7 livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente

Apesar de ainda ser pouco conhecido pelo mundo por sua literatura, não é só o futebol e samba que marcam a cultura brasileira fora do país

Thaís Muniz
Por Redação Curta Mais
image 1

“Preciso ter uma conversa com o pessoal do Brasil. Por que não me avisaram antes que este é o melhor livro já escrito? O que vou fazer do resto da minha vida depois que terminá-lo?” Esse relato apaixonado viralizou na internet nos últimos dias, por Courtney Henning Novak, escritora e podcaster americana que, aos 45 anos, diz estar totalmente obcecada por “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, obra publicada pelo autor brasileiro Machado de Assis (1839-1908) em 1881.

Mas para além desta obra icônica e atemporal de Machado de Assis, que dispensa apresentações e já foi traduzida para mais de 10 línguas distintas, os livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente são clássicos imortais da literatura do nosso país e acabaram conquistando um grande público no exterior. Consagrados autores têm obras publicadas em diversos idiomas e lidas por milhares de pessoas ao redor do globo.

Abaixo selecionamos outros livros do nosso país que ficaram famosos internacionalmente e que todo mundo deveria ler também. Confira:

1) O Alquimista – Paulo Coelho

Publicado em 1988, esse é o livro de um autor brasileiro mais traduzido em todo o mundo, de acordo com a Agence France-Presse (AFP). Essa renomada obra, que retrata um romance alegórico, já vendeu mais de 150 milhões de cópias em diversos países.

Sinopse: Santiago, um jovem pastor da Andaluzia, parte rumo ao Egito em busca de um tesouro escondido entre as Pirâmides. O que ele não sabe é que sua jornada o levará a riquezas muito diferentes – e mais satisfatórias – do que ele estava esperando.


2) Capitães de Areia – Jorge Amado

Mais um dos livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente. Publicado em 1937, esse romance é um dos mais importantes da nossa literatura. Esse clássico já foi traduzido para nada menos do que 48 idiomas diferentes e, de quebra, adaptado para o cinema, rádio, teatro e até televisão.

Sinopse: Pedro Bala, Professor, Gato, Sem Pernas e Boa Vida são adolescentes abandonados por suas famílias, que crescem nas ruas de Salvador e vivem em comunidade no Trapiche. Eles praticam uma série de assaltos e são constantemente perseguidos pela polícia. Um dia, Professor conhece Dora e seu irmão Zé Fuinha e os leva até o Trapiche, o que desencadeia a excitação dos demais garotos, que não estão acostumados à presença de uma mulher no local. Aos poucos, nasce o afeto entre o líder do grupo e a jovem.

3) A Hora da Estrela – Clarice Lispector

Esse famoso romance foi publicado em 1977 e teve um sucesso estrondoso. Em 1985, a obra foi adaptada para a televisão. As questões filosóficas e existenciais que são abordadas no livro encantaram leitores do mundo inteiro.

Sinopse: Clarice escreve sabendo que a morte está próxima e põe um pouco de si nas personagens Rodrigo e Macabéa. Ele, um escritor à espera da morte; ela, uma solitária que gosta de ouvir a Rádio Relógio e que passou a infância no Nordeste, como Clarice. A despedida de Clarice é uma obra instigante e inovadora. Como diz o personagem Rodrigo, “estou escrevendo na hora mesma em que sou lido”. É Clarice contando uma história e, ao mesmo tempo, revelando ao leitor seu processo de criação e sua angústia diante da vida e da morte. Macabéa, a nordestina, cumpre seu destino sem reclamar. Feia, magra, sem entender muito bem o que se passa à sua volta, é maltratada pelo namorado Olímpico e pela colega Glória. Os dois são o seu oposto: o metalúrgico Olímpico sonha alto e quer ser deputado, e Glória, carioca da gema e gorda, tem família e hora certa para comer. Os dois acabam juntos, enquanto Macabéa, sozinha, continua a viver sem saber por que está vivendo, sem pensar no futuro nem sonhar com uma vida melhor. Até que um dia, seguindo uma recomendação de Glória, procura a cartomante Carlota, uma ex-prostituta do Mangue, que revela a Macabéa toda a inutilidade de sua vida. Mas também enche-a de esperança, prevendo a paixão por um estrangeiro rico, com quem ela iria se casar.

4) Grande Sertão Veredas – Guimarães Rosa

Esse romance experimental de 602 páginas foi publicado em 1956 e já foi traduzido para diversos idiomas, tamanho o seu sucesso. Essa obra está na lista dos 100 melhores livros de todos os tempos.

Sinopse: A história gira em torno do jagunço Riobaldo, também conhecido como Tatarana ou Urutu-Branco, narrador-protagonista do livro. Há na obra dois pontos aos quais o narrador se apega.

5) Vidas Secas – Graciliano Ramos

Esse renomado livro foi publicado em 1938 e se transformou em um famoso romance que alcançou fama internacional. A obra desse premiado autor já foi traduzida para vários idiomas ao longo das décadas.

Sinopse: Vidas secas retrata a vida miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigada a se deslocar de tempos em tempos para áreas menos castigadas pela seca. O pai, Fabiano, caminha pela paisagem árida da caatinga do Nordeste brasileiro com a sua mulher, Sinha Vitória, e os dois filhos, que não têm nome, sendo chamados apenas de “filho mais velho” e “filho mais novo”. São também acompanhados pela cachorrinha da família, Baleia, cujo nome é irônico, pois a falta de comida a fez muito magra.

6) Macunaíma – Mário de Andrade

Outro dos livros brasileiros que ficaram famosos internacionalmente. O romance modernista desse famoso Poeta e Musicólogo foi publicado em 1928. A obra aborda aspectos peculiares da cultura brasileira e já foi traduzida para diversas línguas.

Sinopse: Modernista, o livro conta a história de Macunaíma, o herói sem nenhum caráter. Índio nascido na Floresta Amazônica, depois de perder a muiraquitã dada por sua companheira, Ci, a Mãe do Mato, ele decide viajar até a cidade de São Paulo para recuperar o amuleto.

 

7) As Três Marias – Rachel de Queiroz

Publicado em 1939, o livro é uma narração feita por Guta (Maria Augusta), desde quando ela vai para um internato e lá conhece duas amigas, com quem mantém amizade durante toda a vida, até a fase adulta. Também foi um importante marco para a literatura brasileira e chegou a virar novela, além de ser traduzida para diversos idiomas.

Sinopse: As três Marias , romance de Rachel de Queiroz, publicado originalmente em 1939, conta a história das três amigas Maria Augusta (Guta), Maria da Glória e Maria José, desde sua infância em um colégio de freiras até a vida adulta. Maria da Glória dedicou-se à maternidade e à família, Maria José, sempre devota, voltou a morar com a mãe e virou professora, e Maria Augusta, diferente das amigas, determinou-se a construir o próprio caminho: voltou a morar com a família, mas, descontente, retornou para Fortaleza. Trabalhou como datilógrafa e, lá, apaixonou-se. É quando a autora permite-se ir mais fundo na perspectiva social e na agudeza da observação psicológica

 

 

 

*Fonte: portal Concurseiros no Brasil

Veja também:

Quer receber nossas notícias e dicas de turismo, gastronomia e entretenimento em primeira mão? Siga o Curta Mais no Instagram: @guiacurtamais e nas outras redes sociais, você também pode entrar em nosso canal do WhatsApp clicando aqui.