendo percepções sobre os títulos mais procurados em fontes não licenciadas. Isso destaca a persistência e a relevância da pirataria na era digital, apesar das alternativas legais disponíveis.

Ícone da Art Déco em Goiânia, Museu Zoroastro Artiaga será restaurado

O Museu Zoroastro Artiaga, situado na Praça Cívica, no centro de Goiânia, possui uma história fascinante e desempenha um papel significativo na preservação da cultura e história da região. O edifício que abriga o museu foi originalmente construído entre 1942 e 1943 pelo engenheiro polonês Kazimiers Bartoszevsky, em um impressionante estilo Art Déco. Inicialmente, a estrutura foi destinada a sediar o Departamento de Imprensa e Propaganda.

Em 1946, o local foi convertido em um museu e recebeu o nome de ”Zoroastro Artiaga”, em homenagem a uma figura multifacetada que desempenhou papéis importantes na educação, advocacia, geologia e história. Zoroastro Artiaga foi o primeiro diretor da instituição, conferindo-lhe uma conexão direta com o surgimento do museu na capital.

Revitalização

O projeto de restauração do Museu Zoroastro Artiaga foi aprovado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A obra será realizada pelo Governo de Goiás, por meio de recursos da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), e foi orçada em R$ 6,5 milhões. “Estamos fazendo diversas adequações para que o prédio seja acessível a toda a população. Vamos entregar todos os prédios da Praça Cívica requalificados até 2026”, adianta a secretária de Estado da Cultura, Yara Nunes.

Desenvolvido pelas equipes da Secult, o projeto contempla a recuperação das características originais do prédio e a valorização das qualidades arquitetônicas do acervo Art Déco da capital. Também serão realizadas intervenções de acessibilidade e segurança estrutural com o objetivo de conservar a edificação e requalificar o espaço. A restauração ainda vai contemplar a elaboração de nova proposta museográfica para o espaço.

O museu também vai passar por processo de desinfestação e higienização de seu acervo para poder receber novos desenhos de exposições de coleções de peças arqueológicas, mineralógicas, de etnologia indígena, arte sacra e arte popular que contam a trajetória do estado e da cidade de Goiânia, desde sua fundação até os dias atuais.

A obra será executada pela Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). O projeto segue para o processo licitatório e a previsão é de iniciar os trabalhos no primeiro semestre de 2024.

O museu faz parte do Circuito Cultural, um ambicioso projeto do Governo de Goiás, que visa revitalizar a Praça Cívica e valorizar a importância de todos os sete prédios do local que carregam a memória e a cultura de Goiás (foto: reprodução Goiás Total)

História e tradição

O Museu Zoroastro Artiaga é de importância singular, sendo o primeiro museu da cidade. Além de sua significativa relevância cultural, o edifício foi tombado como Patrimônio Arquitetônico e Histórico Estadual em 1998, destacando a importância de sua arquitetura e contribuição histórica para o estado de Goiás, e em 2004 foi tombado pelo Iphan.

O acervo do Museu Zoroastro Artiaga é diversificado, abrangendo peças históricas, artísticas e culturais relacionadas à região. Visitantes têm a oportunidade de explorar exposições que refletem a rica herança de Goiânia e suas contribuições para a história do Brasil.

Com suas exposições permanentes e temporárias, o museu proporciona uma experiência enriquecedora para todos que buscam compreender a história e a cultura da região.

O Museu Zoroastro Artiaga não apenas é uma joia arquitetônica em estilo Art Decó, mas também desempenha um papel crucial na preservação e divulgação da rica história e cultura de Goiânia e do estado de Goiás.

 

Veja também:

 

6 filmes indicados ao Oscar disponíveis nas plataformas de streaming

O Oscar é amplamente reconhecido como o apogeu da celebração do talento na sétima arte, conferindo prestígio e status icônico a filmes e profissionais do cinema. No dia 23 de janeiro, foram anunciadas as produções indicadas para a premiação deste ano, agendada para 10 de março em Los Angeles.

É fascinante observar como a premiação não apenas destaca realizações excepcionais, mas também influencia a disseminação global da cultura cinematográfica. A lista de indicados promete proporcionar aos espectadores uma experiência cinematográfica rica e diversificada, permitindo que o público mergulhe em narrativas envolventes e performances excepcionais.

Pensando nisso, o Guia selecionou 6 filmes indicados ao Oscar disponíveis nas plataformas de streaming, para você não ficar de fora da premiação. À medida que a data da cerimônia se aproxima, a expectativa e a antecipação só aumentam, solidificando o Oscar como um marco crucial no calendário cultural e artístico.

Confira programação do carnaval em Piri com entrada gratuita

Os ritmos envolventes do carnaval estão prestes a contagiar as ruas de Piri, prometendo uma celebração inesquecível para moradores e visitantes. Com uma programação repleta de música, dança e alegria, a cidade se prepara para receber foliões de todas as idades. 

Desde a abertura do Palco Carnaval Cultural, no sábado, 10, até as emocionantes apresentações das bandas locais, como Pireneus e Mistura Fina, a energia pulsante da festa promete encantar a todos. Além disso, a terça-feira, 13, reserva momentos especiais para os pequenos foliões, com uma matinê infantil e um show especialmente preparado para eles. 

Prepare suas fantasias e venha fazer parte dessa festa que promete ficar na memória de todos!

 

Confira:

Governo investe mais de meio bilhão em ações culturais no estado em 2024

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, vai lançar um pacote de investimentos em eventos culturais e ações de fomento ao microempreendedorismo. O Impulso Goiás, executado pelas secretarias da Retomada e da Cultura, será destinado ao fortalecimento das economias locais em regiões turísticas do estado.

O Governo estadual vai investir R$ 546 milhões por meio de festivais consagrados como o TeNpo, Fica e Canto da Primavera; do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO); de leis de apoio à cultura e de ações em parceria com o sistema Fecomércio e Sesc.

O evento de anúncio, que será realizado no Centro Cultural Oscar Niemeyer nesta quinta-feira (1º), vai marcar a abertura do calendário cultural 2024, com a divulgação da programação do Carnaval em Goiás pelas prefeituras dos municípios de Jaraguá, cidade de Goiás, Aruanã, Caiapônia, Pirenópolis, Britânia, Três Ranchos, entre outras.

Também na esplanada, os foliões poderão fazer a customização dos abadás do pré-carnaval da Liga Oficial dos Blocos, que acontecerá no próximo sábado (03/02), com apoio do Governo do Estado e do Sesc. Alunos de moda da UEG e costureiras que se formaram na confecção com benefícios do programa Goiás Social vão atender gratuitamente os interessados.

 

Veja também:

Castelinho do Lago das Rosas, ícone cultural de Goiânia, será restaurado

Durante vistoria realizada na quarta-feira (24/1) no Castelinho do Lago das Rosas, o prefeito Rogério Cruz anunciou a transformação do espaço após sua completa recuperação.

Atualmente sob a responsabilidade da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), o Castelinho será direcionado à Secretaria Municipal de Cultura (Secult) para abrigar diversas atrações e eventos culturais.

“O espaço será utilizado para atrações e eventos especiais, voltados a toda população da cidade. Queremos trazer segurança para esses locais tão bonitos e conhecidos como o Lago das Rosas e o nosso Castelinho. Fica aqui a nossa determinação para que esse processo, em parceria com a Cultura, transforme esse local em um ponto de referência para a população goianiense”, expressou o prefeito Rogério Cruz, ao destacar a importância histórica do Castelinho para Goiânia.

Castelinho, no Lago das Rosas, era alvo constante de pichações e depredações (Foto: Domingos Ketelbey – Mais Goiás)

Atualmente em processo de revitalização pela Amma, o local passa por pintura e reestruturação dos banheiros, que agora contam com grades em suas janelas e portas reforçadas para evitar futuros danos.

“Esse espaço, histórico para a cidade, frequentemente é alvo de pichações e depredações, e precisa ser ocupado e resgatado pelo poder público, além de ser utilizado pela população que frequenta a unidade de conservação”, afirmou o presidente da Amma, Luan Alves.

O secretário municipal de Cultura, Zander Fábio, destacou que o Castelinho receberá um extenso trabalho de arte urbana, com o uso de incentivos municipais e federais.

“Vai ser feito um grande trabalho de arte urbana, o maior que uma Prefeitura já fez em Goiânia. Vamos promover um chamamento para que artistas de grafite realizem intervenções no local e, assim, evitar pichações e depredações neste patrimônio público”, explicou o titular da Secult.

 

Veja também:

 

Cidade goiana encantadora e acolhedora já se chamou ‘Barranca’

Rialma, é uma cidade goiana localizada no Vale do São Patrício em Goiás, é uma joia turística pouco explorada, com uma rica mistura de história, cultura e belezas naturais. A cidade fica a uma distância aproximada de 177 km de Goiânia, o que representa cerca de 2 horas e 37 minutos de viagem de carro. Essa proximidade com a capital do estado torna Rialma uma opção conveniente e atraente para turistas que buscam explorar além dos destinos mais conhecidos em Goiás.

Ao detalhar a pauta sobre Rialma, você pode incluir estas informações para dar aos leitores uma ideia precisa da facilidade de acesso à cidade a partir de Goiânia. Esses detalhes são cruciais para planejar uma viagem, proporcionando uma experiência mais rica e bem-informada aos turistas interessados em descobrir as riquezas dessa região de Goiás.

História e cultura local de Rialma

A história de Rialma, uma cidade fundada em 1953 no estado de Goiás, é marcada por uma rica tapeçaria de eventos e desenvolvimentos culturais. O povoado que originou a cidade começou a se formar na margem direita do Rio das Almas em 1940, quando foi criada a Colônia Agrícola Nacional. A notícia da distribuição de lotes gratuitos atraiu trabalhadores de diversas partes do país, especialmente de Minas Gerais, o que contribuiu significativamente para a diversidade cultural da cidade.

Curiosamente, o nome inicial do povoado era “Barranca”, devido à localização dos colonos na margem do rio. Com o tempo, o povoado cresceu e se desenvolveu, com a construção de estradas, pousadas, lojas e outras infraestruturas. Em 1949, o povoado foi elevado à categoria de distrito com a denominação de Rialma, uma aglutinação de “Rio das Almas”. A emancipação política de Rialma como município ocorreu em 1953, após várias lutas políticas e sociais.

A cidade de Rialma também se destacou no campo da educação, com a fundação da Escola João Wesley de Oliveira em 1948, que foi um marco importante no desenvolvimento educacional do município. A escola começou em uma casa de pau a pique e, com o tempo, expandiu-se para acomodar um número crescente de alunos.

Além disso, a cidade tem uma rica história política, com a instalação da Câmara Municipal de Rialma em 1955 e a eleição do primeiro presidente da Câmara. Ao longo dos anos, Rialma evoluiu e se desenvolveu, tornando-se um município com uma identidade cultural própria e um importante contribuinte para a diversidade cultural de Goiás.

Leia também:

Cidade goiana com título de princesa já se chamou ‘Calção de Couro’

Conheça uma cidade goiana com atrativos turísticos intocados e um dos climas mais agradáveis de Goiás

Cidade goiana tem águas quentinhas que brotam a até 70 graus

Cantor Marcos Almeida anuncia releitura de grande clássico de Gilberto Gil

O cantor e compositor Marcos Almeida apresenta seu primeiro lançamento de 2024. Ele traz a releitura de “Tenho Sede” de Gilberto Gil que faz parte da série “Canções Para Morar em Tempos Difíceis”.

Após os sucessos “Vem Me Socorrer” e “Sê Valente” que fizeram parte da trilha sonora da novela “ Vai na fé” da rede globo. O cantor estreia o ano com nova interpretação da composição de Dominguinhos e Anastácia gravada originalmente por Gilberto Gil em 1975.

“Esta é uma daquelas canções tridimensionais da música brasileira. A expressão ‘Tenho Sede’ faz parte de uma cena narrada pelo Evangelho. Nessa interpretação inédita, busquei trazer toda essa multidimensionalidade lírica para um canto puro, de take único, gravado sobre o arranjo sensível e profundo de Wanderson Lopez que sustenta a base em seu violão mágico. O arranjador continua moldando o impossível: fazer daquele clássico uma música nova como se esse novo sempre existisse “, detalha Marcos sobre o motivo de gravar essa canção.

Divulgação

Outros projetos do artista

Em outubro de 2023, iniciou o lançamento da série “Canções Para Morar em Tempos Difíceis” com a canção “Paciência”, originalmente cantada por Lenine. Por meio deste projeto, Marcos Almeida reforça seu apreço pela música popular brasileira e explora suas inúmeras possibilidades interpretativas.

“‘Tenho Sede’ está entre as minhas ‘Canções Para Morar em Tempos Difíceis’. Tô fazendo uma casa na árvore, tô armando uma rede debaixo de um pé de manga. Depois da frondosa ‘Paciência’, de Lenine e Dudu Falcão, chegou a vez de nos sentarmos debaixo da sombra de outra árvore plantada por Dominguinhos e Anastácia” finaliza o artista.

Unidades culturais de Goiânia vão se tornar mais acessíveis para pessoas com deficiência

Visando dar mais acessibilidade e igualdade à pessoas com deficiência, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), estuda implantar novos recursos em suas unidades culturais. De acordo com a pasta, a partir das 9 horas desta terça-feira (16), equipes realizam visita técnica no Centro Cultural Marietta Telles, na Praça Cívica, região Central da capital.

A secretária de Estado da Cultura, Yara Nunes, explica que todas as unidades serão entregues totalmente acessíveis.

“Vamos restaurar nossas unidades e vamos entregá-las totalmente acessíveis. Precisamos tornar a cultura goiana mais democrática e inclusiva para que todos possam apreciar e aprender com o universo artístico”, explica.
Durante a visita técnica, estarão presentes pessoas com deficiências motora, visual e auditiva para elas descreverem sobre suas maiores necessidades nos espaços culturais. A Secult afirma que o estudo está previsto para ser finalizado ainda em abril deste ano.
Adequações
De acordo com  a Secult, entre as adequações já previstas estão a implantação de piso tátil, rampas e elevadores, além da aquisição de equipamentos audiovisuais.
“Todos os restauros da Secult estão sendo entregues totalmente acessíveis. São adequações para que as pessoas se sintam mais incluídas”, ressalta a superintendente de patrimônio histórico e artístico, Bruna Arruda.