Metallica deve fazer shows no Brasil ainda em 2024!

O Metallica poderá fazer dois shows no Brasil em novembro de 2024 como parte da turnê M72 World Tour. A informação foi divulgada pelo jornalista peruano Jayro Liberato Huaranga através da conta Zero Live no X (antigo Twitter), indicando apresentações nos dias 14 e 16 de novembro no estádio do Morumbi, em São Paulo.

O jornalista Daniel Perrone, especializado em notícias sobre o São Paulo Futebol Clube, também repercutiu a notícia em seu blog, após ser informado pela torcida Comando Metal Tricolor. Além disso, o site Ligado à Música mencionou que o jornalista José Norberto Flesh já havia afirmado que a banda poderia desembarcar no país em 2024.

Até o momento, o Metallica não confirmou oficialmente as datas, mas os rumores sobre a turnê M72, que promove o décimo primeiro álbum de estúdio “72 Seasons”, lançado em abril do ano passado, continuam a crescer. A turnê também pode incluir shows em outros países da América do Sul, como Chile e Argentina.

Metallica no Brasil

A última apresentação da banda de heavy metal no Brasil foi em 2022, com shows nas cidades de São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e Porto Alegre. O grupo de rock veio ao país outras nove vezes nos anos de 1989, 1993, 1999, 2010, 2011, 2013, 2014, 2015 e 2017.

Estamos na torcida!

7 livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente

“Preciso ter uma conversa com o pessoal do Brasil. Por que não me avisaram antes que este é o melhor livro já escrito? O que vou fazer do resto da minha vida depois que terminá-lo?” Esse relato apaixonado viralizou na internet nos últimos dias, por Courtney Henning Novak, escritora e podcaster americana que, aos 45 anos, diz estar totalmente obcecada por “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, obra publicada pelo autor brasileiro Machado de Assis (1839-1908) em 1881.

Mas para além desta obra icônica e atemporal de Machado de Assis, que dispensa apresentações e já foi traduzida para mais de 10 línguas distintas, os livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente são clássicos imortais da literatura do nosso país e acabaram conquistando um grande público no exterior. Consagrados autores têm obras publicadas em diversos idiomas e lidas por milhares de pessoas ao redor do globo.

Abaixo selecionamos outros livros do nosso país que ficaram famosos internacionalmente e que todo mundo deveria ler também. Confira:

1) O Alquimista – Paulo Coelho

Publicado em 1988, esse é o livro de um autor brasileiro mais traduzido em todo o mundo, de acordo com a Agence France-Presse (AFP). Essa renomada obra, que retrata um romance alegórico, já vendeu mais de 150 milhões de cópias em diversos países.

Sinopse: Santiago, um jovem pastor da Andaluzia, parte rumo ao Egito em busca de um tesouro escondido entre as Pirâmides. O que ele não sabe é que sua jornada o levará a riquezas muito diferentes – e mais satisfatórias – do que ele estava esperando.


2) Capitães de Areia – Jorge Amado

Mais um dos livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente. Publicado em 1937, esse romance é um dos mais importantes da nossa literatura. Esse clássico já foi traduzido para nada menos do que 48 idiomas diferentes e, de quebra, adaptado para o cinema, rádio, teatro e até televisão.

Sinopse: Pedro Bala, Professor, Gato, Sem Pernas e Boa Vida são adolescentes abandonados por suas famílias, que crescem nas ruas de Salvador e vivem em comunidade no Trapiche. Eles praticam uma série de assaltos e são constantemente perseguidos pela polícia. Um dia, Professor conhece Dora e seu irmão Zé Fuinha e os leva até o Trapiche, o que desencadeia a excitação dos demais garotos, que não estão acostumados à presença de uma mulher no local. Aos poucos, nasce o afeto entre o líder do grupo e a jovem.

3) A Hora da Estrela – Clarice Lispector

Esse famoso romance foi publicado em 1977 e teve um sucesso estrondoso. Em 1985, a obra foi adaptada para a televisão. As questões filosóficas e existenciais que são abordadas no livro encantaram leitores do mundo inteiro.

Sinopse: Clarice escreve sabendo que a morte está próxima e põe um pouco de si nas personagens Rodrigo e Macabéa. Ele, um escritor à espera da morte; ela, uma solitária que gosta de ouvir a Rádio Relógio e que passou a infância no Nordeste, como Clarice. A despedida de Clarice é uma obra instigante e inovadora. Como diz o personagem Rodrigo, “estou escrevendo na hora mesma em que sou lido”. É Clarice contando uma história e, ao mesmo tempo, revelando ao leitor seu processo de criação e sua angústia diante da vida e da morte. Macabéa, a nordestina, cumpre seu destino sem reclamar. Feia, magra, sem entender muito bem o que se passa à sua volta, é maltratada pelo namorado Olímpico e pela colega Glória. Os dois são o seu oposto: o metalúrgico Olímpico sonha alto e quer ser deputado, e Glória, carioca da gema e gorda, tem família e hora certa para comer. Os dois acabam juntos, enquanto Macabéa, sozinha, continua a viver sem saber por que está vivendo, sem pensar no futuro nem sonhar com uma vida melhor. Até que um dia, seguindo uma recomendação de Glória, procura a cartomante Carlota, uma ex-prostituta do Mangue, que revela a Macabéa toda a inutilidade de sua vida. Mas também enche-a de esperança, prevendo a paixão por um estrangeiro rico, com quem ela iria se casar.

4) Grande Sertão Veredas – Guimarães Rosa

Esse romance experimental de 602 páginas foi publicado em 1956 e já foi traduzido para diversos idiomas, tamanho o seu sucesso. Essa obra está na lista dos 100 melhores livros de todos os tempos.

Sinopse: A história gira em torno do jagunço Riobaldo, também conhecido como Tatarana ou Urutu-Branco, narrador-protagonista do livro. Há na obra dois pontos aos quais o narrador se apega.

5) Vidas Secas – Graciliano Ramos

Esse renomado livro foi publicado em 1938 e se transformou em um famoso romance que alcançou fama internacional. A obra desse premiado autor já foi traduzida para vários idiomas ao longo das décadas.

Sinopse: Vidas secas retrata a vida miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigada a se deslocar de tempos em tempos para áreas menos castigadas pela seca. O pai, Fabiano, caminha pela paisagem árida da caatinga do Nordeste brasileiro com a sua mulher, Sinha Vitória, e os dois filhos, que não têm nome, sendo chamados apenas de “filho mais velho” e “filho mais novo”. São também acompanhados pela cachorrinha da família, Baleia, cujo nome é irônico, pois a falta de comida a fez muito magra.

6) Macunaíma – Mário de Andrade

Outro dos livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente. O romance modernista desse famoso Poeta e Musicólogo foi publicado em 1928. A obra aborda aspectos peculiares da cultura brasileira e já foi traduzida para diversas línguas.

Sinopse: Modernista, o livro conta a história de Macunaíma, o herói sem nenhum caráter. Índio nascido na Floresta Amazônica, depois de perder a muiraquitã dada por sua companheira, Ci, a Mãe do Mato, ele decide viajar até a cidade de São Paulo para recuperar o amuleto.

 

7) As Três Marias – Rachel de Queiroz

Publicado em 1939, o livro é uma narração feita por Guta (Maria Augusta), desde quando ela vai para um internato e lá conhece duas amigas, com quem mantém amizade durante toda a vida, até a fase adulta. Também foi um importante marco para a literatura brasileira e chegou a virar novela, além de ser traduzida para diversos idiomas.

Sinopse: As três Marias , romance de Rachel de Queiroz, publicado originalmente em 1939, conta a história das três amigas Maria Augusta (Guta), Maria da Glória e Maria José, desde sua infância em um colégio de freiras até a vida adulta. Maria da Glória dedicou-se à maternidade e à família, Maria José, sempre devota, voltou a morar com a mãe e virou professora, e Maria Augusta, diferente das amigas, determinou-se a construir o próprio caminho: voltou a morar com a família, mas, descontente, retornou para Fortaleza. Trabalhou como datilógrafa e, lá, apaixonou-se. É quando a autora permite-se ir mais fundo na perspectiva social e na agudeza da observação psicológica

 

 

 

*Fonte: portal Concurseiros no Brasil

Veja também:

Conheça os dois destinos brasileiros eleitos os melhores do mundo pelo New York Times

Se você está em dúvida sobre quais lugares do mundo visitar, pois não quer se arriscar muito, a lista publicada pelo The New York Times pode ser uma boa ajuda. Será possível conferir os melhores! Há opções no mundo todo: do Japão até o Brasil. No ano passado, a lista contemplou dois lugares do nosso país como alguns dos melhores para se visitar.

O ranking elegeu lugares que incluem praias paradisíacas e regiões montanhosas.

Segundo o jornal, para ranquear os seguintes aspectos locais, foi considerado: vasta cultura, gastronomia, aventura, áreas naturais e outros elementos que possam chamar atenção de viajantes. Com uma lista variada, os dois lugares do Brasil que entraram na lista são os Lençóis Maranhenses e a cidade de Manaus, desbancando outros paraísos que o país tem para exibir e as cidades mais famosas, como o Rio de Janeiro e São Paulo.

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Entrando na décima primeira posição da lista, o parque é composto por dunas brancas e piscinas naturais que foram descritas pelo jornal como “sobrenaturais”. Para curtir a região, são feitas viagens em veículos 4×4, passando pelas dunas e entrando em uma aventura emocionante onde é possível contemplar a beleza natural desse local.

Para quem procura lazer, descanso e relaxar, o parque é a pedida perfeita, mas esteja preparado para o calor, pois o local conta com pouquíssimos locais com sombras, há poucas árvores e bastante sol durante o dia. Melhor época para visitá-lo é em setembro por causa da sua principal lagoa, que fica no tamanho perfeito nesta época.

Foto: Revista Bancorbrás

Manaus

A capital do Amazonas ocupou a quadragésima primeira posição do ranking. Manaus está presente na lista por causa da sua beleza natural e das experiências gastronômicas do local. Os ingredientes amazônicos utilizados na culinária local tem chamado a atenção por serem incomuns para muitos, mas ainda muito deliciosos.

Um dos destaques no jornal foi dado ao restaurante indígena Biatuwi, que tem uma estrela Michelin, a mais alta premiação de culinária entre restaurantes. Ele reúne pratos com ingredientes típicos do Amazonas, como formigas, capim-limão e costelas de Tambaqui.

Foto: Kadu Oliveira

Confira a lista completa do The New York Times:

  1. Londres – Inglaterra;
  2. Morioka – Japão;
  3. Monument Valley – Estados Unidos;
  4. Kilmartin Glen – Escócia;
  5. Auckland – Nova Zelândia;
  6. Palm Springs – Estados Unidos;
  7. Ilha Kangaroo – Austrália;
  8. Rio Vjosa – Albânia;
  9. Acra – Gana;
  10. Tromso – Noruega;
  11. Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – Brasil;
  12. Butão – leste da cordilheira do Himalaia;
  13. Kerala – Índia;
  14. Greenville – Estados Unidos;
  15. Tucson – Estados Unidos;
  16. Martinique – ilha francesa no leste do Mar do Caribe;
  17. Deserto do Namibe – África;
  18. Alaska Railroad – Estados Unidos;
  19. Fukuoka – Japão;
  20. Flores – Indonésia;
  21. Guadalajara – México;
  22. Tassili n’Ajjer – Argélia;
  23. Cachétia – Estados Unidos;
  24. Nimes – França;
  25. Ha Giang – Vietnã;
  26. Salalah – Omã;
  27. Cuba – país localizado no Mar do Caribe;
  28. Odense – Dinamarca;
  29. Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta – Austrália;
  30. Boquete – Panamá;
  31. Tarragona – Espanha;
  32. Charleston – Estados Unidos;
  33. Cayos Cochinos – Honduras;
  34. Burgundy Beer Trai – França;
  35. Istambul – Turquia;
  36. Taipé – Taiwan;
  37. El Poblado – Colômbia;
  38. Lausanne – Suíça;
  39. Methana – Grécia;
  40. Louisville – Estados Unidos;
  41. Manaus – Brasil;
  42. Vilnius – Lituânia;
  43. Macon – Estados Unidos;
  44. Madrid – Espanha;
  45. Grand Junction – Estados Unidos;
  46. La Guajira – Colômbia;
  47. Bergamo and Brescia – Itália;
  48. American Prairie – Estados Unidos;
  49. Eastern Townships – Canadá;
  50. New Haven – Estados Unidos;
  51. Black Hills – Estados Unidos;
  52. Sarajevo – Bósnia e Herzegovina.

 

 

 

*Fontes: Agência Texty / Escola e Educação

Veja também:

Essas são as 10 cidades mais inteligentes do mundo!

Em abril, foi divulgada a quinta edição do Smart City Index, índice elaborado pelo Institute for Management Development (IMD) que traz as cidades mais inteligentes do mundo. São avaliados aspectos econômicos, tecnológicos, ambientais e de qualidade de vida.

O levantamento considera dados coletados em 142 cidades por todo o mundo. São colhidas respostas de 120 residentes em cada município.

De acordo com o IMD, uma cidade inteligente é “um ambiente urbano que aplica a tecnologia para aumentar os benefícios e diminuir as deficiências da urbanização para seus cidadãos.”

O estudo revela um panorama de como a infraestrutura e a tecnologia em determinado local podem impactar sua performance e a qualidade de vida de seus moradores.

Segundo o instituto, na maioria das cidades do topo da lista, foram registrados investimentos contra desigualdades e a favor da inclusão, além de esforços no sentido da inovação.

“Com muito poucas exceções, as cidades no top 20 estão geograficamente localizadas em áreas onde ambientes sociais e econômicos são relativamente previsíveis, mesmo com o clima global geral de incertezas”, diz o levantamento.

Confira, a seguir, as 10 cidades mais inteligentes do mundo:

Zurique, Suíça


Oslo, Noruega

Canberra, Austrália

Genebra, Suíça

Singapura

Copenhague, Dinamarca

Lausanne, Suíça

Foto: reprodução 3em3

Londres, Inglaterra

Helsinque, Finlândia

 

Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos

 

 

*Fonte: Exame; CNBC

Veja também:

 

Bailarinos goianos conquistam 5 prêmios em competição nos EUA

Estudantes goianos da Escola do Futuro de Goiás em Artes Basileu França ganharam cinco prêmios no Youth America Grand Prix (YAGP), maior competição e programa de bolsas de estudos de balé do mundo, ocorrida no último final de semana em Nova Iorque (EUA).

Goiás traz para casa os segundos lugares nas categorias Sênior Masculina e Pas de Deux Sênior, e o terceiro lugar Pas de Deux Júnior, fora dois prêmios de “top 12” nas categorias júnior e sênior feminina.

“Estamos muito orgulhosos dos nossos estudantes. O balé do Basileu França alcança a marca de 21 prêmios internacionais conquistados nos principais festivais do mundo desde 2023. Isso mostra como os investimentos em ensino técnico de qualidade levam, cada vez mais, o nome de Goiás para o mundo”, relata o titular da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), José Frederico Lyra Netto.

A escola, que compõe a rede de ensino profissionalizante do Governo de Goiás, é mantida pela pasta e gerida pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Contra mais de 2,5 mil bailarinos de vários países na competição, João Pedro Silva e Yasmim Sabag ficaram em segundo lugar na categoria Sênior Pas de Deux, e João Pedro ainda levou o segundo lugar na categoria solo Junior Clássico e Contemporâneo Masculino.

Marcus Rufino e Martina Sanchez alcançaram o terceiro lugar na categoria Junior Classical Pas de Deux, enquanto Martina Sanchez e Yasmim Sabag ficaram no top 12 nas categorias solo Junior Clássico e Contemporâneo Feminino e Sênior Clássico e Contemporâneo, respectivamente.

Em 2023, dois bailarinos da escola venceram suas categorias no YAGP. Um deles foi justamente João Pedro, que, neste ano, já ganhou o Prix de Lausanne, competição considerada o “Oscar” do balé mundial, na Suíça.

“O Basileu França vem se consolidando como uma instituição profissionalizante que está de igual para igual com outras grandes escolas do mundo e, para Goiás, é a certeza do sucesso no investimento das políticas públicas”, afirma a coordenadora de Dança da EFG em Artes Basileu França, Simone Malta.

YAGP

O YAGP tem seletivas em todo o mundo, que culminam nesta grande final realizada em abril na cidade de Nova Iorque, e é uma competição voltada para bailarinos entre 9 e 19 anos, fornecendo bolsas de estudo em grandes companhias de dança do mundo.

Neste ano, além dos quatro vencedores, outros três bailarinos da EFG em Artes Basileu França conquistaram vagas para a final.

 

Veja também:

Descubra os países que todo brasileiro pode visitar sem visto

Você sabia que existem diversos países ao redor do mundo em que é possível viajar apenas com o seu passaporte brasileiro, sem a necessidade de visto? De acordo com o índice Henley Passport Index, o Brasil ocupa uma posição privilegiada, sendo aceito em aproximadamente 168 países.

Então, se você está pensando em fazer uma viagem internacional, continue lendo para descobrir quais são esses destinos incríveis!

Confira os países que não exigem visto dos brasileiros, por continente:

América do Sul

Argentina

Peru

Chile

Paraguai

Venezuela

Colômbia

Equador

Uruguai

Guiana

Suriname

Bolívia

Nestes países você pode ingressar até mesmo sem passaporte, porém com a estadia máxima de 90 dias, com exceção da Colômbia que é de até 180 dias e da Bolívia que é de apenas 30 dias.

América Central e do Norte, com os respectivos dias que o turista pode permanecer:

Antígua e Barbuda: 180 dias

Bahamas: 90 dias

Barbados: 180 dias

Belize: 90 dias

Costa Rica: 90 dias

Dominica: 90 dias

El Salvador: 90 dias

Honduras: 30 dias

Guatemala: 90 dias

Haiti: 90 dias

Jamaica: 90 dias

Nicarágua: 90 dias

Panamá: 90 dias

República Dominicana: 90 dias

Santa Lúcia: 90 dias

São Cristóvão e Nevis: 90 dias

São Vicente e Granadinas: 90 dias

Trinidad e Tobago: 90 dias

Saindo da América e indo para a Europa, você pode passar até 90 dias de forma legal em mais de 30 países europeus:

Alemanha

Andorra

Áustria

Bélgica

Bósnia

Bulgária

Croácia

Dinamarca

Eslováquia

Eslovênia

Espanha

Finlândia

França

Geórgia

Grécia

Holanda

Hungria

Irlanda

Islândia

Itália

Liechtenstein

Luxemburgo

Mônaco

Noruega

Polônia

Portugal

Reino Unido

República Tcheca

Romênia

San Marino

Sérvia

Suécia

Suíça

Turquia

Ucrânia

Vaticano

Países da África que brasileiros podem entrar sem visto, e seus respectivos tempos que o turista pode permanecer:

África do Sul: 90 dias

Botsuana: 90 dias

Ilhas Seychelles: 30 dias

Marrocos: 90 dias

Namíbia: 90 dias

Senegal: 30 dias

Tunísia: 90 dias

Na Ásia, a maioria com permanência de 90 dias para turistas:

Armênia

Cazaquistão: 30 dias

Chipre

Emirados Árabes Unidos

Filipinas: 60 dias

Geórgia

Hong Kong

Indonésia: 30 dias

Ilhas Maldivas: 30 dias

Israel

Macau

Malásia

Mongólia

Rússia

Singapura: 30 dias

Tailândia

Turquia

Ainda temos alguns países da Oceania, confira:

Ilhas Fiji: 90 dias

Micronésia: 30 dias

Nauru: 30 dias

Nova Zelândia: 90 dias

República do Palau: 30 dias

Samoa: 60 dias

Tonga: 30 dias

Tuvalu: 90 dias

Veja também:

Astro da série Gen V, Chance Perdomo morre aos 27 anos

O ator Chance Perdomo, conhecido principalmente por O Mundo Sombrio de Sabrina e Gen V, faleceu, aos 27 anos. De acordo com representantes do artista, ele morreu em um acidente de moto. Na produção derivada de The Boys, do Prime Video, Perdomo interpretava o super-humano Andre Anderson.

A Variety emitiu uma nota informando o ocorrido, neste sábado (30):

‘’É com pesar que compartilhamos a notícia do falecimento prematuro de Chance Perdomo, em consequência de um acidente de moto. As autoridades informaram que nenhum outro indivíduo estava envolvido. Sua paixão pelas artes e seu apetite insaciável pela vida foram sentidos por todos que o conheceram, e seu carinho continuará naqueles que ele mais amava. Pedimos que respeitem o desejo de privacidade da família enquanto lamentam a perda de seu amado filho e irmão.’’

Perdomo era um ator afro-latino nascido em Los Angeles (EUA), mas criado na Inglaterra. Após sua formatura, ele pretendia estudar direito, mas acabou optando por seguir a carreira de ator.

Ele ficou amplamente conhecido após estrelar O Mundo Sombrio de Sabrina como Ambrose Spellman, primo da protagonista vivida por Kiernam Shipka. Em 2021, 2022 e 2023 ele esteve presente na trilogia After como Landon Gibson e seu último trabalho veiculado foi em Gen V, derivado do fenômeno The Boys.

A Amazon Studios, responsável pelo projeto mais recente de Perdomo (Gen V, lançada em 2023), também compartilhou uma nota lamentando a perda e escreveu que “toda a família de Gen V está devastada pela morte repentina”.

 

*Com informações portal Omelete

 

Ela vem mesmo! Madonna confirma show gratuito no Rio de Janeiro; saiba data e mais detalhes

A cantora Madonna vai se apresentar de graça na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, a partir das 21h45 do dia 4 de maio, sábado. Após semanas de especulação, a exibição foi confirmada na tarde desta segunda-feira, 25, pelos organizadores do show, que tem patrocínio do banco Itaú.

O show deve ser o último da The Celebration Tour, em que Madonna comemora 40 anos de carreira. A turnê começou em outubro do ano passado, em Londres. Antes do Rio, a rainha do pop se apresentará no México. O show mais recente de Madonna no Brasil foi em 2012, durante a turnê MDNA Tour. Antes, apresentou-se no País em 1993, com The Girlie Show, e 2008, com Sticky & Sweet.

Em coletiva de imprensa no Rio, com a presença do Estadão, a organização informou que a apresentação deve ter cerca de duas horas de duração e terá transmissão ao vivo. O palco será montado em frente ao hotel Copacabana Palace, voltado para a avenida Princesa Isabel, com 16 torres de som e ao menos 8 telões.

De acordo com Daniela Maia, Secretária Municipal de Turismo do Rio de Janeiro, o esquema de segurança será “pelo menos o mesmo” do que o que foi realizado durante último o réveillon na cidade. Será a única passagem da turnê Celebration pela América do Sul. Ainda não se sabe quando a cantora chegará ao Rio, mas a organização diz que ela deve deixar o País já no domingo, dia 5.

Quando será o show de Madonna?

A apresentação vai ocorrer no dia 4 de maio, às 21h45, e terá transmissão ao vivo no Multishow e na TV Globo. A expectativa é que o show tenha em torno de duas horas de duração e que seja o maior público da carreira de Madonna, com cerca de 1 milhão de pessoas.

 

*Agência Estado

Veja também:

 

Mariah Carey é confirmada no Rock in Rio 2024!

Se a organização do Rock in Rio queria surpreender, conseguiu: Mariah Carey está confirmada como uma das atrações principais do festival, que acontece em setembro.

A cantora fará o show principal do palco Sunset no dia 22 de setembro. A apresentação marca não só a estreia de Mariah na Cidade do Rock, mas também o retorno dela aos palcos do Brasil 14 anos após a última passagem da artista pelo país.

Não demorou muito para Mariah celebrar a notícia nas redes sociais:

Carreira de sucesso

Nascida em Nova York, a artista de 54 anos, é referência quando o assunto é alcance vocal. Com falsetes e agudos que marcam a trajetória dela e a fizeram conquistar não só fãs, mas também sucesso, ela é dona de hits como “Obsessed”, “Hero”, “Without You” e “All I Want for Christmas Is You”, lançada em 1994, mas que no último Natal chegou ao topo das paradas de sucesso nos Estados Unidos, segundo a Billboard.

Em março de 2022, Mariah se tornou a artista feminina que mais vendeu discos nos Estados Unidos. Na ocasião, ela recebeu o 11ª certificado de Platina no álbum “Daydream”, de 1995, pela venda de 69.5 milhões de cópias do projeto, de acordo com a RIAA (Associação Americana da Indústria de Gravação).

Mãe dos gêmeos Moroccan e Monroe, de 12 anos, frutos da relação com o ator e comediante Nick Cannon, que tem outros dez filhos. Eles ficaram juntos por seis anos e se separaram em 2016. Ela também foi casada com o empresário Tommy Mottola e viveu um relacionamento conturbado com o cantor Luís Miguel, de quem se separou em 2001. Em dezembro, Mariah anunciou o fim do relacionamento de sete anos com o dançarino Byan Tanaka.

Mariah e o Brasil

Embora tenha se apresentado em 1999, nos extintos Domingão do Faustão e Programa da Hebe e também participado da gravação do Show da Virada, que foi transmitido pela TV Globo em 2002, o único show propriamente dito da artista aconteceu em agosto de 2010, na Festa do Peão de Barretos, no interior de São Paulo.

Treze anos depois, em dezembro, Mariah manifestou o desejo de se apresentar no Brasil após um fã comentar em uma publicação da cantora compartilhando imagens de um show em Baltimore, nos Estados Unidos. “Esperando ver você no Brasil em breve”, escreveu o internauta, ao que a diva respondeu: “Preciso que alguém faça isso acontecer”. A Rock World — empresa responsável pela organização do Rock in Rio — realizou o desejo dos envolvidos.

 

*Fonte: Gshow

Veja também:

 

 

Dia da Mulher: saiba tudo sobre a data e se é feriado

O Dia da Mulher, celebrado em 8 de março, transcende flores e presentes. Mas você sabe o que significa a data? E se é feriado? Não?

 

Nós vamos te contar tudo sobre o assunto!

 

Nesta data, homenageamos as lutas e conquistas das mulheres ao longo dos séculos.

Originado em um protesto histórico na Rússia, o “Pão e Paz”, em 1917, esse dia reflete a busca incansável por melhores condições de trabalho e vida.

 

Esta matéria explora a origem, a trajetória e a importância contínua do Dia da Mulher, além de esclarecer se é um feriado oficial. Afinal, por trás das flores, há uma história de resistência e superação que merece ser conhecida e celebrada.

 

Origem e História do Dia da Mulher

Em 1917, 90 mil operárias russas marcaram a história ao reivindicar melhores condições e se manifestar contra o Czar Nicolau II. Esse evento, conhecido como “Pão e Paz”, inspirou a criação do Dia Internacional da Mulher.

Antes disso, em 1908, mulheres em Nova York protestaram por melhores condições na Triangle Shirtwaist Company. A luta persistiu, culminando na instituição do Dia Internacional da Mulher pela ONU em 1975.

Dia da Mulher: saiba tudo sobre a data e se é feriado

Foto: Brasil Escola

O Dia Internacional da Mulher existe, enquanto data comemorativa, como resultado da luta das mulheres por meio de manifestações, greves, comitês etc. Essa mobilização política, ao longo do século XX, deu importância para o 8 de março como um momento de reflexão e de luta. A construção dessa data está relacionada a uma sucessão de acontecimentos.

Uma primeira história que ficou muito conhecida como fundadora desse dia narra que, em 8 de março de 1857, 129 operárias morreram carbonizadas em um incêndio ocorrido nas instalações de uma fábrica têxtil na cidade de Nova York. Supostamente, esse incêndio teria sido intencional, causado pelo proprietário da fábrica, como forma de repressão extrema às greves e levantes das operárias, por isso teria trancado suas funcionárias na fábrica e ateado fogo nelas. Essa história, contudo, é falsa e, por isso, o 8 de março não está ligado a ela.

Existe, no entanto, outra história que remonta a um incêndio que de fato aconteceu em Nova York, no dia 25 de março de 1911. Esse incêndio aconteceu na Triangle Shirtwaist Company e vitimou 146 pessoas, 125 mulheres e 21 homens, sendo a maioria dos mortos judeus. Essa história é considerada um dos marcos para o estabelecimento do Dia das Mulheres.

As causas desse incêndio foram as péssimas instalações elétricas associadas à composição do solo e das repartições da fábrica e, também, à grande quantidade de tecido presente no recinto, o que serviu de combustível para o fogo. Além disso, alguns proprietários de fábricas da época, incluindo o da Triangle, trancavam seus funcionários na fábrica durante o expediente como forma de conter motins e greves. No momento em que a Triangle pegou fogo, as portas estavam trancadas.”

 

Lei Maria da Penha: Marcando uma Reviravolta

Apesar das conquistas, a história das mulheres foi marcada por submissão e violência. Em 1932, as brasileiras conquistaram o direito ao voto. Em 2006, a Lei Maria da Penha, um marco na luta contra a violência doméstica, foi sancionada. Nomeada em homenagem à farmacêutica que sofreu violência, Maria da Penha, a lei é um divisor de águas na proteção das mulheres no Brasil.

 

Curiosidades sobre o Dia da Mulher

Além do 8 de março, outras datas celebram a força feminina: 5 de setembro homenageia a mulher indígena, 25 de novembro combate a violência, e 25 de julho destaca mulheres negras. Frases de mulheres inspiradoras, como Djamila Ribeiro e Michelle Obama, reforçam a mensagem de que não há limites para as conquistas femininas.

Neste Dia da Mulher, relembramos as batalhas vencidas e reconhecemos a necessidade contínua de lutar por igualdade e respeito. Enquanto flores simbolizam afeto, a história dessas guerreiras inspira a perseverar na busca por um mundo mais justo e igualitário.

 

Influência do movimento operário

O acontecimento em Nova York é significativo, pois evidenciou a precariedade do trabalho no contexto da Revolução Industrial. Isso, no entanto, não pode apagar a influência da luta operária e dos movimentos políticos organizados pelas mulheres. Sendo assim, é importante afirmar que o Dia Internacional da Mulher não foi criado por influência de uma tragédia, mas sim por décadas de engajamento político das mulheres pelo reconhecimento de sua causa.”

Em 1910, na cidade de Copenhague, ocorreu o II Congresso Internacional de Mulheres Socialistas, que foi apoiado pela Internacional Comunista. Nesse evento, Clara Zetkin, membro do Partido Comunista Alemão, propôs a criação de um Dia Internacional da Mulher, sem, entretanto, estipular uma data específica.

Essa proposta era fruto tanto do feminismo, que ascendia naquela época, quanto das correntes revolucionárias de esquerda, como o comunismo e o anarquismo. Clara Zetkin era engajada com campanhas que defendiam o direito das mulheres no âmbito trabalhista. Sua proposta visava a possibilitar que o movimento operário pudesse dar maior atenção à causa das mulheres trabalhadoras.

O incêndio de 1911 viria a ser sugerido, nos EUA, como dia simbólico das mulheres (tal como sugerido por Clara Zetkin). A maioria dos movimentos reivindicavam melhorias nas condições de trabalho nas fábricas e, por conseguinte, a concessão de direitos trabalhistas e eleitorais (entre outros) para as mulheres.

Vários protestos e greves já ocorriam na Europa e nos Estados Unidos desde a segunda metade do século XIX. O movimento feminista e as demais associações de mulheres capitalizaram essas manifestações, de modo a enquadrá-las, por vezes, à agenda revolucionária. Foi o que aconteceu em 08 de março de 1917, na Rússia.

O ano de 1917, na Rússia, foi fortemente marcado pelo ciclo revolucionário que derrubou a monarquia czarista. Nesse clima de agitação revolucionária, as mulheres trabalhadoras do setor de tecelagem entraram em greve, no dia 8 de março, e reivindicaram a ajuda dos operários do setor de metalurgia. Essa data entrou para a história como um grande feito de mulheres operárias e também como prenúncio da Revolução Bolchevique.

 

Dia da Mulher

Após a Segunda Guerra Mundial, o dia 08 de março tornou-se aos poucos o símbolo principal de homenagens às mulheres (em virtude da greve das russas). Também foi associado ao mês de março, a partir de então, o evento do incêndio em Nova York, ocorrido no dia 25, como narrado anteriormente.

A partir dos anos 1960, a comemoração do dia 8 de março já tinha se tornado tradicional, mas foi oficializada pela ONU apenas em 1975, quando essa organização declarou o Ano Internacional das Mulheres, como uma ação voltada ao combate das desigualdades e discriminação de gênero em todo mundo. Como parte desses esforços, o dia 8 de março foi oficializado como o Dia Internacional da Mulher.

 

Leia Também

“Londres do Brasil” tem clima europeu e encanta visitantes

Cidade brasileira está entre os destinos mais amigáveis do mundo

UFG lança ferramenta gratuita e inédita que prevê chuvas com IA

Água termal de vila em Goiás está entre as 3 melhores do mundo

Importância do Dia da Mulher

“O Dia Internacional da Mulher não é um mero dia voltado simplesmente a homenagens triviais às mulheres, mas diz respeito a um convite à reflexão referente a como a nossa sociedade as trata. Essa reflexão vale tanto para o campo do convívio afetivo, familiar e social quanto para as questões relacionadas ao mercado de trabalho.

Inúmeros estudos comprovam que ainda hoje as mulheres sofrem com a desigualdade no mercado de trabalho em relação aos homens. A presença das mulheres no mercado de trabalho ainda é menor do que a dos homens, uma vez que dados de 2018 apontam que, no mundo, apenas 48% das mulheres maiores de 15 anos estão empregadas – para os homens, esse número é de 75%|1|.

Atualmente, menos de 70% dos homens concordam com o fato de que muitas mulheres preferem trabalhar a ficar em casa cuidando de serviços domésticos. As mulheres ainda sofrem prejuízos no mercado de trabalho por engravidarem, uma vez que o número de mulheres que abandonam o seu trabalho por conta de seus filhos chega a 30%, enquanto que somente 7% dos homens abandonam seus empregos pelo mesmo motivo|2|.

Para agravar essa situação, metade das mulheres que engravidam perdem seus empregos quando retornam da licença-maternidade|3| e ainda, em pleno século XXI, existem aqueles que defendem que mulheres devem ganhar menos, simplesmente por poderem engravidar. Isso, inclusive, é uma realidade no Brasil, pois as mulheres recebem, em média, 20% menos que os homens|4|.

Todas essas estatísticas demonstram como o preconceito de gênero prejudica as mulheres no mercado de trabalho. As mulheres, no entanto, não têm a sua vida prejudicada somente no mercado de trabalho, uma vez que a violência de gênero, o abandono que muitas sofrem de seu parceiro durante a gravidez e os assédios são realidades que muitas mulheres sofrem.

O 8 de março é um dia para reflexão a respeito de toda a desigualdade e a violência que as mulheres sofrem no Brasil e no mundo. É um momento para combater o silenciamento que existe e que normaliza a desigualdade e as violências sofridas pelas mulheres, além de ser um momento para repensar atitudes e tentar construir uma sociedade sem desigualdade e preconceito de gênero.”

Travis Scott é anunciado na grade do Rock in Rio 2024; confira a programação completa de shows

Travis Scott, Matuê, OneRepublic e Zara Larsson são as novas atrações anunciadas para o Rock in Rio 2024.

O evento acontece em nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, na Cidade do Rock, na Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ).

Travis será a atração principal do Palco Mundo, em 13 de setembro. No mesmo dia, Matuê, representante do trap nacional, faz uma apresentação desenhada especialmente para o festival com participações de TETO e WIU.

Já a banda americana OneRepublic, do hit “Counting Stars”, e a cantora pop sueca Zara Larsson, se apresentam no dia 14 de setembro, mesmo dia de Imagine Dragons e Lulu Santos.

Das atrações internacionais, o festival já anunciou a banda Imagine Dragons, que se apresenta no dia 14 de setembro, Ed Sheeran, que toca no dia 19, Katy Perry e Gloria Gaynor no dia 20 de setembro.

Ingresso

Os ingressos para a edição que celebra os 40 anos do Rock in Rio estarão disponíveis para compra a partir de 11 de abril, no site da Ticketmaster.

Há dois tipos de ingressos diferentes para o Rock in Rio 2024, o Rock in Rio Card e o ingresso tradicional por dia.

O Rock in Rio Card, já esgotado, é um ingresso sem data pré-definida. Você compra a entrada antes de o Rock in Rio confirmar todas as atrações. Por outro lado, você tem a possibilidade de escolher qual dia prefere ir antes da venda geral ser aberta, quando o line-up todo tiver sido divulgado.

Protagonismo feminino

A produção anunciou que neste ano haverá o ”Dia Delas”. Portanto, um dia de artistas mulheres se apresentando, liderado por Katy Perry, que já participou do festival em 2011 e 2015, será a atração principal do Palco Mundo.

Por outro lado, Iza assumirá o papel principal no palco Sunset, onde também será acompanhada por Gloria Gaynor, famosa pelo hit “I Will Survive”.

Dessa maneira, veja os nomes anunciados até o momento:

Travis Scott

Matuê

OneRepublic

Ed Sheeran

Zara Larsson

Katy Perry

Imagine Dragons

Ne-yo

Joss Stone

Ivete Sangalo

Ludmilla

Lulu Santos

Jão

Gloria Groove

Os Paralamas do Sucesso

Iza

Luísa Sonza

 

Slipknot confirma dois shows no Brasil

A banda norte-americana de nu-metal Slipknot anunciou uma turnê comemorativa pelos 25 anos de lançamento do seu primeiro álbum, de 1999. O Brasil está na rota da tour e receberá a segunda edição do Knotfest Brasil, um festival criado pelo próprio grupo.

O festival está agendado para os dias 19 e 20 de outubro, e será realizado no estádio Allianz Parque, em São Paulo, com direito a duas apresentações inéditas da banda.

Headliner do festival, o Slipknot ainda promete um repertório diversificado, onde trará shows diferentes para cada uma das datas. No primeiro dia, a banda cumpre agenda com um setlist comemorativo de 25 anos de história e, no dia seguinte, tocará seu disco de estreia na íntegra. As bandas convidadas ainda serão anunciadas.

“Em 2022, realizamos a estreia do Knotfest no Brasil com ingressos esgotados, 45.000 pessoas participaram do evento naquela ocasião. Poder dar continuidade à essa parceria, que está só no começo, com uma edição que celebra os 25 anos de Slipknot, nos deixa ainda mais animados pelo que vamos fazer em 2024. Além de algumas novidades, como a mudança de venue [local do show], vamos ter outras surpresas para este ano”, comentou Pepeu Correa, CEO da produtora 30e.

Ingressos

Os tickets estão à venda no site Eventim com valores a partir de R$ 490,00.

 

Veja também:

 

EUA renova regra que dispensa entrevistas consulares para vistos em 2024

O governo dos Estados Unidos renovou a regra que permite que consulados e embaixadas dispensem a realização de entrevista presencial para a emissão ou renovação de certos tipos de vistos. A regra, publicada no final de dezembro pelo Departamento de Estado americano, vale até o final de 2024.

O principal objetivo da medida, que vem sendo adotada desde a pandemia, é reduzir a fila de espera nos postos consulares ao redor do mundo, em razão da crescente demanda por vistos americanos.

Em 2024, detentores de um visto americano não imigratório, ou seja, aquele que não concede a residência permanente, poderão renová-lo sem realizar a entrevista consular, contanto que o documento não tenha vencido há mais de 48 meses. A regra se aplica, por exemplo, ao visto de turismo e negócios (B1/B2), que corresponde a mais de 90% das emissões para brasileiros.

Visto de primeira viagem para os Estados Unidos

Nos casos de solicitação de um visto novo, o solicitante também poderá ser dispensado da entrevista presencial caso já tenha recebido anteriormente um visto imigratório dos Estados Unidos que não o B1/B2 e esse visto não esteja vencido há mais de 48 meses.

“Para quem vai tirar o visto pela primeira vez, sem nunca ter recebido uma autorização anterior, a entrevista consular é mandatória. A única exceção, de acordo com a nova regra do Departamento de Estado, é o visto H-2, destinado a trabalhadores temporários que vão para os Estados Unidos atuar na agricultura ou em áreas que tenham picos de demanda sazonal”, explica Rodrigo Costa, CEO do Viva América, empresa especializada em serviços imigratórios.

O executivo explica ainda que, para conseguir a isenção da entrevista nos casos estabelecidos na nova regra do Departamento de Estado, os candidatos devem solicitar o visto em seu país de residência e não podem ter registro de um visto negado anteriormente, a não ser que essa negativa tenha sido superada posteriormente com uma aprovação ou anulada a critério do governo americano.

“Além disso, se houver qualquer outra razão aparente de inelegibilidade, a autoridade consular poderá, em ato discricionário, exigir a realização da entrevista”, completa Rodrigo Costa.

Filas de espera no Brasil 

A fila de espera para agendar uma entrevista nos consulados e na Embaixada dos Estados Unidos no Brasil bateu sucessivos recordes em 2022 e 2023. No ano passado, por exemplo, solicitantes que tentaram tirar o visto no Consulado de São Paulo chegaram a ter de aguardar mais de 630 dias – quase dois anos – para a entrevista.

Por causa disso, a Embaixada contratou novos funcionários e passou a realizar atendimentos aos sábados. E as medidas deram certo.

De acordo com um levantamento realizado pelo Viva América, que monitora a fila de espera para o visto B1/B2, o tempo para conseguir a entrevista consular na capital paulista é de 8 oito dias atualmente, com base na última atualização da pesquisa, referente à segunda semana de janeiro. O agendamento também está mais ágil nos consulados do Rio de Janeiro (40 dias), Porto Alegre (15) e Recife (98). Na Embaixada em Brasília, são 21 dias.

Com isso, a média de espera dos cinco postos diplomáticos dos Estados Unidos que emitem o visto de turismo e negócios no Brasil é de 36,4 dias, a menor desde novembro de 2022, quando o Viva América iniciou o monitoramento.

 

*Fonte: Terra

Veja também:

 

Show tributo em homenagem aos Bee Gees acontece em Goiânia

No dia 16 de Março, Goiânia recebe um show tributo incrível da icônica banda pop dos anos 80, Bee Gees. A apresentação ”Bee Gees Alive” acontece no Teatro Rio Vermelho às 18h e às 21h, com as saudosas músicas da banda formada pelos irmãos Gibb, que fez enorme sucesso em todo o mundo.

Os ingressos já estão disponíveis para venda no site Sympla com valores a partir de R$ 80,00.

Sobre a banda

Formado pelos cantores Júnior Santana, Guido Roverso e Sérgio Rosa, o ‘’Bee Gees Alive’’ é o primeiro tributo brasileiro a divulgar e interpretar a obra da banda a partir da produção de grandes espetáculos que seguem fielmente os figurinos, além de garantirem performances impecáveis de interpretação. Atualmente, eles são considerados o maior espetáculo dos Bee Gees da América Latina!

Portanto, os fãs podem esperar para recordar sucessos como Massachusetts, Words, To Love Somebody, Stayin´Alive, More Than a Woman, I Started a Joke, Lonely Days, Night Fever, More Than a Woman, How Deep is Your Love e tantas outras, que marcaram a carreira do Bee Gees.

As 10 cidades mais visitadas do mundo em 2023

A Euromonitor, renomada empresa de análises de mercado, acaba de divulgar o aguardado ranking das dez cidades mais visitadas em 2023, surpreendendo ao elevar Istambul, na Turquia, à posição de destaque.

Com um influxo de 20,2 milhões de turistas no último ano, a cidade superou até mesmo ícones turísticos tradicionais, como Nova York, Londres e Paris.

A surpreendente liderança de Istambul despertou a curiosidade de muitos, uma vez que as expectativas costumam girar em torno das metrópoles mundialmente conhecidas.

Embora destinos clássicos tenham mantido seu fluxo turístico, a capital econômica turca demonstrou um incrível aumento de visitantes, e as projeções indicam que esse número continuará crescendo até o final de 2024.

As 10 cidades mais visitadas do mundo em 2023

Foto: Melhores Destinos

De acordo com a pesquisa, vários fatores podem explicar esse fenômeno, incluindo a rica mistura das culturas europeia e asiática, que confere singularidade ao destino.

A presença da deslumbrante Mesquita de Santa Sofia, um dos principais pontos turísticos do mundo, com média de 3,5 milhões de visitantes anuais, também contribui para a atratividade de Istambul. Além disso, a simplificação dos requisitos de entrada para visitantes dos Estados Unidos e Canadá pode ter impulsionado o aumento do turismo.

As 10 cidades mais visitadas do mundo em 2023

Mesquita de Santa Sofia em Istambul. Foto: divulgação

A lista das cidades mais visitadas em 2023 continua com Londres, no Reino Unido, ocupando a segunda posição, recebendo 18,8 milhões de turistas, seguida por Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em terceiro lugar, com 16,8 milhões de visitantes. Abaixo, confira a relação completa das dez cidades destacadas:

 

As 10 Cidades Mais Visitadas do Mundo em 2023:

  1. Istambul, Turquia: 20,2 milhões de turistas
  2. Londres, Reino Unido: 18,8 milhões de turistas
  3. Dubai, Emirados Árabes Unidos (EAU): 16,8 milhões de turistas
  4. Antália, Turquia: 16,5 milhões de turistas
  5. Paris, França: 15,5 milhões de turistas
  6. Hong Kong: 14,7 milhões de turistas
  7. Bangkok, Tailândia: 12,2 milhões de turistas
  8. Nova York, EUA: 11,7 milhões de turistas
  9. Cancún, México: 10,8 milhões de turistas
  10. Meca, Arábia Saudita: 10,8 milhões de turistas

 

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

 

Este ranking revela não apenas as preferências dos turistas, mas também as mudanças dinâmicas nas escolhas de destinos, evidenciando que o mundo do turismo está em constante evolução.