Filme britânico de drama e comédia romântica conquistou milhares de espectadores

Existe um filme britânico que mistura drama e comédia romântica e promete agradar a todos que gostam das histórias apaixonantes da alta sociedade. Com um toque de humor e muito romance, vamos apresentar “A Lista do Sr. Malcolm” (2022), uma obra que lembra bastante o estilo de “Bridgerton” (2020) e pode ser uma ótima opção para matar a saudade da série.

Conheça “A Lista do Sr. Malcolm”

Enquanto aguardamos os novos episódios de Bridgerton, vale a pena conferir o filme britânico “A Lista do Sr. Malcolm”. Esse filme se passa na Inglaterra do século XIX, em 1818, e acompanha a história de um solteirão cobiçado de Londres, o Sr. Malcolm. Ele tem uma lista de exigências para sua futura esposa, o que causa bastante confusão. Quando uma pretendente, Julia, não consegue cumprir todos os requisitos, ela pede a ajuda de sua amiga Selina para se vingar. Esse enredo é cheio de romance, intrigas e toques de humor, muito parecido com o que vemos na querida série da Netflix.

Elenco carismático

O que torna “A Lista do Sr. Malcolm” ainda mais especial é o elenco talentoso. Com nomes como Freida Pinto (Quem Quer Ser um Milionário?), Sope Dirisu (Gangs of London), Oliver Jackson-Cohen (A Maldição da Residência Hill), Ashley Park (Emily em Paris), Zawe Ashton (As Marvels) e Theo James (Magnatas do Crime), esse filme britânico tem tudo para conquistar o público. Cada ator traz carisma e talento, tornando a história envolvente e divertida.

Onde assistir

Se você ficou curioso para assistir “A Lista do Sr. Malcolm”, ele está disponível para compra ou aluguel em várias plataformas como Prime Video, Google Play Filmes e Apple TV+. Esse filme britânico é uma ótima oportunidade para se envolver em um romance histórico. Com essa dica, você pode continuar se encantando com histórias de amor, alianças e intrigas na alta sociedade, aproveitando o melhor dos romances históricos britânicos.

Veja também:

Série impactante da Netflix revela segredos extraordinários sobre Era Hitler

Filme de terror da Netflix tem 1h25 e nenhum diálogo

Esse filme da Netflix conta uma das mais belas histórias do cinema

Fica 2024 é a edição com mais filmes inscritos em toda a história do festival em Goiás

O 25ª Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) foi a edição com mais inscrições de filmes brasileiros e estrangeiros em comparação com todas as edições anteriores.

Os números recordes de inscrições em cada categoria revelam a solidificação do festival e a relevância do tema escolhido. O Fica acontece entre os dias 11 e 16 de junho, na cidade de Goiás, e é uma realização do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), em correalização com a Universidade Federal de Goiás (UFG), por meio da Fundação Rádio e Televisão Educativa (RTVE).

Nesta edição, foram 1.078 filmes inscritos, em comparação com 540 obras no festival de 2023. O montante representa praticamente o dobro em relação à edição anterior.

Além disso, nesta 25ª edição, 76 países, de todos os continentes, com exceção da Antártica, submeteram propostas de filmes para a Mostra Internacional Washington Novaes, contra 24 países da edição do ano passado. No Brasil, 26 dos 27 estados participaram da seletiva.

No total, foram 459 filmes brasileiros, 560 estrangeiros e 121 filmes goianos disputando as inscrições. Só para se ter uma ideia, a primeira edição contou com 154 inscrições, sendo que a média entre todas as edições do festival é de cerca de 400 filmes inscritos. Os países mais bem representados foram Brasil, Irã, Índia e Estados Unidos, já os estados foram São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A mostra Washington Novaes concentra o maior número de inscritos, com 900 propostas, em seguida a mostra do Cinema Goiano, com 57 produções, já a mostra de Cinema Indígena e Povos Tradicionais, mesmo sendo inédita nesta edição, recebeu 50 filmes inscritos, e a mostra Becos da Minha Terra ficou com 12 propostas inscritas, o que revela o fortalecimento da produção audiovisual da cidade de Goiás. O festival vai destinar premiações que variam de R$ 5 mil a R$ 35 mil, além de troféus e menções honrosas.

O diretor de programação do festival, Pedro Novaes, considera a visibilidade do festival e o propósito ao qual ele se propõe como impulsionadores desse aumento significativo de inscritos: “Acho que são três coisas: a recuperação da imagem do FICA como um festival extremamente relevante, o fato da questão ambiental estar no centro do debate político e, ainda, o uso de uma nova plataforma para as inscrições, a Film Freeway, onde já estão centenas de outros festivais internacionais importantes”, avalia.

Evento multicultural

O Fica 2024 conta com uma vasta programação gratuita, com mostras competitivas, debates com grandes nomes do cinema nacional e internacional, atividades de cunho ambiental e atrações culturais.

Saiba mais aqui:

 

Cinema em Goiânia tem promoção de ingressos a R$ 12,00

Começou nesta segunda-feira, 27 de Maio, a promoção exclusiva da rede de cinemas Cinemark com a iniciativa de ingressos no valor de R$ 12,00 válida para sessões 2D e 3D, em todo o Brasil.

Entre os dias 27 e 29 de maio, estão em cartaz os filmes Furiosa: Uma Saga Mad Max, Amigos Imaginários, a cinebiografia da cantora Amy Winehouse Back To Black e a comédia nacional De Repente, Miss!.

Os próximos lançamentos também entram na promoção, como a reexibição de Harry Potter – E o prisioneiro de Azkaban, o nacional Meu Sangue Ferve por Você, Bad Boys: Até o Fim, Grande Sertão, Avassaladoras 2.0, Assassino por Acaso, dentre outros.

O preço especial é válido de segunda a quinta, exceto feriados, até dia 19 de junho, para todos os complexos Cinemark que contam com salas convencionais, em sessões 2D e 3D.

Caso a compra dos ingressos seja realizada nos canais digitais da Rede, como site e app, todos os clientes devem optar pela entrada promocional. Já nos canais de autoatendimento (totem digital dos cinemas) os clientes devem escolher a opção meia-entrada.

As salas da Rede Cinemark em Goiânia ficam no Flamboyant Shopping e Passeio das Águas Shopping.

 

Veja também:

Com quase 200 bilhões de horas assistidas, Netflix divulga suas séries e filmes de maior audiência

A Netflix divulgou, na última semana, o relatório de audiência de junho a dezembro do ano passado. Segundo a empresa, o documento cobre 99% de todas as visualizações do serviço de streaming, separando os dados de filmes e séries. Ao todo, os assinantes assistiram a 90 bilhões de horas no segundo semestre do ano passado – e a 183 bilhões de horas em todo 2023.

Produções em coreano, espanhol e japonês receberam a maior parte dos views entre as histórias de língua não inglesa. As séries “Wandinha” e “Round 6” e o filme “Alerta vermelho”, os maiores títulos de todos os tempos da plataforma, seguiram atraindo milhões de visualizações (respectivamente, 98 milhões, 25 e 62).

Ainda segundo a pesquisa, temporadas mais antigas de séries continuam atraindo o público, especialmente quando é lançada uma nova leva de episódios. As três primeiras partes de “Lupin” geraram quase 100 milhões de visualizações no segundo semestre de 2023.

As oito temporadas do infantil “Cocomelon” alcançaram quase quase 200 milhões de visualizações. No ranking, também aparecem “The Witcher” (76 milhões), “Virgin river” (69 milhões), “The Crown” (50 milhões), “Doces magnólias” (35 milhões), “Top boy” (26 milhões), “Heartstopper” (24 milhões), “Sintonia” (20 milhões) e “Sweet home” (17 milhões).

“O Mundo Depois de Nós”, o 5º filme mais popular da história da plataforma, gerou 121 milhões de visualizações de julho a dezembro. “Leo”, o longa de animação mais visto até hoje por ali, chegou à marca de 96 milhões de visualizações, apesar de ambos terem estreado no final do segundo semestre.

A primeira temporada do live-action “One piece” teve 72 milhões de visualizações e mais que dobrou a visualização do filme e da série de anime. O reality show “Round 6: O Desafio” (33 milhões) aumentou a visualização de “Round 6” em 34%, três anos após a estreia da série.

Atrações voltadas para esporte tornaram-se mais populares, acumulando 184 milhões de visualizações, com destaques como “Beckham” (44 milhões), “Untold: Johnny Football” (14 milhões), “O mergulho mais profundo” (14 milhões) e “Quarterback” (13 milhões).

Entre os realities, os destaques são “Isso é bolo?” (21 milhões), “Casamento às Cegas” (20 milhões) e “O ultimato: ou casa ou vaza” (12 milhões).

Séries licenciadas também têm uma performance significativa, como “Jovem Sheldon”, com 88 milhões de visualizações. “Grey’s Anatomy” teve 51 milhões. “Gossip Girl” ficou com 49 milhões e “Gilmore girls”, com 45 milhões. “Suits”, sozinho, teve 144 milhões de visualizações nas nove temporadas no segundo semestre de 2023.

 

*Fonte: Agência O Globo

Veja também:

Thriller psicológico arrepiante está de saída da Netflix

O filme Fragmentado, de 2016, que reúne gêneros de terror e mistério, foi dirigido por M. Night Shyamalan, diretor já conhecido por produções do gênero e de outras tramas aclamadas pelo público (como Vidro, Corpo Fechado, O Sexto Sentido e muitos outros). O longa-metragem está prestes a sair do catálogo da Netflix, então você não pode deixar de reassistir/assistir essa obra prima das telinhas, estrelado por James McAvoy, Anya Taylor-Joy, Haley Lu Richardson e Jessica Sula. 

Fragmentado (foto:reprodução/interrnet)

O longa conta a história de um homem com transtorno de personalidade que sequestra três garotas e elas precisam achar um meio de escapar antes que o lado mais perigoso dele se manifeste. Concebido, de acordo com M. Night Shyamalan, para ser a segunda parte de uma trilogia iniciada com Corpo Fechado (2000), Fragmentado é mais explícito e menos surpreendente do que o longa de 2000 protagonizado por Bruce Willis e Samuel L. Jackson – pela tensão provocada, guarda uma relação conceitual que lembra mais Sinais, filme de 2002 protagonizado por Mel Gibson. 

Além disso, Fragmentado foi um dos maiores lançamentos do cinema na época, se destacando não só pela história intrigante, como pela atuação de James McAvoy. A trama também deu visibilidade ao transtorno dissociativo de identidade, distúrbio que não tem cura e atinge centenas de milhares de pessoas em todo o mundo. Por isso, mais uma vez, não perca essa oportunidade de entrar no Universo Cinematográfico de Shyamalan através desse filme extraordinário. 

Assista o trailer:

 

Fonte: TecMundo/ Adorocinema/ Catraca Livre 

Oficial: franquia de O Senhor dos Anéis terá novo filme em 2026

A Warner Bros. anunciou nesta quinta-feira, 9, que está desenvolvendo um novo filme para a saga “O Senhor dos Anéis”. O longa, intitulado de “The Hunt of Gollum”, focará no icônico personagem Gollum, e será o primeiro de uma série de produções inéditas da franquia.

O cineasta Peter Jackson, que dirigiu a trilogia de “O Senhor dos Anéis” no início dos anos 2000, juntamente à Fran Walsh e Philippa Boyens, está produzindo o projeto. De acordo com a Variety, o CEO da Warner Bros, David Zaslav, diz que o trio “estará envolvido em todas as etapas”. Já a direção, ficará por conta de Andy Serkis, que viveu o personagem na trilogia original e em “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada”.

O ator Andy Serkis confirmou a notícia em seu Instagram, mostrando seu entusiasmo com o novo projeto: ”We is baaaaak, Precious!#TheHuntForGollum #WorkingTitle Selfie by Us”, disse na legenda

Ao falar sobre a franquia como um todo, Zaslav disse: “O Senhor dos Anéis é uma das franquias mais bem-sucedidas e reverenciadas da história e apresenta uma oportunidade significativa para o negócio cinematográfico”.

O filme ainda está em seus estágios iniciais de produção, mas Zaslav afirma que o enredo irá “explorar histórias que ainda precisam ser contadas”.

A última empreitada da franquia foi O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder, a série da Prime Video criada por Patrick McKay e John D. Payne, que recebeu críticas em sua maioria positivas dos críticos e foi divisiva entre os fãs.

A série atualmente possui uma pontuação de 83% entre os críticos e 38% entre o público no site agregador Rotten Tomatoes, e é uma das cinco séries de TV mais caras já feitas.

A saga “O Senhor dos Anéis” é uma trilogia cinematográfica baseada na obra homônima de J. R. R. Tolkien. A história é considerada uma das precursoras do nicho fantástico, rendendo diversos trabalhos de arte, música, cinema e literatura inspirados pela franquia.

Os filmes estão disponíveis no streaming da MAX no Brasil.

 

Veja também:

5 filmes que são inspirados em Shakespeare para assistir no streaming

Há 408 anos, morria o maior dramaturgo de todos os tempos, William Shakespeare. O autor inglês faleceu em 23 de abril, mesmo dia de seu aniversário – embora algumas teorias apontem que a coincidência de datas foi obra de biógrafos. Mas este não é o único fato curioso para se recordar a respeito dele.

Séculos após serem escritas, suas obras ainda são lembradas e inspiram livros, filmes, peças e a arte de modo geral. É por isso que, se você acha que por não ter lido Romeu e Julieta ou Hamlet nunca esteve em contato com o escritor, está muito enganado.

Já ouviu falar na clássica animação da Disney, O Rei Leão? E na comédia-romântica 10 Coisas que Eu Odeio em Você? Acredite, Shakespeare está por trás delas.

Conheça abaixo 5 filmes que você não sabia, mas foram inspirados nas obras do dramaturgo, e onde assistir cada produção:

O Rei Leão

Um rei que é assassinado pelo irmão invejoso, despertando o sentimento de vingança do único sobrinho e herdeiro legítimo do trono. Essa poderia ser a sinopse do clássico da Disney, O Rei Leão, mas é também o resumo da trama de Hamlet, a peça mais longa escrita por William Shakespeare. Na obra original, o rei Hamlet é envenenado por seu irmão, Cláudio, que em seguida toma o trono casando-se com a rainha viúva. Assombrado pelo espírito de seu pai, o príncipe Hamlet de Dinamarca decide lutar contra o próprio tio e retomar o trono que lhe é de direito.

Onde assistir: Disney+

 

Todos menos Você

A comédia romântica lançada em 2023 conta a história de amor de Bea e Ben, que se conhecem pelo acaso e tem um único encontro bem-sucedido. Dali em diante, um mal entendido faz com que se tornem inimigos mortais, até que se veem obrigados a conviver quando a irmã de Bea decide se casar com a melhor amiga de Ben. Para não arruinar o casamento, amigos e familiares decidem armar um plano para unir os protagonistas.

É mais ou menos isto que acontece na comédia de Shakespeare intitulada Muito Barulho por Nada. Benedito e Beatriz estão ainda apaixonados, mas vivem brigando e não assumem o que sentem um pelo outro. Os amigos, para se divertir, dizem para Beatriz que Benedito está apaixonado por ela, e vice-versa.

Onde assistir: MAX

 

Ela é o cara

O diretor Andy Fickman não hesitou um só instante em deixar bem claro que a comédia Ela é o Cara foi inspirada na peça Noite de Reis, escrita por Shakespeare. Até os nomes dos personagens se repetem: Duque, Viola, Olívia, Sebastian. Na história do dramaturgo inglês, Viola disfarça-se de homem quando pensa que seu irmão gêmeo, Sebastian, morreu em um naufrágio. Então, arruma como trabalho enviar as cartas de um casal apaixonado, Duque e Olívia. Em pouco tempo, Viola se vê apaixonada por Duque, enquanto Olívia apaixona-se por Viola acreditando que ela seja um homem. Uma verdadeira confusão!

Agora imagine essa história se passando em pleno século 21, quando Viola é, na verdade, uma estudante de Ensino Médio apaixonada por jogar futebol. Quando o time feminino de sua escola é extinto, a protagonista decide de fantasiar do irmão gêmeo, Sebastian, para jogar no time masculino da escola rival – mas acaba se apaixonando pelo colega Duque, e o resto da história você imagina.

Onde assistir: Prime Video

 

10 coisas que eu odeio em você

Mais um clássico das comédias românticas, estrelado por Julia Stiles e Heath Ledger em 1999. No filme, a protagonista Kat é retratada como uma mulher impetuosa: não tenta agradar a ninguém, pouco se importa com romances e não é vaidosa. O completo oposto de sua irmã mais nova, Bianca, que não vê a hora de namorar. Tudo muda quando o pai das adolescentes coloca uma regra: a caçula só estará livre para um romance quando Kat conhecer um namorado.

Kat é A Megera Domada, de William Shakespeare. Na peça, a jovem Katherine é cortejada pelo grosseiro Petrucchio (interpretado por Heath Ledger no filme contemporâneo), com o objetivo de tirá-la do caminho de Bianca e permitir que a irmã mais nova enfim se case.

Onde assistir: Disney+

 

Amor, Sublime Amor

A última referência da lista não demanda muitas explicações: Romeu e Julieta é, de longe, uma das histórias de amor mais famosas de todos os tempos. Filhos de famílias rivais, os Capuleto e os Montéquio, Romeu e Julieta apaixonam-se e precisam enfrentar a resistência dos familiares para ficarem juntos. A história termina em tragédia, com ambos suicidando-se.

Não faltam referências a essa obra de Shakespeare na literatura e no cinema, mas uma das mais famosas é Amor, Sublime Amor (West Side Story). A história de Tony e Maria, dois jovens de gangues rivais que se apaixonam na Nova York dos anos 1950, estreou na Broadway em 1957 e acabou adaptada duas vezes para o cinema – a mais recente versão, lançada em 2021, foi dirigida por Steven Spielberg.

Onde assistir: Disney+

 

*Fonte: Guia do Estudante

Veja também:

10 filmes perfeitos (e escondidos) na Netflix

Já parou para calcular quanto tempo você gasta em busca do filme perfeito no infindável catálogo da Netflix? Pelas contas que levantamos junto a Ancine, são mais de 5 mil títulos entre filmes e séries.

Para facilitar sua vida e te ajudar a não errar na escolha, o Curta Mais reuniu aqui uma seleção de verdadeiras pérolas encontradas na prateleira virtual da gigante do streaming.

Entre os títulos, produções originais da Netflix e clássicos do cinema disponíveis por lá.

Pode ir sem medo, tudo foi testado e aprovado pela nossa curadoria. Esperamos que curtam!

Fizemos também uma lista com os melhores filmes do momento na Netflix.

 

Confira filmes perfeitos e escondidos no catálogo da Netlfix:

Mãos Talentosas: A História de Ben Carson

A emocionante história de Ben Carson, menino pobre de Detroit, que tirava notas ruins na escola, e se tornou o diretor do centro de neurologia pediátrica do hospital Johns Hopkins. Prepare o lencinho!

 

A Balada de Buster Scruggs

A antologia reúne seis histórias de vida e violência que acontecem no Velho Oeste. Acompanhe as aventuras de um pistoleiro, um assaltante de banco, um empresário viajante, um investigador idoso, um vagão de trem e alguns caçadores de recompensas.

 

Sob o Sol da Toscana

Frances Mayes fica devastada ao descobrir que seu marido é infiel. Sua melhor amiga Patti, com a intenção de ajudar, sugere que ela faça uma viagem pela Itália. Frances gosta da ideia e, durante o passeio, impulsivamente decide comprar uma casa em um vilarejo toscano. Agora, a recém-divorciada inicia uma nova vida ao lado de personalidades interessantes, incluindo o bonito Marcello. Comédia romântica com uma fotografia de tirar o fôlego.

 

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata

Em 1946, uma escritora londrina começa a trocar cartas com moradores na ilha de Guernsey, ocupada pelos alemães durante a Segunda Guerra Mundial. Sentindo-se obrigada a visitar a ilha, ela começa a ter uma ideia de como era durante a ocupação.

 

Pegando Fogo

Adam Jones já foi um respeitado chef em Paris, mas o abuso de drogas e álcool destruiu sua carreira. Depois de passar um tempo em Nova Orleans, ele tem uma nova oportunidade em Londres, quando é contratado por seu antigo maître para ser o chef de cozinha de um restaurante requintado. Exigindo a perfeição da sua recém-formada equipe, o amargo e temperamental Jones tem uma segunda chance para realizar seu sonho de ganhar uma terceira estrela Michelin. Para quem ama o universo da gastronomia, um prato cheio!

 

Milagre na Cela 7

Memo, um pastor de ovelhas com deficiência mental, vive com sua filha e avó em uma vila na costa turca do mar Egeu. Um dia, sua vida é virada de cabeça para baixo quando a filha do comandante morre e Memo é acusado do assassinato e condenado à morte.

 

Gênio Indomável

Will é um rapaz brilhante e tem um grande talento para a matemática, mas trabalha como faxineiro em uma famosa universidade. O psicólogo Sean Maguire o ajuda a formar sua identidade e lidar com as emoções, direcionando-o na vida. Uma obra prima de Matt Damon, Ben Affleck e do saudoso Robin Williams.

 

O Fotógrafo de Mauthausen

Um prisioneiro catalão em um campo de concentração nazista rouba negativos de fotos das atrocidades lá cometidas. Baseado em fatos reais.

 

Extraordinário

Auggie Pullman é um garoto que nasceu com uma deformidade facial e precisou passar por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele finalmente começa a frequentar uma escola regular, como qualquer outra criança, pela primeira vez. No quinto ano, ele precisa se esforçar para conseguir se encaixar em sua nova realidade. Com participação impecável de Julia Roberts.

 

Jogada de Rei

Eugene Brown passou 18 anos na prisão. De volta à liberdade, ele utiliza seus novos conhecimentos para fundar um clube de xadrez com adolescentes carentes e rebeldes em Washington. Com Eugene, os jovens começarão a sonhar com um futuro melhor.

 

Quarto de Guerra

O relacionamento de Elizabeth e Tony passa por uma crise. Um dia, Elizabeth conhece uma mulher que lhe ensina o poder da oração e, a partir daí, ela aposta todas as fichas na sua fé e em suas rezas, a fim de salvar seu casamento.

 

Jadotville

Abandonados por seus superiores, um batalhão de soldados irlandeses em missão de paz na África é cercado por mercenários. Para quem curte filmes de guerra, uma ótima pedida!

Os filmes de vingança mais chocantes da história e onde assistir

Atenção cinéfilos (e pessoas vingativas)! Se você curte um bom filme de suspense, terror ou ação, não faltam opções com clássicos para aproveitar a folga e se jogar no sofá!

Pensando nisso, reunimos filmes que já são famosos por uma coisa específica: a vingança. Já dizia o famoso pensador Seu Madruga, “A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena”. Então já pega o controle da TV e se prepare para assistir alguns filmes experts em vingança!

Fome de Sucesso: Filme asiático da Netflix traz boa reflexão sobre desigualdade social

Mundo da alta culinária, crítica social e produção asiática. A receita para o sucesso! Não à toa que o filme ‘Fome de Sucesso’ (Hunger, no original), também um sucesso de audiência na plataforma.

A trama mostra uma jovem e talentosa chef de cozinha chamada Aoy (Chutimon Chuengcharoensukying) que trabalha no restaurante de bairro de sua família, quando é abordada por um rapaz charmoso que a convida para trabalhar na equipe do prestigiado chef Paul (Nopachai Chaiyanam).

Reprodução/Netflix

Paul comanda sua cozinha com firmeza e oferece banquetes privados para os maiores figurões tailandeses. Aoy embarca em uma aventura por um lado de sua sociedade ao qual nunca teve acesso.

Em duras horas e meia de duração, o filme consegue mostrar uma crítica social dura, aborda diretamente a desigualdade social e o relacionamento entre patrões e empregados. Abusos físicos e psicológicos são mostrados, revelando a realidade cruel das grandes cozinhas.

Com certeza o time criativo da produção salva a trama de ser apenas “mais uma”, entre tantas. Dirigido por Sitisiri Mongkolsiri e roteirizado por Kongdej Jaturanrasamee (responsável por A Garota de Fora, outro hit tailandês da Netflix), a trama encontra respiros de originalidade ao traçar paralelos entre a alta gastronomia e o espetáculo da aristocracia, riqueza e da fama.

Uma ótima dica de filme para você curtir!

Assista ao trailer abaixo:

 

Goiânia recebe Mostra de Cinema Indígena com entrada gratuita

De 17 a 19 de abril acontece a 2ª edição da Manifesto – Mostra Dom Tomás Balduíno de Cinema Indígena, no Centro Cultural da UFG. O evento integra a programação oficial da Semana dos Povos Indígenas, promovida pela PUC/GO, e tem apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. A realização é da Vietnam Filmes, Balaio Produções e Comitê de Direitos Humanos Dom Tomás Balduíno.

Segundo seus idealizadores, Claudia Nunes e Erico Rassi, a edição especial da Mostra foi criada para comemorar o Centenário de Dom Tomás Balduíno, um dos fundadores do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e defensor histórico de direitos humanos na América Latina. O objetivo é valorizar o seu legado e dar visibilidade para a produção cinematográfica de realizadores e realizadoras indígenas sobre suas lutas e resistência histórica.

A sessão de abertura da Mostra, no dia 17/4, às 19 horas, com o tema IMAGEM e MEMÓRIA, dá o tom do evento, exibindo os documentários “Yaõkwa – Imagem e Memória” e “Avá Canoeiro – A Teia do Povo Invisível”.

O primeiro, com direção de Vincent Carelli e Rita Carelli (Pernambuco/2020), apresenta o reencontro do povo Enawenê Nawê, com o ritual Yaõkwa, filmado ao longo de 15 anos pelo projeto Vídeo nas Aldeias. O documentário registra as reações deste povo no reencontro com parentes falecidos, costumes esquecidos e preciosos cantos rituais em uma emocionante exibição na aldeia.

O segundo, com direção de Mara Moreira (Goiás), foi realizado entre 2005 e 2006, e traz cenas raras do Povo Avá Canoeiro, de Goiás, vítima de um dos massacres mais cruéis contra povos indígenas brasileiros, restando apenas alguns sobreviventes.

A sessão é seguida de uma roda de conversa, com o tema GOIÁS – TERRITÓRIOS INVISÍVEIS E APAGAMENTO HISTÓRICO, e contará com a participação de Kamutadja Avá Canoeiro, liderança indígena do povo Avá, da antropóloga Rosani Moreira Leitão e da missionária do CIMI, Sara Sanchez. Nessa noite, também será feita uma homenagem mística a Dom Tomás Balduíno.

Garantia dos direitos dos povos indígenas em Goiás 

Claudia Nunes, jornalista, roteirista e diretora de cinema, idealizadora e coordenadora da Mostra Manifesto, comenta sobre o evento, que teve sua primeira edição no ano de 2017:

“Há 8 anos a Vietnam Filmes e a Balaio Produções produziam a Manifesto – Mostra de Cinema Político, com o propósito de abrir espaço para outras cinematografias e olhares sobre os muitos mundos do nosso mundo. O primeiro encontro reuniu obras cinematográficas de Brasil e Cuba, e na ocasião oportunizou intercâmbios, formação, coprodução e difusão das obras audiovisuais entre os dois países. Em 2024 nós voltamos nossas telas para questões muito próprias do território brasileiro, numa discussão atual e urgente, já que estamos vendo terras indígenas serem invadidas e direitos sendo retirados, enquanto genocídios seguem sendo cometidos em muitas partes do mundo. O nosso propósito é ampliar as vozes de resistência.”

Claudia ainda explica que nesta edição, o objetivo é promover o encontro de lideranças indígenas, defensores de direitos humanos, pesquisadores, antropólogos, gestores, estudantes de cinema, indigenistas, cineastas, procuradores federais e defensores públicos, para discutir e criar parcerias que promovam a proteção e garantia dos direitos dos povos indígenas goianos.

Filmes e debates que contrapõem a hegemonia “branca” no cinema brasileiro

A Mostra Manifesto, com um forte olhar político e decolonial, percorre os municípios goianos de Goiânia, Catalão, Quirinópolis e Corumbá de Goiás, além da cidade de Uberlândia/MG. A programação é composta por um conjunto de obras expressivas do pensamento e cosmovisão de artistas indígenas do audiovisual, garantindo um contraponto à hegemonia branca no cinema brasileiro.

Em Goiânia, as exibições acontecem de 17 a 19 de abril, em seis sessões (tarde e noite), no Centro Cultural da UFG (Praça Universitária), e nas cidades do interior em sessões únicas.

Além dos filmes, serão realizadas rodas de conversa após as sessões para abordar diferentes temas: Goiás – territórios invisíveis e apagamento histórico; Vozes de vanguarda, memória e descontinuidade; Sem ancestralidade não há futuro; Encantamentos do mundo; Herança colonial, capitalismo e direitos humanos.

19 de Abril é celebrado o Dia dos Povos Indígenas

O Dia dos Povos Indígenas é uma data comemorativa celebrada no Brasil no dia 19 de abril e tem como propósito celebrar a diversidade das histórias e das culturas dos povos indígenas brasileiros; combater preconceitos contra os indígenas; e estabelecer políticas públicas que garantam os direitos dos povos originários.

Essa data comemorativa foi criada, em 1943, durante a ditadura do Estado Novo. Seu surgimento se deu, em boa medida, pela pressão de Marechal Rondon, importante indigenista brasileiro. Ainda, a data foi criada por influência do Congresso Indigenista Interamericano que havia sido realizado no México em abril de 1940.

Pesquisa revela que a maioria do público prefere esperar para ver filmes no streaming

O cinema segue tendo um grande valor cultural, no entanto, grande parte do público segue dando preferência ao streaming, mesmo após o fim da pandemia, quando serviços como Netflix, Prime Video e Disney+ ficaram mais populares.

Recentemente, uma pesquisa revelou que a maioria dos telespectadores, aproximadamente dois em cada três, opta por aguardar o lançamento de um filme em uma plataforma digital em vez de frequentar as salas de cinema.

Alli Brady, vice-presidente da HarrisX, responsável por essa pesquisa, comentou: “A competição entre os serviços de streaming e Hollywood persiste. Apesar de ainda existirem evidências de uma base de fãs fiéis aos cinemas, nossos dados indicam que, a cada três pessoas, duas preferem assistir a filmes no conforto de casa”.

“Essa tendência, embora cause um alvoroço na indústria, também sugere um aumento na demanda por conteúdo – quase metade dos consumidores relatam assistir a filmes em plataformas de streaming semanalmente, um número significativamente maior do que aqueles que frequentam cinemas”, acrescentou Brady.

Para a maioria (53%) dos que preferem esperar que os filmes cheguem ao streaming, o preço dos ingressos de cinema é uma das principais motivações. Uma parte considerável (40%), inclusive, aponta uma preferência pelo “conforto de assistir em casa”.

É um fato que a indústria do cinema ainda está tentando se adaptar ao modelo de negócios do streaming. Se ainda não é algo extremamente lucrativo para a maioria das empresas, serve, ao menos, como uma biblioteca digital de materiais exibidos originalmente nos cinemas, que já chegam aos serviços com ampla divulgação de marketing e boca-a-boca.

 

*Fontes: IndieWire e O Vicio

Veja também:

 

10 filmes para entender sobre a Ditadura Militar no Brasil

Há exatos 60 anos, teve início o mais longo período de supressão das liberdades democráticas no Brasil republicano: a ditadura militar, que se instalou com o golpe de 31 de março de 1964 e durou 21 anos. Foi um período marcado por prisões arbitrárias, torturas, assassinatos e desaparecimentos de opositores, praticados por funcionários a serviço do Estado brasileiro.

Em resumo, a Ditadura Militar foi o regime político no qual membros das Forças Armadas de um país centralizam política e administrativamente o poder do Estado em suas mãos, negando à maior parte dos cidadãos a participação e a decisão nas instituições estatais. O regime militar durou de 1964 a 1985.

Durante a ditadura, ocorreu o “milagre econômico”, ao mesmo tempo que houve congelamento dos salários. Prisões, torturas e outras violências extremas ocorreram nesse regime. “Desde o primeiro momento, direitos políticos foram cassados, instaurando-se ainda uma rígida censura aos meios de comunicação e à expressão literária e artística da população. O primeiro governo civil após a ditadura foi de José Sarney, eleito indiretamente em 1985.

Para entender mais sobre a história do Brasil e esse período do regime militar, separamos alguns filmes nacionais para você conhecer e entender melhor o assunto.

Confira:

Batismo de Sangue

São Paulo, fim dos anos 60. O convento dos frades dominicanos torna-se uma trincheira de resistência à ditadura militar que governa o Brasil. Movidos por ideais cristãos, os freis Tito (Caio Blat), Betto (Daniel de Oliveira), Oswaldo (Ângelo Antônio), Fernando (Léo Quintão) e Ivo (Odilon Esteves) passam a apoiar o grupo guerrilheiro Ação Libertadora Nacional, comandado por Carlos Marighella (Marku Ribas). Eles logo passam a ser vigiados pela polícia e posteriormente são presos, passando por terríveis torturas.

Onde assistir: GloboPlay

 

Zuzu Angel

Brasil, anos 60. A ditadura militar faz o país mergulhar em um dos momentos mais negros de sua história. Alheia a tudo isto, Zuzu Angel (Patrícia Pillar), uma estilista de modas, fica cada vez mais famosa no Brasil e no exterior. Paralelamente seu filho, Stuart (Daniel de Oliveira), ingressa na luta armada, que combatia as arbitrariedades dos militares.

Resumindo: as diferenças ideológicas entre mãe e filho eram profundas. Numa noite Zuzu recebe uma ligação, dizendo Stuart tinha sido preso pelos militares. As forças armadas negam. Pouco tempo depois ela recebe uma carta dizendo que Stuart foi torturado até a morte na aeronáutica. Então ela inicia uma batalha aparentemente simples: localizar o corpo do filho e enterrá-lo. Mas Zuzu vai se tornando uma figura cada vez mais incômoda para a ditadura.

Onde assistir: Apple TV+

 

O ano em que meus pais saíram de férias

Mauro (Michel Joelsas) é um garoto mineiro de 12 anos, que adora futebol e jogo de botão nos anos 1970. Um dia, sua vida muda completamente, já que seus pais saem de férias de forma inesperada e sem motivo aparente para ele. Na verdade, os pais de Mauro foram obrigados a fugir da perseguição política, tendo que deixá-lo com o avô paterno (Paulo Autran). Porém o avô enfrenta problemas, o que faz com que Mauro tena quhe ficar com Shlomo (Germano Haiut), um velho judeu solitário que é vizinho do avô de Mauro.

 

O Que é isso, Companheiro?

O jornalista Fernando (Pedro Cardoso) e seu amigo César (Selton Mello) abraçam a luta armada contra a ditadura militar no final da década de 60. Os dois alistam num grupo guerrilheiro de esquerda. Em uma das ações do grupo militante, César é ferido e capturado pelos militares. Fernando então planeja o sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick (Alan Arkin), para negociar a liberdade de César e de outros companheiros presos.

Onde assistir: GloboPlay

 

O dia que durou 21 anos

Documentos secretos e gravações originais da época mostram a influência do governo dos Estados Unidos no Golpe de Estado no Brasil em 1964. O documentário destaca a participação da CIA e da Casa Branca na ação militar que deu início à ditadura.

Onde assistir: Apple TV+

 

Lamarca

O lendário capitão Carlos Lamarca (Paulo Betti) abandona sua família e a carreira militar para tornar-se um guerrilheiro na luta contra a ditadura, comandando grandes ações terroristas e liderando conflitos contra as forças militares.

 

Pra frente, Brasil

Em 1970 o Brasil inteiro torce e vibra com a seleção de futebol no México, enquanto prisioneiros políticos são torturados nos porões da ditadura militar e inocentes são vítimas desta violência. Todos estes acontecimentos são vistos pela ótica de uma família quando um dos seus integrantes, um pacato trabalhador da classe média, é confundido com um ativista político e “desaparece”.

 

Marighella

Neste filme biográfico, acompanhamos a história de Carlos Marighella, em 1969, um homem que não teve tempo pra ter medo. De um lado, uma violenta ditadura militar. Do outro, uma esquerda intimidada. Cercado por guerrilheiros 30 anos mais novos e dispostos a reagir, o líder revolucionário escolheu a ação. Marighella era político, escritor e guerrilheiro contra à ditadura militar brasileira.

Onde assistir: GloboPlay

 

Hoje

Vera (Denise Fraga) é uma ex-militante política que recebe uma indenização do governo, em decorrência do desaparecimento do marido, vítima da repressão provocada pela ditadura militar. Com o dinheiro ela consegue comprar um apartamento próprio, além de enfim poder ser reconhecida como viúva. Só que, quando está prestes a se mudar, recebe uma visita que altera sua vida.

Onde assistir: Apple TV+

 

Eles Não Usam Black-Tie

Em São Paulo, em 1980, o jovem operário Tião (Carlos Alberto Riccelli) e sua namorada Maria (Bete Mendes) decidem casar-se ao saber que a moça está grávida. Ao mesmo tempo, eclode um movimento grevista que divide a categoria metalúrgica. Preocupado com o casamento e temendo perder o emprego, Tião fura a greve, entrando em conflito com o pai, Otávio (Gianfrancesco Guarnieri), um velho militante sindical que passou três anos na cadeia durante o regime militar.

Onde assistir: GloboPlay e Prime Video

 

*Sinopses: Adoro Cinema

Filmes e séries sobre Jesus Cristo para refletir durante a Páscoa e onde assistir

Mais antiga festa cristã, a Páscoa, neste domingo (31/3), celebra a ressurreição de Jesus Cristo, que já foi encarnado por dezenas de atores famosos no cinema e nas séries.

Podemos enxergar a época como um tempo de renovação, renascimento e reafirmação do nosso compromisso de viver segundo os ensinamentos do Filho de Deus. Ensinamentos, é claro, várias vezes traduzidos em forma de arte.

Abaixo, reunimos uma lista de algumas obras audiovisuais que retratam a vida de Jesus, seja seu calvário ou mesmo a juventude, para assistir e refletir nesta Páscoa.

Confira:

A Paixão de Cristo

As últimas 12 horas da vida de Jesus de Nazaré (James Caviezel). No meio da noite, Jesus é traído por Judas (Luca Lionello) e é preso por soldados no Monte das Oliveiras, sob o comando de religiosos hebreus, que eram liderados por Caifás (Matti Sbraglia). Após ser severamente espancado pelos seus captores, Jesus é entregue para o governador romano na Judéia, Poncio Pilatos (Hristo Shopov), pois só ele poderia ordenar a pena de morte para Jesus. Pilatos não entende o que aquele homem possa ter feito de tão horrível para pedirem a pena máxima e eram os hebreus que pediam isto.

Pilatos tenta passar a decisão para Herodes (Luca de Domenicis), governador da Galiléia, pois Jesus era de lá. Herodes também não encontra nada que incrimine Jesus e o assunto volta para Pilatos, que vai perdendo o controle da situação enquanto boa parte da população pede que Jesus seja crucificado. Tentando acalmar o povo e a província, que detesta, Pilatos vai cedendo sob os olhares incriminadores de Claudia (Claudia Gerini), sua mulher, que considera Jesus um santo.

Onde assistir: Star+

 

 

Jesus

A vida e a época de Jesus de Nazaré, desde a sua humilde origem como carpinteiro até seu destino como filho de Deus, são a razão desta produção. Quando seu pai morre, Maria diz a Jesus que chegou a hora de realizar a sua profecia. Sua dramática viagem inclui o sermão do Monte das Oliveiras, as tentações de Satanás, a escolha do Doze Apóstolos, a última ceia, a crucificação e a ressureição.

Onde assistir: Prime Video

 

Ressurreição

Às vésperas de um levante em Jerusalém, surgem rumores de que o Messias judeu ressuscitou. Um centurião romano agnóstico e cético (Joseph Fiennes) é enviado por Pôncio Pilatos para investigar a ressurreição e localizar o corpo desaparecido do já falecido e crucificado Jesus de Nazaré, a fim de subjulgar a revolta eminente. Conforme ele apura os fatos e ouve depoimentos, suas dúvidas sobre o evento milagroso começam a sumir.

Onde assistir: Netflix

 

Maria Madalena

A história de uma das figuras mais enigmáticas e incompreendidas da história bíblica: Maria Madalena (Rooney Mara). Em busca de uma nova maneira de viver, contrariando as pressões da sociedade, sua família e o machismo de alguns apóstolos, a jovem pescadora junta-se a Jesus de Nazaré (Joaquin Phoenix) em sua incansável missão de propagar a fé.

Onde assistir: Prime Video (Aluguel)

 

 

The Chosen

A trama se passa em Israel e acompanha toda a trajetória de Jesus Cristo (Jonathan Roumie), mas através da visão de diferentes pessoas que o conheceram e viveram ao seu redor. Entre eles, Maria Madalena (Elizabeth Tabish), Simão Pedro (Shahar Isaac), Mateus (Paras Patel) e Nicodemos (Erick Avari).

Onde assistir: Netflix e Angel Studios.com

 


A Última Tentação de Cristo

Jesus (Willem Dafoe) é um carpinteiro que vive um grande dilema, pois é quem faz as cruzes com as quais os romanos crucificam seus oponentes. Resumindo, Jesus se sente como um judeu que mata judeus. Vivendo um terrível conflito interior ele decide ir para o deserto, mas antes pede perdão a Maria Madalena (Barbara Hershey), que se irrita com Jesus, pois não se comporta como uma prostituta e sim como uma mulher que quer sentir um homem ao seu lado.

Ao retornar, Jesus volta convencido de que é o filho de Deus e logo salva Maria Madalena de ser apedrejada e morta. Então reúne doze discípulos à sua volta e prega o amor, mas seus ensinamentos são encarados como algo ameaçador, então é preso e condenado a morrer na cruz. Já crucificado, é tentado a imaginar como teria sido sua vida se fosse uma pessoa comum.

Onde assistir: Prime Video (Aluguel)

 

Ao Lado de Cristo

Ao Lado de Cristo é a história de dois homens não identificados que foram crucificados ao lado de Jesus e como eles vieram para estar ao lado dele na cruz naquele dia fatídico. Uma história épica que começa com a jornada dos Magos e seu encontro casual com o jovem Dimas e seu irmão Jotão na manjedoura em Belém. Logo em seguida, os jovens irmãos sofrerão uma tragédia indescritível que resulta em serem capturados por um bando de ladrões com tendência para a violência.

Lá, eles encontram Gestas, outro jovem que compartilhará seu destino. Juntos, em sua jornada para a cruz, eles tentarão fugir de seu destino. Mas primeiro, eles devem sobreviver a um centurião romano implacável que ameaça desencadear uma terrível vingança sobre eles. Ao longo do caminho, eles freqüentemente se cruzam com Jesus e outras figuras bíblicas influentes. Mas eles logo descobrirão que não há como escapar do fim brutal que os aguarda no Gólgota.

Onde assistir: Prime Video

 

Jesus – A História do Nascimento

Maria (Keisha Castle-Hughes) é uma jovem camponesa que mora na cidade de Nazaré. Um dia ela recebe a visita do anjo Gabriel (Alexander Siddig), que anuncia que Deus a escolheu para ser mãe de seu filho. Casada com o carpinteiro José (Oscar Isaac), Maria segue os conselhos do anjo e viaja para a casa de Zacarias (Stanley Townsend) e Isabel, seus parentes, para escapar dos guardas do rei Herodes (Ciarán Hinds).

Ao retornar a Nazaré, já com a gravidez avançada, Maria é rejeitada por sua família e por José. Porém, após ter um sonho com o anjo Gabriel, José aceita a situação da esposa. Obrigados a viajar devido ao censo, José e Maria partem para Belém. Eles enfrentam o risco de serem descobertos pelos guardas de Herodes e ainda são procurados pelos 3 reis magos, que buscam nos céus indícios do local de nascimento de Jesus Cristo.

Onde assistir: Apple TV+ (Aluguel)

 

A Estrela de Belém

Bo é um jovem asno que está cansado de ficar aprisionado em um estábulo, onde sempre anda em círculos para fazer com que o moinho funcione. Incentivado pelo pássaro Davi, seu melhor amigo, ele consegue escapar e, na fuga, se esconde em meio a uma festa de casamento. Ao término do evento, ele é encontrado pela recém-casada Maria, que carrega no ventre Aquele que será conhecido como o filho de Deus.

Onde assistir: Netflix

 

Últimos Dias no Deserto

Jesus Cristo (Ewan McGregor) viaja sozinho pelo deserto, em sua peregrinação rumo a Jerusalém. No caminho ele encontra um garoto (Tye Sheridan), cuja mãe está gravemente doente, que possui um relacionamento complicado com o próprio pai (Ciarán Hinds). Jesus permanece com eles por algum tempo, tentando ajudá-los ao mesmo tempo em que precisa lidar com as tentações do Diabo.

Onde assistir: Google Play

 

O Filho de Deus

Vindo de uma pescaria fracassada, Pedro (Darwin Shaw) encontra Jesus Cristo (Diogo Morgado), que o convence a segui-lo. Logo Cristo reunirá 12 apóstolos que têm por missão espalhar seus ideais pela Terra. Entretanto, por mais que pregue o amor ao próximo e a compaixão, sua crescente popularidade desperta a ira de pessoas importantes de Jerusalém, que não desejam que o status quo seja alterado. A traição de um de seus apóstolos, Judas (Joe Wredden), faz com que Cristo seja capturado e levado a julgamento.

Onde assistir: Google Play

 

O Jovem Messias

Aos sete anos, Jesus vive com sua família em Alexandria, Egito, onde eles fugiram para evitar o massacre de crianças pelo Rei Herodes de Israel. Jesus sabe que seus pais, José e Maria, mantêm segredos sobre seu nascimento e o tratamento que o faz diferente de outros garotos.

Seus pais, porém, acreditam que ainda é cedo para lhe contar a verdade de seu milagroso nascimento e seu propósito. Com a morte do Rei, eles resolvem voltar para sua terra natal, Nazaré, sem saber que o herdeiro do trono, o novo rei, é como seu pai e está determinado a matar Jesus, ao mesmo tempo em que ele descobre a verdade sobre a sua vida.

Onde assistir: Telecine Play

 

*Sinopses: Adoro Cinema