Praia de água doce no coração do Brasil é um refúgio apaixonante que você precisa conhecer

As praias de Araguacema, localizadas no estado do Tocantins, são verdadeiros tesouros naturais que emergem com a baixa das águas do Rio Araguaia entre os meses de julho a setembro. A Praia da Gaivota, em particular, é um destaque por sua infraestrutura e beleza natural.

Durante a temporada de praias, a Praia da Gaivota se transforma em um vibrante ponto de encontro, oferecendo uma variedade de serviços e atividades. Os visitantes podem desfrutar de restaurantes e bares que servem deliciosas culinárias locais, principalmente à base de pescado do rio. Há também artesanato localdisponível, que reflete a rica cultura da região.

Para aqueles que buscam entretenimento, a praia oferece shows artísticos e eventos culturais durante a temporada. Em 2023, a programação incluiu apresentações de artistas como Lucas Matheus, DJ Marcelo Junior, Diego Souza Pisadinha de Luxo, Mariana Fagundes, entre outros4. A entrada para esses eventos foi gratuita, proporcionando acesso a todos os visitantes

Além disso, a praia conta com barracas para aluguel e camarotes privados, oferecendo conforto para aqueles que desejam passar mais tempo desfrutando do local. Para a conveniência dos visitantes, há também banheiros químicos disponíveis.

A Praia da Gaivota não é apenas um local para relaxamento e diversão, mas também um espaço para apreciar a natureza. Com suas águas calmas e cristalinas, e areia branca e fina, é um ambiente ideal para banhos de rio, esportes aquáticos e pesca esportiva.

A cidade de Araguacema, que abriga a Praia da Gaivota, está situada a aproximadamente 290 km de Palmas e 1.013,6 km de Goiânia. É um destino que vale a pena visitar para aqueles que buscam uma experiência única em meio à natureza exuberante do Brasil.

Leia também:

Cidade do Tocantins tem praia com azul apaixonante que está conquistando o mundo

10 Praias do Tocantins que deixam os goianos completamente apaixonados

 

Encontro do Tocantins com o Araguaia tem mistérios e encantos quase divinos

Esperantina, situada no extremo norte do Tocantins, é uma cidade que se destaca por sua rica biodiversidade e belezas naturais. Localizada na região do Bico do Papagaio, a cidade está a aproximadamente 680 km da capital Palmas1 e a cerca de 1459 km de Goiânia. O município é abençoado com uma vegetação diversificada, que inclui biomas do cerrado3 e da Floresta Amazônica.

A cidade é famosa por ser o ponto de encontro dos grandes Rios Araguaia e Tocantins, e é a única cidade tocantinense que possui praias às margens desses dois rios em seu território. Estas praias são caracterizadas por extensas faixas de areias brancas e finas, cercadas por uma exuberante vegetação amazônica, oferecendo uma experiência única de contato com a natureza em seu estado mais puro.

Durante o mês de julho, quando as águas baixam, Esperantina se transforma em um popular destino turístico, atraindo visitantes para um verão sazonal de sol e praia. Além das belezas naturais, Esperantina oferece experiências culturais enriquecedoras.

A cultura local também se faz presente através da tradicional produção artesanal, como a fabricação de farinha pelas mãos habilidosas das mulheres da comunidade, que compartilham seus saberes e técnicas passadas de geração em geração. E para uma experiência sensorial completa, não há nada como degustar o frescor do suco de cupuaçu, preparado com frutas colhidas na hora na chácara do senhor Nonato Câmara, uma vivência autêntica e saborosa que captura a essência de Esperantina.

Descubra Esperantina, um tesouro escondido no norte do Tocantins, onde cada visita se transforma em uma aventura inesquecível.

Encontro das Águas

cfadb47a575641b257437a38efa7099f.jpg

Encontro dos Rios Araguaia e Tocantins em Esperantina – Foto: Fernando Alves/Governo do Tocantins

A praia de Bacuri Grande, em Esperantina é o ponto de partida para o “Encontro das Águas”, a 25 km dali. O trajeto é feito de barco e o barqueiro mais famoso é Manoel Gomes Soares. Ele é conhecido no local como o dono do Bico, porque tem uma posse de terra bem no Extremo-Norte, para onde conduz em seu barco os turistas.

Ancorado no porto, o ribeirinho faz até cinco viagens por mês ao “Encontro das Águas”. Durante o passeio ele é o guia turístico, respondendo perguntas e mostrando as belezas ao longo do rio.

Levando uma hora na ida e duas na volta porque é de subida, o visitante tem que ser aventureiro, com aquele espírito apreciador da simplicidade.

Praia do Bacuri Grande

5204084c94ec5fa213c2b30d66f51fa7.jpg

Foto: Folha do Bico

Situada a 8 km do centro de Esperantina, a praia é conhecida por ter atividades até agosto, quando a maioria das praias já finalizaram sua temporada.

O local é tranquila, de beleza intocada, com estruturas de barracas para os visitantes.

História de Esperantina

O município foi criado em 5 de outubro de 1989 e instalado em 1 de janeiro de 1993. Sua emancipação política ocorreu em 10 de fevereiro de 1991, através da Lei Estadual nº 251/91.

Sua povoação começou por volta de 1974, quando chegaram a esta região os senhores Felipe da Silva Ribeiro e Vitoriano da Silva Ribeiro, os quais se agradaram do local e fixaram residência à margem da “Lagoa da Cota”, rodeada de terras férteis e viçosas, devolutas do Estado de Goiás na época.

Por ser uma região rica em caça, pesca e próspera para agricultura, atraiu moradores de outras regiões – Maranhão, Pará, Piauí, Alagoas e Bahia.

Com o índice cada vez maior de povoação, passou a ser chamada de “Centro de Pedro Souza”, depois “Centro dos Mulatos” devido à grande quantidade de descendentes de índios e negros que habitavam o lugar, o qual em 1980, já contava com trinta ranchos de palha.

Após o desmembramento oficial do município de São Sebastião do Tocantins, Esperantina atingiu um surpreendente desenvolvimento, tendo como primeiro Prefeito o senhor Deumar Alves dos Santos, que administrou de 1993 a 1996.

Mais Informações

Secretária Municipal de Turismo

Endereço: Rua Getúlio Vargas, S/N°, Centro

Telefone: (63) 3475-1132

Horário de Atendimento: 7:30h a 13:30h

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Fernando Alves/Governo do Tocantins

Leia também:

Últimos dias para visitar a exposição de Miriam Inez em Goiânia

Drama teatral expõe descaso social em Goiânia

 

Paraíso escondido onde o sol beija as águas e os peixes saltam para a eternidade

O estado do Tocantins, localizado na região Norte do Brasil, é um destino paradisíaco de pesca esportiva que está ganhando cada vez mais destaque. Com uma rica biodiversidade e abundância de recursos hídricos, o Tocantins oferece uma experiência de pesca única para os entusiastas da pesca.

Belezas naturais e recursos hídricos

O Tocantins é conhecido por sua rica biodiversidade e belezas naturais. O estado abriga a segunda maior bacia hidrográfica do Brasil2, com muitos rios, nascentes e riachos34. Além disso, o Tocantins é lar de uma variedade de espécies de peixes, incluindo o cobiçado tucunaré azul.

Pesca esportiva

A pesca esportiva é uma atividade popular no Tocantins, atraindo milhares de pescadores todos os anos. Espécies como Tucunaré, Apapá, Corvina, Jaú, Cachorra e Caranha são encontradas nos rios do estado. A prática da pesca esportiva, onde o peixe é pescado e depois solto em seu habitat natural, é incentivada para promover a sustentabilidade e a preservação ambiental.

Desenvolvimento do turismo

O Tocantins tem potencial para o desenvolvimento do turismo, com a pesca esportiva desempenhando um papel importante nesse aspecto. O estado tem investido em melhorar os serviços para a população e os turistas, incluindo a implementação de medidas para melhorar a experiência do turista5. Além disso, o clima do Tocantins, que é predominantemente tropical, juntamente com a hospitalidade natural do povo, favorece o setor de turismo.

Empresas de pesca

Existem várias empresas de pesca no Tocantins que oferecem serviços especializados para os entusiastas da pesca. Essas empresas são fundamentais para apoiar a indústria da pesca esportiva e contribuir para a economia local.

Em resumo, o Tocantins é um destino de pesca esportiva em ascensão no Brasil, com uma rica biodiversidade, abundância de recursos hídricos e um clima favorável. A pesca esportiva desempenha um papel importante na preservação ambiental e no desenvolvimento econômico do estado.

Peixe

Peixe, município de praias do Tocantins que poucos conhecem!

Foto: Leve na Viagem

O município é um destino muito procurado pelos amantes da pesca, pois proporciona a pesca de Tucunaré no “visual”, ou seja, é possível ver o peixe antes de fisgá-lo.

 

São Salvador do Tocantins

São Salvador do Tocantins | Cidade | G1

Foto: Prefeitura de São Salvador

Em São Salvador é possível pescar e ainda relaxar em alguma das várias pousadas que têm na cidade. As pousadas já oferecem pacotes que incluem o barco e itens para pesca, além de alimentação durante as pescarias.

 

Caseara

Projeto sobre pesca esportiva motiva comunidade em Caseara - Conexão Tocantins - Portal de Notícias

Foto: Conexão Tocantins

Esse município também está no mapa da pesca do Tocantins. Banhada pelo Rio Araguaia, Caseara é um polo tanto da pesca esportiva, quanto da pesca amadora.

 

Lajeado

Governo do Tocantins desenvolve plano de operacionalização da pesca esportiva | Portal Pesca Amadora Esportiva

Foto: Pesca Amadora

A pescaria nas águas do rio Tocantins em Lajeado, a 50 km de Palmas, é uma opção de lazer para quem busca tranquilidade e contato com a natureza. A modalidade de pesca submarina também é praticada por quem frequenta o lugar.

 

Ilha do Bananal

Etnoturismo, pesca esportiva e praias se destacam na região da Ilha do Bananal

Foto: Governo do Tocantins

Considerada a maior ilha genuinamente fluvial do mundo, a Ilha do Bananal se baseia na calma dos rios Javaé e Araguaia, que a cercam e propiciam uma grande variedade de peixes, um sonho para os amantes da pesca esportiva!

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

 

Veja também:

Revelamos o segredo extraordinário e exuberante da natureza no Bico do Papagaio no Tocantins

Saiba porquê dois filmes de ação mudaram a história da Netflix

Revelamos o segredo extraordinário e exuberante da natureza no Bico do Papagaio no Tocantins

Esperantina, uma joia escondida no extremo norte do estado do Tocantins, é um município que se destaca por sua rica biodiversidade e belezas naturais. Situada na região conhecida como Bico do Papagaio, a cidade está a uma distância de 680 km da capital do estado, Palmas.

O município é abençoado com uma vegetação diversificada, que inclui biomas do cerrado e da Floresta Amazônica. Esta combinação única de ecossistemas contribui para a rica biodiversidade da região, tornando-a um paraíso para os amantes da natureza.

Esperantina é famosa por ser o ponto de encontro dos grandes Rios Araguaia e Tocantins. Além disso, é a única cidade tocantinense que possui praias às margens desses dois rios em seu território1. Estas praias são caracterizadas por extensas faixas de areias brancas e finas, cercadas por uma exuberante vegetação amazônica. Aqui, os visitantes podem experimentar a natureza em seu estado mais puro e selvagem.

Durante o mês de julho, quando as águas recuam, Esperantina se transforma em um popular destino turístico. O verão sazonal traz consigo dias ensolarados perfeitos para aproveitar as praias do Rio Tocantins.

Em Esperantina, os turistas têm a oportunidade de conhecer uma típica fábrica de farinha. A experiência inclui a visita a uma associação de mulheres locais que trabalham no processo artesanal de fabricação de farinha. Elas descascam a mandioca, colocam-na em tanques e, em seguida, a torram para produzir farinha. Este produto é comercializado diariamente, proporcionando uma fonte de renda para a comunidade local.

Outra experiência única que Esperantina oferece é a chance de saborear o suco de cupuaçu, uma fruta tropical típica da região. Os visitantes podem desfrutar desta bebida refrescante, feita com frutas colhidas diretamente da árvore, na propriedade do senhor Nonato Câmara.

Em resumo, Esperantina é um destino que oferece uma rica experiência cultural e natural. Seja pela sua biodiversidade, pelas suas praias fluviais ou pela sua produção artesanal de farinha, a cidade tem muito a oferecer aos seus visitantes. Venha descobrir as maravilhas de Esperantina, uma cidade que é um verdadeiro tesouro do norte do Tocantins.

Encontro das Águas

cfadb47a575641b257437a38efa7099f.jpg

Encontro dos Rios Araguaia e Tocantins em Esperantina – Foto: Fernando Alves/Governo do Tocantins

A praia de Bacuri Grande, em Esperantina é o ponto de partida para o “Encontro das Águas”, a 25 km dali. O trajeto é feito de barco e o barqueiro mais famoso é Manoel Gomes Soares. Ele é conhecido no local como o dono do Bico, porque tem posse de uma terra bem no Extremo-Norte, para onde conduz em seu barco os turistas.

Ancorado no porto, o ribeirinho faz até cinco viagens por mês ao “Encontro das Águas”. Durante o passeio ele é o guia turístico, respondendo perguntas e mostrando as belezas ao longo do rio.

Levando uma hora na ida e duas na volta, por causa da subida, o visitante tem que ser aventureiro, com aquele espírito apreciador da simplicidade.

Praia do Bacuri Grande

5204084c94ec5fa213c2b30d66f51fa7.jpg

Foto: Folha do Bico

Situada a 8 km do centro de Esperantina, a praia é conhecida por ter atividades até agosto, quando a maioria das praias já finalizaram sua temporada.

O local é tranquilo, de beleza intocada, com estruturas de barracas para os visitantes.

História de Esperantina

O município foi criado em 5 de outubro de 1989 e instalado em 1 de janeiro de 1993. Sua emancipação política ocorreu em 10 de fevereiro de 1991, através da Lei Estadual nº 251/91.

Sua povoação começou por volta de 1974, quando chegaram a esta região os senhores Felipe da Silva Ribeiro e Vitoriano da Silva Ribeiro, os quais se agradaram do local e fixaram residência à margem da “Lagoa da Cota”, rodeada de terras férteis e viçosas, devolutas do Estado de Goiás na época.

Por ser uma região rica em caça, pesca e próspera para agricultura, atraiu moradores de outras regiões – Maranhão, Pará, Piauí, Alagoas e Bahia.

Com o índice cada vez maior de povoação, passou a ser chamada de “Centro de Pedro Souza”, depois “Centro dos Mulatos” devido à grande quantidade de descendentes de índios e negros que habitavam o lugar. O qual em 1980, já contava com trinta ranchos de palha.

Após o desmembramento oficial do município de São Sebastião do Tocantins, Esperantina atingiu um surpreendente desenvolvimento, tendo como primeiro Prefeito o senhor Deumar Alves dos Santos, que administrou de 1993 a 1996.

Mais Informações

Secretária Municipal de Turismo

Endereço: Rua Getúlio Vargas, S/N°, Centro

Telefone: (63) 3475-1132

Horário de Atendimento: 7:30h a 13:30h

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: Fernando Alves/Governo do Tocantins

Veja também:

Cidade goiana tem Cristo submerso e águas quentes que chegam a 37,5 graus

10 cidades brasileiras com maior procura por hospedagem estilo Airbnb

Paraíso exótico intocado fica bem pertinho de Goiás e encanta turistas do mundo todo

Um paraíso exótico e intocado, localizado bem perto de Goiás, tem encantado turistas de todo o mundo. Estamos falando das Serras Gerais no Tocantins, um destino que vai além do famoso Jalapão, que é o atrativo turístico mais conhecido no mais jovem estado brasileiro. As Serras Gerais, localizadas no sudeste do Tocantins, são um verdadeiro paraíso em pleno cerrado brasileiro. A região, que ainda é pouco conhecida no radar dos turistas, dá um show com suas belezas naturais e nos surpreendeu da melhor forma possível durante a nossa viagem por lá.

Cachoeira nas Serras Gerais. Foto: Sebrae - TO

Cachoeira nas Serras Gerais. Foto: Sebrae – TO

Serras Gerais é uma região turística ainda pouco conhecida situada no Sudeste do estado do Tocantins, com atrativos espalhados entre as montanhas de arenito e calcário esculpidas pela ação da água e do vento. A região mistura a paisagem árida do cerrado com as águas cristalinas em tons azuis e esverdeados dos seus rios e cachoeiras. Além das próprias montanhas, a lista do que fazer nas Serras Gerais é composta por cânions, mirantes, cachoeiras, cavernas, e rios de água transparente, além de trilhas em meio à vegetação típica do cerrado.

Entre as principais atrações, se destacam:

As Serras Gerais tem uma grande quantidade de atrativos apaixonantes

As Serras Gerais tem uma grande quantidade de atrativos apaixonantes

  1. Cânion Encantado: Este é um espetáculo natural que faz jus ao nome. O Cânion Encantado oferece uma experiência única no coração do Brasil, com atividades como visitas à Cidade de Pedra, que são magníficas formações em rochas de arenitos, esculpidas ao longo de milhares de anos pela ação dos ventos e da chuva. Além disso, há a opção de um banho refrescante na “Cachoeira dos Pelados”.
  2. Rio Azuis: Este é o menor rio do Brasil e o terceiro menor do mundo. Localizado no município de Aurora do Tocantins, o Rio Azuis possui uma vazão de aproximadamente 11.000 litros de água por segundo, com águas transparentes com pedras em seu leito de cor azul-esverdeado. É devido à transparência de suas águas que o rio passou a receber o nome de Rio Azuis.
  3. Lagoa do Japonês: Esta lagoa é um verdadeiro oásis que brota no meio do cerrado tocantinense. Suas águas cristalinas, em um tom azul indescritível, são um convite para contemplar a natureza em um refrescante mergulho. Peixes, cágados, corais, tirolesa e uma deslumbrante gruta, fazem parte dessa inesquecível experiência de ecoturismo.

Além dessas atrações, a região das Serras Gerais também possui um deserto de dunas, paredões rochosos esculpidos há milhares de anos e cavernas para explorar belezas ainda escondidas1. Portanto, uma viagem para Serras Gerais é a maior prova de que o Tocantins não se resume apenas ao Jalapão.

O Sebrae TO está desenvolvendo ações na região

O Sebrae TO está desenvolvendo ações na região

Com a proposta de mostrar as potencialidades turísticas e empreendedoras do Tocantins, o Sebrae acompanhou, durante uma semana, um grupo de empresários do sudeste do país até à região das Serras Gerais. A visita contemplou roteiros como a Lagoa do Japonês, Complexo Cânion Encantado, Cidade das Pedras, Vale dos Pássaros e Cachoeira dos Pelados.

A iniciativa faz parte do projeto Tocantins + Turismo, uma parceria do Sebrae com o Governo do Estado/CDE, por meio da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (SICs), que já capacitou 200 empresários na região das Serras Gerais.

Impressões dos Visitantes

A empresária Lara Elizabeth Bosnich Pontes, proprietária de agências de viagem em São Paulo, conta que ficou encantada com as belezas naturais. “Serras gerais, que é o destino que viemos conhecer, me surpreendeu muito com lagoas, o cerrado, os frutos, as pessoas que nos atendem e a parceria que o Sebrae faz com o destino transformam vidas. Eu não tenho palavras”, afirma.

Crescimento Sustentável do Turismo

Bruno Rodrigues, analista do Sebrae, explica que a iniciativa oferece ações de capacitação e consultoria em diversas áreas, incluindo artesanato, gastronomia, hotelaria e marketing digital. O projeto tem o objetivo de promover, através de consultorias, o crescimento ordenado e sustentável do turismo no Estado. “O foco é melhorar a qualidade dos serviços turísticos oferecidos, fortalecer a competitividade sustentável dos destinos e fazer com que o turista visite nosso Estado e tenha vontade de retornar, porque além das belezas naturais, temos um povo acolhedor e uma cultura rica”, conclui.

Portanto, se você está procurando um destino exótico e intocado para explorar, as Serras Gerais no Tocantins podem ser a escolha perfeita. Com suas belezas naturais, cultura rica e hospitalidade calorosa, é um lugar que certamente irá encantar e surpreender.

Leia também:

97% dos turistas brasileiros valorizam o turismo sustentável

Goiânia recebe Expo Turismo Goiás 2024 em Julho

Ayrton Senna: Goiás e Tocantins tem importância marcante na história do piloto brasileiro

Ayrton Senna, um dos maiores pilotos de Fórmula 1 de todos os tempos, faleceu em 1º de maio de 1994, deixando um legado que continua a inspirar e emocionar fãs em todo o mundo. Conhecido por sua habilidade incrível nas pistas e por seu espírito competitivo, Senna foi um ídolo nacional no Brasil, um país onde a paixão pelo automobilismo é intensa. Ele foi tricampeão mundial de Fórmula 1, conquistando títulos em 1988, 1990 e 1991, e seu nome é sinônimo de excelência e determinação.

Muitos brasileiros sabem do sucesso de Senna nas pistas, mas poucos conhecem suas conexões com Goiás e Tocantins, que na década de 1960 ainda formavam um único estado. O piloto passou parte de sua infância no interior, no distrito de Taipas, município de Dianópolis, onde a família Senna possuía uma fazenda.

Essa ligação com a região é uma parte menos conhecida da história de Ayrton Senna, mas que contribuiu para sua formação como piloto e como pessoa. A vida no campo pode ter ajudado a moldar a resiliência e a determinação que Senna demonstrou durante sua carreira. Além disso, a fazenda em Goiás-Tocantins provavelmente foi um lugar de refúgio para ele e sua família, oferecendo uma pausa das pressões da vida na cidade grande.

Bicho-preguiça: mãe preguiça com seu bebê.

Foto: ayrtonsenna.com

Taipas, uma cidade atualmente pertencente ao estado do Tocantins, guarda memórias especiais da infância e adolescência de Ayrton Senna, o lendário piloto de Fórmula 1. Durante as férias escolares, Senna costumava visitar a Fazenda Caraíbas, localizada nas proximidades do rio Araguaia, no antigo Norte de Goiás. Essas visitas contribuíram para a construção de momentos inesquecíveis, onde ele fez amizades duradouras e vivenciou experiências que o marcaram profundamente.

A Fazenda Caraíbas era um refúgio para Senna, um lugar para desconectar-se das pressões da vida urbana e aproveitar a tranquilidade do campo. Além de passar tempo com a família, Ayrton explorava a fazenda, aprendendo sobre a vida no campo e desenvolvendo habilidades que o acompanhariam ao longo de sua carreira. Ele se destacava por sua habilidade com veículos, mesmo em tenra idade.

Um fato curioso sobre Ayrton Senna nessa época é que ele era conhecido por dirigir uma picape F-100 na região. Desde muito jovem, Senna mostrava seu talento e sua paixão por dirigir, mesmo que, na época, fosse apenas pelas estradas rurais e ao redor da fazenda. Essa experiência precoce ao volante pode ter contribuído para a formação do piloto que mais tarde conquistaria o mundo do automobilismo.

O tempo passado em Taipas e na Fazenda Caraíbas era uma oportunidade para Senna relaxar e se conectar com a natureza, o que provavelmente ajudou a equilibrar seu espírito competitivo e sua personalidade intensa. As amizades que ele fez durante esses períodos provavelmente lhe proporcionaram uma rede de apoio e lembranças que o acompanhariam ao longo da vida.

Hoje, a cidade de Taipas no Tocantins e a Fazenda Caraíbas são lembradas como parte da história de Ayrton Senna, um lugar onde ele passou momentos felizes antes de se tornar uma lenda da Fórmula 1. Sua trajetória, desde essas férias escolares até a glória nas pistas, reflete uma jornada extraordinária que continua a inspirar e cativar fãs em todo o mundo.

Mesmo muito pequeno Ayrton gostava de dirigir esse carro, em pequenas distâncias, é claro.

Mesmo muito pequeno Ayrton gostava de dirigir esse carro, em pequenas distâncias, é claro.

Foto: ayrtonsenna.com

Para muitos brasileiros, Ayrton Senna é um ícone nacional, um piloto de Fórmula 1 cuja carreira deixou uma marca indelével no esporte e no coração dos fãs. No entanto, o que muitos não sabem é que Goiás teve um papel significativo na história do piloto. Desde sua infância, Senna teve uma conexão especial com a região, não apenas pelo tempo que passou na Fazenda Caraíbas, mas também pelas relações familiares e as visitas que fazia durante as férias escolares.

Um aspecto interessante dessa ligação com Goiás é que os padrinhos de Ayrton Senna eram goianos: Seu Benedito de Souza e Dona Wanda Oliveira de Souza. Benedito era uma figura importante na vida de Senna e frequentemente levava o afilhado para a Pousada do Rio Quente, uma conhecida estância termal em Goiás. Essas visitas eram momentos de diversão e relaxamento para o jovem Ayrton, onde ele poderia se afastar do ritmo acelerado da cidade e aproveitar a natureza e o ambiente acolhedor da região.

Além da Pousada do Rio Quente, Benedito também levava Ayrton para acampamentos na ponta da Ilha do Bananal, no Tocantins. A Ilha do Bananal é uma das maiores ilhas fluviais do mundo, localizada no rio Araguaia, e oferece um cenário deslumbrante para acampamentos e atividades ao ar livre. Esses momentos ajudaram a fortalecer os laços entre Ayrton e seus padrinhos, além de proporcionar experiências que ele carregaria para a vida toda.

Essas memórias de infância e adolescência em Goiás e no Tocantins provavelmente contribuíram para a formação do caráter de Ayrton Senna, que mais tarde se destacaria por sua dedicação, disciplina e espírito competitivo nas pistas de corrida. A influência de figuras como Benedito de Souza e as experiências em lugares como a Pousada do Rio Quente e a Ilha do Bananal trouxeram a ele uma conexão com a simplicidade e a tranquilidade, elementos que podem ter equilibrado sua intensa carreira no automobilismo.

Portanto, é um privilégio para Goiás ter feito parte da história de Ayrton Senna, um orgulho nacional que deixou uma legião de fãs saudosos e um legado de excelência no esporte. A relação entre Senna e Goiás é um lembrete de que mesmo as maiores lendas têm suas raízes em lugares especiais, e a influência dessas conexões pode ser profunda e duradoura.

Na fazenda, ele está em cima do carro de boi com a irmã.

Foto: ayrtonsenna.com

Em 1988, Ayrton Senna conquistou seu primeiro título mundial na Fórmula 1, consolidando-se como uma das maiores estrelas do automobilismo. No início da temporada de 1989, Senna visitou a Base Aérea de Anápolis, em Goiás, um evento que se tornou memorável para muitos. Durante essa visita, sua aeronave particular, a PT-ASN, foi interceptada pela Força Aérea Brasileira (FAB), um procedimento de rotina para garantir a segurança aérea.

Após a interceptação, Senna foi equipado para um voo especial a bordo do Mirage III, um avião de combate da FAB. Ele recebeu um briefing detalhado antes de embarcar e, em seguida, experimentou a emoção de ser pilotado pelo céu goiano. Essa experiência destacou o carisma e o espírito aventureiro de Senna, que sempre demonstrou interesse por diferentes tipos de velocidade e máquinas potentes, seja em carros de corrida ou em aeronaves militares.

O autodromo Ayrton Senna em Goiânia

Ainda em 1989, uma proposta do deputado Hagahús Araújo para renomear o Autódromo Internacional de Goiânia para Autódromo Internacional Ayrton Senna gerou polêmica. A controvérsia surgiu porque Senna nunca havia corrido no autódromo, levando alguns a questionar a legitimidade da homenagem. No entanto, o projeto foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Goiás, e o autódromo recebeu o nome do piloto, um tributo ao campeão mundial de Fórmula 1 e sua relação especial com Goiás.

Apesar da polêmica inicial, a decisão de nomear o autódromo em homenagem a Ayrton Senna foi amplamente aceita. O piloto se tornou uma figura simbólica, e seu legado transcendeu as pistas de corrida. A homenagem ao piloto em um local que ele nunca correu é um testemunho do respeito e admiração que Senna conquistou em todo o Brasil, inclusive em Goiás.

O Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, tornou-se um local de referência para eventos automobilísticos e competições, carregando o nome de um dos maiores ídolos do esporte. A associação com Senna agrega prestígio ao autódromo e serve como lembrança do legado duradouro do piloto, inspirando gerações futuras de pilotos e entusiastas do automobilismo.

Goinfra - Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes

Autodromo internacional de Goiânia se chama Ayrton Senna

Foto: GoInfra

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa: ayrtonsenna.com

Leia também:

Cidade goiana elege novo prefeito no próximo domingo; veja quem são os candidatos

Netflix: arrombador de cofres aposentado e gângster inexperiente unem-se para o golpe do século em novo sucesso

Quais as cidades mais frias de Goiás

Oásis apaixonante e intocado é incrível e está nas Fronteiras de Goiás e Tocantins

Localizada na divisa entre os estados de Goiás e Tocantins, nas proximidades da cidade de Campos Belos, encontra-se oásis apaixonante pouco explorado, mas de beleza ímpar: a deslumbrante Praia do Pequizeiro, um verdadeiro oásis escondido em Lavandeira, Tocantins. Este destino pitoresco está rapidamente emergindo como um segredo bem guardado para os aficionados pela natureza e os aventureiros de todo o mundo, seduzidos por suas maravilhas naturais e experiências únicas.

Apesar de não se tratar de uma típica praia marítima, a Praia do Pequizeiro cativa os visitantes com suas paisagens deslumbrantes. A água cristalina, uma característica singular deste local, convida os turistas a um mergulho revigorante em meio ao calor característico da região. Os aventureiros têm à disposição a opção de montar suas próprias barracas, aproveitando a área de camping disponível no local e desfrutando de noites sob um céu estrelado, imersos na serenidade proporcionada pela natureza intocada.

Além disso, os encantos da Praia do Pequizeiro se estendem além das suas águas refrescantes. A região oferece trilhas fascinantes para os entusiastas do trekking, proporcionando vistas panorâmicas de tirar o fôlego e a oportunidade de explorar a rica biodiversidade da área. Os amantes da fotografia também encontrarão neste local uma infinidade de cenários deslumbrantes, ideais para capturar momentos inesquecíveis.

Com sua atmosfera tranquila e intocada, a Praia do Pequizeiro promete uma fuga revitalizante da agitação da vida urbana, permitindo que os viajantes se reconectem com a natureza e experimentem a verdadeira essência da aventura.

Poço do Paraíso Aurora do Tocantins

Foto:  Reprodução/Aventuras Pelo Nosso Mundo

Situada em uma propriedade privada, a Praia do Pequizeiro requer uma pequena taxa de entrada para os visitantes: R$ 30 para um dia de visita e R$ 75 para aqueles que desejam acampar. Para vivenciar plenamente todas as maravilhas deste local único, é altamente recomendável contar com a orientação de um guia local.

A região das Serras Gerais, onde esta praia de água doce está localizada, é um verdadeiro tesouro natural. Cenários adornados por rios sinuosos, serras majestosas, cachoeiras encantadoras e trilhas desafiadoras aguardam os exploradores. Com cerca de 200 cavernas catalogadas, a área também é um paraíso para os espeleólogos e amantes da geologia.

114f6dafbfb51eb85225b46b528860f4.jpg

Foto:  Reprodução/Instagram @praiadopequizeiro

5dba71e873d8f6dd40be74146bad889a.png

Foto:  Reprodução/Instagram @praiadopequizeiro

A Praia do Pequizeiro recebe visitantes todos os dias, incluindo fins de semana e feriados, das 08h às 17h. Se você está em busca de um refúgio longe das multidões, onde a beleza da natureza é a principal atração, esta praia paradisíaca se revela como o destino perfeito para uma escapada inesquecível.

Deixe-se encantar pela serenidade e beleza intocada deste esconderijo natural entre Goiás e Tocantins.

Confira este vídeo do lugar:

Mais Informações

Praia do Pequizeiro

Onde: Lavadeira, Tocantins

Como chegar:

Horários: todos os dias das 8h às 17h

Telefone: (63) 992428086

Valores: Day Use R$ 30,00

Camping R$75,00

Instagram: @praiadopequizeiro

Quer receber nossas dicas e notícias em primeira mão? É só entrar em um dos grupos do Curta Mais. Basta clicar AQUI e escolher.

Foto de Capa:  Reprodução/Instagram @praiadopequizeiro

Divisa do Tocantins e Goiás tem um paraíso apaixonante e intocado chamado de Serras Gerais

Em um país repleto de destinos turísticos renomados, as Serras Gerais, situadas no estado do Tocantins, emergem como uma jóia ainda pouco explorada. Distante dos holofotes do turismo de massa, esta região fascina com suas paisagens naturais de tirar o fôlego, uma biodiversidade exuberante e um rico patrimônio cultural.

As Serras Gerais, situadas no sudeste do Tocantins, são uma verdadeira joia natural e cultural. Suas imponentes formações de arenito desenham um cenário deslumbrante, repleto de cânions, grutas e escarpas únicas. Destacam-se a Serra do Espírito Santo, no Parque Estadual do Jalapão, como um dos principais cartões-postais da região.

A diversidade biológica das Serras Gerais é notável, com uma flora adaptada ao clima semiárido, destacando-se espécies como buriti, pequi e caju, típicas do cerrado. A fauna é igualmente rica, abrigando desde o majestoso lobo-guará até aves de rapina e répteis. O local é um paraíso para observadores de aves, com espécies únicas do ecossistema cerrado.

A herança cultural das Serras Gerais remonta aos povos indígenas como os Karajá e Xerente, que habitavam a região antes da colonização europeia. Com a chegada dos colonizadores, surgiram comunidades quilombolas, mantendo vivas suas tradições até hoje. As festas religiosas, como a Festa do Senhor do Bonfim, são um exemplo da riqueza cultural local, combinando elementos religiosos com manifestações artísticas e culinárias típicas.

A região das Serras Gerais é composta por diversos municípios, incluindo Arraias, Almas, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Lavandeira, Rio da Conceição, Combinado e Taguatinga. O turismo na região está crescendo, com atividades variadas como trilhas, rapel, escalada, observação de aves, passeios de 4×4 e visitas às comunidades quilombolas. Há um esforço contínuo para promover o turismo sustentável e conscientizar sobre a importância da conservação ambiental, garantindo que as futuras gerações possam desfrutar dessas maravilhas naturais e culturais.

  1. Atrações Turísticas Principais:

As águas cristalinas das cachoeiras, como a Cachoeira do Soninho e o Rio Azuis, são convites à aventura e relaxamento. Estas áreas naturais, de acesso variável, oferecem atividades como banhos refrescantes, mergulho e canoagem. As trilhas nas Serras Gerais são um paraíso para caminhantes e observadores de aves. Percursos como a Trilha do Mirante proporcionam uma imersão na natureza e vistas espetaculares.

A riqueza cultural da região se manifesta em suas festas tradicionais, como a Festa do Divino Espírito Santo, além da culinária local, que mistura sabores indígenas e sertanejos, e um artesanato rico em cores e formas.

  1. Turismo Sustentável e Desafios:

No contexto do turismo sustentável nas Serras Gerais, Tocantins, há uma série de desafios e oportunidades que estão sendo abordados para impulsionar a região como um destino turístico promissor, ao mesmo tempo em que se preserva sua riqueza natural e cultural.

Desafios de Infraestrutura e Acessibilidade:

A infraestrutura turística nas Serras Gerais é uma área que precisa de atenção significativa. Os desafios incluem a melhoria das condições das estradas de acesso aos atrativos turísticos, aprimoramento da sinalização turística, e desenvolvimento de rotas integradas que conectem as diversas atrações da região. Há um esforço coletivo, envolvendo entidades como o Sebrae, para promover o turismo sustentável e fortalecer a economia regional, focando na melhoria da infraestrutura e acessibilidade​​.

Preservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Econômico Local:

A preservação da biodiversidade local é uma prioridade nas Serras Gerais, dada a riqueza de sua fauna e flora. Paralelamente, o turismo é visto como um catalisador para o desenvolvimento econômico local, trazendo benefícios para as comunidades. No entanto, é fundamental que esse desenvolvimento ocorra de maneira participativa, envolvendo as comunidades locais para garantir que os benefícios do turismo sejam compartilhados de forma justa e sustentável.

Políticas Públicas e Planejamento Participativo:

O Programa de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDTIS) é uma iniciativa governamental que visa orientar o crescimento do turismo nas Serras Gerais com base em práticas sustentáveis. Este programa engloba ações de planejamento e organização do turismo, políticas públicas em turismo e estratégias de desenvolvimento do turismo, com um enfoque especial na participação comunitária. A ideia é contribuir para o desenvolvimento dos municípios da região das Serras Gerais, aproveitando suas potencialidades e promovendo uma nova realidade social, econômica e cultural​​.

A região das Serras Gerais, com seu vasto potencial turístico, enfrenta o desafio de desenvolver uma infraestrutura turística adequada e acessível, ao mesmo tempo em que se esforça para preservar seu ambiente natural e promover o desenvolvimento econômico local de forma sustentável. O envolvimento da comunidade local e a implementação de políticas públicas eficazes são essenciais para alcançar esses objetivos. A região se apresenta como um exemplo notável de como o turismo pode ser um aliado do desenvolvimento sustentável

  1. Futuro do Turismo na Região:

O futuro do turismo nas Serras Gerais, no Tocantins, é promissor, com diversos planos e projetos governamentais em andamento para promover o turismo sustentável e valorizar a cultura local. Uma dessas iniciativas é o projeto “Tocantins + Turismo”, lançado pelo Sebrae em parceria com o Governo do Estado. Este projeto visa beneficiar 600 empreendedores diretamente e mais de mil indiretamente, abrangendo setores como agro, logística, além do turismo. A transversalidade e a integração de diferentes secretarias e sistemas são fundamentais nesse processo de desenvolvimento socioeconômico​​.

Além disso, um plano de retomada do turismo foi elaborado para a região das Serras Gerais, com foco em estabelecer diretrizes de enfrentamento à Covid-19. Este plano inclui protocolos criteriosos de higiene pessoal, segurança sanitária, distanciamento social e sanitização de ambientes, visando garantir a qualidade e segurança nos atendimentos aos turistas. O plano envolve a participação de prefeituras, parceiros como a Universidade Federal do Tocantins (UFT), Sebrae e Adetuc, e é fundamental para a retomada segura das atividades turísticas na região​​.

Outra ação importante é a entrega da sinalização turística das Serras Gerais pelo Governo do Tocantins, que contribui para a integração da região ao maior corredor de ecoturismo do Brasil, abrangendo destinos como Chapada dos Veadeiros, Jalapão e Chapada das Mesas. Essa integração visa ampliar a permanência do turista no destino e gerar mais renda para a comunidade local através da atividade turística​​.

Especialistas e stakeholders locais, como o diretor técnico do Sebrae, destacam a importância da parceria entre o Sebrae e o Governo do Estado, enfatizando que essa colaboração aumenta as chances de resultados expressivos no desenvolvimento do turismo na região. A atuação conjunta é vista como um meio de multiplicar recursos e benefícios para empresários, turistas e potenciais investidores​​.

Em suma, o futuro do turismo nas Serras Gerais se apresenta com grande potencial, combinando esforços governamentais, expertise do Sebrae e a participação ativa da comunidade local. Essas iniciativas são fundamentais para promover um turismo responsável e sustentável, preservando o patrimônio natural e cultural dessa região única do Brasil.

Leia também:

Cidade do interior do Tocantins é reduto dos goianos apaixonados por carnaval de rua

Deserto no Nordeste do brasil tem oásis apaixonantes e dunas que tiram os fôlego dos turistas
Serras Gerais: Um paraíso exuberante bem pertinho de Goiás

3 das mais bonitas praias de água doce do Brasil ficam pertinho de Goiás

Em um país repleto de praias paradisíacas, muitos desconhecem as joias escondidas que adornam as águas doces do Brasil.

Surpreendentemente, o site UOL elaborou um ranking que revela as 10 praias fluviais mais bonitas do Brasil inteiro. E o melhor de tudo é que 3 delas estão ao alcance de quem está em Goiás. Pois estão logo ali, no nosso amado irmão Tocantins.

Se você é amante de destinos inexplorados e busca a beleza singular das praias de água doce, prepare-se para uma viagem que promete encantar os sentidos.

 

Descubra como planejar sua jornada para as mais belas praias doces próximas a Goiás e vivencie a beleza única desses destinos.

 

1. Prainha do Rio Novo, Jalapão, Tocantins, Brasil

3 das mais bonitas praias doces do Brasil ficam pertinho de Goiás

Foto: Melhores Destinos

Situada a uma curta distância de Goiás, a Prainha do Rio Novo, em Mateiros, no Jalapão figura no topo da lista do UOL.

Com águas cristalinas e areias douradas, esse oásis aquático oferece uma experiência única em meio à natureza exuberante.

Ideal para um dia de relaxamento em família ou um retiro romântico, a praia se destaca por sua acessibilidade e estrutura que proporciona conforto aos visitantes.

A Prainha do Rio Novo fica bem próxima à Cachoeira da Velha, no município de Mateiros, no Tocantins. Para chegar, é necessário fazer uma trilha, a partir da cachoeira. O acesso é pela TO-255.

 

Descubra a beleza única da Prainha do Rio Novo perto de Goiás, uma escapada imperdível com águas cristalinas e areias douradas.

 

2. Praia do Segredo, Lajeado, Tocantins

3 das mais bonitas praias doces do Brasil ficam pertinho de Goiás

Foto: Agência do Desenvolvimento Turístico Cultura e Economia Criativa do Tocantins

A Praia do Segredo, em Lajeado, Tocantins, também mencionada pelo UOL, é um santuário de natureza preservada e tranquilidade.

Com uma extensa faixa de areia e uma atmosfera serena, essa praia doce proporciona um refúgio longe das multidões urbanas.

Rodeada por uma paisagem deslumbrante, os visitantes têm a oportunidade de se reconectar com a natureza enquanto desfrutam das águas calmas e acolhedoras.

Telefone(63) 3519-1235

3. Praia do Paredão, Miracema, Tocantins

3 das mais bonitas praias doces do Brasil ficam pertinho de Goiás

Foto: Agência do Desenvolvimento Turístico Cultura e Economia Criativa do Tocantins

Em terceiro lugar no ranking, a Praia do Paredão,encanta a todos que a visitam com seu imenso paredão de rocha e águas cristalinas quentinhas.

A praia é um pedaço do paraíso na Terra e já foi cenário de filmes e novelas, pela sua beleza singular.

3 das mais bonitas praias doces do Brasil ficam pertinho de Goiás

Foto: Solua

Localizada a aproximadamente 75 km de Palmas, o local tem entrada gratuita. Conta com restaurante e bar.

 

Leia Também

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Goiânia recebe espetáculo de dança “Pressa” com entrada gratuita

Saiba a data do eclipse solar total em 2024

20 filmes indicados ao Oscar 2024 que estão disponíveis no streaming

 

Seja para um fim de semana relaxante ou uma escapada mais prolongada, estas praias doces próximas a Goiás oferecem uma alternativa cativante para os amantes da natureza e aventureiros em busca de destinos pouco explorados.

Planeje sua jornada de descobertas e mergulhe na beleza singular que estas praias têm a oferecer. Lembre-se de conferir as condições climáticas e aproveitar ao máximo cada momento nesse pedaço escondido do paraíso brasileiro.

 

Em um país tão vasto e diversificado como o Brasil, a descoberta de tesouros escondidos é uma jornada emocionante.

As praias doces próximas a Goiás, destacadas pelo UOL, são um convite à exploração e à apreciação da beleza natural que muitas vezes passa despercebida.

Seja para momentos de tranquilidade, experiências em família ou uma imersão na história, essas praias oferecem uma variedade de opções para os viajantes que buscam algo diferente.

Aventure-se nessas joias desconhecidas e deixe-se encantar pela magnificência das praias de água doce do Brasil.

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Enquanto Goiás reserva sua própria magia, os encantos do Tocantins estão logo ali, atraindo viajantes para lugares paradisíacos que oferecem uma fuga perfeita da rotina.

Nesta jornada, vamos explorar cinco lugares deslumbrantes que estão a uma curta distância de Goiás, proporcionando experiências únicas e cenários de tirar o fôlego.

Imagine lugares com águas cristalinas, areias branquinhas, com cânions gigantes, riozinho que não afunda e até um dos menores rio do mundo.

E o melhor de tudo… ainda são atrativos pouco conhecidos pelo grande público!

 

Está preparado para embarcar nessa aventura com o Curta Mais?

 

Nós temos muita alegria e prazer de te levar para conhecer esses lugares paradisíacos.

 

Deixe-se levar pela serenidade do Poço Babaçu e da Praia do Puçá, ambos em Lavandeira, até as maravilhas naturais do Parque Estadual do Jalapão, o mágico Rio Azuis em Aurora do Tocantins e as imponentes paisagens do Cânion Encantado nas Serras Gerais.

 

Preparado para embarcar em uma jornada de descobertas incríveis? Venha conosco desbravar o paraíso tocantinense tão próximo de Goiás.

 

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

 

Lugares paradisíacos – Poço Babaçu, Lavandeira, Tocantins, Brasil

É um banho com águas verde-cristalinas e areia branquinha, ideal para relaxar. A majestosa divisa entre Goiás e Tocantins revela um segredo bem guardado pelas Serras Gerais: o Poço Babaçu. Localizado em Aurora do Tocantins, o local faz parte de um complexo de cachoeiras, praias e mirantes, num percurso de pouco mais de 1 km.

A aventura começa na Trilha da Ilha das Corredeiras, um complexo envolvente com inúmeras paradas para banho, prainhas e cachoeiras naturais que se tornam paradas obrigatórias ao longo do percurso.

A trilha em si, tem 1.100 metros de pura beleza, com 7 pontos para banho e 3 mirantes estratégicos além de praias e cachoeiras.Ao final desta trilha espetacular, os visitantes são presenteados com o Poço Babaçu, um poção formado pelo rio, destacando-se como um local perfeito para relaxar e apreciar a tranquilidade das Serras Gerais.

 

Como Chegar partindo de Goiânia

A jornada até o Poço Babaçu saindo de Goiânia, segue em direção a Brasília de carro próprio ou transporte alternativo. Em Brasília, pegue a rodovia em direção à Chapada dos Veadeiros pela GO 118 até a cidade de Campos Belos, que faz divisa com Tocantins.

De Campos Belos, continue pela TO 110 em direção a Novo Alegre, seguindo até Aurora do Tocantins.

 

Clique aqui para saber mais sobre o atrativo.

 

Lugares paradisíacos – Praia do Puçá, Lavandeira, Tocantins, Brasil

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Foto:  Reprodução/Instagram @praiadopucaoficial

No coração da tranquila fronteira entre Goiás e Tocantins, próximo à cidade de Campos Belos, encontra-se um tesouro turístico esperando para ser desvendado. Conheça a Praia do Puça, uma jóia escondida em Lavandeira, Tocantins, que reserva um segredo ainda mais fascinante: a Prainha do Segredo, a apenas 200 metros de caminhada.

Apesar de não estar à beira do mar, a Praia do Puça surpreende com suas areias douradas e águas incrivelmente cristalinas. A tentação de um mergulho refrescante é irresistível, especialmente sob o calor característico da região. Para os mais aventureiros, a opção de montar acampamento em meio a esse paraíso natural é uma possibilidade, graças à área de camping bem equipada disponível no local.

O local não apenas oferece um ambiente perfeito para relaxar, mas também conta com uma infraestrutura impecável. Banheiros limpos, restaurantes que servem pratos regionais deliciosos e áreas de descanso estilosas tornam a estadia ainda mais agradável. No entanto, é essencial lembrar que a entrada na Praia do Puça é permitida mediante uma taxa de R$ 30 para passar o dia e R$ 80 para acampar durante a noite.

 

Mais Informações

Praia do Puça e Prainha do Segredo

Onde: Lavandeira, Tocantins

Como chegar: clique AQUI

Horários: todos os dias das 8h às 17h

Telefone: (63) 99122-5278

Valores: Day Use R$ 30

Camping R$80

Instagram: @praiadopucaoficial

 

Clique aqui para saber mais sobre o atrativo.

 

Lugares paradisíacos – Parque Estadual do Jalapão, Tocantins, Brasil

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Foto: Governo do Tocantins

O Jalapão é um lugar de belezas naturais incomuns, capaz de encantar até o visitante mais cético. Entre seus atrativos se destacam as dunas, com suas areias douradas contrastando com os rios de águas cristalinas, e cachoeiras. A paisagem ainda contrasta com formações rochosas, como o mirante da Serra do Espírito Santo e a Serra da Catedral.

O cenário é completo com extensas veredas, onde o buriti e o capim dourado se multiplicam e se transformam na base do artesanato local, que ganhou o gosto do mercado nacional e garante renda para dezenas de famílias tradicionais que habitam o PEJ.

Nesse ecossistema singular, são encontradas diferentes espécies de animais silvestres, como veados-campeiros, tamanduás-bandeiras, antas, capivaras, lobos-guarás, gambás, onças, jacarés, raposas e macacos. Também podem ser encontrados diversos répteis e aves.

Encare a viagem como uma expedição. A região do Jalapão, no Tocantins, é um conjunto de cinco áreas de conservação, incluindo um parque estadual, e tem 34 mil km² (maior que os estados de Sergipe e Alagoas).

O cenário é um dos mais exuberantes do Brasil: cachoeiras cristalinas, piscinas naturais verde-esmeralda, chapadões e dunas alaranjadas de até 40 metros de altura. Um verdadeiro deserto das águas, como sugere o apelido dado à região.

Boa parte da explicação está na dificuldade de acesso, já que a maioria das estradas não é asfaltada, o que dá a sensação de estar no meio de um rali.

 

Acesso

A partir da Capital, Palmas, o acesso terrestre ao Parque Estadual do Jalapão pode ser feito de duas maneiras. Pelo Norte, com acesso pelas rodovias TO-020, trecho Palmas – Novo Acordo (115 km), TO-030, trecho Novo Acordo – São Félix do Tocantins (147 km), seguindo depois pela rodovia TO-110, entre São Félix do Tocantins e Mateiros (79 km).

Pelo Sul, o caminho entre Palmas e o PEJ percorre trechos de rodovias pavimentadas como a TO-050 até Porto Nacional (60 km), que dá acesso à rodovia parcialmente pavimentada TO-255, que passa por Ponte Alta do Tocantins (135 km de asfalto) até atingir o município de Mateiros (165 km de terra).

 

Lugares paradisíacos – Rio Azuis, Aurora do Tocantins, Tocantins, Brasil

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Foto: divulgação

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Foto: divulgação

Convidamos você a descobrir um tesouro escondido na divisa entre Goiás e Tocantins: o Rio Azuis, conhecido como o menor rio da América Latina e o terceiro menor do mundo.

Localizado em Aurora do Tocantins (TO), esse destino singular que fica a apenas 530 km da capital Palmas, 670 de Goiânia e 470 km de Brasília, revela águas azuis cristalinas que cativam moradores e visitantes.

O Rio Azuis, situado na Comunidade Azuis, funciona diariamente das 8h às 18h, oferecendo acesso a decks em madeira estrategicamente posicionados ao longo do atrativo turístico, proporcionando oportunidades únicas para fotografias super instagramáveis.

Lá, há um poço, uma parte com bolhas, mostrando a água nascendo, e uma corredeira, ótima pra dar aquela relaxada! Tem uns peixinhos também!

Com uma nascente que despeja mais de 11 mil litros de água cristalina a uma temperatura ambiente, extraordinariamente azul, o Rio Azuis mantém sua pureza mesmo durante o período chuvoso. O espetáculo visual encanta visitantes de todas as idades, já que não tem trilha.

Mas recomenda-se a época da seca, entre maio e setembro, para uma água ainda mais transparente.

 

Clique aqui para saber mais sobre o Rio Azuis.

 

Lugares paradisíacos – Cânion Encantado, Almas, Serras Gerais, Tocantins, Brasil

Lugares paradisíacos pertinho de Goiás que você precisa conhecer

Foto: Desviantes

São nas Serras Gerais que se encontram o Cânion Encantado, passeio que passa despercebido pelos turistas que vão a região do Jalapão, mas que possui peculiaridades difíceis de encontrar em qualquer outro lugar do mundo.

A região por ser muito delicada, no entanto, não pode ser visitada o ano todo, durante a época de chuvas a água sobe e a região fica mais perigosa com risco de desabamentos. É indicado que o turista opte pela época de seca para visitar a região, entre abril e novembro.

O Cânion Encantado é uma fenda gigante que forma paredões com 74 metros de altura e para chegar os visitantes da região fazem uma trilha que os leva até à fenda e continua dentro da mesma. A trilha é um pouco complicada no início por se tratar de uma descida íngreme, mas com o passar do tempo vai ficando mais simples. O trajeto tem em torno de 6km o que dá mais ou menos 4h ida e volta.

Ao chegar ao Canion muitas pessoas se surpreendem pela imponência do lugar, andar entre paredões gigantes em meio ao Cerrado Brasileiro é uma experiência surreal. No Cânion os visitantes se deparam com 4 quedas fortes que vem do Rio que passa pela região, enormes e imponentes. Todas juntas formam um pequeno lago na base do Cânion, porém não é incentivado o nado devido a força das quedas.

 

Ao explorar esses tesouros em Tocantins, você descobrirá que a serenidade e a beleza natural estão mais próximas do que imagina.

Prepare-se para uma jornada extraordinária enquanto mergulhamos nos destinos que transformarão sua percepção de paraísos escondidos, proporcionando experiências inesquecíveis a poucos passos de Goiás.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Convidamos você a descobrir um tesouro escondido na divisa entre Goiás e Tocantins: o Rio Azuis, conhecido como o menor rio da América Latina e o terceiro menor do mundo.

Localizado em Aurora do Tocantins (TO), esse destino singular que fica a apenas 530 km da capital Palmas, 670 de Goiânia e 470 km de Brasília, revela águas azuis cristalinas que cativam moradores e visitantes.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: divulgação

Conheça mais sobre o menor rio da América Latina e o trajeto saindo de Goiás

Com os poucos 147 metros de extensão, o Rio Azuis se destaca pela sua dimensão compacta, e pela transparência de suas águas. O local já é considerado o cartão-postal da região e um refúgio para os amantes da natureza em busca de paisagens deslumbrantes.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: divulgação

Aurora do Tocantins, nome sugestivo que remete ao nascer do sol, é o único município tocantinense onde o sol se faz esperar um pouco mais, graças à imponente presença da Serra Geral.

Essa característica única adiciona um toque especial à experiência dos visitantes que desfrutam das belezas naturais das Serras Gerais, uma região propícia para o turismo de aventura.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: divulgação

Em 2023, uma importante iniciativa do Governo Federal, a Lei nº 14.658, inseriu Tocantins na Rota Nacional do Turismo, impulsionando a atividade turística na região.

Essa legislação abraça diversas modalidades de turismo, desde o ecológico e de aventura até o rural, de sol e praia doce, de vivência, cultural, religioso e gastronômico, evidenciando a riqueza e a diversidade de experiências que o estado mais jovem do Brasil oferece aos visitantes.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: reprodução/@bemaventureiros

O Rio Azuis, situado na Comunidade Azuis, funciona diariamente das 8h às 18h, oferecendo acesso a decks em madeira estrategicamente posicionados ao longo do atrativo turístico, proporcionando oportunidades únicas para fotografias super instagramáveis.

Lá, há um poço, uma parte com bolhas, mostrando a água nascendo, e uma corredeira, ótima pra dar aquela relaxada! Tem uns peixinhos também!

Com uma nascente que despeja mais de 11 mil litros de água cristalina a uma temperatura ambiente, extraordinariamente azul, o Rio Azuis mantém sua pureza mesmo durante o período chuvoso. O espetáculo visual encanta visitantes de todas as idades, já que não tem trilha.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: divulgação

Mas recomenda-se a época da seca, entre maio e setembro, para uma água ainda mais transparente.

O destino, que fica a apenas 66 km de Campos Belos, Goiás, e a 248 km de Alto Paraíso, oferece uma experiência única, livre de trilhas, mas repleta de belezas naturais. O custo de estacionamento é de R$ 20 por dia, com uma taxa de entrada na comunidade no valor de R$ 5 e uma taxa adicional de R$ 20 para visitar a Nascente do Rio Azuis, sem limite de tempo.

A entrada para o atrativo fica a 23 km de Aurora do Tocantins, próxima a TO-050. Clique aqui para ver a localização exata.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: reprodução/@japaventura

O Rio Azuis, com suas águas extraordinariamente cristalinas, é um espetáculo da natureza, proporcionando uma atmosfera serena e mágica! Ideal para relaxar, ler um livro ou tomar uma cervejinha, sem preocupações!

 

Aurora do Tocantins – berço do menor rio da América Latina

Aurora do Tocantins, integrante do circuito das Serras Gerais, desponta como um destino em ascensão, revelando-se um autêntico paraíso com rios e cachoeiras de água cristalina, uma verdadeira joia que merece ser explorada por aqueles que buscam uma conexão genuína com a natureza.

A cidade tem menos de 4 mil habitantes, e está localizada no sudeste do estado do Tocantins, a 490km de Brasília e 510km de Palmas.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: divulgação

Aurora tem atraído vários turistas de todo Brasil, devido às suas belezas naturais, o menor rio do Brasil (Rio Azuis), o Escorrega do Betinho, Balneário Douradas, Morro da Cruz, a Gruta do Sabiá, o banco de areia Lagoa do Barro e as veredas.

A grande vantagem de Aurora é que os atrativos são muito próximos um do outro, sem falar na gastronomia local e seu famoso ‘frango caipira com pirão’, carne do sol com mandioca, entre outros.

Menor rio da América Latina fica pertinho de Goiás e impressiona com águas azuis cristalinas

Foto: divulgação

Atualmente, a estruta está melhor e os visitantes podem contar com várias pousadas para hospedagem.

Leia Também

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Conheça a cidade goiana que tem acesso a maior ilha fluvial do mundo

São Miguel do Araguaia, situada a 476 km de Goiânia, é uma cidade goiana do noroeste do estado. Ela surpreende com suas belas praias de água doce. Um dos atrativos é o seu acesso a maior ilha fluvial do mundo: a Ilha do Bananal.

 

Já conhece? Continue lendo e descubra tudo sobre o local. Tenho certeza que você vai querer conhecer!

 

Conheça a cidade goiana que tem acesso a maior ilha fluvial do mundo

Foto: Prefeitura de São Miguel do Araguaia

Enquanto muitos associam o estado apenas a paisagens serranas do Cerrado, essa cidade encanta com seu potencial turístico aquático.

 

Praias de Água Doce e Pôr do Sol Deslumbrante

Conheça a cidade goiana que tem acesso a maior ilha fluvial do mundo

Foto: Prefeitura de São Miguel do Araguaia

As praias de São Miguel do Araguaia oferecem não apenas refresco nos dias quentes, mas também cenários espetaculares para contemplar o pôr do sol.

Esses locais são populares entre os locais e visitantes, proporcionando momentos relaxantes e a oportunidade de se aventurar na pesca esportiva, uma tradição enraizada na comunidade.

 

Saiba mais sobre o acesso da cidade goiana à maior ilha fluvial do mundo

Conheça a cidade goiana que tem acesso a maior ilha fluvial do mundo

Foto: Prefeitura de São Miguel do Araguaia

São Miguel do Araguaia é a porta de entrada para a Ilha do Bananal, considerada a maior ilha fluvial do mundo, mesmo localizada no estado vizinho do Tocantins.

Embarcações partem desta cidade para explorar esse paraíso ecológico, habitado por grupos indígenas como Javaé, Karajá e Xambioá, totalizando cerca de 2 mil índios na região.

A Ilha do Bananal é um espetáculo de fauna e flora típicas do Centro-Oeste e Norte do Brasil, uma experiência imperdível para os amantes da natureza.

 

Praias do Araguaia: Um Refúgio Natural com Infraestrutura Confortável

Conheça a cidade goiana que tem acesso a maior ilha fluvial do mundo

Foto: Prefeitura de São Miguel do Araguaia

As praias do Araguaia não apenas convidam para um mergulho revigorante, mas também oferecem infraestrutura com quiosques e comodidades para garantir uma experiência confortável aos visitantes.

Desfrutar da beleza do Rio Araguaia e contemplar o entardecer em cenários deslumbrantes tornam essas praias uma parada obrigatória em qualquer roteiro turístico.

 

Explorando o Parque Estadual do Cantão

Conheça a cidade goiana que tem acesso a maior ilha fluvial do mundo

Parque Estadual do Cantão, no Tocantins. Foto: To Pensando em Viajar

Outra atração imperdível é o Parque Estadual do Cantão, uma vasta área com 90 mil hectares que abrange as cidades de Lagoa da Confusão e Pium.

Com mais de 1000 lagos, o parque oferece oportunidades para passeios de canoa ou caiaque, permitindo aos visitantes explorar a vegetação característica da região.

Considerado um santuário ecológico no Norte do Brasil, o Parque Estadual do Cantão é uma janela para a riqueza natural do cerrado.

 

 

 

São Miguel do Araguaia emerge como um destino turístico único em Goiás, combinando praias fluviais, acesso à Ilha do Bananal e a beleza preservada do Parque Estadual do Cantão.

Essa cidade surpreendente oferece uma escapada tranquila para aqueles que buscam explorar as maravilhas naturais do Brasil além das praias tradicionais.

Seja para relaxar nas águas do Araguaia ou explorar ecossistemas únicos, São Miguel do Araguaia revela-se como um tesouro escondido pronto para ser descoberto pelos amantes da natureza e da aventura.

 

Mais sobre São Miguel do Araguaia

A região teve sua primeira exploração em 1952 com a chegada dos colonizadores: José Pereira do Nascimento, Lozorik Belém e Ovídio Martins de Souza, que ali adquiriram uma extensa área de terras dedicando-se à lavoura e criação de gado.

Um dos fatores que despertou a formação do povoado foi o ‘curandeirismo’ implantado por um dos pioneiros, que atraiu numerosas pessoas vindas em busca de cura para seus males físicos e espirituais.

Construíram-se as primeiras casas de adobe e pau-a-pique, em lugar dos ranchos primitivos, nas margens do ribeirão São Miguel, denominando-se o povoado Nascente de São Miguel.

Tempos depois, o Governo Estadual determinou a medição e divisão das terras adjacentes ao povoado, que, em lotes iguais, foram adquiridos por fazendeiros do sul do estado de Minas Gerais.

O maior impulso ao município foi dado no período de 1960 a 1963, quando milhares de colonos, das mais distantes regiões do país, chegaram para desbravar as matas, formando extensas lavouras e pastagens, incrementando, sobretudo, a pecuária, suporte econômico do município.

O topônimo é em homenagem ao santo padroeiro e ao rio pelo qual é banhado.

Jalapão: o guia completo para o paraíso tocantinense

Explorar o Jalapão é adentrar a um universo único! Mais que um destino, é a chance de se perder em dunas douradas, descobrir fervedouros mágicos e testemunhar a grandiosidade da natureza no coração do Tocantins. Rodeado por Mateiros, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins, o Jalapão reserva surpresas incríveis para os exploradores, muitas além dos limites do Parque Estadual, revelando a autenticidade da região. Nesta jornada, partindo de Palmas, a capital, paisagens surpreendentes aguardam a cada curva.

O Jalapão, antes reconhecido como um destino notável no Brasil, possui uma rica história, habitado por povos indígenas como Xerentes e Caiapós. Seu nome deriva da planta jalapa, utilizada na medicina popular. A região testemunhou a passagem de bandeirantes em busca de rotas e desafios. A formação cultural única resulta da miscigenação entre nativos, negros e europeus, refletida na culinária e tradições.

Nas últimas décadas do século XX, o Jalapão despertou interesse turístico, destacando suas belezas naturais e cultura. Crescendo além do Parque Estadual, tornou-se um desejado destino de ecoturismo e aventuras.

Reprodução/Malas de Aventuras

Conheça o Jalapão

Explorar o Jalapão é, sem dúvida, uma experiência singular! Situado no estado do Tocantins, esse tesouro natural está localizado na região leste do estado, aproximadamente a 190 quilômetros a leste da capital, Palmas.

Com uma vasta extensão territorial, o Parque Estadual do Jalapão abrange os municípios ao seu redor, formando um circuito deslumbrante.

A localização remota da região significa que o acesso é principalmente por estradas, já que não há aeroportos ou ferrovias diretamente conectados. A cidade de Palmas, que funciona como ponto de partida para essa jornada, oferece uma infraestrutura adequada para os visitantes.

É importante lembrar que a região é um tanto isolada, então é recomendável se preparar para uma aventura que inclui um contato mais próximo com a natureza. No entanto, cada esforço para chegar ao Jalapão é compensado com vistas deslumbrantes, fervedouros de águas cristalinas, dunas douradas e uma imersão completa na beleza do cerrado brasileiro!

Para quando marcar a sua viagem do Jalapão

O Jalapão tem um clima predominantemente quente e ensolarado ao longo do ano, com temperaturas diurnas que ultrapassam os 30 °C. A hidratação é essencial devido ao calor generoso. À noite, a temperatura varia entre 15°C e 20ºC, exigindo uma blusa para quem é sensível ao ventinho durante a noite. Para uma viagem mais tranquila e aproveitar cada canto do paraíso tocantinense, deve-se ter atenção ao clima e a época do ano.

Evitar feriados prolongados e férias escolares é uma excelente estratégia para escapar de filas e grupos numerosos, proporcionando um ambiente mais sereno. Caso não seja possível evitar essas épocas movimentadas, o planejamento prévio e reservas antecipadas são cruciais devido à limitada oferta de pousadas e alojamentos na região.

A melhor época para explorar o Jalapão é quando é possível desfrutar plenamente de cada aspecto do destino. Durante a alta temporada, que geralmente ocorre em julho e agosto, coincide com as férias escolares, resultando em maior movimento turístico. Embora seja uma oportunidade para quem aprecia ambientes mais agitados, é importante considerar a possibilidade de locais como os fervedouros ficarem mais lotados.

Por outro lado, a baixa temporada, que se estende de março a junho e de setembro a novembro, oferece um ambiente mais tranquilo e agradável para os amantes da natureza. Menos visitantes nos passeios significam menos filas nos fervedouros e uma atmosfera mais serena nos pontos turísticos. Além disso, os preços tendem a ser mais acessíveis, tanto para acomodações quanto para atividades.

Conheça os principais pontos turísticos do Jalapão

Uma coisa que poucas pessoas sabem sobre o Jalapão, que ele esconde belezas e verdadeiros Osias no meio de suas belas vegetações. E vai muito além do Parque Nacional, onde normalmente os turistas conhecem. Pensando nisso, vamos navegar pelas maravilhas dos principais pontos turísticos.

  • Parque Estadual do Jalapão

    Reprodução/Wikipedia

    O acesso ao vasto Parque Estadual do Jalapão, localizado a cerca de 155 km de Palmas, é feito pela rodovia TO-255. Com mais de 34 mil quilômetros quadrados, o parque oferece paisagens deslumbrantes, como dunas alaranjadas, cachoeiras e fervedouros. Essa área extraordinária serve como ponto de partida para explorar a região, e é crucial seguir as regras de visitação, consultar horários e contratar um guia local para garantir uma experiência segura e aproveitar ao máximo o encanto do parque.

  • Pedra Furada

    Reprodução/ Monique Renne – Melhores destinos

    A Pedra Furada, uma formação rochosa única no Parque Estadual do Jalapão, serve como um cenário espetacular para o pôr do sol. Acessada por trilhas ou estradas a partir das bases da região, a pedra não possui um endereço específico. A recomendação é contar com guias locais para garantir uma jornada segura e apreciar plenamente essa maravilha natural.

  • Cachoeira da Fumaça

    Reprodução/Flavio Cavarela-Governo do Tocantins

    A Cachoeira da Fumaça, no Parque Estadual do Jalapão, é um espetáculo natural impressionante, embora não permita banhos. A ausência dessa atividade não diminui a grandiosidade do cenário, e o local oferece oportunidades para absorver a energia da natureza, reflexão e captura de belas fotos. O local não tem um endereço, sendo acessada por trilhas ou pontos de apoio próximos.

  • Serra Espírito Santo

    Reprodução/Monique Renne – Melhores destinos

    A Serra do Espírito Santo, atrai muitos visitantes. A trilha desafiadora para o topo, com corrimões e paradas estratégicas, oferece uma vista incrível. Recomenda-se sair cedo para apreciar o nascer do sol lá do alto, uma experiência espetacular.

  • Cachoeira do Formiga

    Reprodução/Gabriel Castaldini (Flickr)

    A visita à Cachoeira da Formiga é imperdível durante a exploração do Jalapão. Com águas azuis cristalinas, essa queda d’água forma uma piscina natural incrível, proporcionando um refúgio perfeito do calor do Tocantins. Localizada em uma propriedade privada próxima a Mateiros, a taxa de entrada é acessível. Recomenda-se chegar cedo em períodos movimentados para evitar multidões e aproveitar a maravilha em tranquilidade.

  • Dunas do Jalapão

    Reprodução/Maria Jose A

    Ao caminhar em direção às Dunas do Jalapão, aprecie as paisagens notáveis, como a Serra do Espírito Santo e o Morro Saca-Trapo ao longo do percurso. É fundamental não explorar sozinho, dada a presença de diversas trilhas no parque. A integração com outros visitantes é aconselhável para viajantes solitários. Devido à limitada sinalização e possível falta de conectividade celular, contar com um guia local é essencial para explorar com segurança. Não perca a oportunidade de reservar um momento para testemunhar o espetáculo do pôr do sol nas Dunas do Jalapão, uma experiência inesquecível, especialmente em viagens românticas.

  • Fervedouro Bela Vista

    Reprodução/@guiduarte87 e @carolmolqueiroz

    O Fervedouro Bela Vista, em São Félix do Tocantins, destaca-se na região com uma experiência única e estrutura completa. Além de opções de hospedagem e restaurante, a piscina natural de 15 metros de diâmetro é um cenário encantador para fotos. As águas cristalinas, habitadas por peixinhos, proporcionam um mergulho irresistível.

  • Fervedouro Buritizinho

    Reprodução/Turismo de Materios Jalapão-Brasil

    O Fervedouro Buritizinho, localizado às margens do Rio Formiga em São Félix do Tocantins, é um encantador fervedouro que merece destaque. Apesar do nome sugerir um local pequeno, oferece maravilhas e conta com um restaurante que serve delícias da culinária local. Uma parada essencial para incluir no roteiro de exploração do Jalapão.

 

>Veja Também<

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

Praias de Rio no Tocantins que são as queridinhas dos goianos

Cidade histórica do interior do Tocantins é refúgio dos goianos que são apaixonados por pescaria e praia de água doce com águas cristalinas

 

 

 

Divisa de Goiás e Tocantins guarda uma prainha pouco conhecida que parece um oásis no Cerrado

A majestosa divisa entre Goiás e Tocantins revela um segredo bem guardado pelas Serras Gerais: o Poço Babaçu. Localizado em Aurora do Tocantins, o local faz parte de um complexo de cachoeiras, praias e mirantes, num percurso de pouco mais de 1 km.

Neste oásis de águas verde cristalinas e areias brancas, os viajantes têm a oportunidade única de se perder na natureza exuberante do Cerrado enquanto desfrutam do relaxamento proporcionado por suas águas refrescantes.

A aventura começa na Trilha da Ilha das Corredeiras, um complexo envolvente com inúmeras paradas para banho, prainhas e cachoeiras naturais que se tornam paradas obrigatórias ao longo do percurso. A trilha em si, tem 1.100 metros de pura beleza, com 7 pontos para banho e 3 mirantes estratégicos além de praias e cachoeiras.Ao final desta trilha espetacular, os visitantes são presenteados com o Poço Babaçu, um poção formado pelo rio, destacando-se como um local perfeito para relaxar e apreciar a tranquilidade das Serras Gerais.

Nessa região de belezas inexploradas, situada nas Serras Gerais, uma combinação única de serras, cânions e cachoeiras, a Trilha da Ilha das Corredeiras se destaca com seus 12 atrativos, oferecendo um trajeto que leva aproximadamente 40 minutos para ser percorrido.

Os numerosos pontos de banho ao longo do Rio Palma proporcionam uma experiência singular para os turistas que buscam se refrescar nas águas cristalinas da região.

 

Mais sobre este oásis na divisa entre Goiás e Tocantins

O Poço Babaçu não é apenas uma maravilha natural, mas também um testemunho do potencial turístico da região das Serras Gerais.

Este, e outros atrativos têm movimentado cada vez mais o turismo local, trazendo visitantes de todas as regiões do Brasil e também de outros países.

À beira da Praia do Sossego, ao lado da Ilha das Corredeiras, o Serras Gerais Ecopousada está prestes a se tornar um dos maiores resorts do Estado. O empreendimento promete oferecer uma experiência única, integrando o luxo com a natureza exuberante das Serras Gerais.

Divisa de Goiás e Tocantins tem uma prainha pouco conhecida que parece um oásis em meio a natureza exuberante do Cerrado: Poço Babaçu

Foto: divulgação

Os investimentos não se limitam apenas ao turismo. O resort está atualmente vendendo propriedades dentro da pousada, proporcionando aos interessados a oportunidade de fazer parte dessa região única e promissora.

Estes lotes exclusivos fazem parte do plano de expansão da região das Serras Gerais, consolidando-a como um destino turístico de destaque em Goiás.

05 - BANGALÔ EXPERIENCE.jpg

Foto: divulgação

A expectativa é que o Serras Gerais Ecopousada esteja totalmente operacional até setembro de 2027, proporcionando aos visitantes uma experiência completa de luxo e relaxamento em meio às belezas naturais das Serras Gerais.

A novidade aqueceu a região!

 

Como Chegar partindo de Goiânia

A jornada até o Poço Babaçu saindo de Goiânia, segue em direção a Brasília de carro próprio ou transporte alternativo. Em Brasília, pegue a rodovia em direção à Chapada dos Veadeiros pela GO 118 até a cidade de Campos Belos, que faz divisa com Tocantins.

De Campos Belos, continue pela TO 110 em direção a Novo Alegre, seguindo até Aurora do Tocantins.

 

Serras Gerais

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

Foto: @canionencantadooficial

Na região das Serras Gerais, os principais atrativos são as montanhas esculpidas pela ação das águas e dos ventos, detalhadas por cânions, mirantes, grutas, cavernas, cachoeiras e rios, ora mansos ora revoltos, apropriados às emoções do rafting. Tudo isso cercado por uma vegetação exótica!

Os municípios que compõem a região são: Almas, Arraias, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Paranã, Rio da Conceição e Taguatinga.

As Serras Gerais do Tocantins, apesar de não possuir fervedouros, possui atrações tão belas quanto o vizinho mais famoso, o Jalapão. Entre as principais atrações, se destacam o espetacular Cânion Encantado, o Rio Azuis e a Lagoa do Japonês.

 

Leia Também

Você precisa conhecer essa praia paradisíaca que fica bem pertinho de Goiás

 

Se você está em busca de um refúgio paradisíaco em meio ao cerrado brasileiro, as Serras Gerais e o Poço Babaçu estão prontos para surpreender e encantar. Agende sua visita e faça parte dessa jornada única rumo à tranquilidade e beleza natural.

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

No coração de Goiás, mais precisamente em São Miguel do Araguaia, encontra-se a maior fazenda do Brasil: a Fazenda Nova Piratininga. Uma propriedade que desafia as expectativas ao se comparar com algumas das maiores metrópoles do mundo.

Com uma área impressionante de 135 mil hectares, equivalente a 1.350 km², essa fazenda supera, em extensão, cidades renomadas. Los Angeles, Rio de Janeiro, Nova Iorque, Paris e nossa querida Goiânia são exemplos de cidades menores (algumas, MUITO menores!) que a propriedade.

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

Foto: divulgação

A Nova Piratininga ocupa uma área de 135 mil hectares, equivalente a 1.350 km². Enquanto Goiânia tem 728,8 km², Los Angeles tem 1299 km² e Nova Iorque 783,8 km². A fazenda por pouco não ganhou da maior cidade da América, que é São Paulo, com 1521 km².

Posicionada às margens dos rios Araguaia, Javés e Verde, a Nova Piratininga não se limita apenas a Goiás, estendendo-se também pelo estado de Tocantins.

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

Foto: divulgação

Seu tamanho monumental é uma curiosidade geográfica, e além disso, a fazenda é um dos maiores criadouros de gado do Brasil, atendendo às demandas do mercado nacional.

Além disso, a fazenda conta com uma vasta plantação de milho e soja, com investimentos maciços em agricultura de precisão.

 

Diversidade de Atividades na Fazenda

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

Foto: divulgação

A diversidade de atividades na Nova Piratininga é notável. Com uma vasta plantação de milho e soja, a fazenda destaca-se por investimentos maciços em agricultura de precisão, alinhando-se às práticas mais modernas do setor.

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

Foto: divulgação

A fazenda abraça a responsabilidade ambiental, mantendo uma área de preservação ambiental (APA) e reserva legal, contribuindo para a redução de gases estufa, seguindo as diretrizes nacionais.

 

Ciclo Completo de Pecuária

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

Foto: divulgação

Fundada há 14 anos, a Nova Piratininga é uma referência no ciclo completo de cria, recria e engorda de gado. Com um dos maiores rebanhos do país, a fazenda destaca-se pelo seu programa de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), elevados índices de prenhez e é uma das líderes em inseminação da raça Angus.

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

Foto: divulgação

A integração entre lavoura e pecuária é realizada de maneira sustentável, utilizando práticas adequadas que contribuem para a redução da emissão de gases de efeito estufa.

 

Empreendedores e História

Antes de 2010, a fazenda estava sob a propriedade do empresário Wagner Canhedo, notório por sua atuação no setor aéreo.

Maior fazenda do Brasil fica em Goiás e supera o tamanho da maioria das metrópoles do mundo

Foto: divulgação

Atualmente, a Nova Piratininga é controlada por três empresários goianos: João Alves de Queiroz Filho, conhecido como Júnior, o controlador do grupo Hypermarcas; Marcelo Limírio Gonçalves Filho, ex-dono do laboratório Neo Química; e a família de Igor Nogueira Alves de Melo, membro do Conselho de Administração da Teuto, hoje controlada pela Pfizer.

 

Visão Sustentável para o Futuro

A Nova Piratininga não é apenas uma fazenda; é um modelo de excelência para a pecuária brasileira, produzindo gado bovino de alta qualidade em larga escala.

A fazenda está comprometida em manter o equilíbrio entre produtividade, qualidade e responsabilidade socioambiental, contribuindo para o desenvolvimento econômico das cidades em seu entorno.

 

A Fazenda Nova Piratininga representa um marco no agronegócio brasileiro, destacando-se não apenas por sua grandiosidade, mas por sua abordagem moderna e sustentável na produção agropecuária.

Com uma história construída sobre dedicação, eficiência e inovação, a Nova Piratininga é uma força impulsionadora do desenvolvimento regional e uma referência para o futuro do setor no Brasil.

Leia também

Chitãozinho tem fazenda glamourosa com lago exuberante e mais de 10 mil cabeças de gado em Goiás

 

Mais sobre a maior fazenda do Brasil

A Fazenda Nova Piratininga é uma empresa do agronegócio brasileiro, comprometida com alta qualidade, produtividade e desenvolvimento regional.

Fundada há 10 anos e localizada nos estados de Goiás e Tocantins, a Nova Piratininga constrói sua história com base na dedicação e eficiência de seu time, na busca contínua por inovação e controle de qualidade, e na promoção da responsabilidade socioambiental.

Com um dos maiores rebanhos do Brasil, a Nova Piratininga se destaca pelo ciclo completo de cria, recria e engorda. A fazenda tem um dos maiores programas de IATF (inseminação artificial em tempo fixo) do país, apresenta elevado índice de prenhez e está entre as primeiras em número de inseminação da raça Angus.

A atividade agrícola do empreendimento tem o cultivo em larga escala da soja e do milho. Os investimentos robustos em agricultura de precisão, capacitação, máquinas e estrutura de armazenagem própria de grãos têm permitido um forte crescimento ano a ano.

Comprometido com a sustentabilidade, o empreendimento agropecuário mantém extensa área de preservação ambiental (APP) e reserva legal. A integração entre lavoura e pecuária é feita de maneira sustentável, com práticas adequadas que ajudam na redução da emissão de gases de efeito estufa.

Com um time de colaboradores qualificado e dedicado, a Nova Piratininga contribui para o desenvolvimento econômico das cidades em seu entorno.