Novo empreendimento eleva o patamar de luxo e traz o espírito do Jardins (SP) para Goiânia

Cheirinho de café, pão fresquinho de padaria em quase cada esquina e o burburinho cosmopolita dos bons bares e bistrôs pertinho de casa. Quem conhece a cidade de São Paulo, sabe que essa é a (boa) rotina dos bem-aventurados moradores do Jardins, um dos metros quadrados mais valorizados da capital paulista para quem busca comodidade, bem-estar e luxo. Esse é o espírito de um dos lançamentos imobiliários mais aguardados dos últimos tempos em Goiânia, o Promenade que, entre outras marcas poderosas, conta com a grife Emiliano, referência na hotelaria triplo A.

O novo empreendimento já tem show room aberto, na na Rua 15, entre a Mário Bittar e a Avenida T-9, e tem atraído a atenção de muita gente em busca de um lugar que tem tudo para ser o mais novo endereço de charme da capital. Para especialistas, o investimento deve se consolidar como um dos metros quadrados de maior valorização de Goiânia e fazer subir a régua dos imóveis de luxo por aqui.

Além de todos os detalhes que compõem o projeto, o Promenade contará com um polo gastronômico super requintado. A curadoria para selecionar as operações já começou mas por enquanto as negociações são sigilosas. O que podemos adiantar é que restaurantes famosos de São Paulo estão no páreo.

Detalhes do Promenade Goiânia

O Promenade Goiânia é composto por duas torres, abrangendo também a Praça Agripino e mall cultural e gastronômico. Capitaneado pela AFS Incorporação e Conceito, WV Maldi Incorporações e Joule Participações, consagrados nomes atuaram no desenvolvimento do empreendimento, o projeto arquitetônico é da Norden Arquitetura, a arquitetura de interiores é de Léo Maia e o paisagismo é de  Gilberto Elkis. O Grupo Emiliano, um dos mais relevantes da hospedagem de luxo do País, levará para o empreendimento a modalidade de hospedagem v3rso tailored by Emiliano.

A torre residencial Galeria tem 174 m de altura e conta como principal diferencial seus sete andares dedicados ao lazer. Cinema, espaço YouTuber, charutaria, sala de estudos, espaço de coworking, spa, piscinas aberta e coberta, salas de massagem, academia, salões de festas, lounge, solarium, pet place, playground, brinquedoteca e espaços gourmets são alguns dos atrativos da unidade.

Em suas áreas residenciais, a Galeria tem apartamentos amplos que garantem o mais alto luxo em moradia. São 81 unidades em duas tipologias: 185 m², com três suítes, e 265 m², com quatro suítes. A penthouse, por sua vez, oferece um espaço de 464 m², com cinco suítes.

O conforto e a praticidade dos apartamentos se completam com aquecedores a gás para chuveiros, pias de banheiros e cozinha, três vagas de garagem para cada unidade – sendo uma com infraestrutura de vaga verde, banheira de imersão, pé direito de 2,7 metros, churrasqueira a carvão, janelas com cortina integrada, revestimentos de piso e de parede e bancadas.

Torre v3rso

Já a torre v3rso tailored by Emiliano se destaca como tech boutique hotel que agrega tecnologia, personalização e curadoria de serviços assinada pelo Grupo Emiliano. Goiânia é a terceira cidade no País a receber a marca, que tem como foco utilizar a tecnologia para promover excelência na hospitalidade.

Em seus 155 metros de altura, a v3rso oferece uma experiência exclusiva de Long Short Stay com estadia 100% personalizada. É um modelo revolucionário que combina espaços residenciais e de trabalho com hotelaria, colocando o cliente no controle da experiência que quer viver.

Ao todo, são 214 unidades, de 36 a 73 m², dispostas em 49 pavimentos. Parte das unidades será comercializada e o proprietário tem a opção de agregar sua unidade ao tech hotel ou usufruir dos serviços do Grupo Emiliano ou fazer o uso convencional da propriedade.

A gestão condominial com viés hoteleiro oferecida pelo Grupo Emiliano inclui a personalização do imóvel com o perfil do hóspede, incluindo a programação da iluminação, temperatura e audiovisual,  curadoria de destinos locais, concierge para reservas em restaurantes e agendamentos.

Para o proprietário que deseja apenas usufruir dos serviços do hotel, poderá contar com serviços de camareira com lavagem de enxoval e pay-per-use para arrumação, sistema de entregas de encomendas e compras no apartamento, manutenções básicas, personal trainer, entre outros.

Promenade Goiânia Torres

Lazer e bem-estar, tudo num só lugar

Para o lazer, a torre dispõe de piscina descoberta com deck molhado, hidromassagem, lounge descoberto, bar molhado, sauna, pet care, churrasqueiras, spa e terraço zen, espaço para coworking, além de espaços de beleza e para jogos.

Assinadas pelo consagrado arquiteto Léo Maia, as fachadas da Galeria e da V3rso receberam investimentos na ordem de R$ 15 milhões do grupo empreendedor e foram revestidas de massa cristal, à base de quartzo. Contam, também, com aletas de alumínio com pintura eletrostática.

Juntas, as duas torres cercam a Praça Agripino, uma área de paisagismo exuberante com um mall, que será um ponto de encontro e conexão entre os amantes da cultura e da alta gastronomia. Restaurantes e galeria de arte farão parte do espaço. Em fase de lançamento, o empreendimento antecipa em seu estande um pouco desta experiência: uma galeria de arte e o restaurante Sax Promenade estão abertos ao público no local, oferecendo programações conceituais e únicas para o goianiense.

Promenade Goiânia

Leia também:

Os 12 bairros mais valorizados em Goiânia

Bairro nobre de Goiânia é o famoso por unir luxo, lazer e badalação

Receba no seu WhatsApp as melhores dicas da cidade e as notícias mais interessantes em primeira mão!

Goiânia é a capital brasileira que teve a maior valorização imobiliária no país

Goiânia desponta como a capital brasileira que teve a maior valorização imobiliária no último mês de janeiro, conforme dados da pesquisa Fipezap. Com uma variação positiva de 1,61% no preço médio de venda de imóveis residenciais, a cidade está à frente de Vitória (ES) que registrou alta de 0,85% e João Pessoa (PB) com variação positiva de 0,76%.

Já no acumulado dos últimos 12 meses, a capital goiana também registrou forte valorização e está na segunda posição entre o ranking das capitais variação positiva de 15,35%.

Mas, mesmo com essa forte valorização, Goiânia ainda tem um dos metros quadrados mais baratos entre as capitais do País, com valor médio de 7.226 reais, 17,41% a menos da média apurada entre as 50 cidades pesquisadas pelo FipeZap.

“Goiânia sempre teve um histórico de preço menor, se comparado às principais cidades brasileiras”, observa o gerente comercial da Euro Incorporações, Henrique Campelo, que explica porque a jovem capital goiana sobressai na valorização imobiliária sobre outras grandes capitais do país.

“Temos um crescimento mais orgânico e organizado. O fato é que a cidade ainda conta com uma grande disponibilidade de terrenos, em regiões de grande interesse para moradia. Tudo isso contribui com o preço do metro quadrado mais baixo, contudo com uma ótima valorização, fazendo com a compra de imóveis em Goiânia seja um investimento de grande rentabilidade, seja para revenda ou locação”, esclarece o especialista imobiliário.

Comparação com outras capitais

Com 18 anos de experiência no setor de imóveis, tendo atuado em diversas outras cidades brasileiras, Campelo observa que essa grande diferença de preço no metro quadrado de Goiânia, na comparação com outras capitais como Fortaleza, Rio de Janeiro e São Paulo, é que estes centros urbanos já são muito antigos, por isso os terrenos centralizados, que ainda podem ser acessados pelo mercado imobiliário, são raros e super caros.

“Aqui em Goiás, temos uma economia forte e estável, alicerçada especialmente no agronegócio, que gera muitos empregos. Esses fatores, aliados à facilidade de acesso ao crédito imobiliário nos dias de hoje, contribuem para este mercado imobiliário forte que temos aqui”, destaca o gerente comercial da Euro Incorporações.

De acordo com Henrique Campelo, o mercado de imóveis em Goiânia ainda tem muito a crescer, e uma das regiões da cidade que está experimentando franco crescimento e valorização é a sudeste.

“É uma região com infraestrutura de comércio, serviços e lazer consolidada. É uma área nobre, que abriga vários condomínios horizontais de alto padrão, como o Alphaville, que é referência no Brasil. Outra característica da região sudeste da capital é o fato dela abrigar as sedes de importantes órgãos públicos, como o Paço Municipal (Centro Administrativo da Prefeitura), os Fóruns Criminal e Civil, o Ministério Público Federal, a Assembléia Legislativa e outros. Isso atrai para essa parte da cidade um público consumidor com bom poder aquisitivo e que, portanto, busca por projetos de moradias mais modernas, de alta qualidade”, afirma o especialista imobiliário.

Ele conta que a região sudeste de Goiânia foi e ainda é uma aposta certeira da Euro Incorporações, uma das incorporadoras que mais investe nesta parte da cidade. Há anos a empresa tem direcionado para a localidade grandes projetos de complexos residenciais. Campelo revela que a incorporadora também registrou uma forte valorização nos seus lançamentos feitos no decorrer e fim de 2023, um resultado além do esperado.

“Percebemos uma valorização real média de 35%, tanto nos imóveis residenciais, de 120 a 153 metros quadrados, do Parque Noronha e do Euro Towers, quanto nas unidades comerciais do Euro Towers (torre office). Portanto, os consumidores que vão receber seus imóveis entre 2025 e 2026, já vão pegar as chaves de um bem altamente valorizado”, pontua ele.

Henrique Campello destaca que a região em que a Euro está implantando o complexo residencial Europark, que compreende o residencial Parque Noronha e o Euro Towers, tem outros atrativos de valorização e para investidores de outras cidades.

“Essa região do Park Lozandes e todo o sudeste de Goiânia tem um acesso fácil de poucos minutos ao Aeroporto de Goiânia. Como é também cortada pela pela BR-153 e GO 020, duas das mais importantes rodovias do território goiano, o acesso também a outras partes da cidade e a outros municípios goianos grandes, como Anápolis, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo e Caldas Novas; também é muito fácil”, explica o especialista.

 

Veja também:

 

Oferta de lançamentos imobiliários em Goiânia é a maior em 5 anos

O mercado imobiliário de Goiânia e da Região Metropolitana registrou 42 lançamentos de empreendimentos horizontais em 2023, um aumento de 27% e o maior em cinco anos, segundo a pesquisa realizada pela Brain Inteligência Estratégica a pedido da Associação dos Desenvolvedores Urbanos de Goiás (ADU-GO).

Os dados revelaram ainda que o aumento no nível de Valor Geral de Vendas (VGV) foi de aproximadamente R$ 2,62 bilhões, com 10.111 unidades vendidas, quase o total de unidades lançadas, que foi de 10.296.

Somente em Goiânia, foram lançados 13 empreendimentos, totalizando 781 unidades, quase o dobro em comparação com 2022. Do total para todas as regiões na pesquisa, a maioria foi de lotes em rua pública e em condomínio horizontal.

Segundo Marcelo Gonçalves, sócio-consultor da Brain, os dados comprovam que o mercado em Goiânia e região está preparado para novos produtos e clientes. Marcelo ressalta que, mesmo com um menor número de unidades lançadas em comparação com 2021, a quantidade de empreendimentos lançados indica uma dinâmica positiva no setor.

“Essa variação ao longo dos anos pode ser explorada para entender a resiliência do mercado imobiliário diante de eventos externos, como a pandemia em 2020. Foi um período que levou as pessoas a buscar mais qualidade de vida. Tanto que em 2021 o setor imobiliário horizontal experimentou um boom e houve uma leve queda em 2022”, afirma o CEO da Brain.

De acordo com Marcelo, o empreendedor acreditou na potência de mercado e ele reagiu. Os empresários se prepararam para lançar mais produtos com a expectativa grande de venda. “Ao realizar um lançamento, há um período para construção, permitindo que as pessoas adquiram o produto. Sem dúvida, ao identificar o potencial de mercado, é uma decisão estratégica lançar o empreendimento”, argumenta.

Cenário para 2024

Para João Victor Araújo, presidente da ADU-GO, a tendência é de crescimento em lançamentos para o ano de 2024, sobretudo em Goiânia, onde o cenário é positivo com as leis complementares do plano diretor quase todas já aprovadas. “Estamos falando de um ambiente propício para o desenvolvimento imobiliário na capital, especialmente considerando a queda nas taxas de juros e a persistente alta demanda”, afirma João Victor.

O presidente da associação destaca que, apesar do cenário mais desafiador para o setor do agronegócio, que constitui uma base robusta da economia do estado, ainda projetam oportunidades significativas para expansão em lançamentos e vendas imobiliárias. João Victor afirma que é crucial explorar estratégias que alinhem o crescimento do setor imobiliário com as peculiaridades do contexto econômico local.

“Precisamos ser estratégicos para fortalecer ainda mais a nossa posição no mercado. Considerando a importância do setor do agronegócio, talvez seja interessante avaliar oportunidades de sinergia ou diversificação para enfrentar os desafios específicos desse segmento. A promoção de práticas sustentáveis e inovações tecnológicas pode não apenas impulsionar o desenvolvimento imobiliário, mas também contribuir para a resiliência do setor como um todo diante de possíveis adversidades”, avalia o presidente da ADU-GO.

 

Veja também:

Goiânia recebe exposição gratuita de peças conceito de mobiliário de designer brasileiro

 

Desde o dia 6 de abril acontece em Goiânia a Exposição Casa, com peças assinadas pelo designer brasileiro Aristeu Pires. A exposição permanece na cidade por 70 dias, no Espaço Terral, Setor Marista, com entrada gratuita.

 

A exposição traz sete peças autorais de Aristeu, entre elas estão Alice, Beatriz, Aurora, Tarsila, Malu, Gisele e Caetano. A poltrona Gisele, que tem inspiração e homenageia a modelo Gisele Bündchen, ganhou o primeiro lugar no Prêmio Museu da Casa Brasileira (MCB), em 2007.

O artista tem a base do seu design em peças que são sustentáveis desde sua criação. A madeira é escolhida como matéria prima em quase todas as obras e tem a certificação do Ibama.

Segundo Aristeu, o produto, se extraído através de processo de manejo florestal, é uma matéria sustentável e 100% renovável. “Os resíduos são biodegradáveis, gasta menos energia para sua extração. Além disso, o crescimento das árvores retém o carbono da atmosfera através da fotossíntese”.

Segundo Aristeu, o produto, se extraído através de processo de manejo florestal, é uma matéria sustentável e 100% renovável. “Os resíduos são biodegradáveis, gasta menos energia para sua extração. Além disso, o crescimento das árvores retém o carbono da atmosfera através da fotossíntese”.

 

A arte da desconstrução

Um dos destaques da mostra fica por conta de uma experiência proposta pelo designer. O público vai poder conhecer as partes que compõem uma cadeira e entender o passo a passo do desenvolvimento do produto.

 

Sobre Aristeu Pires

Nordestino, Aristeu Pires adotou Canela, no Rio Grande do Sul, como morada. Foi lá que o artista iniciou sua carreira há 20 anos.

Ganhou notoriedade no universo do design por desenhar e desenvolver poltronas, cadeiras, e mesas, entre outras peças, autorais, talhadas em madeira, com traços leves, contemporâneos, impecáveis e que tem como características principais, a autenticidade e o conforto. Ao longo desses anos, ele desenvolveu móveis de alto padrão com design único, talhados em madeiras nobres e certificadas.

 

Uma de suas peças mais icônicas, a poltrona Gisele, inspirada na top model brasileira Gisele Bündchen, recebeu o 1º lugar do Prêmio Design MCB, em 2007, tornando o mobiliário de Aristeu um dos mais observados e desejados entre arquitetos e designers de interiores brasileiros e do mundo. Hoje, suas peças ganharam espaço em projetos e lojas especializadas em diversos cantos do país e no exterior, como Nova York. 

 

 

Sobre o Decorado Casa Conceito

Com ambientação assinada pelos arquitetos Adriana Mundim e Fernando Galvão, o decorado do Casa Conceito apresenta ao público um empreendimento ímpar e arrojado e primeiro da linha premium da Terral Incorporadora. 

Localizado em dos mais tradicionais cartões-postais de Goiânia, em uma das praças mais desejadas do goianiense, a Praça do Sol, no setor Oeste, o Casa Conceito Praça do Sol, conta com apartamentos de quatro suítes, com plantas de 215 a 276m², pé direito duplo, churrasqueira a carvão, terraço descoberto e piscina na varanda privativa na varanda, entre outros diferenciais.

O paisagismo tem assinatura de Benedito Abbud e a comunicação visual da AO, empresa que surgiu a partir da Triptyque, escritório franco-brasileiro de arquitetura e urbanismo conhecido pela sua abordagem naturalista e racionalista.

 

Sobre a Terral Conceito

A Terral Incorporadora faz parte do Grupo Terral que possui mais de 35 anos de atuação com empresas que vão além da área de incorporação, como shopping centers, agropecuária, conservação asfáltica e energia. A Terral Incorporadora possui mais de cinco mil unidades residenciais e comerciais lançadas e mais de 350 mil metros quadrados construídos.

A empresa é reconhecida por entregar empreendimentos de alta qualidade e projetos arrojados que atendam às expectativas dos seus diferentes públicos. A Terral Conceito chega para qualificar a linha premium da Terral Incorporadora, oferecendo produtos de personalidade, fachadas assinadas e designs marcantes.

 

Serviço:

Abertura Exposição Casa

Data: a partir de 06 de abril

Horário: das 8h às 20h

Local: Espaço Terral, Rua 1.132, qd. 325, Setor Marista

Entrada: gratuita

Imagem: Divulgação

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Hotel de Goiânia virou grande marco de luxo e poder

Goiânia nasceu a partir de seu Centro histórico. Inspirado nas Cidades-Jardim francesas, a nova capital deveria se desenvolver a partir da Praça Cívica, sendo este o seu centro administrativo.

Com o crescimento da jovem capital e a chegada de novos investidores, o mercado imobiliário começava a erguer hotéis. O objetivo era abrigar os empresários que chegavam ao município em caravanas.

O Setor Central foi o ponto da cidade que recebeu maior investimento. Visto como principal espaço de comércio, abrigava dois grandes mercados públicos, sendo eles o Popular e o Central.

Em 1957, o espaço da Rua 4 com as ruas 6 e 7, próximo ao antigo Mercado Municipal, recebeu o hotel Umuarama. Empreendimento dos irmãos Walter, José (Zequinha) e Maria Geralda (Maricota) Salles, era símbolo de bom trabalho e inovação, segundo os visitantes.

umuarama

Para a inauguração do Umuarama Plaza Hotel, Walter Salles embarcou em um ônibus para Brasília. O objetivo seria convidar o presidente da República, Juscelino Kubitschek. Na rota de volta para Goiânia, o transporte se envolveu em um grave acidente.

Entre os 44 passageiros, Walter foi o único que morreu. Mesmo com o luto do acontecimento, a família seguiu com a programação. O hotel foi inaugurado com a presença do então presidente, como havia prometido ao falecido.

umuarama

Sob direção de Zequinha e Maricota, muitos esperavam que o local falisse logo após a inauguração. Mesmo sem experiências no segmento hoteleiro, os dois conseguiram lidar com os negócios e o hotel prosperou. Em 1976, o Umuarama contrataria os primeiros profissionais da rede hoteleira.

Marco Antônio Massad assinou contrato como gerente administrativo. Nelson Parrila ficou encarregado da gerência geral. Em 1979, Iron Batista Toledo assumiria a gerência comercial do hotel. Em 1999, o hotel voltou a ser administrado por Zequinha e Maricota.

A prosperidade alcançada pelos irmãos deu ao hotel um ar de luxo e sofisticação. Ser hóspede do Umuarama indicava alta posição em classe social. Segundo a gerente operacional, Mirian Luiz Pereira, o hotel era escolhido por diferentes casais para lua de mel, por proporcionar aos clientes um ambiente diferente e ilustre.

Visado por grandes equipes do futebol brasileiro, o hotel já hospedou figuras como o Rei Pelé e Carlos Alberto Torres. O espaço era requisitado para realização de importantes eventos sociais, encontros políticos e congressos.

No ano de 2008, o espaço passou por processos de adequações e modernizações. Recentemente, o prédio passou a ser dirigido por empresários paulistas. Com 143 quartos, recebe uma média de 5mil hóspedes por mês.

umuarama

umuarama

Curiosidade – na linguagem xetá, dos povos Tupi-guarani, a palavra umuarama refere-se ao “lugar onde os amigos se encontram”.

Imagens: Letícia Coqueiro

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Mansão mais cara do mundo é vendida pela metade do preço. Saiba quanto foi essa ‘promoção’

A mansão The One, considerada a mais cara do mundo, foi arrematada em um leilão pela metade do preço. O imóvel milionário, localizado no bairro de Bel Air, em Los Angeles (EUA), custou US$ 126 milhões (R$ 640,5 milhões) ao Richard Saghian, presidente da empresa de varejo de roupas Fashion Nova. As informações são da coluna Casa Nossa do UOL.

 

A construção da mansão foi realizada pelo empresário imobiliário e ex-produtor de cinema Nile Niami. O imóvel havia sido colocado à venda por US$ 295 milhões (R$ 1,5 bilhão).

 

O corretor Branden Williams, que representou a imobiliária Compass no leilão, informou que “é um negócio incrível. Ninguém entende até conhecê-la. Uma casa como esta nunca mais vai ser construída novamente. Na próxima vez em que for vendida, será por ainda mais”..

Construção de dois prédios pode alterar a paisagem histórica de Pirenópolis

A paisagem bucólica e cheia de história da cidade de Pirenópolis, em Goiás, pode ser alterada pela construção de dois prédios na cidade para fins de moradia e turismo, um deles no centro histórico. Os projetos já foram aprovados pela prefeitura, e são criticados pela população local por colocarem em risco o meio ambiente e a qualidade de vida na região.

Pirenopolis

Pirenopolis

Pirenopolis

Paisagem histórica da cidade de Pirenópolis pode ser alterada com a construção de dois prédios – um deles no centro histórico da cidade.

Organizados sob o movimento Piri Sem Time Share, alguns moradores da cidade criticam as obras dos edifícios Estrada Parque dos Pireneus e Quinta Santa Bárbara, empreendimentos que pertencem a HMS Hotéis e Parques, com sede em Goiânia. Segundo o movimento, os empreendimentos foram aprovados pela prefeitura de Pirenópolis sem nenhum critério de transparência e sem exigência de estudos de impacto ambiental e prejudicariam o fornecimento de energia elétrica e a distribuição de água na cidade. Segundo a procuradora municipal de Pirenópolis, Marciele Ferreira de Paula, os prédios possuem alvará de construção e atendem às leis municipais de requisitos ambientais e de impactos na cidade.

O movimento Piri Sem Time Share organizou uma petição online contra a construção dos empreendimentos na cidade de Pirenópolis. Até então, a petição tem mais de 600 assinaturas. Saiba mais sobre o movimento Piri Sem Time Share clicando aqui.

 

Com informações do Correio Braziliense.